Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Microsoft: até o final de 2011, 30 milhões de Windows Phone serão vendidos

28 de maio de 2010 0
The following two tabs change content below.

Guilherme Neves

Jornalista, fã de gadgets e traquinanas tecnológicas em geral. Linux user convicto, mas não xiita.

Quando se fala em briga dos smartphone, a memória nos obriga a passar por certas marcas. A minha, por exemplo, me remete a iPhone e Android e, num segundo momento, BlackBerry, Nokia – mas basicamente tudo vinculado à plataforma. E o Windows Mobile? Enquanto usuário de um aparelho com WinMo 6.1, estou satisfeito, mas não dispensava um iPhone ou um Android.

E um Windows Phone?

Bem, segundo a Microsoft, 30 milhões de modelos serão vendidos até o final do ano que vem, segundo o site Mobile Tech World. São praticamente 19 meses, com duas temporadas de final de ano com consumo elevado, para a MS provar que ainda tem fôlego e inventividade neste mercado.

Para isso, a MS vai ter que mudar a mira do canhão para outro público. Vejamos, um aparelho rodando Excel, clientes de e-mail e um forte na sincronia com outros produtos da marca cai bem com executivos, mas e o usuário final?

Este vem atrás de outras aplicações, com possibilidades mais inovadoras. Queremos – na primeira do plural, porque não sou executivo – um gadget que sirva para coisas que nem sabemos ainda que necessitamos. Isso, nem a Apple e nem o Google fazem. Quem faz por eles, e muito, são os desenvolvedores. É este o público que a MS deve buscar, para garantir 30 milhões, ou mais, de modelos com sua plataforma móvel.

Como diria Steve Ballmer: developers, developers, developers, developers.

Comentários

comentários

Envie seu Comentário