Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Google desiste do smartphone Nexus One

07 de julho de 2010 7
The following two tabs change content below.

Lançado em janeiro – junto com uma badalada loja virtual – o Nexus One foi anunciado como o “superphone” da Google. Após cerca de seis meses, a empresa abandonou o projeto e decidiu não fabricar um novo modelo do smartphone. A informação foi dada pelo presidente e CEO da empresa, Eric Schmidt.

Conforme o “Telegraph“, o presidente explicou que o Nexus One já cumpriu sua missão de ajudar a alavancar a plataforma Android, não sendo necessário seguir adiante.

- Foi tão bem sucedido que não precisamos fazer um segundo. Gostaríamos de ver isso como algo positivo, mas as pessoas nos criticaram fortemente – disse Eric Schmidt.

A Google deve seguir apostando na plataforma Android, mas sem um hardware próprio. O CEO ressaltou que a principal diferença entre o Android e o modelo Apple é que o software Google é totalmente aberto.

Na mesma entrevista, Eric Schmidt admitiu que, embora talvez não seja necessário, a Google pode utilizar o mesmo tipo de estratégia – parceria no desenvolvimento de hardware próprio – para favorecer o crescimento do sistema operacional Chrome OS.

>>>Leia também: Microsoft mata smartphone Kin

Envie TECNO para 46956 e receba as últimas novidades do mundo tecnológico. O custo por mensagem recebida é R$ 0,31 para todas as operadoras.


Comentários

comentários

Comentários (7)

  • William Guterres Felix diz: 7 de julho de 2010

    Mas que besteira eles fizeram.
    Dessa forma nunca conseguiram superar o Iphone.
    O Jobs deve ter dado pulos de alegria quando leu essa notícia.

  • Robert Dias diz: 7 de julho de 2010

    Eles realmente alcançaram seus propósitos. O lançamento do Nexus One trouxe uma seriedade ao Android e também mostrou aos outros fabricantes qual o tipo de hardware que o próprio Google estava esperando quando desenvolveu o Android (e continua desenvolvendo). Como vocês devem saber, a nova leva de Celulares com Android é ainda superior (em alguns pontos) ao próprio Nexus One. Vale lembrar que o hardware do Nexus foi todo feito pela HTC e que eles continuam a produzir excelentes Celulares (ou GooglePhones) rodando Android, como o Droid Incredible e o EVO.
    Depois de determinar um padrão de qualidade e de mercado com o Nexus One, o Google pode parar de se preocupar com hardware, logistica, etc (que não são parte do seu business core) e focar no desenvolvimento do Android (vale citar que em sua ultima versao Froyo o Android está matando a pau o iOS e o MeeGo, em funcionalidade e desempenho).
    Não descarto intervenções futuras do Google caso o mercado volte a não produzir celulares a altura do Android.
    Mas considero cumprida a meta de introduzir um novo conceito de smartphone baseado em um sistema de código aberto e com funcionalidades de dar inveja a qualquer iPhone e similares.

  • Fernando diz: 7 de julho de 2010

    Eu sinceramente não consigo acreditar em uma frase do tipo: “foi tão bem sucedido que não precisamos fazer um segundo”. Me esforço, mas não consigo. Ninguém, simplesmente ninguém, abandona um projeto porque a primeira parte foi tão bem sucedida. Acredito que o Nexus One tenha sido um fracasso de vendas. Acho que todos os outros smartphones com Android tenham tido uma vendagem bem melhor que o Nexus One e, por isso, o projeto foi engavetado.
    Resposta: É o que eu acho também…

  • Paulo Lopes diz: 7 de julho de 2010

    A velha e boa arrogância do google. Volto a dizer, fora busca e gmail, eles vem lançando um fracasso após o outro.
    Buzz, Wave, etc.

  • camilo lopes diz: 7 de julho de 2010

    haha, nunca vi ninguem abandonar projeto so pq a missao foi cumprida, ainda mais no capitalismo, que nada abandonaram pq perderam foi grana e se continuasse, ia perder mais, e como o paulo falou, os ultimos produtos deles, nao tem nada relacionado à sucesso e nao quiseram pagar pra ver. Agora o nexus one parecia ser um bom aparelho, quem sabe o que nao faltou foi persistência? Nao sei se o Jobs ficou feliz nao,pq o concorrente dele é o sistema operacional e nao o aparelho em si. eu compraria o nexus one ou outro aparelho por ser android e nao por ser fabricado pelo google, quem fabricou pouco importa.

  • Vinicius diz: 7 de julho de 2010

    Para Roberto, vai trabalhar!!! eheheheheheh

    Concordo que se preocupar com hardware nao tah com nada. O Iphone nem eh fabricado pela Apple e sim pela Foxcomm. Vai dominar o mercado quem tiver o melhor sistema operacional. E com a saida da Google da “fabricacao” de hardware abre espaco para novos fabricantes implantarem Android em seus celulares. Ou alguem sente falta de computadores fabricados pela Microsoft para usar o Ruindows?

  • Ismael diz: 7 de julho de 2010

    “Acredito que o Nexus One tenha sido um fracasso de vendas. Acho que todos os outros smartphones com Android tenham tido uma vendagem bem melhor que o Nexus One e, por isso, o projeto foi engavetado.”

    Não é por aí, Fernando.

    O Nexus One recebeu só elogios nos reviews. As vendas foram muito bem.

    Mas alguns problemas que nem se referem ao aparelho:

    1 – O Google além de fabricar(projetar na real) também vendia. E o canal de venda e principalmente pós venda sim que foi um fracasso. O Google se mostrou despreparado para isso. O que acontecia, a pessoa comprava, recebia e quando queria suporte, tinha dúvidas de como configurar o google não tinha suporte eficiente para isso.

    2 – O Google criou e promoveu o Android como algo que todos pudessem usar. Pois bem, quando o Google apareceu com aparelho próprio, ficou meio estranho. De certa forma, embora ninguém tenha revelado nada abertamente, os fabricantes se sentiram traídos. Afinal iriam ajudar uma espécie de concorrente agora, não um parceiro. Claro que poderiam continuar usando e até modificando o sistema, mas complicado de concorrer com o Google que tem Know How nessa área.

    Por essas razões, inexperiência em venda/pós venda e evitar atrito com os fabricantes/parceiros, é muito mais negócio deixar para lá.

    Só acho que foram ruins é no timing, sair essa notícia na mesma semana que a MS dá um vexame daqueles é pedir para ser comparado. Mesmo sendo algo bem diferente, vai explicar isso pro povão.

Envie seu Comentário