Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pesquisa: 8% dos internautas já foram vítima de sequestro de dados

19 de julho de 2010 0
The following two tabs change content below.

Guilherme Neves

Jornalista, fã de gadgets e traquinanas tecnológicas em geral. Linux user convicto, mas não xiita.

Pesquisa realizada pela empresa de segurança Avira revela que 8% dos 2.197 internautas consultados já pagaram resgates por dados sequestrados de seus computadores. Segundo o relatório, muitos usuários não estão preocupados com o golpe e não possuem backup (cópias de segurança dos dados). Confira os resultados:

• 8% já foram vítimas desse tipo de roubo de dados e tiveram que pagar um resgate
• 16% dos usuários salva fotos, dados e arquivos pessoais, mas não cria backups regulares. Estes mesmos usuários confessam que estariam prontos para pagar um alto valor para resgatar a posse dos dados
• 18% disseram que sobreviveriam à perda de dados, pois não armazenam dados pessoais em seus PCs
• 25% afirmaram que utilizam seus computadores apenas para navegar e não mantêm arquivos importantes neles
• 33%  revelou que cuida muito bem de seus arquivos e salvam seus dados regularmente

Segundo a Avira, os sequestros de dados são realizados por cavalos de Troia (trojans) criados especialmente para facilitar a extorsão. Os trojans se introduzem facilmente nos PCs que não possuem software de segurança atualizado ou com recursos avançados de detecção deste tipo de praga virtual.

Caso seja vítima, o conselho da Nodes Tecnologia, que representa a Avira no Brasil, é não aceitar e nunca pagar pelo resgate de seus dados. Geralmente a vítima é direcionada para um site onde são coletadas informações do cartão de crédito e de sua conta bancária.

A dica é  realizar backups regulares em uma unidade de disco externa ou pen drives, além de adotar uma solução antivírus completa, a fim de detectar e eliminar cavalos de Troia e outras ameaças.

Comentários

comentários

Envie seu Comentário