Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Fórum Software Livre - o checklist da mochila

21 de julho de 2010 0
The following two tabs change content below.

Guilherme Neves

Jornalista, fã de gadgets e traquinanas tecnológicas em geral. Linux user convicto, mas não xiita.

Na capa do ZH Digital desta quarta-feira damos algumas dicas do que levar ao Fórum Internacional Software Livre (fisl11), com atividades a partir de hoje na PUCRS, em Porto Alegre. Para curtir melhor a programação, vamos agora a um detalhamento mais prático, no estilo checklist da mochila.

> Carregador da bateria do note
Na PUC há várias tomadas. Nos corredores, nos auditórios. Caso o seu portátil não resista a 12 horas de palestras sem se alimentar de novo, leve o carregador para garantir sua permanência online. Sem energia, nada acontece.

> Um “T”
Digamos que você saiba onde está a dita tomada, mas alguém chegou primeiro. O que fazer? Solidariamente, introduza o “T” no problema. Pergunte se dá para compartilhar a “luz”, numa boa.

> Extensão
Ainda na temática energética (percebam que eu já tive problemas com isso), uma extensão é uma boa na hora de se ligar na tomada ao longe. Pode ser que os caras mais perto da fonte na fileira de cadeiras nem notebook tenham. Se ninguém topar trocar de lugar, pede o favorzinho de ligar a extensão lá.

> Cabo de rede
Nada pior do que não ter sinal Wi-Fi (não é o caso, em princípio, da PUC), ver um ponto de rede livre e não ter o bendito cabo ethernet para conectar. Quem avisa, amigo é.

> Pen drives
Trocar arquivos entre computadores pode ser mais prático do que ficar baixando na rede do Fórum, que já aprontou com suas instabilidades temporátias em edições anteriores do evento – nada de grandes transtornos, mas… Uns drives USBs podem servir para guardar arquivos novos.

> Pen drives (2)
Outra, para quem usa netbooks da primeira geração (com 2 GB a 4 GB de memória): os pen drives são um bom lugar para guardar fotos e vídeos compactados, sem ocupar espaço no parco HD do seu “notezinho”.

> Modem 3G
Caso você tenha, é uma boa para fugir de possíveis problemas na conexão local, se você não os tiver com a operadora, é claro.

> Um lanchinho
Saindo um pouco da nerdice, se você já desembolsou entre R$ 100 e R$ 200 para estar lá, talvez não esteja muito disposto a comprar os salgados das lancherias da PUC. Há alternativas, como dar um pulo até os restaurantes da Avenida Bento Gonçalves, mas como as palestras não fazem intervalo para o almoço, uma passada no supermercado antes de ir para a PUC garante o tira gosto.

Comentários

comentários

Envie seu Comentário