Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Fundação Mozilla também quer sua mão de obra

23 de julho de 2010 1
The following two tabs change content below.

Guilherme Neves

Jornalista, fã de gadgets e traquinanas tecnológicas em geral. Linux user convicto, mas não xiita.


Como mostra a matéria desta sexta-feira em Zero Hora, o 11º Fórum Internacional Software Livre (fisl11), que se realiza até este sábado na PUCRS, é um bom espaço para garimpar oportunidades de trabalho. Nem toda a oportunidade, no entanto, representa um contracheque no final do mês. Dando uma caminhada pelos grupos de usuário, você vai se deparar com o pessoal da Fundação Mozilla, desenvolvedora do navegador de internet Firefox (FF).

Voluntários da organização no Brasil vieram a Porto Alegre para, entre outras coisas, recrutar mais voluntários para ajudar no marketing, na tradução da documentação e de programas e em outras coisas.

Bati um papo com o estudante paulista Clauber Stipkovic, de 26 anos, que é voluntário na fundação há cinco anos. Ele divide o tempo entre a mãozinha camarada para o Firefox, faculdade e trabalho numa empresa em São Paulo. Será que vale o esforço?

_ Claro que sim. Quando você trabalha para a Mozilla, as pessoas te olham de outro jeito. Já concorria a vagas de trabalho em que o entrevistador olhou meu currículo, viu que eu era um dos voluntários cadastrados da empresa e disse: “opa! vamos conversar com mais calma”.

É isso aí. Cooperar com a equipe internacional de desenvolvedores do segundo maior navegador do mercado até pode não render uns trocados, mas com certeza agrega valor profissional ao currículo. Segundo Stipkovic, os voluntários acabam se tornando referência quando se trata de FF dentro da empresa. A dica vale, e muito, para desenvolvedores web.

Comentários

comentários

Comentários (1)

  • Ismael diz: 23 de julho de 2010

    Contribuir para projetos de software livre vale muito como currículo. Fica registrado que você trabalhou em algo no mundo real, algo além dos trabalhos da faculdade.

    Recentemente vi relatos de gente que coopera com o projeto webkit, base dos browsers Chrome e safari.

    O Google anda de olho e chamando alguns colaboradores do projeto.

Envie seu Comentário