Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Vídeo satirizando executivo do Google reacende controvérsia da privacidade na rede

03 de setembro de 2010 6
The following two tabs change content below.

Guilherme Neves

Jornalista, fã de gadgets e traquinanas tecnológicas em geral. Linux user convicto, mas não xiita.


A organização não-governamental norte-americana Consumer Watchdog (algo como o cão de guarda do consumidor) instalou um painel digital que exibe, na Time Square, em Nova York, um esquete do anúncio abaixo, satirizando a atitude de Eric Schmidt, um dos executivos do Google, com respeito à privacidade. Dê uma conferida no vídeo completo, de onde a imagem acima foi retirada.

_ Estamos satirizando Schmidt na área pública mais movimentada da nação para trazer à atenção do público a postura de Schmidt e do Google no que toca aos nossos direitos de privacidade _ diz Jamie Court, presidente da Consumer Watchdog.

Court e sua organização lutam pela aprovação de uma lista de  pessoas não rastreáveis. Os usuários presentes nela não poderiam ter suas informações divulgadas de qualquer forma.

Fazem parte da bronca as rateadas do Google com a coleta de dados de redes sem fio através dos carros do Google Street View e a divulgação de dados do Gmail através do Buzz.

Segundo a ONG, a população está do seu lado. Uma pesquisa realizada pela Grove Insight aponta que 90% dos norte-americanos acreditam que é importante ter mais leis que protejam a privacidade e a informação pessoal. De que jeito?

– 86% são a favor de um “botão anônimo” que impediria o rastreamento de informações de qualquer pessoa
– 84% se disseram favoráveis à proibição da coleta de dados de pessoas com menos de 18 anos
– 84% concordam com a proibição da coleta de dados por empresas sem a autorização por escrito do usuário

E você, leitor, concorda com as reivindicações?

Comentários

comentários

Comentários (6)

  • Ismael diz: 3 de setembro de 2010

    Agora ao ler a matéria, eu vi relação entre dois fatos distintos:

    -A rateada do Google ao coletar dados de Wifi com os carros do Street View

    -A brincadeira de ninguém poder bloquear o dono do Facebook.

    O que esses dois casos tem em comum, é que como efeito colateral, serviram para o usuário ver que está se descuidando com a segurança de seus dados.

    E em ambos os casos, se está reivindicando proteção do pai estado. Sim, se deve pedir leis de privacidade, é importante.

    Mas, leis não protegem ninguém. A lei diz a punição para uma infração(não sou advogado, minha interpretação). O medo da punição e o respeito ao próximo(minoria dos casos esse) impede o crime.

    Exemplo besta: Existe lei contra homicídios, mas não impede uma bala melhor que um colete apropriado.

    Se concentra muito a discussão na proteção a privacidade contra empresas. Até agora não li ninguém citar o Wardriving, http://en.wikipedia.org/wiki/Wardriving.

    Sim, existe até nome próprio para isso que o Google fez, quando de propósito. Para ver como é comum.

    O caso do Facebook é ainda mais besta porque não tem crime ou até mesmo algo que o usuário possa fazer. Na verdade o Facebook fez um favor aos usuários, com esse gesto, os fez pensar uma vez na vida o perigo que é ter suas informações online.

    Talvez algum psicólogo pudesse explicar que como o serviço vem através de uma máquina as pessoas acabam, inconscientemente esquecendo, que quem provê o serviço são pessoas.

    Ou seja, por mais leis que existam, sim, o risco que alguém use, ou ao menos veja dados privados é muito grande.

  • Rodrigo diz: 3 de setembro de 2010

    Queria saber quantos % dos entrevistados disseram que não tem interesse de procurar os dados dos outros.
    Não que eu seja a favor de ter meus dados pessoais na rede, mas sou tb contra achar dados de outras pessoas pela internet.

  • André diz: 3 de setembro de 2010

    As pessoas precisam ter em mente que uma empresa é sempre uma EMPRE$A em qualquer área e em qualquer lugar do mundo. E como tal ela tem dois objetivo primarios. Dominar o mercado em que atua e lucrar o máximo possivel.

    E o fato é que a maioria esmagadora das pessoas pensam que o Google, é uma “instituição de tecnologia filantrópica” que nos livrou das garras do “horrivel monstro devorador” Microsoft.

    O fato é: “O Lobo muda o pelo, mas não perde o vício”.

    Fiquem espertos!

  • Fernando de Oliveira diz: 3 de setembro de 2010

    Sim, concordo!

  • paulo diz: 3 de setembro de 2010

    Horrível monstra devorador da MS.
    Pessoal, vamos lá, virem o disco. A Microsoft tem lançado produtos realmente muito bons e existem alternativas (bem piores), mas existem.

    Quanto ao Google, o almoço de graça de hoje vai custar MUITO caro no futuro.
    Não me surpreenderei se um dia tivermos o vazamento de uma quantidade enorme de informações privadas de todos nós pelo Google. Hábitos da web, segredos particulares, perfil de compras, etc.

    Se liguem e deixem de usar o google o quanto antes. Daqui a pouco poderá ser tarde demais.

  • Ismael diz: 7 de setembro de 2010

    Paulo, explica sua lógica, por favor:

    Michael Jackson fez excelentes músicas, portanto, não podia ser pedófilo.

    Ou invertendo:

    Acho que MJ era pedófilo, então, suas músicas passam a ser ruins.

    E usando direto a sua lógica:

    “A Microsoft tem lançado produtos realmente muito bons e existem alternativas (bem piores), mas existem.”

    Em seguida…
    “Quanto ao Google, o almoço de graça de hoje vai custar MUITO caro no futuro.”

    Mas pera aí, o Google também faz produtos excelentes, então, não pode ser malvado?

    “Não me surpreenderei se um dia tivermos o vazamento de uma quantidade enorme de informações privadas de todos nós pelo Google. ”

    Humm… E tua continua lá no MSN / Hotmail? Acha que os dados ficam aí no teu Note só ?

    Muito estranha essa preocupação que só vê um alvo.

    Agora apareceram suspeitas(novas, porque sempre aparecem) da mimosa MS por trás dos panos, como é costume:

    http://thehill.com/blogs/hillicon-valley/technology/117293-google-suggests-search-neutrality-concerns-originate-with-microsoft-

    Que se tenha cuidado com todo mundo, quando se tem cuidado com uma só, tu pode estar sendo usado de massa de manobra em pura guerra de concorrentes.

Envie seu Comentário