Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Uso do domínio .xxx é aprovado para sites de conteúdo pornográfico

21 de março de 2011 2
The following two tabs change content below.

O uso do domínio específico .xxx para sites com conteúdo pornográfico foi aprovado pelo Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN), órgão que regulamenta os endereços da rede. O objetivo é permitir que as páginas de caráter sexual sejam claramente identificadas.

A decisão foi tomada após anos de polêmica. A primeira proposta para o uso do domínio específico foi apresentada no ano 2000. O resultado da votação no ICANN, de acordo com o “Ars Technica“, foi de nove membros a favor, três contra e quatro abstenções.

A criação do sufixo recebe críticas tanto de setores mais conservadores quanto da própria indústria pornográfica. Para os primeiros, ele facilitaria a expansão da pornografia na internet. Para a indústria, poderia facilitar uma censura prejudicial a seus interesses.

Considerando que o número estimado de sites pornográficos na internet seja cerca de 370 milhões, o uso do .xxx pode se tornar o mais popular da rede. O sufixo poderia até mesmo ultrapassar o tradicional .com.

>>>Leia também: Proposta de domínio próprio para sites pornográficos volta a ser discutida

Envie TECNO para 46956 e receba as últimas novidades do mundo tecnológico. O custo por mensagem recebida é R$ 0,31 para todas as operadoras.

Comentários facilitados: para quem ainda não percebeu, o blog não está mais exigindo cadastro para comentar. Deixe sua opinião!

Twitter: receba as atualizações do blog. Sigam-nos os bons!
@crespani
@bloginfosfera

Comentários

comentários

Comentários (2)

  • Carlos diz: 22 de março de 2011

    Boa idéia para quem deseja controlar o conteúdo a ser mostrado aos filhos, facilita as restrições.

  • Podcast Backup 106 – pornografia online, spams e a arte do podcast | Infosfera diz: 8 de abril de 2011

    [...] alô, o podcast Backup 106 pergunta se a aprovação do domínio .xxx para sites de conteúdo sexual explícito pode deixar o internauta livre da pornografia na internet. Em clima de japonês, André [...]

Envie seu Comentário