Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Podcast Backup 106 - pornografia online, spams e a arte de fazer podcast

08 de abril de 2011 1
The following two tabs change content below.

Alô, alô, o podcast Backup 106 pergunta se a aprovação do domínio .xxx para sites de conteúdo sexual explícito pode deixar o internauta livre da pornografia na internet. Em clima de japonês, André “moshi moshi” Crespani e Natália Cagnani debatem ainda sobre as tentativas de acesso a esse tipo de material pelas crianças no Brasil.

A posição do país como o terceiro no ranking mundial do envio de spams, também está na pauta. E, falando em spams, comentários a respeito da rede de mensagens sobre Viagra desmantelada pela Microsoft.

O episódio vem com um convite para o Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre (Flisol), que ocorre neste sábado em Porto Alegre. Ouça a entrevista com um dos organizadores do evento, Leandro Nunes. E em um exercício metalinguístico, o episódio do podcast reflete sobre a arte de fazer podcasts, com a convidada Déborah Salves, do podcast Imediato. Enfim alguém que realmente entende do assunto nessa bagaça!

>>>CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O PODCAST E FAZER SEU “BACKUP”

Comentários facilitados: para quem ainda não percebeu, o blog não está mais exigindo cadastro para comentar. Deixe sua opinião!

Twitter: receba as atualizações do blog. Sigam-nos os bons!
@crespani
@bloginfosfera

Comentários

comentários

Comentários (1)

  • Ismael diz: 11 de abril de 2011

    A abordagem de vocês sobre o novo domínio .xxx foi meio superficial além de que embarcaram por um caminho que não é bem o correto.

    Do jeito que discutiram, dava entender que todos sites iriam para esse domínio e o problema da pornografia para quem não quer ver estaria solucionado.

    Quem tem site de pornografia, não gostou muito da idéia, pois isso facilitaria o bloqueio. Inclusive a Austrália*(acho) já anunciou que bloquearia completamente o domínio.

    E aí entra uma questão maior: controle da internet. Fica a dúvida se a criação desse domínio não seria um primeiro passo para então (tentar) obrigar que todo site pornô o usasse. O que poderia acontecer com outras áreas.

    *Sobre a Austrália, talvez podia ficar de sugestão pro Canal dos Games uma pauta sobre a censura lá. Faz as restrições americanas parecerem coisa de pervertido. Andam proibindo tudo que tenha um mínimo de violência.

    Resposta: Ismael, boa essa reflexão sobre o controle na internet. Mas no caso do .xxx, pelo contrário, nós observamos justamente que colocar os sites nesse domínio não resolveria o problema da pornografia – que, aliás, só é problema para quem não quer ver – porque nem todos os sites com conteúdo sexual vão migrar, existem blogs e outros canais.

Envie seu Comentário