Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Top 5 inimigos dos eletrônicos na praia. Saiba os cuidados para usar seu gadget embaixo do guarda-sol

15 de janeiro de 2014 1
The following two tabs change content below.

Saiba os cuidados para usar seu gadget embaixo do guarda-sol

Nesses dias de calor é regra aproveitar as férias ou o fim de semana e pegar a estrada para o litoral. Seja pela Freeway, Estrada do Mar, BR-101, ninguém deixa de levar na mochila – junto com o protetor solar, espero – seu gadget favorito. Todavia, são necessários cuidados para usar os eletrônicos na praia sem danificá-los nem reduzir sua a vida.

Muitos dispositivos são projetados para suportar diferentes tipos de situações. Mas dicas gerais são sempre bem-vindas. Veja o top 5 inimigos dos eletrônicos na praia e saiba quais cuidados tomar:

1 – Areia

Quase todo mundo perdeu o medo e vai para baixo do guarda-sol com seu smartphone, tablet ou e-reader. É preciso, no entanto, evitar que a areia entre na estrutura, ou arranhe a tela toda. A dica é não manuseá-los com as mãos sujas ou deixá-los cair na areia. Caso note alguma pedrinha nos encaixes, tente remover com um pincel ou ponta de lápis. Uma boa medida é imediatamente guardar o gadget na bolsa após o uso, não o deixando exposto.

2 – Maresia

A maresia ataca os componentes eletrônicos mesmo longe da beira do mar. Faça a limpeza regular, com um pano, para retirar o excesso. Cases e estojos protetores podem ajudar a evitar a ação. Também vale guardá-los em ambientes mais fechados, como um roupeiro, ou até dentro de sacos plásticos, quando desligados.

3 – Água salgada

Caiu na água, já era (ou quase). O sal é um agente corrosivo, portanto é importante não só evitar dar um banho de mar no seu telefone, como também mexer nele com as mãos molhadas. O bom mesmo é lavar as mãos com água pura e secá-las antes de voltar a meter os dedões na sua tela touch.

4 – Água em geral

Mas não é só a água do mar que precisa ser evitada. Exceto aparelhos resistentes à água, qualquer um mergulhar, seja na piscina ou no banho de rio, tem boas chances de se tornar lixo eletrônico. Caso ocorra um acidente e seu gadget seja molhado, evite ligá-lo imediatamente. Dê (muito) tempo ao tempo e espere que ele seque bem antes de voltar a tentar usá-lo. Como há pequenos espaços internos nos quais a água pode ficar acumulada, o melhor é enviar o dispositivo para uma assistência técnica autorizada.

5 – Raios

O litoral tem uma incidência de raios maior, e eles podem queimar um eletrônico facilmente. Se estiver plugado na tomada – por exemplo, carregando a bateria – é preciso ficar atento à aproximação de tempestades. Vale o mesmo para o seu querido videogame. Pintou chuva, arranque tudo da tomada e evite uma descarga elétrica fatal para o dispositivo.

Comentários

comentários

Comentários (1)

  • Thiago diz: 15 de janeiro de 2014

    Dica 6.

    Deixe de ser atolado e vá para praia curtir a praia e não o eletronico, esse deixe em casa…..

Envie seu Comentário