Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de setembro 2011

Para aprender gastronomia e inglês em Nova York

23 de setembro de 2011 2

Quem quer unir o aprendizado com inglês com a oportunidade de aprender os segredos da gastronomia, não pode perder essa oportunidade de aprimorar os conhecimentos culinários em uma das cidades mais famosas e badaladas do mundo. O French Culinary Institute (FCI), em parceria com a agência Estados Unidos Brasil, do grupo S7 Study, está com inscrições abertas para dois cursos de gastronomia em Nova York.

Um dos diferenciais do instituto é o módulo de Pães Artesanais,  com 30h de duração. As aulas dão o embasamento e as ferramentas necessárias para a elaboração de pães tradicionais de diferentes países. Outro opção oferecida é a de Gastronomia Clássica, que possui carga horária de 40hs, pode ser feito duas vezes por semana durante um mês ou uma vez por semana aos sábados.

O curso de pães possui duas turmas: uma em novembro e outra em fevereiro. Já o de gastronomia clássica pode ser iniciado em novembro deste ano, junho ou agosto de 2012.
Informações e inscrições pelo site www.estadosunidosbrasil.com.br ou pelo telefones (51) 2108-7171

Intercambistas postam vídeos na internet para dividir memórias

21 de setembro de 2011 4

Uma jeito bacana de dividir com amigos e familiares tudo o que se aprende num intercâmbio é registrar os momentos importantes da experiência, seja em vídeos ou fotos. Para não perder nenhuma memória da sua experiência no Canadá, a porto-alegrense Gabriela Kohek resolveu divulgar vídeos no YouTube. Ela está na cidade de Stratford e vai fazer um ano do ensino médio lá. Toda as novas descobertas, dúvidas e inseguranças são compartilhadas com os internautas no canal “Sharing Memories”. Olha o primeiro vídeo da Gabriela no Canadá:

Para fazer estágio voluntário na Austrália

20 de setembro de 2011 9


Sempre sonhou em morar perto da praia e quer ter uma oportunidade profissional fora do país? Um programa de estágio não remunerado na Austrália para jovens estudantes ou formados em diversas áreas, o Australian Professional Internship, está com inscrições abertas. É uma alternativa interessante ao intercâmbio só com o curso de inglês, porque dá a chance de se aperfeiçoar na sua área e firmar alguns contatos

Estão disponíveis vagas nas áreas de administração de empresas, jornalismo, agricultura, direito, marketing, arquitetura, engenharia, informática, hotelaria, finanças, design gráfico e telecomunicações. Com duração de 6 a 26 semanas, o estágio é oferecido nas cidades de Brisbane, Cairns, Gold Coast, Melbourne, Perth, Sydney, entre outras.

Para participar é preciso ter inglês avançado e idade entre 18 e 30 anos. A seleção acontece através de uma entrevista por telefone para conhecer o perfil do candidato. Mais informações podem ser obtidas no site www.stb.com.br ou pelo telefone (51) 4001-3010.

Uma aventura intelectual do Panamá ao Tibete

16 de setembro de 2011 4

O relato desta semana veio direto dos picos do Himalaia. A Lenora Barcellos, formada em administração, traçou dois caminhos distintos antes de chegar nas montanhas que cortam cinco diferentes países: depois de um ano de faculdade nos Estados Unidos, aprendendo na prática e na teoria a eterna busca por “ser melhor que a concorrência”, partiu para um intercâmbio de 15 meses no Panamá, país da América Central do qual a maioria das pessoas não têm nem sequer uma imagem pré-concebida. Não sei se dá para dizer que a viagem terminou numa aventura espiritual na Ásia, porque, ao ler um pequeno resumo da aventura intelectual e espiritual da Lenora pelo mundo, você talvez termine achando que encontrou a prova viva de que viajar e aprender vicia.



“Decidi fazer dois intercâmbios com diferentes objetivos. O primeiro foi para cursar um ano da faculdade nos Estados Unidos. Foi uma profunda imersão na minha futura área de atuação. Dediquei-me às aulas College of Charleston, na Carolina do Sul e, na prática do dia a dia, no país que não apenas inventou a Administração e o Marketing, como os tem intrínsecos em sua cultura.

Lenora com os colegas de trabalho no Panamá

O segundo foi um intercambio profissional. Atuei como trainee de Marketing no Panamá, onde tive a oportunidade de conhecer mais do país, da América Central e Latina, da indústria farmacêutica, de gerenciamento de produtos  e de mim mesma. Para mim até então, América Central era uma incógnita. Assim que me interessei e me candidatei pela vaga que era oferecida no país dei conta quão pouco eu sabia sobre ele e seus vizinhos. Confesso, nem sequer sabia quais eram seus países vizinhos. Mais um motivo para ir.

Chegando, a minha ignorância confrontada pela surpresa ao me deparar com a vista do apartamento que seria minha casa pelos próximos 15 meses, no último andar de um edifício baixo, para os padrões locais, de 18 andares. Da minha sala, contava-se mais de 10 guindastes levantando verdadeiras torres.  Uma coisa é ler que o Panamá é um país em pleno crescimento econômico. Outra é observar reflexo disso na vida das pessoas e sentir os efeitos dos entraves que o impedem de crescer ainda mais. Neste lugar, se investe pesado em infraestrutura, mas a educação e o desenvolvimento do povo local não são bem o foco do governo.

Logo ao lado, está a Costa Rica, país que vim a admirar muito pela qualidade dos serviços, transportes e que não é uma potencia econômica, mas mantém um terço de seu território como reserva florestal. Além de ter um povo alegre que tem por hábito comer arroz e feijão de café da manhã. Pude também visitar a Guatemala, El Salvador, Cuba, Colômbia, Venezuela, além de conhecer bastante bem o Panamá.  O interior, fora da capital não é tão desenvolvido e, por consequência, tem sua vegetação tropical e paraísos caribenhos bem preservados.

Lenora deu aulas de inglês no Tibete


No fim da experiência, voltei ao Brasil. Após regressar, parti novamente. No roteiro: Alemanha, Tailândia, Inglaterra e um mês de viagem pela Índia. Foquei a aventura no norte do país, bastante espiritualizado, onde está hoje o Tibete, exilado. Por enquanto sigo no aqui, bem ao norte, e posso afirmar que a vida é valorizada acima de tudo. As pessoas, talvez motivadas por sua busca espiritual, tentam ser sempre o melhor possível. O que afeta inclusive o comércio: aqui tudo vale o máximo que cada pessoa estiver disposta a pagar por ele.”

Dica para aprender um pouco de italiano de graça

14 de setembro de 2011 2

Até hoje, choro de rir quando lembro da história contada por um amigão que estava na Itália com os pais: o pai dele estava tentando comprar uma passagem de trem e a máquina resolveu não fazer o que ele queria. Não deu outra, ao ver uma pessoa impaciente esperando para comprar seu bilhete, ele vira, olha pra cara do sujeito, fecha os dedos, balança a mão, carrega no sotaque “italiano” e diz bem alto: “no funcciona”.  A criatura olha para o pai do meu amigo e diz: “brasileiro, né?”.

Para quem está com viagem para Itália já marcada ou simplesmente tem interesse em conhecer um pouco da língua para evitar essas situações cômicas (:D), fica essa dica valiosa:  na próxima sexta, dia 16 de setembro, a Acirs – Lingua e Cultura Italiana promove  aula com expressões italianas básicas para viajantes (palavras e frases).  É um bom começo para quem nunca teve a opotunidade de ter contato com a língua.

Não é necessário nenhum conhecimento do idioma. O encontro acontece a partir das 19h na Acirs unidade Bom Fim (Av. Osvaldo Aranha, 744, Porto Alegre). A aula é gratuita e aberta à comunidade. É só chegar, não é preciso retirar senhas.

O evento faz parte do ‘Venerdì Culturale’, projeto que tem como objetivo promover a cultura da Itália através de encontros gratuitos e abertos à comunidade em geral, todas as sextas-feiras.

Informações: www.acirs.org.br, ou (51) 3212. 5535

Quer aprender a cozinhar com os discípulos de Jamie Oliver?

05 de setembro de 2011 2

A Inglaterra é  berço de um dos grandes ícones da culinária moderna, o chef Jamie Oliver. Conhecido por seus livros e programas de televisão, Jamie também é famoso pelo uso de alimentos naturais e orgânicos e por seu trabalho recente em mudar hábitos alimentares nas escolas britânicas.

De 4 a 18 de dezembro, os acadêmicos da Feevale e outros interessados poderão desfrutar dos encantos da Inglaterra, enquanto aprimoram o inglês e participam de aulas de culinária. O intercâmbio será  em Brighton, onde a equipe do chef Jamie Oliver oferece cursos de gastronomia. Os participantes do intensivo de inglês intitulado England: English, Cookery and Christmas Time participarão de aulas de inglês todas as manhãs e, três vezes por semana, à tarde ou noite, terão aulas de gastronomia no espaço Recipease. Mais novo empreendimento do Chef Jamie Oliver, Recipease é um local aberto para venda de alimentos, acessórios de cozinha, além de ser um espaço para aulas de culinária.

O curso procura desenvolver habilidades gerais na cozinha, ensina a fazer alguns pratos e como melhor apresentá-los. Os participantes terão um intenso contato com a gastronomia inglesa, fortemente marcada pela sua localização geográfica, fronteira com países europeus e importação de ingredientes e receitas vindos da China e Índia. Pães, queijos, carnes assadas, guisados, tortas de carne  e peixes de água doce e salgada são pratos tradicionais no país. E também os famosos  fish and chips e bangers and masch, é claro.

Para participar do intensivo e das aulas de culinária, não é exigido um nível específico de inglês, pois haverá acompanhamento de uma professora do Centro de Idiomas da Universidade. As inscrições estão abertas no site www.feevale.br/intercambio e mais informações podem ser obtidas pelo e-mail intercambio@feevale.br e/ou por telefone (51) 3586-8829.

Programa para trabalhar legalmente nos EUA nas férias tem inscrições abertas

02 de setembro de 2011 3

Cidades como São Francisco ou Nova York podem ser escolhidas como destino no True USA

Quem quer aprimorar o inglês e ainda juntar uma graninha nos Estados Unidos tem até 30 de setembro para se inscrever no programa True USA. A modalidade oferece vagas para trabalhar em parques, hotéis, estações de esqui, durante as férias acadêmicas. Por conta das diversas atrações, como parques temáticos, estações de esqui, cassinos, entre outras, os país é um dos destinos mais procurados pelos intercambistas do mundo todo.

O programa, também conhecido como Work and Travel, permite que universitários, com idade entre 18 e 28 anos, realizem esse intercâmbio durante as férias acadêmicas e conheçam o país com permissão para trabalhar legalmente. As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas pelo telefone (51) 3342-2550 ou pelo portoalegre@worldstudy.com.br.