clicRBS
Nova busca - outros
30 mai11:11

Adoção: Jovem de Itajaí optou por adotar dois adolescentes

Por Patrícia Auth, Jornal de Santa Catarina

Ana Marta, 15, e Mizael, 14, saíram de um abrigo em Itajaí para mudar a vida da cabeleireira Dayane Samara Tavares, 25 anos. Há dois anos, a casa, onde antes moravam apenas ela e o marido, o advogado Silvonei Silva, 42, se tornou o lar dos adolescentes. Os dois, que são irmãos biológicos, não hesitam em chamar o casal de pai e mãe, e a convivência entre eles fez Dayane não ter dúvidas:

– É amor de mãe o que eu sinto. Com eles eu tenho alegrias e preocupações. A gente dá carinho, mas também chama a atenção quando precisa. A minha vida é de mãe de adolescente, como qualquer outra.

Na volta do colégio, Mizael encontra a mãe para almoçar (Foto: Gilmar de Souza)O interesse pela adoção partiu do casal. O marido da jovem tem dois filhos biológicos do primeiro casamento. A vasectomia impediu que ele e Dayane tivessem um filho juntos. Com a decisão, os dois começaram a visitar os abrigos da cidade. A intenção era adotar uma criança, mas Ana Marta e Mizael apareceram e tudo mudou.

– Conhecemos a história dos dois e fomos nos apegando. Eles já estavam no abrigo há bastante tempo. Conversávamos, brincávamos e nos sentíamos felizes com eles.

Antes de irem para o abrigo, Ana Marta e Mizael moravam em Navegantes com os pais biológicos e uma irmã de 11 anos. Quando tinham cinco e seis anos, a mãe foi embora de casa, cansada de apanhar do marido, e abandonou os três. A mulher formou uma nova família, mas rejeitou os filhos do primeiro casamento.

Dayane conta que a adoção teve uma condição imposta pela Justiça: a convivência com a irmã, que foi adotada pela madrinha dela. Hoje, sempre aos finais de semana, os três se encontram, mas nenhum deles tem contato com os pais biológicos.

Não foi só a rotina de Dayane e Silvonei que mudou. Agora, Ana Marta e Mizael estudam em colégio particular e fazem cursinhos. A jovem mãe se orgulha e revela:

– Quando você adota um adolescente, não é você quem escolhe, são eles. Por já terem vontade própria, eles que te adotam, e isso é muito bom.

>>> CAMPANHA INCENTIVA A ADOÇÃO TARDIA

O PROCESSO DE ADOÇÃO
- É preciso procurar o Fórum de sua cidade, preencher um cadastro e entregar os documentos solicitados
- Se habilitados, os pretendentes passam a fazer parte do Cadastro Único Informatizado de Adoção e Abrigo (Cuida), concorrendo à adoção em todas as comarcas do Estado
- Desde 2010, com a mudança na Lei da Adoção, os interessados devem passar por um curso informativo. Este é um dos requisitos para ser considerado apto
- O candidato pode consultar detalhes do processo no site do Poder Judiciário (www.tj.sc.gov.br)


Por

2 Comentários »

  • Gracielle disse:

    que bela atitude!

  • Kátia disse:

    Adoro ver essas noticias, sempre me emociono. Ainda terei coragem de tomar esta atitude. Parabens a familia…

Comentários