clicRBS
Nova busca - outros
02 mai17:50

Morador reclama descaso com monumento dos 150 anos de Itajaí

O arquiteto Homero Bruno Malburg, morador de Itajaí, enviou ao clicRBS Itajaí reclamação a respeito do descaso com o monumento comemorativo aos 150 anos de Itajaí, construído em 2010 na Praça Genésio de Miranda Lins. Segundo afirma, parte da obra foi modificada e descaracterizada.

O projeto é do arquiteto Marcos Konder Netto, professor da UFRJ, emérito autor do Monumento aos Pracinhas do Aterro do Flamengo no Rio de Janeiro. Malburg trabalhou na Comissão do Sesquicentenário, na coordenação da confecção dos projetos complementares: estrutural, hidrossanitário e de iluminação e acompanhamento da obra.

“O Espaço do Sesquicentenário, como foi intitulado pelo autor do projeto, é composto pelo obelisco, o arco metálico e o espelho d’água, formando o conjunto da obra. A obra foi executada com recursos de várias empresas de Itajaí que se uniram para erigir o monumento. Como era de se esperar de uma construção onde cada item foi “mendigado” tivemos vários percalços e defeitos construtivos. No final, ficou aceitável.

Para nossa surpresa e total indignação, verificamos ter sido há pouco aterrado o espelho d’água e nele plantadas flores. Como se não fosse suficiente a ausência das duas placas comemorativas retiradas logo após a inauguração em 30/12/2010 e o estado precário da iluminação, fomos brindados com mais essa atitude totalmente desrespeitosa ao autor da obra.

Assim sendo, exigimos a volta imediata do espelho d’água funcionando como deveria, com os equipamentos de filtragem e circulação da água, assim como a recolocação das placas e o conserto da iluminação.

Por

3 Comentários »

  • Rodrigo disse:

    Bom Dia…sou Eng.Civil e se você pensar um pouquinho meu caro Homero, deve ter sido retirado a “piscina” devido ao mosquito da dengue, já que ela não estava tendo a devida manutenção. E também acho que tem tanta coisa mais útil na nossa cidade para se reivindicar e mais necessário, do que ficar reclamando que tiraram o espelho d’água. Não está abandonado está ? Apenas modificaram creio eu, para evitar maiores problemas.

  • Rodrigo disse:

    E, também cansei de ver ciranças e até “marmanjos” tomando banho ali…então já que a população não sabe se comportar, nada mais justo que retirar essas “banehira pública”…

  • Homero Bruno Malburg disse:

    Rodrigo: Teu comentário é bem próprio de Engenheiro Civil mero executor e desprovido de qualquer senso de estética. O principal aspecto que defendo é o do desrespeito ao direito autoral. Você já passou pela experiência de ter um projeto seu modificado à vontade do proprietário? Como é que fica a responsabilidade técnica? Existe um chafariz em frente a Matriz que permanece intacto. Quem sabe o mosquito da dengue não goste dele…

Comentários