11 mai09:25

Sonda vai modernizar análise no Rio Camboriú

Patrícia Auth, Jornal de Santa Catarina

A atual coleta manual diária de água para identificar a qualidade do Rio Camboriú será modernizada. Até o final de julho, o processo será comandado por uma sonda multiparamétrica, que fará a avaliação do rio todos os dias a cada 15 minutos. O equipamento será instalado ainda neste mês e ficará sob responsabilidade da Epagri/Ciram.

– A transmissão dos dados será feita em tempo real via rádio e celular, por mensagem. Na Epagri/Ciram de Florianópolis esses dados serão interpretados e gerados para as cidades de Balneário Camboriú e Camboriú – explica o gerente da Epagri/Cigram, Edson Silva.

A sonda é um dos componentes do sistema de monitoramento ambiental que ficará instalado na bacia do Rio Camboriú. Cinco estações meteorológicas farão parte do sistema. Quantidade de chuva, nível da maré, vazão e qualidade das águas do rio serão os itens que receberão acompanhamento.

Silva conta que a instalação dos equipamentos exigirá um trabalho de orientação junto aos moradores que vivem nas proximidades do Rio Camboriú:

– Eles serão bastante beneficiados com o sistema, pois saberão com antecedência, por exemplo, se há previsão de cheia do rio. Mas é preciso que eles conheçam os equipamentos e primem também pelo cuidado deles.

>>> Saiba mais

Dados também poderão embasar pesquisas a longo prazo

Além da utilidade diária, o sistema permitirá a realização de pesquisas a longo prazo. De acordo com o pesquisador da Epagri/Ciram, Everton Blainski, a sonda vai formar uma série histórica que permitirá, depois de cinco anos de dados reunidos, a realização de estudos ambientais.

A instalação dos equipamentos será feita pela Epagri/Ciram em parceria com as prefeituras de Balneário Camboriú e Camboriú, Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (Emasa) – responsável pela distribuição de água aos dois municípios – e Tedesco Marina, localizada às margens do Rio Camboriú.

Por

Comentários