clicRBS
Nova busca - outros
25 jun10:58

Fique longe do atchim! Saiba como se proteger das doenças de inverno

Por Hora de Santa Catarina

Com a chegada do inverno e do frio, o drama começa: as vias aérea ficam congestionadas e a tosse e o espirro fogem do nariz sem pedir licença. E não apenas as doenças respiratórias são típicas da estação: otite, gastroenterite e amigdalite também aparecem com frequência. 

A regra número 1 para evitar esses males é simples e deve ser levada à risca principalmente em escolas e creches, tanto pelos funcionários quanto pelos alunos: lavar as mãos sempre que possível. 

— É interessante ensinar para as próprias crianças que coloquem a mão em frente à boca se forem espirrar ou tossir, que lavem as mãos sempre e que utilizem também o álcool gel — sugere o pediatra Marcelo Pavese Porto. 

Além disso, manter uma alimentação saudável é fundamental para prevenir quadros virais e doenças respiratórias, destaca o pediatra Erico José Faustini. 

As principais doenças da estação:   

Respiratórias 

— São as mais comuns, como gripe, asma, sinusite, bronquiolite e pneumonia. As crianças menores são as que mais sofrem, já que o sistema imunológico ainda não está totalmente ativo. 

— Nas crianças com menos de um ano, um quadro respiratório prevalente é o de bronquiolite. A infecção dos bronquíolos é transmitida via oral e requer atenção especial dos pais. Chiado no peito, tosse e respirações rápidas são os sintomas mais comuns.

Otite
 

— Com o aparelho respiratório e o auditivo em formação e ainda interligados, os bebês têm grande propensão a ter otite. Os germes localizados nas fossas nasais se propagam com facilidade até o ouvido e podem causar um quadro de infecção. A criança com dor e diminuição da audição costuma ficar mais irritada e inquieta, recusa alimentação e apresenta febre. Para o tratamento, é receitado antibiótico. 

Gastroenterite 

— Causada por vírus ou bactérias, a gastroenterite tem como sintomas mais comuns diarreia, náusea e vômito. Pode ocorrer em sequência a um quadro de resfriado. Como perde-se bastante líquido, é importante a hidratação com chás, sucos ou água. Os pais devem redobrar a atenção caso as crianças urinem menos e apresentem olhos fundos, saliva grossa e pele enrugada. 

Amigdalite 

— O processo de inflamação das amígdalas ocorre em complicação bacteriana ou viral de um resfriado. Começa com tosse e coriza nasal. Caso a criança apresente febre elevada, é importante usar um antitérmico. Outros sintomas são dor na garganta e dificuldade para engolir. 

— A transmissão se dá no contato humano. Logo, é importante que os pais evitem que a criança esteja no mesmo ambiente de outras pessoas com quadros virais. O tratamento é feito com antibiótico prescrito por um médico.

Por

Comentários