Aeroportos

21 mai10:57

Aeroporto de Navegantes volta a operar normalmente

Desde as 8h desta segunda-feira, o Aeroporto Ministro Victor Konder, de Navegantes, opera normalmente. A forte neblina fez o aeroporto ficar fechado por cerca de uma hora no inicio da manhã.

Segundo informações da Infraero (clique e confira a situação do seu voo), até as 9h45min, três voos foram cancelados, todos da Azul Linhas Aéreas. Dois deles tinham como destino São Paulo e Rio de Janeiro. O terceiro viria de Curitiba (PR).

BLOG DO LITORAL

Comente aqui
10 mai08:52

Após fechamento Aeroporto de Navegantes volta a operar normalmente

Dagmara Spautz, Jornal de Santa Catarina

Uma forte neblina causou o fechamento do Aeroporto Internacional Ministro Victor Konder na manhã desta quarta-feira, em Navegantes. Oito voos, entre pousos e decolagens, foram cancelados pelas companhias aéreas e uma aeronave decolou com atraso. Os voos só foram normalizados a partir das 10h22min. Embora o aeroporto não tenha emitido nenhum alerta de nevoeiro para os próximos dias, sabe-se que o transtorno pode se repetir. O fenômeno é conhecido como nevoeiro marítimo, causado pelas massas de ar úmido que vêm do Oceano Atlântico.

>>> CONFIRA A SITUAÇÃO DOS VOOS NO AEROPORTO DE NAVEGANTES

Marilene de Lima, meteorologista da Epagri/Ciram, diz que a ocorrência é comum no outono e na primavera. Com pouco vento para se dissipar, a massa densa e úmida acaba tomando conta das áreas costeiras.

Enquanto o nevoeiro mais comum – aquele que ocorre após dias de sol, decorrente da evaporação – costuma aparecer à noite, o nevoeiro marítimo ocorre a qualquer hora do dia, e de repente. Os problemas, segundo Marilene, não são sentidos apenas no ar:

– Chega a ser perigoso até mesmo para a navegação, porque a visibilidade fica muito reduzida – explica a meteorologista.

Devido à possibilidade de nevoeiro durante o dia, a qualquer hora, nos próximos dias, a Infraero recomenda que os passageiros consultem as companhias aéreas para saber sobre possíveis atrasos ou cancelamentos de voos.

Comente aqui
09 mai10:46

Forte neblina cancela voos no Aeroporto de Navegantes

Quatro voos que viriam de São Paulo deixaram de pousar em Navegantes na manhã desta quarta-feira por conta da forte neblina. Outros quatro, com destino ao Rio de Janeiro e São Paulo, também não puderam decolar. A falta de visibilidade fez com que o Aeroporto Internacional Ministro Victor Konder ficasse fechado até as 9h.

De acordo com o balcão de informações da Infraero em Navegantes, às 10h somente um voo de São Paulo com chegada prevista para 9h15min estava atrasado.

Para saber a situação do seu voo acesse o site oficial da Infraero.

Comente aqui
01 mai21:01

Brincadeiras com lasers colocam voos em risco no Aeroporto de Navegantes

Dagmara Spautz, Jornal de Santa Catarina

A aeronave se prepara para pousar. No comando, o piloto tem toda a atenção voltada para os indicadores da cabine e para a sinalização luminosa da pista. O momento é um dos mais críticos, e exige dedicação total. De repente, a cabine é tomada por um feixe de laser verde, vindo de terra. Por alguns segundos, o piloto perde o foco. O voo está em risco.

De janeiro a abril, por 12 vezes feixes de laser verde foram apontados diretamente para a cabine de aeronaves na região de Navegantes – quase metade do que foi registrado em todo o ano de 2011. Júlio César Perdoná, gerente de navegação aérea do Aeroporto Internacional Ministro Victor Konder, diz que uma distração como esta, especialmente em momentos de pouso e decolagem, pode resultar em um acidente fatal:

– O laser traz danos sérios à segurança da navegação aérea. Pode causar desde ofuscamento da visão até a cegueira momentânea do piloto.

A pedido da superintendência do aeroporto, na semana passada o Serviço Aéreo da Polícia Civil (Saer) iniciou uma operação para identificar de onde vêm os feixes de luz. No primeiro sobrevoo, quatro lasers foram apontados para o helicóptero da polícia e tiveram a localização identificada. Dois vieram de residências no Centro de Navegantes. Outros dois, de praças de Navegantes e Itajaí.

– Nas casas, acreditamos que eram crianças (usando o laser). As pessoas não medem as consequências – diz o delegado Djalma Alcântara da Silva, comandante do Saer.

As informações foram repassadas à Delegacia Regional de Itajaí. Luciano Miranda, agente responsável pelo caso, diz que será instaurado um inquérito e a polícia deve pedir à Justiça mandados de busca e apreensão dos objetos que emitem o laser – em geral, canetinhas compradas em camelódromos.

O brinquedo custa entre R$ 60 e R$ 70 e não tem regulamentação no Brasil. A venda, portanto, é permitida. Mas apontá-lo contra aviões é coisa séria: enquadra-se em atentado contra a segurança de transporte aéreo, crime que rende de dois a cinco anos de prisão. A pena sobe para até 12 anos de detenção em caso de queda da aeronave.

– As pessoas acabam apontando para os pilotos e não entendem que podem causar um acidente, inclusive para si mesmas – alerta Perdoná.

>>> Feixe verde oferece sérios riscos à saúde

PARA QUE SERVEM?
- As canetas com ponteira em laser nasceram para ser usadas como forma de chamar atenção, principalmente em aulas e palestras. É uma forma de mostrar algo a longas distâncias, e levar os olhos do espectador exatamente ao ponto que se quer destacar
- O laser mais conhecido é o vermelho, de menor potência
- O verde tem maior capacidade mas, para o uso a que foi destinado, não difere do similar
PARA SEU FILHO LER
A brincadeira com canetinhas laser pode até parecer divertida, mas é perigosa. Principalmente se você tiver nas mãos o laser verde, que possui uma luz muito mais forte do que o vermelho. Tão forte, que se for apontada para a cabine de um avião pode distrair o piloto e causar até um acidente grave, como a queda de uma aeronave.
O risco é maior ainda se o avião está pousando, decolando ou voando mais baixo, perto dos aeroportos. Nestas horas, o piloto precisa ter muita atenção para não cometer nenhum erro.
Mas os perigos do laser não estão só no ar. Apontar as canetinhas para os olhos de alguém pode queimar a retina, uma parte dos olhos que funciona como uma tela, onde as imagens são projetadas. Por isso, o risco de prejudicar a visão é grande.

Comente aqui
26 abr16:56

Muro do Aeroporto de Navegantes será pintado sábado

No próximo sábado, dia 21, o recém construído muro que divide a pista do aeroporto de Navegantes será pintado. A pintura será feita pelos alunos da Oficina de Grafite, que irão mostrar tudo o que aprenderam nos dois dias que tiveram de aula.

A primeira aula aconteceu na Fundação Cultural de Navegantes, com duração de quatro horas teóricas, e a aula prática acontece nesse sábado, a partir das 14h. O grafite consiste em uma forma de manifestação artística em espaços públicos, em geral em muros e paredões. Diferente das pichações, tem o objetivo de embelezar a estética urbana, transformando o espaço em um lugar criativo e valorizando a arte.

Comente aqui
07 abr09:32

Taxistas do Aeroporto Internacional de Navegantes descumprem lei municipal

Dagmara Spautz, Jornal de Santa Catarina

Todos os dias, 58 voos fretados e comerciais, em média, pousam ou decolam do Aeroporto Internacional Ministro Victor Konder. São cerca de 100 mil passageiros ao mês, boa parte deles com destino às cidades do Litoral e Vale do Itajaí, a turismo ou a negócios. Mas, para os desavisados, descer da aeronave em Navegantes é apenas a primeira etapa de uma maratona: a de conseguir um táxi com rapidez e preço justo. 

Jornal de Santa Catarina testou, em dois dias diferentes, o serviço de táxis do aeroporto. O resultado mostrou que as leis municipais e de direito do consumidor, que regulamentam o serviço, não são respeitadas. Fiscalização falha e tolerância do poder público para com os abusos cometidos pelos taxistas resultam em prejuízo, que acaba no bolso do cliente. 

Veja aqui como foi o teste feito pelo Santa.

Para começar, os 11 táxis fixos do Aeroporto de Navegantes não usam taxímetro, embora uma lei municipal os obrigue a ter o equipamento. A cobrança é feita por preço tabelado. Para um trajeto de nove quilômetros, até o Centro de Itajaí, o valor é R$ 72. A mesma corrida, com taxímetro, sai por R$ 35 — ma diferença de 105%. A política do preço elevado para afastar clientes de trechos curtos é adotada por todos os taxistas fixos, que se dizem exclusivamente intermunicipais. Pegar com eles um táxi para um destino dentro do município é um desafio. Em geral, os clientes são direcionados para os chamados “pescadores”, taxistas de outros pontos que são autorizados pela prefeitura a atender a clientela do aeroporto.

Para o advogado Deymes Cachoeira de Oliveira, especialista em Direito Civil e professor da Univali, negar uma corrida a um cliente pode ser considerado prática abusiva, prevista no Código de Defesa do Consumidor, além de crime contra a relação de consumo, que tem pena prevista de até cinco anos de prisão. Já a cobrança de valor excessivo se enquadra, segundo ele, em crime contra a ordem econômica. Usar tabela de preços não é ilegal, desde que o valor seja igual ou menor do que o cobrado com o taxímetro:

— Os preços dos dois caminhos (por dentro ou por fora de Navegantes) somente podem ser os mesmos se o trajeto e o tempo de duração forem os mesmos — alerta.


Um táxi de Itajaí foi usado pela reportagem para fazer o teste do percurso com o taxímetro, já que os taxistas do Aeroporto não dispõem do aparelho



O QUE DIZ A LEI
- O veículo destinado à prestação de serviços de táxi, além das características, deverá ter taxímetro em modelo aprovado, devidamente aferido e lacrado pela autoridade competente
- É obrigação dos permissionários cobrar do usuário o valor efetivamente devido pelo serviço, de acordo com o montante indicado no taxímetro, exceto expressa e escrita autorização do órgão gestor
- É proibido recusar atendimento a usuário em preferência a outros, salvo no caso de gestantes, portadores de deficiências e idosos
- É proibido recusar o transporte, salvo nos casos de passageiros embriagados ou que possam causar dano ao veículo ou ao motorista
Fonte: Fonte: Lei Complementar nº 29, de 23 de maio de 2005

Prefeitura deve fiscalizar 
A fiscalização do serviço de táxis cabe ao departamento de trânsito de Navegantes (Navetran), vinculado à prefeitura. Por lei, o órgão tem autonomia para aplicar penalidades que vão desde multa à suspensão da licença. Mas hoje, os agentes de trânsito se limitam às advertências. 

— O que fazemos é orientar. Já houve casos em que o agente precisou fazer valer a lei para que levassem o passageiro. Mas multas nós estamos evitando, porque isto vem de muito tempo — diz Joab Duarte Filho, diretor do Navetran. 

Embora a lei municipal exija licitação para a concessão dos pontos, os taxistas são permissionários do serviço. Alguns estão no mesmo ponto há mais de 30 anos. Segundo Duarte Filho, a procuradoria jurídica do município trabalha com a possibilidade de licitar o serviço, e uma nova lei está em estudo. Enquanto isto não ocorre, a fiscalização fica em segundo plano. Segundo o diretor do Navetran, não há autorização da prefeitura para que os taxistas do aeroporto atuem só em corridas intermunicipais nem para que trabalhem sem taxímetros. O prejuízo, diz, também afeta os taxistas: 

— O cliente sai prejudicado, mas a classe dos taxistas também, porque eles ficam desacreditados. O resultado do descontentamento é a profusão de serviços concorrendo com os táxis, como vans, ônibus de companhias aéreas e carros de empresas. 

CONTRAPONTO
O que diz João Carlos Batista dos Santos, secretário geral do Sindicato dos Taxistas de Navegantes 
Segundo Santos, embora não confirmada pela procuradoria do município, a dispensa do taxímetro para os táxis do aeroporto estaria prevista em lei. Ele afirma que os preços tabelados são baseados num decreto e reajustados levando em conta os valores de corridas em outros municípios da região. Santos diz que as corridas com preços tabelados são mais baratas do que as cobradas com taxímetro. De acordo com ele, a diferença de valores encontrada no Teste Santa seria evitada com uma conversa entre o cliente e o taxista: 

— O valor de R$ 72 é justo porque leva a qualquer ponto de Itajaí. O cliente pode pedir uma alternativa. O que o taxista faz é oferecer-se para levá-lo até o ferry boat por R$ 10, que é o que custa uma corrida na cidade. 

Quanto à recusa dos taxistas do aeroporto em fazer corridas dentro do município, Santos afirma que a prática não é aceita pelo sindicato.

>>> Consumidores reclamam à Infraero

3 comentários
02 abr10:42

Novos voos no Aeroporto de Navegantes

Francisco Fresard, Mercado Aberto, Jornal de Santa Catarina

A Azul completa três anos de atividades no Aeroporto de Navegantes com novidades. Vai ampliar, a partir de maio, a quantidade de voos para Porto Alegre e Rio de Janeiro. A companhia aérea passará a oferecer três voos diários para a capital gaúcha e dois para a Cidade Maravilhosa. Os novos voos sairão às 13h30min (Rio de Janeiro – Galeão) e 17h35min (Porto Alegre).

Em três anos, a Azul já embarcou/desembarcou cerca de 500 mil passageiros, com taxa de ocupação média de 80%.

Comente aqui
30 mar15:37

Aeroporto de Navegantes perde passageiros

Francisco Fresard, Blog do Pancho

Enquanto os aeroportos de Joinville Florianópolis registraram aumento de, respectivamente, 27%15% no número de passageiros nos dois primeiros meses do ano, Navegantes perde movimentação. Os 198.750 passageiros que passaram pelo aeroporto em janeiro e fevereiro representam queda de 2% em relação a 2011.

Tudo indica que os moradores do Vale preferem se deslocar mais para pagar menos na passagem. Segundo a coordenadora do Núcleo de Agências de Viagens e Turismo da Associação Empresarial de Blumenau (Acib), Deni Beduschi, as companhias cobram tarifas mais atraentes em Florianópolis, onde há mais concorrência, e Joinville, onde há ocupação menor.

Esta tendência pode comprometer a manutenção de voos estratégicos para a região. O gerente da TAM, Daniel Chalap, conversou com o grupo de empresários de Blumenau nesta semana. Segundo ele, o novo voo da companhia entre Navegantes e o Aeroporto Internacional de Guarulhos tem ocupação média de 60%. Para mantê-lo, as agências devem vender mais. As empresas do núcleo cobraram preços mais competitivos em Navegantes.

1 comentário
09 mar10:47

Itajaí terá condomínio aeronáutico

Francisco Fresard / Mercado Aberto
francisco@santa.com.br

Segue em céu de brigadeiro a iniciativa de construir um condomínio aeronáutico em Itajaí, mais precisamente no Bairro Limoeiro, perto da divisa com Brusque. Sob o comando de Vilmar Appel, o Campo Comandantes ocupa área de 1,1 milhão de metros quadrados e terá, inicialmente, pista de grama de 700 metros de extensão – com possibilidade de ampliação para 1,5 mil metros –, 64 hangares residenciais, 13 chácaras e 10 casas de campo. Tudo para bem atender quem tem aviões particulares e quer guardá-los, literalmente, na garagem de casa.

A pista, segundo Appel, já está homologada pela Anac e para oficializar o condomínio faltam os processos burocráticos no registro de imóveis. Ainda assim, 12 áreas já foram vendidas, a maioria para proprietários de aeronaves da região e outra parte para investidores. O primeiro hangar, que servirá de vitrine para atrair clientes, já está sendo erguido.

Segue exemplo do Condomínio Aeronáutico Costa Esmeralda, em Porto Belo.

Comente aqui
29 fev12:17

TAM anuncia primeiro voo diário entre São Paulo e Navegantes

A TAM Linhas Aéreas inicia nesta quarta-feira o primeiro voo diário de ida e volta entre o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, e de Navegantes, em Santa Catarina. O voo JJ3494 parte do Aeroporto Internacional de Guarulhos às 12h05min, chegando ao Aeroporto Internacional Ministro Victor Konder, em Navegantes, às 13h15min. 

Às 14h15min, a aeronave decola da cidade catarinense com destino a São Paulo, onde chega às 15h25min. A companhia já oferece oito ligações entre a cidade catarinense e o aeroporto de Congonhas (SP). 

Informações sobre horários no site da companhia: www.tam.com.br

JORNAL DE SANTA CATARINA

Comente aqui