Campeonato Catarinense

28 mar10:59

Mais uma chance para o Marcílio Dias

O duelo entre Marcílio Dias e Avaí nesta quarta-feira, às 22h, em Florianópolis, pode selar a última chance para o Marinheiro escapar do rebaixamento. Uma derrota no Estádio da Ressacada, combinada a uma vitória do Camboriú, que enfrenta o Brusque, marca o fim da linha para a equipe de Itajaí.

>>> VEJA COMO ESTÁ A CLASSIFICAÇÃO GERAL DO CATARINENSE

A situação preocupa o técnico Mauro Ferreira, que espera uma reação do Marinheiro:

– Precisamos fazer nossa parte, algo que não estamos fazendo – disse.

Os laterais Leo e Rudinei, emprestados pelo Avaí ao Marinheiro, não jogam.

No Avaí, a partida marca a estreia do técnico interino Hemerson Maria. Sem Pirão, suspenso, Aelson jogará na lateral esquerda. O meia Saldanha e o atacante Felipe Alves são as novidades no Leão.


>>> Ficha técnica

Comente aqui
27 mar17:53

Marcílio Dias faz último treino antes do jogo contra o Avaí

O elenco do Marcílio Dias fez nesta terça-feira à tarde o último treino antes da partida contra o Avaí, nesta quarta-feira, válida pela 6ª rodada do returno do Campeonato Catarinense.

A atividade foi comandada pelo técnico Mauro Ferreira.

O confronto ocorre nesta quarta-feira, 22h, no Estádio da Ressacada.

Confira os valores

Setor A
R$ 80
R$ 40 (meia)

Setores C, D e E
R$ 50
R$ 25 (meia)

Setores B, F, H
R$ 30
R$ 15 (meia)

Postos de venda

Leão Sport Shop: Conselheiro Mafra, 580
Avaí Store Loja 1: Rua Padre Roma
Futebol Mania: Conselheiro Mafra

Ressacada
Até as 19h desta terça-feira
Das 9h até o horário o intervalo do jogo na quarta-feira

DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
26 mar14:42

Homem Pedra é o novo mascote do Camboriú

Foram mais de 70 inscrições. Neste sábado, na votação decisiva, durante o jogo contra o Avaí, mais de 250 participações. A campanha para a escolha do novo mascote do Camboriú chegou ao fim e o Tricolor já tem seu novo representante. O Homem Pedra, sugerido por duas alunas, vencedoras da promoção, é quem vai, a partir de agora, ser o mascote oficial da Cambura.

O Homem Pedra venceu com mais de 50% dos votos. Twister, o robalo tricolor, ficou em segundo, com quase 30%. O cacique, o grãozinho e o Cambrotinho somaram os votos restantes. O mascote campeão será agora redesenhado por um artista profissional e sua roupa será confeccionada para que ele esteja presente nos jogos do Tricolor no Robertão.

As duas meninas vencedoras são alunas do nono ano da Escola Anita Bernardes Ganancini, do bairro Monte Alegre. Maikeli Aparecida Rodrigues e Luana Bacalon se inscreveram com ideias semelhantes, indicando para que o mascote do Camboriú fosse um homem feito de pedra, devido ao grande número de pedreiras na cidade. É importante ressaltar que outras ideias envolviam o fator “pedra”, mas só Maikeli e Luana desenharam um herói feito deste material.

A direção do Camboriú entrará em contato com as vencedoras, que ganharão, cada uma, uma camisa oficial do Tricolor e dois ingressos para cada jogo do time em casa no Campeonato Catarinense, que está em sua reta final, e na Copa Santa Catarina, que terá início em Outubro.

Porque Homem Pedra

Camboriú passou a ser conhecida como a Capital do Mármore a partir da primeira metade do século XX, quando uma grande parte de sua economia provinha da exploração de mármore e granito. Um dos pontos turísticos da cidade, o Pico da Pedra, localizado no Morro da Congonha, também é parte importante da ligação do município com a pedra.

Para Luana, vencedora da campanha, o Homem Pedra deve representar o Tricolor porque “Camboriú é caracterizado como a cidade das rochas, e a rocha tem a característica de ser difícil de se destruir por sua força”. Já Maikeli fez a escolha porque “a pedra representa nosso município e representa uma barreira para nossos adversários”.

O Camboriú FC agradece a todos os participantes da campanha do mascote e espera que o Homem Pedra traga ainda mais força para o Tricolor na primeira divisão!

Com informações da Assessoria de Imprensa – Camboriú Futebol Clube

Comente aqui
26 mar08:39

Camboriú passa pelo Avaí e se afasta da zona de rebaixamento no Catarinense

Desorganizado. Assim o Avaí atuou a maior parte do tempo na derrota para o Camboriú por 1 a 0, sábado, no Estádio Robertão. O torcedor viu um filme se repetir: o Avaí tinha mais posse de bola, mas não conseguia converter em oportunidades claras de gol. Aos 44 minutos do primeiro tempo, o Camboriú fez o que o time do técnico Mauro Ovelha não teve competência: abriu o placar. Depois da cobrança de escanteio, o zagueiro Ferreira subiu mais alto que a marcação e garantiu o gol que deu a vitória ao dono da casa.

>>> VEJA A CLASSIFICAÇÃO GERAL

• Assista ao gol da vitória do Camboriú
• Veja a galeria de fotos

Iniciativa do Leão

O Avaí não se fez de rogado e tomou a iniciativa no Robertão. A melhor chance foi aos cinco minutos. Em cobrança de falta, Pirão chutou direto para o gol, mas André defendeu para a linha de fundo. Mais ofensivo e melhor na partida, o Leão apresentava mais velocidade e chegava constantemente na área do Camboriú. 

Aos 11, Cleber Santana arriscou de fora da área. O chute colocado saiu perto da trave direita de André. Aos 13, Pirão arriscou de fora da área, a bola desviou em Neris e quase enganou o goleiro. 

Mesmo com mais velocidade e um melhor toque de bola, o Leão criava bastante, mas voltou a apresentar problemas na finalização. O Leão só voltou a assustar aos 22. Renato Santos avançou pela direita, deu uma meia-lua no Rodolfo e passou para Nunes. A bola passou rente à trave direita.

O Camboriú só conseguiu chegar com perigo aos 27. Em cobrança de falta próximo ao escanteio, Geninho mandou direto para a área, mas a bola passou por todo mundo. Dois minutos depois, Geninho chutou de fora da área, Diego defendeu em dois lances e salvou o Leão do chute de Clênio. O dono da casa chegou novamente aos 32. Geninho cobrou falta perto da área e Clênio mandou de cabeça para fora. 

Gol oportuno

O Avaí caiu de produção e só voltou ao ataque aos 40 e quase Gesiel marcou contra. Cleverson passou para Arlan e o lateral cruzou para a área. O zagueiro cortou para a linha de fundo, quase acertando o próprio gol. Aos 43, Cleber Santana, outra vez em cobrança de falta, mandou direto. A bola passou muito perto da trave.

Foi então que o Camboriú fez o que o Leão não teve capacidade. Aos 44, depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou para Ferreira. O zagueiro subiu mais que todo mundo e mandou de cabeça para o fundo da rede. 

Mudança no intervalo

Insatisfeito com o placar e precisando do resultado, o técnico Mauro Ovelha mudou o esquema para o segundo tempo. Cássio deu lugar para o meia Saldanha e o Avaí passou para o 4-4-2. Já o treinador Suca manteve a mesma equipe.

Assim como no primeiro tempo, o Avaí manteve o domínio do jogo, mas tinha dificuldade na finalização. Aos 11 minutos, Renato Silva cobrou falta direto, forte, mas André segurou. Dois minutos depois, Saldanha bateu forte, de virada, dentro da área, e o goleiro defendeu novamente. 

Para manter a vantagem no placar, o técnico Suca tirou Neris e Thiago Henrique, que não estavam bem na partida, para a entrada de Edsson Galvão e Diego Jardel. Mauro Ovelha respondeu na sequência, com Neilson na vaga de Bruno, aos 20 minutos. 

Tudo ou nada

O Leão partiu então para o tudo ou nada, mas tinha dificuldade em furar o bloqueio do Camboriú. Aos 27, André tirou com um tapinha a tentativa de Nunes depois de cobrança de escanteio. Depois foi a vez de Neilson, de cabeça, mandar próximo da trave. 

Aos 29, o treinador Mauro Ovelha fez a última tentativa. Tirou Cleverson e colocou Láercio Carreirinha. Aos 31, Leandro Silva tentou pegar a bola e acertou Clênio. Os jogadores do Camboriú reclamaram de pênalti, mas o juiz mandou seguir. 

Desorganizado em campo, o Leão seguia com dificuldade de furar o bloqueio do dono de casa. Já o time de Suca apostava nos contra-golpes. 

Aos 36, Neilson tentou de cabeça, nas mãos de André. Aos 40, o goleiro do Camboriú fez grande defesa na cobrança de falta colocada de Cleber Santana. 

Sem competência nas finalizações, o Leão voltou a perder no campeonato e viu a sua situação se complicar de vez na briga por uma vaga nas semifinais. 

FICHA

CAMBORIÚ
André; Bruno, Ferreira e Gesiel; Neris (Edson Galvão), Rodolfo, Mendes, Ramon e Geninho; Clênio (Kau) e Thiago Henrique (Diego Jardel)
Técnico: Suca

AVAÍ
Diego; Renato Santos, Leandro Silva, Cássio (Saldanha); Arlan, Bruno (Neilson), Cleber Santana, Robinho, Pirão; Cleverson (Laércio Carreirinha) e Nunes
Técnico: Mauro Ovelha

Gols: Ferreira, aos 44 minutos do primeiro tempo, para o Camboriú.
Arbitragem: Celio Amorim auxiliado por Angelo Rudimar Bechi e Josué Gilberto Lamim
Amarelos: Ramon (C), Rodolfo (C), Thiago Henrique (C), Ferreira (C), André (C), Leandro Silva (A), Pirão (A), 
Local: Estádio Roberto Santos Garcia, em Camboriú


DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
21 mar17:04

Federação cancela adiamento de jogo da sexta rodada entre Avaí e Marcílio Dias

A diretoria do Avaí pediu e a Federação Catarinense de Futebol cancelou o adiamento da partida do Leão contra o Marcílio Dias, válida pela sexta rodada do returno.

O jogo, que seria disputado na quinta-feira, 29, voltou a ser na quarta-feira, 28, às 22h, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis.


DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
21 mar16:58

Torcida escolherá mascote do Camboriú no jogo deste sábado

A campanha para a escolha do novo mascote do Camboriú FC está em sua reta final. Mais de 70 crianças  da Rede Municipal de Ensino se inscreveram a deram suas ideias para que seja definido o novo mascote oficial do Tricolor. Uma comissão, formada por membros da direção do clube, elegeu cinco finalistas, que serão julgados pela torcida no jogo de sábado, contra o Avaí no Estádio Robertão.

- Inicialmente nós faríamos a escolha. Mas como temos trabalhos muito bons e o mascote vai representar o time, que acima de tudo é da nossa torcida, nada mais justo do que deixar o torcedor tomar a decisão – afirma o presidente do Camboriú, José Henrique Coppi.

Os cinco finalistas estarão expostos na entrada do Robertão, no sábado. Cada torcedor poderá votar uma vez e, ao fim do jogo, o mascote com mais votos será o eleito.

O dono da ideia vencedora será premiado com ingressos para jogos do Camboriú em casa e uma camisa oficial do clube. O mascote escolhido será redesenhado por um artista profissional e passará a representar o Tricolor.

Com informações da Assessoria de Imprensa do Camboriú FC

Comente aqui
21 mar16:37

Mauro Ferreira é o novo técnico do Marcílio Dias

O ex-goleiro e ídolo da torcida marcilista Mauro Ferreira é o novo treinador do Marinheiro. A contratação foi anunciada nesta quarta-feira à tarde pela diretoria do clube.

Mauro já comandou os treinos nesta tarde e trabalhará com Ronaldo Alfredo no comando técnico da equipe marcilista na reta final do Campeonato Catarinense.

De acordo com o vice-presidente do Marinheiro, Nildo Cassaniga, a escolha foi motivada pela história e relação de Mauro Ferreira com o Marcílio Dias:

- Precisamos de uma pessoa com o brio do Mauro e com o conhecimento que ele tem de Marcílio Dias para tirar o time desse situação.

3 comentários
21 mar14:20

Conheça Mohammed Bawa, o ganês do Marcílio Dias

Dagmara Spautz, Jornal de Santa Catarina

O sonho de uma carreira no futebol profissional fez o ganês Mohammed Bawa, 22 anos, atravessar o Oceano Atlântico em busca de oportunidade. Jogando na Costa do Marfim, país que atravessa guerra civil, o meia, emprestado pelo Avaí ao Marcílio Dias, conheceu dificuldades que foram além do disputado mercado da bola. Para Bawa, não importa a falta de resultados do Marinheiro, que amarga a vice-lanterna do Catarinense: o que vale é a chance de recomeçar.

Sobrinho de dois jogadores profissionais de Gana, Bawa apaixonou-se pelo futebol ainda na infância. Começou a jogar aos nove anos e passou por três times ganeses antes iniciar a carreira internacional, no Zamalek, do Egito.

Passou pelo Al Jazira, nos Emirados Árabes, antes de ser contratado pelo Asi d´Abengourou, equipe da primeira divisão da Costa do Marfim. O contrato com o jogador foi assinado em dezembro, um mês após o político Alassane Ouattara ter sido eleito presidente. O antigo governante, Laurent Gbagbo, que comandava o país há 10 anos, se negou a sair do poder e deu início a embates armados contra os opositores.

Mesmo contratado, Bawa jamais entrou em campo para defender o ASI d´Abengourou. Devido ao conflito, todos os campeonatos de futebol do país foram cancelados. Ao invés dos gramados, o que o meia viu na Costa do Marfim foram tiroteios e racionamentos, que fizeram Bawa repensar os objetivos que havia traçado para a vida, desde a infância:

– Vi pessoas morrendo nos confrontos. Cheguei a pensar em desistir e voltar para Gana – revela o jogador.

O empresário dele, que mantinha contato com diretores do Avaí, pediu uma chance para Bawa. Em setembro de 2011, 10 meses após ter se mudado para a Costa do Marfim, o jogador desembarcou no Brasil com um visto de trabalho.

– Ele foi avaliado, e realmente tem potencial. Mohammed passou a fazer parte do elenco profissional do Avaí este ano, mas não vinha sendo aproveitado. Quando surgiu a proposta de ser emprestado ao Marcílio Dias, ele aceitou – conta Misaki Tsuruta, coordenador de Relações Internacionais do Avaí.

Bawa gostou de Itajaí e diz que foi bem recebido pelos jogadores. Com fama de disciplinado e avesso a festas, treina com afinco e espera uma oportunidade para entrar em campo defendendo a camisa do Marinheiro.

Para o Marcílio Dias, que abriu as portas para que o meia mostre serviço, a história de superação do jogador serve de inspiração. Em crise, a equipe, que enfrenta o Criciúma em casa no próximo domingo, busca sair da zona de rebaixamento – e precisa, mais do que nunca, de atletas com vontade de vencer.

FICHA
- Nome: Mohammed Bawa
- Idade: 22 anos
- Natural: Tema, na costa atlântica de Gana
- Onde jogou: Hearts of Oak, All Stars F.C., B/A United (Gana), Zamalek (Egito), Al Jazira (Emirados Árabes Unidos), ASI d´Abengourou (Costa do Marfim) e Avaí

Marinheiro dispensa jogadores

Nesta terça-feira, o Marcílio Dias dispensou três jogadores. Na lista estão o meia argentino Kuszko e os laterais Portela e Dick. A dispensa, que não teve o motivo divulgado pela diretoria do clube, ocorreu um dia após o técnico José Galli Neto ter sido demitido do Marinheiro. Desde então a equipe é comandada pelo assistente técnico Ronaldo Alfredo, que assumiu o comando do Marcílio Dias interinamente.

Comente aqui
20 mar15:06

Marcílio Dias dispensa três jogadores

O Marcílio Dias dispensou três jogadores nesta terça-feira. Na lista estão o meia argentino Kuszko e os laterais Portela e Dick. A dispensa, que ainda não teve o motivo divulgado pela diretoria do clube, ocorre um dia após o técnico Galli Neto ter sido demitido do Marinheiro.

Nesta terça-feira o treino é comandado pelo assistente técnico Ronaldo Alfredo, que assumiu o comando do Marcílio Dias interinamente.

Esta é a segunda vez que Ronaldo Alfredo coordena a equipe do Marinheiro desde o início da temporada. Ele já havia assumido o posto em fevereiro, quando o técnico Jamelli foi demitido pela diretoria do clube.

BLOG DO LITORAL

Comente aqui
20 mar15:04

Federação altera data do jogo entre Avaí e Marcílio Dias, válido pela 6ª rodada

A Federação Catarinense de Futebol alterou a data do jogo entre Avaí x Marcílio Dias, válido pela sexta rodada do returno do Estadual. O jogo passou de quarta-feira, 28, para quinta-feira, 29, às 21h30min.

O confronto será no Estádio da Ressacada, em Florianópolis.

DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui