clicRBS
Nova busca - outros

Cinema

02 jun08:19

Madagascar 3 tem pré-estreia neste sábado nos cinemas catarinenses

Depois de deixarem Nova York, chegarem à África e de lá tentarem sair, o cenário agora é a Europa. Alex o Leão, Marty a Zebra, Glória a Hipopótama e Melman a Girafa estão de volta em Madagascar 3: Os Procurados, que tem pré-estreia, neste sábado, no Estado.


Na terceira saga, os amigos continuam tentando retornar a Manhattan, acompanhados, claro, pelo Rei Julien, Maurice, os pinguins e os chimpanzés, que apareceram na segunda produção da série.

Ao se depararem com o cenário europeu, a pergunta feita por Melman já dá o tom da aventura “Como é que vamos andar pela Europa sem chamar atenção?”. É quando aparece um circo itinerante — o disfarce perfeito que precisavam para viajar por Monte Carlo, no Principado de Mônaco, e pelas ruas históricas Roma.

Para fazerem parte da trupe, terão que provar que são verdadeiros artistas circenses. Atrapalhando ainda mais os planos dos amigos, uma policial implacável irá persegui-los.

O lançamento mundial da animação do estúdio DreamWorks foi dia 20 deste mês. Ben Stiller e Chris Rock seguem como dubladores das vozes do leão Alex e da zebra Marty na versão original, em inglês. A cantora Katy Perry é a estrela da trilha sonora. Eric Darnell, Tom McGrath e Conrad Vernon assinam a direção.

No Brasil, haverá versão dublada. A atriz Heloísa Perissé empresta sua voz mais uma vez para a hipopótama Glória e o ator Marcos Frota à foca Stefano, que faz parte do circo.

DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
01 jun17:33

Relacionamentos são temas dos filmes, que estreiam no final de semana

Apesar de os relacionamentos serem o pano de fundo da maioria das estreias do final de semana, as histórias são bem diferentes, passando pela comédia, pelo romance e pelo drama.


Audrey Tautou no filme francês A Delicadeza do Amor

A mulher amargurada por perder um grande amor, em A Delicadeza do Amor, a ex que não consegue superar a separação, protagonizando situações patéticas, em Jovens Adultos, o fim triste de uma relação, que sempre foi de cumplicidade em A Última Estação, são alguns dos filmes em cartaz. Este último, uma biografia do fim da vida de Tostoi, e que chegou ao Estado com três anos de atraso. Além deles, as comédias Solteiros com Filho e As Idades do Amor:

A Última Estação

O fim melancólico da vida do autor de Guerra e Paz, Leon Tolstoi, contada pelo filme A Última Estação, chega ao cinema do Estado, três anos depois de filmado e dois, de ter recebido duas indicações ao Oscar e duas ao Globo de Ouro. 

A estreia é a adaptação para o cinema de um romance que explora o fato de o escritor ser mítico e lendário antes mesmo de morrer — e não apenas pelos seus feitos literários. 

Dirigido por por Michael Hoffman, o filme mostra que no último ano de vida, Tolstoi é reverenciado por dezenas de seguidores como uma espécie de guru de uma comunidade hippie que pregava o desapego aos bens materiais e o compartilhamento das riquezas. O escritor é interpretado por Cristopher Plummer, que recebeu indicação aos prêmios como melhor ator. 

Recusando a dividir a fortuna da família, a condessa Sofia (Helen Mirren), companheira de décadas e auxiliar fiel do escritor, entra em conflito com o marido e com os discípulos que gravitam em torno dele. Pressionado, Tolstoi rompe com a mulher e foge de casa, viajando em vagões de terceira classe. Ele morre pouco tempo depois na humilde casa de um funcionário da estação de trem onde se hospedou às pressas, por estar fraco demais para continuar a viagem _ a última estação do título. 

A atriz Helen Mirren também foi indicada às duas premiações como melhor atriz. As indicações fazem jus ao maior destaque do filme: a excelente dupla de atores veteranos que dá energia e nuanças à relação tumultuada e passional dos dois personagens centrais.   

A Delicadeza do Amor


Sua semana foi péssima? Brigou com o(a) namorado(a)? Está se sentindo quase no fim do sem-fim? A solução (provisória) para seus problemas pode estar numa sessão de A Delicadeza do Amor. 

Depois de emplacar a história na forma do best-seller A Delicadeza (que sai pela Rocco simultaneamente ao filme), o escritor David Foenkinos se juntou ao irmão Stéphane para dirigir o que, desde o título, anuncia-se como o “filme fofo” do ano. A começar pela eterna Amélie Poulain, Audrey Tautou, aqui como a carrancuda que perdeu uma paixão. 
Azar no amor, sorte nos negócios, ela apaga as mágoas como uma bem-sucedida executiva. Até que Marcus, o homem mais feio e sem graça do mundo, entra na equipe e ela vê que amar não tem preço. 

A fórmula é velha, mas eternamente eficiente, pois sempre haverá público necessitado de doses extras de ilusionismo sentimental. Ao lado de Tautou, François Damiens se apropria do ingrato papel de Marcus e oferece uma vingança a todos os homens imperfeitos do planeta. 

O máximo trabalho dos Foenkinos consiste em converter em imagens o texto do romance, já abundante de diálogos e descrições visuais. 

Jovens Adultos

Sob a carapuça de comédia romântica, Jovens Adultos revela-se um amargo filme-tese sobre uma possível patologia contemporânea: a incapacidade de amadurecer. É uma rara produção americana ligada a um grande estúdio, o Paramount, que foge de obviedades e busca a complexidade, ainda que nem sempre o diretor Jason Reitman, de Juno e Amor sem Escalas, consiga se sair bem nos desafios a que se propõe. 

O primeiro deles: como tornar suportável um filme em que a protagonista é quase intragável? Mavis Gary, personagem criada pela roteirista Diablo Cody, que ganhou o Oscar por Juno, e defendida com dignidade por Charlize Theron, nada tem de simpática. 
Apesar do esforço para que suas ações e razões sejam compreendidas pelo público, o fato é que sua patologia a torna uma figura patética. O que nos leva ao segundo e mais complicado desafio do filme: como filmar o patético? 

Depois de receber o convite para o chá de bebê de seu ex-namorado, Patrick Wilson, Mavis volta à sua pequena cidade natal determinada a reconquistá-lo. Interpreta precipitadamente o convite como pedido de socorro de um homem entediado com a vida de casado. Todas as atitudes de Mavis desembocam em situações constrangedoras que pioram ao longo do filme. 

Solteiros com Filhos 

Um casal de amigos tem um desejo em comum: ter um filho. Eles colocam a ideia em prática, mantendo apenas a amizade. A história que tem tudo para dar errado e acabar com a dupla ainda mais unida é contada no filme Solteiros com Filhos. A comédia traz Jennifer Westfeldt e Adam Scott no papel do jovem casal Julie Keller e Jason Fryman. 

A ideia de ter uma criança, sem passar pelo casamento convencional, foi impulsionada pela crise que seus melhores amigos, interpretados por Jon Hamm e Kristen Wiig, vivem na vida a dois. Eles estão à beira do divórcio e um dos motivos é o estresse que passam por causa dos filhos. 

O relacionamento aberto do casal de amigos, no entanto, é abalado com o aparecimento de Mary Jane (Megan Fox), que começa a sair com Jason, provocando ciúmes em Julie. A direção do filme fica por conta de Jennifer Westfeldt, que namora Jon Hamm há 10 anos na vida real.    

As Idades do Amor

Três histórias nas diferentes fases da vida de três homens. Em comum, o aparecimento repentino de três mulheres. As Idades do Amor é uma comédia italiana, que traz, no numeroso elenco, o ator hollywoodiano Robert De Niro. 

Em Juventude — a primeira história — Roberto, Riccardo Scamarcio, é um jovem e ambicioso advogado que está prestes a casar com Sara, Valeria Solarino. Ele parte para a Toscana, com a missão de convencer uma família a vender uma propriedade. Extremamente organizado em sua vida, ele começa a perder o controle quando conhece Micol, Laura Chiatti, bela e provocante mulher de uma pequena vila na Toscana. 

Em Maturidade — a segunda — Fabio, Carlo Verdone, é um famoso apresentador de televisão e tem sido o marido perfeito durante 25 anos. Certa noite, numa festa, ele encontra Eliana, Donatella Finocchiaro, uma mulher cheia de surpresas. Na única noite em que ficam juntos, ela se recusa a ir embora, complicando sua vida. 

Por fim, em Além, De Niro interpreta um professor de História da Arte que se mudou para Roma após o divórcio. Ele é amigo de Augusto, Michele Placido, porteiro do prédio onde mora, cuja bela filha Viola, Monica Bellucci, está prestes a quebrar sua existência pacífica e reacender sua paixão.

DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
25 mai17:45

Personagens de cinema começam a circular pelo Beto Carrero World em junho

A partir do próximo mês quem visitar o Parque Beto Carrero World, em Penha, vai se deparar com o Shrek, integrantes da turma do Madagascar e do Kung Fu Panda. As novas atrações que circularão pelo parque são resultado de uma parceria com a Universal Studios e Dreamworks, anunciada oficialmente na tarde desta sexta-feira.

Cada personagem terá uma área temática no parque, com brinquedos próprios ainda não anunciados pela direção das empresas.

Outra mudança é que o Extreme Show será assumido pela Universal Studios e passará a se chamar Velozes e Furiosos. A direção do parque e a Universal antecipam que haverá novidades neste espetáculo, mas não detalham as novas atrações.

Mais detalhes na edição de fim de semana do Jornal de Santa Catarina.

JORNAL DE SANTA CATARINA

Comente aqui
16 mai08:58

Biblioteca da Univali recebe maratona de filmes

Ocorre até sexta-feira (18) uma maratona de exibição de longas-metragens na Biblioteca Central Comunitária do Campus da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) em Itajaí.

O evento integra o projeto Aldeia Palco Giratório, realizado anualmente pelo Serviço Social do Comércio (Sesc) para divulgar a produção artística das cidades. As exibições são gratuitas e iniciam às 19h30min.

Nesta quarta-feira, será exibido o filme francês “Coco Chanel & Igor Stravinsky”, de Jan Kounen.

Quinta é a vez do franco-italiano “A viagem do Capitão Tornado”, de Ettore Scola. No encerramento, sexta-feira, ganha as telas o filme italiano: “Almoço em agosto”, de Gianni Di Gregorio.

Comente aqui
10 mai15:17

Confira trailers das estreias do cinema


Depois de Os Vingadores – se ainda não viu, corra aos cinemas, porque é entretenimento de primeiríssima -, duas preciosidades para os fãs de super-heróis chegam às telas em julho: O Espetacular Homem-Aranha e Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge. Os dois ganharam novos trailers recentemente, com cenas inéditas, que precisam ser vistos.

O novo Batman, que estreia dia 27 de julho, é o último capítulo da trilogia de Christopher Nolan. No trailer, Anne Hathaway (Selina Kyle/Mulher-Gato) e o vilão Bane (Tom Hardy) ganham destaque. Os dois chegam para agitar ainda mais a vida do morcegão – de novo a cargo de Christian Bale – numa megacaótica Gothan City. Veja por você mesmo: as cenas impressionam.

Em O Espetacular Homem-Aranha, que estreia em 3 de julho, todas as atenções se voltam para Andrew Garfield, que assume o collant vermelho e azul do super-herói depois de uma trilogia eternizada por Tobey Maguire. Com Marc Webb no comando, o filme foca nas origens do personagem e apresenta um vilão ótimo – Dr. Connors, o Lagarto, encarnado por Rhys Ifans – que eu estou botando a maior fé. Emma Stone também parece interessante como Gwen Stacy.



Comente aqui
25 abr18:32

Os Vingadores pré-estreia nesta quinta-feira nos cinemas da região

A superprodução tem pré-estreia nesta quinta-feira em Blumenau e Balneário Camboriú. A equipe de Os Vingadores, formada pelos super-heróis da Marvel, é reunida quando um inimigo inesperado surge ameaçando a segurança global.


No filme estão os heróis: Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), Incrível Hulk (Mark Ruffalo), Thor (Chris Hemsworth), Capitão América (Chris Evans), Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) e Viúva Negra (Scarlett Johansson) estão no elenco para livrar o mundo de uma possível destruição. A direção é de Joss Whedon. 

Para criar a cena de maior ação do filme, que mostra a cidade de Nova York sendo atacada por forças desconhecidas, a equipe utilizou muitos efeitos especiais. 

Confira o trailer do filme:


JORNAL DE SANTA CATARINA

Comente aqui
13 abr14:25

Naufrágio em 3D

Pamela Brugnago, Jornal de Santa Catarina

Em 16 de janeiro de 1998, estreava a gigantesca produção Titanic, de James Cameron, em Blumenau. Fãs esperaram ansiosamente pela primeira exibição. A produção ficou em cartaz durante quatro meses – foram 360 exibições e um público estimado em 66 mil espectadores. Catorze anos depois, no entanto, o retorno do filme às telonas, agora em versão 3D, teve um pré-estreia pouco empolgante, no Cinépolis compareceram às três sessões apenas 150 pessoas. A estreia oficial ocorre hoje em Blumenau, Brusque, Rio do Sul e Balneário Camboriú, dois dias antes do aniversário de 100 anos do verdadeiro naufrágio.

Se os números não foram muito empolgantes em Blumenau, eles vão ao encontro do que tem ocorrido em outras partes do mundo. Nos Estados Unidos, a bilheteria do primeiro final de semana, divulgada terça-feira passada, atingiu US$ 17,3 milhões, ficando aquém das expectativas. O número é inferior às reestreias em 3D de O Rei Leão (US$ 35.1 milhões) e de A Bela e a Fera (US$ 17.75 milhões).

Quem viveu o auge da produção, há 14 anos, também não parece empolgado em reviver o filme. Jovem estudante de teatro, Fábio Hostert tinha apenas 20 anos e colecionava todas as reportagens sobre o filme. Hoje, aos 34, Hostert revela que não pensa em ir ao cinema rever a história em 3D.

– Lembro que depois que vi o filme achei legal, pois fugia um pouco da catástrofe e mostrava outra versão. A fase passou – revela Hostert.

Se hoje o filme não faz mais parte do imaginário de quem gostou da história em 1998, alguns feitos continuarão para sempre: o filme é recordista do Oscar, com 11 estatuetas; arrecadou US$ 1,8 bilhão nas bilheterias do mundo todo; lançou dois nomes de peso para o cinema internacional, Leonardo DiCaprio e Kate Winslet. Para ir fundo à produção, foram necessários US$ 18 milhões, 300 artistas digitais e 60 semanas. Confira outras curiosidades sobre o filme na tabela ao lado.

Leonardo Di Caprio e Kate Winslet

É provável que quem vá rever (ou, em raros casos, ver) Titanic, acredite que o navio, pelo menos desta vez, não vai afundar. E que, no fim, Jack e Rose (Leonardo DiCaprio e Kate Winslet) chegam abraçadinhos à América, prontos para seguir uma nova vida juntos. Não é isso o que acontece. A trama não mudou.

O navio britânico RMS Titanic choca-se contra um iceberg ao norte do Atlântico, afunda em duas horas e meia, matando 1.514 das 2.224 pessoas a bordo. No título de segunda maior bilheteria do cinema (US$ 1,8 bilhão, valor superado pelo próprio diretor 12 anos depois em Avatar, com US$ 2,7 bilhões), Cameron narra um épico com a pompa de clássicos de Hollywood (como … E o Vento Levou, 1939) e uma história de amor inesquecível (ache o espectador arrebatadora ou piegas) entre Jack Dawson, o andarilho que embarcou no navio, e Rose Bukater, que vem de uma família tradicional cheia de dívidas. (Com Correio Braziliense)

Curiosidades
Foi o 1º filme na história do cinema a ultrapassar a barreira do US$ 1 bilhão arrecadados apenas nas bilheterias.
Kate Winslet pensou várias vezes em desistir das filmagens, por não aguentar trabalhar na água que beirava os 11 graus.
A réplica do navio construído para o filme é 10% menor que o verdadeiro Titanic.
A primeira cena a ser gravada foi a que Jack desenha Rose. Durante a filmagem, DiCaprio acidentalmente disse errado a sua fala, em vez de deite-se no sofá disse: deite-se na cama… no sofá. Cameron gostou do erro e resolveu deixá-lo no filme.
No último dia de filmagem, a produção do filme estava tão certa de que o filme seria um sucesso que todos se despediam dizendo: “Vejo você no Oscar”.
Para manter em segredo a produção do filme, James Cameron usou o título falso Planeta Gelo.
Tendo um dia pesado 84kg e ter sido apelidada de “Kate Peso-Pesado”, Kate Winslet emagreceu e ficou com 54kg para a cena do desenho.
Apesar de ter muitos fãs, o filme é considerado o mais odiado de todos os tempos. Em janeiro de 1999, foram encontrados mais de 12 mil sites anti-Titanic.
Na réplica construída pela equipe de James Cameron existia uma quarto chaminé falsa, comparando ao original.
Lançado em dezembro de 1997, a produção se tornou a mais lucrativa da história (só foi ultrapassada por Avatar, do mesmo diretor) e foi indicado a 14 prêmios Oscar e levou 11 estatuetas.
Comente aqui
05 abr11:35

Balneário Camboriú é palco de festival internacional de cinema

Abriu nesta quarta-feira a segunda edição do Cinerama BC, Festival Internacional de Cinema de Balneário Camboriú. A mostra iniciou com um debate sobre curta-metragens, seguido pela exibição de curtas catarinenses. À noite, foi a vez da première internacional do longa Câmera Obscura, da diretora espanhola Maru Solores.

A programação, que inclui mostras de curtas e longas segue até domingo no Cine Itália, na Avenida Central. Entre os títulos apresentados está L`Age Atomic, da cineasta francesa Helen Klotz, que vem pela primeira vez ao Brasil.

BLOG DO LITORAL

Comente aqui
04 abr13:20

2º Festival Internacional de Cinema de Balneário Camboriú começa nesta quarta-feira

Pamyle Brugnago, Jornal de Santa Catarina

O mês cinematográfico de abril começa nesta quarta-feira, com o 2º Festival Internacional de Cinema de Balneário Camboriú, o Cinerama BC. A expectativa do cineasta e organizador André Gevaerd é que mais de 30 mil pessoas circulem pelo espaço, graças às mostras paralelas, que possibilitam maior acesso do público.

Após o sucesso da edição de lançamento, a direção do Cinerama BC expandiu a programação e preparou outras atrações. Na segunda edição, é possível conferir filmes que fazem sua estreia internacional ou nacional, além do Festival Internacional de Novas Mídias e a Mostra Catarina que projeta filmes que tem alguma relação com o estado entre os filmes exibidos está O Mundo em Duas Voltas, de David Schurmann.

A Residência Cinerama BC é realizada para criar novos espaços para o engajamento e produção de jovens criadores de obras cinematográficas. Será uma contribuição para a profissionalização de novos realizadores e o circuito de palestras, debates e oficinas será aberto aos convidados e ao público em geral.

O Mundo em duas Voltas de David Schurmann será exibido na Mostra Catarina



Interatividade com o público 

Haverá também as Sessões Curadoria do Público, onde o público escolhe um entre três longas-metragens de animação para assistir em película na tela grande e a Infantil com programação para todas as idades.

Os ingressos e credenciais antecipados estão a venda no Cine Itália (Avenida Central na esquina com a rua 700). Os ingressos avulsos custam R$ 16 e R$ 8 (meia), as credenciais para todos os dias saem por R$ 160 e R$ 80 (meia). Informações: cineramabc.com.br.

>>> Diretores de festivais de cinema explicam por que escolheram o mês de abril

Confira a programação completa:

Dia 4 de abril 
14h – Credenciamento 
16h – Mesa de Discussões: Dia Nacional do Curta _ Cinemateca Catarinense 
18h – Mostra Catarina Curta 
20h – Residência CineramaBC Rodrigo Grota: Curta-metragem 
21h – Filme de Abertura: Camera Obscura (de Maru Solores) 
23h – Festa de Lançamento

Dia 5 de abril 
16h – Mostra Catarina: O Mundo em duas Voltas (de David Schurmann) 
17h30 – Novas Mídias 
18h – Curta Internacional 
20h – Residência CineramaBC André Sturm: Cinema e Mercado
21h – Longa-metragem: The Precinct (de Ilgar Safat)

Dia 6 de abril 
16h – Mostra Infantil:Uma Professora Muito Maluquinha (de André Pinto e Cesar Rodrigues) 
17h30 – Novas Mídias 
18h – Longa-metragem: L’Age Atomic (de Hélén Klotz) 
20h – Residência CineramaBC Marcos Azevedo e Rubens Veloso: Diálogos sobre a Presença Física e Imagética 
21h – Longa Metragem: Otelo Burning (de Sara Blecher)

Dia 7 de abril 
18h – Longa-metragem: Love & Bruises (de Ye Lou) 
20h – Residência CineramaBC Rodrigo Fonseca: Crítica Para o Cinema Fora do Eixo 21h – Longa Metragem: Ana Pavlova Vive em Berlim (de Theo Solnik)

Dia 8 de abril
18h – Curadoria do Público 
20h – Residência CineramaBC: Christiane Tricerri: Atuação no Cinema 
21h – Premiação 
21h30 – Encerramento _ Homenageado: Onde a Terra Acaba (de Sério Machado) 
23h – Coquetel de Encerramento


JORNAL DE SANTA CATARINA

Comente aqui
03 abr11:30

2º Cinerama.BC exibe filmes inéditos em Balneário Camboriú

Novos ventos movimentam a vida cultural de Balneário Camboriú de 4 a 8 de abril, no Cine Itália. E eles chegam através da segunda edição do Cinerama.BC,Festival Internacional de Cinema, que terá première de filmes internacionais, ou seja,  filmes que passam pela primeira vez no circuito de cinema brasileiro, alguns pela primeira vez na América.

Cinerama.BC, que abre o calendário oficial do cinema catarinense, terá apresentação de longas nacionais e internacionais, curtas-metragens, palestras, debates e oficinas, além de homenagens e premiações. Estão confirmadas também as presenças da atriz Christiane Tricerri e dos homenageados do evento, os diretores Sérgio Machado, Rubens Veloso, Marcos Azevedo (também ator) e David Schürmann. Uma das novidades deste ano é a sessão competitiva de curtas-metragens internacionais (Hungria, EUA, Argentina e Brasil) que farão sua primeira exibição no Brasil.

Entre os principais destaques da programação estão os filmes, inéditos no Brasil, Câmera Obscura (Espanha), de Maru Solares; Love & Bruises (China/França),de Lou Ye; Otelo Burging (África do Sul), de Sara Blecher; Anna Pavlova Lives in Berlin (Alemanha), do brasileiro radicado em Berlim Theo Solnik; The Precinct (Azerbaijão), de Ilgar Safat, e o premiado L’Age Atomic (França), de Hélena Klotz (ver infos dos filmes ao final do release).

NOVAS MÍDIAS

A seção Novas Mídias ganha força invadindo diversos espaços do festival onde o público terá a chance de experimentar novas formas de ver e pensar imagem em movimento.  Nos dias 05 e 06 de abril o 2º CINERAMA.BC recebe a Companhia Coletiva Phila7, que utiliza o audiovisual como elemento principal em suas apresentações. Filmes de diversos artistas com diferentes propostas poderão ser encontrados também no site do festival www.cineramabc.com.

MOSTRA CATARINA

Mostra Catarina traz ainda esse ano duas sessões: uma de curtas-metragens regionais de Santa Catarina e a exibição do longa-metragem “O Mundo em Duas Voltas”, do diretor catarinense David Schürmann, que será exibido no dia 05, às 16h, em sessão gratuita. Ele estará presente para contar sobre a experiência de filmar uma viagem ao mundo em um barco a vela. A exibição gratuita do filme está em sintonia com o grande evento náutico “Volvo Ocean Race”, que fará a parada brasileira em Itajaí, de 04 de abril a 22 de abril.

SESSÃO INFANTIL

Outra novidade na edição deste ano é a Sessão Infantil, que apresentará o filme “Uma Professora muito Maluquinha”, estreado pela atriz Paola Oliveira, de César Rodrigues e André Alves, com entrada franca. O filme foi adaptado da obra do escritor e cartunista Ziraldo. A abertura do festival para o público infantil, segundo o idealizador do evento André Gevaerd, é dar acesso às crianças como um projeto de formação de público. “A idéia é fazer uma formação pela base, criar, estimular e desenvolver o gosto pelo cinema desde cedo”.

RESIDÊNCIA CINERAMA.BC

Trata-se de um conjunto de palestras, oficinas e debates que permite que o público faça uma imersão no mundo do audiovisual. As palestras acontecem diariamente às 20h, durante todo o Festival, com os seguintes temas: Curta-metragem (Rodrigo Grota), Cinema e Mercado (André Sturm), Diálogos sobre a Presença Física e Imagética (Rubens Velosos e Marcos Azevedo), Crítica de Cinema (Rodrigo Fonseca), Atuação em Evidência (Christiane Tricerri). O circuito de oficinas amplia sua atuação na edição 2012 e irá oferecer: Oficina de Realização Coletiva (Carlos Daniel Reichel e Guilherme Meneghelli), Direção Cinematográfica(Francisco Garcia), Roteirização (Filipe Domiano) e Direção de Arte (Mônica Palazzo). A coordenação de todas as oficinas é realizada por Verena Meneghelli, da produtora Epic Studio.

CURADORIA DO PÚBLICO

Pela primeira vez o público terá chance de escolher um dos filmes do festival. A Sessão Curadoria do Público dá a oportunidade de escolha de um entre três filmes de animação na página do Cinerama.BC no facebook. Foram disponibilizados três títulos: “A Profecia dos Sapos”, de Jacques Rémy Girerd;  “As bicicletas de Belleville”, de Sylvain Chomet, e “Mundo Proibido”, de Ralph Bakshi. A votação segue até o dia 7 de abril. O filme escolhido pelos espectadores será exibido na tela grande do Cine Itália, às 18h do último dia do festival. Para votar, basta acessar http://www.facebook.com/cineramabc

CREDENCIAIS e INGRESSOS

Credenciais e ingressos podem ser adquiridos pelo site www.blueticket.com.br (cartão ou boleto) ou no Cine Itália (somente em dinheiro). O preço da credencial integral (válida para todos os eventos do festival) é R$160,00 (inteira) e R$ 80,00 (meia); já o ingresso avulso (para sessões de filmes e eventos) tem preço de R$16,00 (inteira) e R$ 8,00 (meia). O Cinerama.BC dá desconto para quem quer ser membro do festival.  Basta preencher o formulário disponível no site www.cineramabc.com.br e ter conhecimento do benefício.

Mais informações no site http://www.cineramabc.com.br/

FILMES


Trailers disponíveis através do link http://vimeo.com/channels/301123

“Câmera Obscura” (Câmera Escura) de Maru Solores – Premiada curta-metragista espanhola que estréia no longa-metragem. Filme delicado sobre uma adolescente cega e seu amadurecimento. PREMIÈRE INTERNACIONAL

“Love & Bruises” (Amor e Dor) de YE Lou – Terceiro longa-metragem do diretor chinês, que teve seus primeiros filmes na seleção do Festival de Cannes. Produção francesa sobre um amor intenso entre um homem e uma mulher. Estreou no importante festival de Veneza. PREMIÈRE LATINO AMERICANA

“Otelo Burning” (Otelo em Chamas) de Sara Blecher – Primeiro longa-metragem de ficção desta premiada documentarista sul africana. Filme intenso sobre um garoto africano que em meio à guerra encontra um porto seguro no surf. Considerado o “Cidade de Deus” da África do Sul. PREMIÈRE LATINO AMERICANA

“Anna Pavlova Lives in Berlin” (Ana Pavlova Vive em Berlim) de Theo Solnik – Primeiro longa-metragem deste diretor brasileiro. Um denso filme alemão sobre uma garota e sua vida noturna na cidade de Berlin. PREMIÈRE BRASIL

“The Precinct” (O Interrogatório) de Ilgar Safat – Longa-metragem do diretor que também é poeta e cantor de rock. Um filme do Azerbajão que mistura diversos gêneros que foi muito premiado em festivais do leste europeu. PREMIÈRE LATINO AMERICANA

“L’Age Atomic” (A Idade Atômica) de Héléna Klotz – Primeiro longa-metragem da diretora francesa revelação de 2012 do Festival de Berlim (prêmio FIPRESCI) e pelo júri no Festival Premiers Plans D’Angers. PREMIÈRE LATINO AMERICANA

Texto compartilhado por Luciana Zonta

Comente aqui