Meio Ambiente

10 mai11:15

Qualidade da água do Rio Camboriú será monitorada pela Epagri/Ciram

Ainda neste mês, pesquisadores da Epagri/Ciram instalarão uma sonda multiparamétrica no Rio Camboriú. O equipamento servirá para monitorar a qualidade da água no ponto onde é feita a coleta que abastece as cidades de Balneário CamboriúCamboriú.

A sonda é mais um dos componentes do sistema de monitoramento ambiental que está sendo instalado na bacia do Rio Camboriú. O sistema será composto por cinco estações meteorológicas, que irão medir e documentar diferentes padrões ambientais da região, como índice pluviométrico, nível do rio e temperatura. O sistema deverá estar funcionando em outubro. Além de formar séries históricas que irão embasar pesquisas na região, os dados também serão usados para prevenção contra eventos meteorológicos extremos.

Os equipamentos que formam o sistema de monitoramento, inclusive a sonda multiparamétrica, terão capacidade de medir em intervalos de minutos as variáveis ambientais da região. Esses dados serão enviados em tempo real para a Epagri/Ciram, emFlorianópolis. Atualmente é a Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (Emasa) que controla a qualidade da água com uma coleta manual diária. A sonda vai fazer essa avaliação todos os dias, a cada 15 minutos.

No final de abril, moradores de Balneário Camboriú fizeram uma passeata para chamar atenção aos níveis de poluição do Rio Camboriú.  A manifestação reuniu cerca de 30 pessoas, que percorreram o trecho da Barra Sul à Praça Almirante Tamandaré.

BLOG DO LITORAL

Comente aqui
10 mai10:42

Itajaí reúne representantes de projetos de preservação ambiental de todo o país

Itajaí está sediando nesta quarta e quinta-feira, o III Workshop Projeto Meros do Brasil: Estratégias para conservação de ambientes costeiros e marinhos do Brasil. O evento, que promove um importante encontro entre representantes de diversos projetos de preservação ambiental do país, é organizado pela equipe do Projeto Meros do Brasil, patrocinado pela Petrobras, por meio da Petrobras Ambiental.

Nesta quinta, ocorre o ciclo de palestras dos dirigentes dos projetos: Coral Vivo; Golfinho Rotador; Ponta de Piranji e encerrando com o Baleia Jubarte.

O Projeto Meros do Brasil atua em toda a costa brasileira com o objetivo de conservar o mero (Epinephelus itajara), um peixe criticamente ameaçado, quase desaparecendo de nossas águas.

Dentre os objetivos a serem alcançados no III Workshop do Projeto Meros, um deles é promover o intercâmbio das pesquisas já instauradas pelos projetos de preservação ambiental como: biologia pesqueira, genética, mergulho científico e conhecimento ecológico local.

O evento já contou com a participação do Projeto Albatroz, Projeto Ilhas do Rio, Projeto Tamar e Projeto Tartarugas do Delta, durante as palestras realizadas no dia 9 de maio.O projeto Meros do Brasil é realizado pela Ecomar.

Programação do Dia 10/05/2012

08h30min/ 12h30min – Ciclo de Palestras: Troca de experiências sobre conservação marinha no Brasil

08h30min/09h15min: Projeto Coral Vivo (Clóvis B. Castro)
09h30min/10h15min: Projeto Golfinho Rotador (Mariana Consuli Tischer )
10h30min/11h15min: Projeto Ponta de Piranji (Guilherme C. S. Pierri)
11h30min/12h15min: Projeto Baleia Jubarte (Clarêncio Barracho)

14h/17h15min – Mesas de discussão: Desafios da conservação marinha no Brasil

14h/16h – Mesa de discussão 1) Conservação Marinha: Rumo a Rio+20
14h/16h – Mesa de discussão 2) Áreas Marinhas Protegidas
16h/16h30min – intervalo
16h30min/17h15min –  Encaminhamentos: Elaboração de Agenda

Comente aqui
30 abr09:11

Manifestação chama a atenção para limpeza do Rio Camboriú

Dagmara Spautz, Jornal de Santa Catarina

Um pedido de socorro pelo Rio Camboriú ecoou na manhã deste domingo na Avenida Atlântica. Moradores reuniram-se em uma caminhada, a fim de conscientizar autoridades e a população sobre a importância da limpeza das margens e das águas, que abastecem todo o município. A manifestação reuniu cerca de 30 pessoas.

Móveis, garrafas e embalagens plásticas estão entre os principais dejetos que passam pelo rio, e acabam depositados nas margens ou no mar. Mas a maior reclamação é em relação ao cheiro.

Hoje, o sistema usado em Balneário Camboriú tem capacidade para tratar apenas 45% de todo o esgoto despejado nas águas do rio. Já o município de Camboriú, que também direciona os dejetos para o Rio Camboriú, não possui sistema de tratamento.

Para o poder público, a esperança está na conscientização da população – para que deixe de fazer do rio um depósito de lixo – e na implantação de uma nova estação de tratamento de esgoto, que deve ser concluída esse ano. Segundo a prefeitura, a estação terá capacidade para tratar de forma adequada 98% do esgoto na cidade.

Paralelo à implantação do novo sistema, a rede coletora também está sendo ampliada para todo o município.

Comente aqui
27 abr09:30

Parecer do Ibama sobre a BR-470 deve sair em maio

Por Francisco Fresard/Blog do Pancho

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) deve emitir parecer, favorável ou não, sobre o projeto da duplicação da BR-470 até meados de maio. A informação foi repassada pela assessoria de imprensa do órgão federal. Segundo o Ibama, o estudo de impacto ambiental foi recebido em setembro do ano passado.

Os estudos complementares solicitados em outubro ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) só foram recebidos agora, em abril.

O órgão também deixa claro que tem prazos legais para análise e emissão de pareceres e que, por isso, não há atraso. A velocidade do processo vai depender da agilidade do empreendedor — neste caso o Dnit — em providenciar os estudos necessários.

Tudo indica que, se o parecer for favorável e mais nenhuma restrição for encontrada, a licitação para o início da obra deve sair até o fim do ano. Pelo menos foi o que disse o superintendente do Dnit em Santa Catarina, João José dos Santos, a lideranças empresariais e políticas do Vale que participaram de uma reunião com ele nesta semana. O primeiro trecho a ser contemplado seria o que passa por Blumenau.

Há uma luz no fim do túnel, mas estou vacinado. Só acredito vendo. E espero, sinceramente, que o estudo complementar encaminhado ao Ibama esteja de acordo com o que foi solicitado. E deve estar, já que demorou seis meses para ser elaborado.

BLOG DO PANCHO

Comente aqui
18 abr15:40

Camarões aparecem mortos na orla da Praia Central de Balneário Camboriú

A empresa responsável pela limpeza da orla da Praia Central, em Balneário Camboriú, recolheu na manhã desta quarta-feira, quase 100 quilos de camarões mortos. Eles foram encontrados à beira mar, entre as ruas 2200 e 1001. A Secretaria Municipal do Meio Ambiente acompanhou o recolhimento dos crustáceos e repassou o caso ao Ibama, que investigará a causa das mortes.

Por aparecerem em ponto isolado, a hipótese é de descarte dos camarões por alguma embarcação.

A pesca do camarão está proibida até o dia 31 de maio. A suspensão da captura ocorre na época em que os crustáceos se reproduzem e tem por objetivo garantir a procriação. O período de defeso começou em março nas regiões Sul e Sudeste do Brasil. Em caso de descumprimento, as autuações podem chegar a R$ 100 mil e os responsáveis respondem a processo judicial por crime ambiental.

BLOG DO LITORAL

Comente aqui
18 abr13:13

Amyr Klink reúne mais de 500 pessoas em palestra na Vila da Regata em Itajaí

O auditório da Vila da Regata em Itajaí lotou nesta terça-feira para a palestra com o velejador Amyr Klink. Além dos 482 lugares das poltronas, o público se espalhou pelos corredores para acompanhar a palestra de Amy Klink que falou sobre “Sustentabilidade como elemento de competitividade”.

- Passei por aqui alguns dias antes da Regata Volta ao Mundo começar, e duvidei que a cidade estivesse pronta para este evento. Para minha surpresa, ficou melhor do que eu esperava – disse Klink.

De acordo com o velejador, Itajaí ganhou destaque internacional ao receber tão bem a Regata Volta ao Mundo. Para ele a cidade, e todo o estado, devem aproveitar esta oportunidade e investir no ramo náutico: turismo, estaleiros, marinas, escolas de remo e vela.

- O que a gente percebe é que toda a cidade se mobilizou para receber este evento, e isso não pode se perder. Hoje pela manhã, durante a chegada do Camper, muitas crianças aguardavam o barco. Achei maravilhoso porque desperta nelas o interesse por este mundo. Precisamos voltar nossos olhos para o mar.

O Ciclo de Palestras Stopover Univali segue nesta quarta-feira com o velejador Vilfredo Schurmann sobre “Sustentabilidade e Meio Ambiente – Um mar de Desafios”. Na ocasião o palestrante fará uma análise dos diversos sistemas ambientais dos 54 países que visitou mostrando, com exemplos, como contribuir para a preservação do planeta. Ele conta como suas experiências, durante as duas voltas ao mundo a bordo de um veleiro, podem contribuir com a biodiversidade. O capitão falará, também, da importância de práticas responsáveis que tenham como objetivo prosperar e contribuir para um desenvolvimento social e econômico.

Já a palestra de quinta-feira com o Senador Delcídio Amaral Gomes foi cancelada em virtude de compromissos profissionais do senador em Brasília. Na data, às 17h, haverá mesa-redonda sobre desenvolvimento humano, com levantamento sobre a evolução de Itajaí desde a Eco92. Participam do debate, representantes da Secretaria de Desenvolvimento Social, Ordem dos Advogados do Brasil, da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), Direitos Humanos de Itajaí, Associação Empresarial de Itajaí, Conselho Municipal de Assistência Social e ONGs.

No encerramento do evento, dia 20, às 18h30min, ocorre um mini fórum sobre oceanos com Knut Froatad, chefe executivo da Volvo Ocean Race; Roberto Vámus, da Surf Rider Foudation; João Parrinha, da Skeleton Sea; Jacqui Smith, coordenadora do projeto Keep the Ocean Clean; e José Angel Perez, pesquisador do curso de Oceanografia da Univali.

Comente aqui
17 abr10:31

Amyr Klink palestra na Vila da Regata em Itajaí nesta terça-feira

Uma das palestras mais aguardadas do Ciclo Stopover Univali ocorre no início da noite desta terça-feira. O velejador Amyr Klink defenderá a sustentabilidade como elemento de competitividade. O evento oferece entrada gratuita e certificados para acadêmicos. O encontro ocorre no auditório da Vila da Regata da Volvo Ocean Race, às 18h30min.

O velejador é conhecido por realizar a primeira travessia solitária a remo do Atlântico Sul e por mais de 15 viagens à Antártica. Suas aventuras renderam livros que tornaram-se best sellers, como: Cem Dias entre o Céu e o Mar; Parati, Entre Dois Pólos; Mar sem Fim; e Linha D’água. O velejador também é um dos sócios-fundadores do Museu do Mar, de São Francisco do Sul, em Santa Catarina.

Quarta-feira é a vez do velejador Vilfredo Schürmann palestrar no evento. O navegador falará sobre sustentabilidade e meio ambiente. Já, no dia 19, ocorrem duas atividades: às 17h, haverá mesa-redonda sobre desenvolvimento humano, com levantamento sobre a evolução de Itajaí desde a Eco92. Participam do debate representantes da Secretaria do Bem-Estar Social, da Ordem dos Advogados do Brasil, da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), dos Direitos Humanos de Itajaí, da Associação Empresarial de Itajaí, do Conselho Municipal de Assistência Social e de ONGs diversas.

Na sequência, às 18h30min, terá início a palestra com o senador Delcídio Amaral Gomes, que falará sobre proposta de novo modelo econômico e social para o Brasil. No encerramento do evento, dia 20, às 18h30, ocorre um mini fórum sobre oceanos com Knut Frostad, CEO da Volvo Ocean Race; Roberto Vámus, da Surf Rider Foudation; João Parrinha, da Skeleton Sea; Jacqui Smith, coordenadora do projeto Keep the Ocean Clean; e José Angel Perez, pesquisador do curso de Oceanografia da Univali.

Programação – 17/04 (terça)
14h às 22 h – Funcionamento da Vila da Regata
14h às 17h – Visitação Monitorada
14h às 22h – Feira Náutica Show Brasil
18h30min às 20h – Fórum Stopover Univali – “Sustentabilidade como elemento de competitividade” – Amyr Klink – Velejador
20h – Show Palco Vila – Mari Monteiro / Festa do Pinhão (Lages)

Comente aqui
16 abr17:54

Família de capivaras visita Vila da Regata em Itajaí

O repórter fotográfico Marcos Porto, do Jornal de Santa Catarina e clicRBS Itajaí, registrou a presença de uma família de capivaras na Vila da Regata em Itajaí.

- Todas as noites elas ficam em um canto reservado comendo e descansando à beira do Rio Itajaí-Açu – comenta Porto.

Comente aqui
16 abr17:05

Semasa já distribuiu mais de 12 mil litros de água na Vila da Regata em Itajaí

A iniciativa do Semasa de distribuir água para os visitantes da Vila da Regata da Volvo Ocean Race em Itajaí está surtindo efeito bastante positivo. Em 12 dias de evento, foram distribuídos gratuitamente mais de 35 mil copos de água, numa iniciativa que faz parte do Plano de Sustentabilidade da Itajaí Stopover. Em nenhum ponto do evento, é possível adquirir água mineral.  No total, mais de 12 mil litros de água já foram consumidos.

Para atender toda essa demanda foi montado um estande na vila, equipado com bebedouros que refrigeram a água, disponibilizando um total de oito torneiras. A ideia que foi bem recebida pelo público, é que o próprio visitante se sirva com a água. Além desta estrutura o Semasa também distribuiu mais cinco bebedouros em pontos estratégicos do evento. Estes equipamentos, que também refrigeram a água, atendem as equipes, os funcionários, colaboradores, staff, voluntários e a imprensa que faz a cobertura da VOR.

A proposta do Comitê Organizador e do Semasa é diminuir a produção de lixo plástico, proveniente de copos e garrafas pet, uma vez que a distribuição da água é feita em copo de papel biodegradável. O material depois de descartado é enviado para a reciclagem e não polui o meio ambiente. Levando em consideração que cada embalagem de água mineral pesa 20 gramas e suporta em média 500 ml, estima-se que neste período mais de seis mil garrafas de água mineral deixaram de circular na Race Vilage, evitando a utilização de quase 1,2 tonelada de plástico.

O Semasa também utiliza o evento para mostrar a toda sociedade e, principalmente para a população de Itajaí, que a água da rede pode ser consumida sem problemas, uma vez que é um produto de qualidade e atende os critérios técnicos da portaria 2914/2011 do Ministério da Saúde. Para isso, uma equipe de monitores de ETA fica de plantão no stand orientando e esclarecendo dúvidas da população.

A previsão é que até dia 22, quando os barcos da VOR partem para para Miami (EUA), mais de 100 mil copos de água sejam distribuídos na Vila da Regata.

Comente aqui
16 abr09:52

Ação de limpeza retira mais de 1,5 tonelada de lixo das praias de Itajaí

Cerca de 1,5 toneladas de lixo (150 sacos de 200 litros) foi retirada após a ação denominada “Keep the Oceans Clean – Mantenha os oceanos limpos” realizada nas praias da Atalaia, Cabeçudas e Brava, em Itajaí, no último sábado. Desde cedo, voluntários se concentraram principalmente na Atalaia, onde o albatroz Wisdom, mascote da ação, fez sucesso com a criançada. 

Um grupo de mergulhadores da Univali conseguiu recolher uma boa quantidade de resíduos no fundo do mar, no Costão de Cabeçudas, enquanto um grupo de 10 escaladores partiu para a Praia da Solidão, ao lado do Canto do Morcego. O Corpo de Bombeiros de Itajaí colaborou fornecendo os barcos que voltaram do costão com uma grande quantidade de lixo. 

Nem mesmo a ameaça de chuva desanimou os voluntários, que, munidos de luvas e sacos de lixo, percorreram as praias da cidade, recolhendo desde latas e plásticos até pontas de cigarro e cacos de vidro.

- Parece que São Pedro estava nos observando lá em cima, só esperando o mutirão terminar. No momento em que fechamos o último saco começou a chover na Brava – conta o coordenador do Plano de Sustentabilidade da Volvo Ocean Race em Itajaí, Glenn Suba.

O superintendente da Fundação do Meio Ambiente de Itajaí (Famai), Paulo César do Santos, presente na base montada próximo ao Encontro dos Amigos, na Praia Brava, avalia como positiva a ação.

- Percebemos que as pessoas estão realmente engajadas na proteção do meio ambiente, o que é fantástico. A Famai pretende dar continuidade a esse projeto de limpeza nas praias, e o objetivo principal é conscientizar a população para diminuir cada vez mais a quantidade de resíduos jogados nossas praias e no nosso rio – diz. 

Mais de 200 pessoas se mobilizaram e todo o resíduo coletado foi enviado para o Centro de Reciclagem instalado na Vila da Regata. Após a limpeza do material, o artista plástico João Parrinha, de Portugal, deve começar a construção da Tainha Mutante, obra de arte que será elaborada exclusivamente com o lixo recolhido nas praias. 

O projeto “Keep the Oceans Clean – Mantenha os Oceanos Limpos” é uma iniciativa da organização Sketelon Sea, e teve o apoio da Univali. Famai, Porto de Itajaí, Prefeitura de Itajaí, Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Comitê do Itajaí – Agência de Água, Semasa, Cooperfoz, Corpo de Bombeiros, Anjos do Mar, Aspi, Schooner, Ecosorb, Gomes da Costa, Sea Shepherd, Surf Rider Foudation Brasil e The Ocean Foundation. 

- O Brasil é o país da suntentabilidade e lidera esse processo no mundo. Mas há muita coisa a se fazer. Espero que as outras cidades copiem o exemplo de Itajaí e limpe a sujeira das ruas e recicle – pede o escultor João Parrinha.

Comente aqui