Pesca

12 jun08:26

Confira a programação desta semana do Caminhão do Peixe de Itajaí

O Caminhão do Peixe de Itajaí abre sua programação semanal nesta terça-feira com filé de pescado, linguado, pescadinha, sardinha, abrótea espalmada e a tainha estarão disponíveis a preços acessíveis para a população.

A primeira parada é no Bairro Fazenda, nesta terça-feira, com ponto de vendas na Rua Abraão Bernadino Rocha, e ficará estacionado em frente ao Grupo Escolar Guilhermina Büchele Muller.

Na quarta-feira, o programa Peixe nos Bairros estará presente no Cidade Nova, na Avenida Nilo Simas, junto ao pátio da Igreja São Lourenço. Já na quinta-feira (14), os moradores do Bairro Cordeiros (na região do loteamento Votorantim) poderão adquirir os produtos na Rua Vereador Nestor dos Santos, em frente à Igreja Católica Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

O Caminhão do Peixe fará uma parada na sexta-feira (15), devido ao feriado de 152 anos de Itajaí, e para fechar a semana de vendas, no sábado (16), o ponto de comercialização será o Bairro São Judas, na Rua Indaial, dentro do pátio da Igreja São Judas Tadeu.

Comente aqui
24 mai11:28

Semana de tainha no Caminhão do Peixe de Itajaí

Um dos peixes mais procurados pelas pessoas nesta época do ano já está disponível no Caminhão do Peixe. A tainha chegou esta semana e as primeiras unidades já foram vendidas. Ainda há pouca oferta da espécie, mas o Caminhão do Peixe está circulando pelos bairros de Itajaí carregado também de filé de pescada, sardinha, linguado, pescadinha, pargo e peixe d’água.

Nesta quinta-feira, o veículo segue para o Bairro Espinheiros, onde leva o pescado para a população do loteamento Santa Regina. Na localidade, a ‘peixaria móvel’ estará estacionada na Rua Marcos Antonio Muller, em frente ao C.E.I. Profª Márcia Maria Augusto Nunes.

Sexta-feira (25), o Caminhão do Peixe se desloca até o Bairro Vila Operária. Para comprar seu peixe para o almoço do fim de semana, você encontra o caminhão na Rua Eugênio Müller, na Praça 1° de Maio em frente à Igreja Nossa Senhora da Paz.

E no sábado (26), a programação semanal é concluída na comunidade da Nova Brasília, com o Caminhão do Peixe posicionado na Rua Marcos Castellan, em frente à Igreja Cristo Ressuscitado.

O Programa Peixe nos Bairros é uma ação desenvolvida pela Secretaria de Pesca e Aquicultura. Todos os dias de funcionamento, a venda inicia às 8h e segue enquanto houver peixes disponíveis à comercialização.


Comente aqui
19 mai08:12

Caminhão do Peixe estaciona hoje no Centro de Balneário Camboriú

O Caminhão do Peixe atende, neste sábado, a comunidade do Centro de Balneário Camboriú. A peixaria ambulante estará na Rua 300, esquina com a Avenida Central, das 7h30min às 12h. O atendimento é feito através de  senhas distribuídas por ordem de chegada.

A prefeitura, através do projeto “Peixe nos Bairros”, do Ministério da Pesca, visa ampliar a oferta  e aumentar o consumo do produto nas comunidades, incluindo todos no acesso ao pescado barato e que faz bem a saúde.

Em Balneário Camboriú o serviço é oferecido através da Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social, em convênio com o Sindicato das Indústrias da Pesca de Itajaí e região (Sindipi).

Comente aqui
18 mai18:10

Tainha chega ao Mercado do Peixe de Itajaí

A temporada de tainha começou e o Mercado do Peixe de Itajaí já vende o pescado. Só nesta quinta-feira, um total de 10 toneladas foram descarregadas no local, e nesta sexta, mais cinco toneladas do peixe estão disponíveis em quase todas as bancas do mercado.

O preço do quilo varia entre R$ 7 sem ova e R$ 10 com ova. A previsão é de que todos os dias chegue mais. O Mercado do Peixe abre todos os dias das 7h ás 18h e aos sábados das 7h às 14h.

Temporada da Tainha

A pesca da tainha vai do dia 15 de maio a 15 de julho, e deve movimentar a economia pesqueira nos municípios. Com o fenômeno La Niña, o inverno em Santa Catarina deve ser típico: com dias frios e a presença constante do vento sul, o que atrai as tainhas do Rio Grande do Sul para a costa catarinense.

A pesca com barcos industriais tem início apenas no dia 30. Os barcos industriais devem ficar a pelo menos 5 milhas da costa, para que não interfiram na pesca artesanal. Esse prazo diferente é importante porque faz com que mais tainhas se aproximem da costa, sendo apanhadas pelos pescadores artesanais e pelas tarrafas.

1 comentário
18 mai08:37

Pescador morre ao tentar trocar de embarcação em Navegantes

Um pescador morreu no final da tarde desta quinta-feira, ao tentar pular de uma embarcação para outra em alto-mar. O acidente ocorreu na costa de Navegantes.

Segundo os Bombeiros, que resgataram o corpo, o pescador escorregou e bateu a cabeça em um dos barcos, durante a tentativa de trocar de embarcação.

O pescador foi localizado pelos Bombeiros pouco tempo depois, já sem vida, 30 metros distante do local do acidente. O corpo foi recolhido pelo Instituto Médico Legal de Itajaí (IML), para que seja reconhecido pela família.

BLOG DO LITORAL

Comente aqui
15 mai10:10

Confira a agenda do Caminhão do Peixe de Itajaí desta semana

Nesta terça-feira, o Caminhão do Peixe de Itajaí está no Bairro Dom Bosco, na Rua José Gall no pátio da Igreja Católica no Parque Dom Bosco.

Confira a agenda para o restante da semana:

- Quarta-feira: bairro Cordeiros, na localidade do Costa Cavalcanti, na Praça Santos Dumont em frente à Unidade de Saúde. 
- Quinta-feira: bairro Cidade Nova, na Rua Nilo Simas no pátio da Igreja São Lourenço.
- Sexta-feira: comunidade rural do Limoeiro, na Unidade de Saúde, em frente a Igreja Católica.
- Sábado: bairro São João, na Rua Indaial no pátio do Auto Posto Tomio, em frente à Distribuidora Aldri.

A ação integra o programa Peixe nos Bairros da Secretaria de Pesca e Aquicultura. Desde o início do ano o Caminhão do Peixe já atendeu 7.916 pessoas e foram vendidos 12 mil quilos de peixe.

O Caminhão do Peixe inicia sua venda todos os dias às 8h e segue enquanto houver pescado para a comercialização.

Comente aqui
15 mai09:04

Safra da tainha começa nesta terça-feira em Santa Catarina

Guto Kuerten, Diário Catarinense

O saragaço começou. A tradicional frase de pescador ecoa nos barracões de pesca artesanal e nos barcos industriais catarinenses. A temporada mais esperada pelos profissionais do mar começa com uma constatação: a Lagoa dos Patos, no Rio Grande do Sul, não é mais a principal fonte das tainhas que chegam ao Estado. Pesquisadores e pescadores confirmam que a migração agora é a partir das baías na Argentina e no Rio da Prata, entre a Argentina e Uruguai.

Conclusões feitas durante projeto pioneiro de estudo da espécie desenvolvido em parceria pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali), Universidade Federal do Rio Grande (Furg/RS) e Instituto de Pesca de Santos apresentam novos resultados. Ricardo Schwingel, um dos pesquisados do Grupo de Estudos Pesqueiros da Univali afirma que nos últimos 12 anos o principal criadouro mudou.

– Durante anos, a lagoa tem tido uma redução na abundância de tainha. Por outro lado, em SC, não se tem observado uma redução na demanda na pesca industrial e artesanal – afirma.

Ele conta que a frota pesqueira industrial tem operado no Sul da cidade de Rio Grande (RS), ou seja, na divisa com o Uruguai.

– Estaríamos explorando recursos migratórios a partir das baías na Argentina e no Rio da Prata. Como os pescadores conseguem pescar no Chuí? Tem então cardumes provenientes do Sul. Na Argentina a pesca é pequena e no Uruguai não tem pesca de cerco na industrial. Lá não existe a procura pela tainha.

>>> O CAMINHO PERCORRIDO

Temporada movimenta mais de 15 mil pessoas no setor artesanal

Conhecido pelo apelido Pão de Milho, um dos mestres de barco mais respeitado no Brasil trabalha há 40 anos no mar, sendo 30 deles dedicados à tainha. Enquanto preparava o barco num cais em Itajaí, comentou a mudança:

– Não concordo que o peixe venha apenas da Lagoa dos Patos e com certeza não é mais a principal fonte. Acompanho a tainha desde o Chuí até Santos e vejo que mais de 80% migra da Argentina e Uruguai.

A tainha é o recurso pesqueiro mais aguardado no ano pelo setor industrial. Para o pescador artesanal é ainda mais relevante. É para ambos o momento de aumentar a renda familiar de forma considerável. São mais de 65 mil trabalhadores indiretos e diretos nos dois setores.

A temporada da tainha é um evento tradicional catarinense. Movimenta um mercado turístico-gastronômico. Nas praias, os arrastões atraem turistas e moradores na ajuda da retirada da rede e dos peixes. Mais de 15 mil pessoas trabalham com o setor artesanal. (colaborou Dagmara Spautz )

O mesmo ritual praticado há 35 anos

Há 35 anos, o pescador João Pereira, 61, repete o mesmo ritual. Quando o frio chega, leva as canoas para mais perto do mar. Carrega as redes, ajeita o barco e espera. Os olhos miúdos se acostumaram a enxergar de longe a chegada dos cardumes de tainha. Quando a água escurece, o pescador sabe que é chegada a hora de trabalhar.

Nesta segunda-feira, a ansiedade tomava conta do galpão onde Pereira e outros 25 homens farão plantão até julho, no canto da Praia do Estaleiro. Feito meninos, mal podem esperar pelo momento de esticar e puxar as redes.

– A pesca da tainha é igual desde o tempo do meu pai, do meu avô. Se a safra for boa, até rende algum dinheiro. Mas o que a gente gosta mesmo é da aventura – conta Pereira.

A melhor puxada de tainha já vista no Estaleiro ocorreu há quase 30 anos, quando 35 toneladas do peixe foram retiradas da água de uma só vez. O cardume, apesar de grande, não chega perto de locais como Florianópolis ou Bombinhas, onde o mar fica coalhado de tainhas em ano de boa safra. Mas Pereira não perde a esperança de que, desta vez, a pesca será boa:

– A água está numa temperatura boa, que traz o peixe para perto – prevê.

Independente da quantia que vier, parte do cardume já tem destino certo: abastecer os pescadores, que preparam, ali mesmo, pratos recheados de sabor no fogão à lenha, que fica dentro do galpão.

Os próximos meses serão de trabalho por ali, mas também de diversão e resgate das raízes.

Comente aqui
08 mai16:01

Caminhão do Peixe em Camboriú, Itajaí e Balneário Camboriú

Confira o ponto de parada do Caminhão do Peixe nesta semana em Camboriú, Itajaí e Balneário Camboriú.

Camboriú

Quinta-feira (10)
Bairro Areias –
Em frente ao Posto de Combustível

Sábado (12)
Bairro São Francisco de Assis –
Em frente ao Posto de Saúde

Itajaí

Quarta-feira (09) o Caminhão do Peixe atende, em conjunto com o Programa Prefeitura nos Bairros, o Bairro São Judas. A população que estará recebendo o atendimento do prefeito e secretários, terá a oportunidade de comprar seu pescado. O veículo ficará na Rua Indaial no pátio da Igreja São Judas Tadeu.

Quinta-feira (10) o caminhão se desloca para o Bairro Cordeiros e atende o loteamento Jardim Esperança, na Rua Sebastião Soares em frente à Escola Básica Melvin Jones, próxima a Unidade de Saúde. Já na sexta-feira (11) é a vez de a comunidade rural Espinheiro de Cima receber o caminhão, que estaciona na Rodovia Jorge Lacerda próximo à distribuição de água Dalçóquio. E no sábado a programação do Caminhão do Peixe termina na Praia Brava, a população pode comprar seu pescado no pátio do Posto de Gasolina 14 Bis na Rodovia Osvaldo Reis. Todos os dias o veículo inicia a venda às 8h e segue enquanto houver pescado disponível.

Balneário Camboriú

Quarta-feira (9), o Caminhão do Peixe estará comercializando pescados no Bairro dos Municípios, na Rua Bom Retiro, esquina com a 5ª Avenida, das 7h30min às 12h. Todo o atendimento é realizado através de senhas distribuídas por ordem de chegada.

Confira os pescados disponíveis: Filé de Cabrinha, Abrótia espalmada, Corvina em posta, Pescadinha inteira, Linguado interno limpo, Tainha interna aberta, Posta de Espada, Mistura (vários pescados), Charuto (congelado).

Comente aqui
03 mai17:27

Polícia Federal de Itajaí flagra pesca ilegal em Penha

A Polícia Federal de Itajaí apreendeu 90 quilos de espécies provenientes de pesca ilegal numa embarcação flagrada na região de Penha, na tarde de quarta-feira. O barco estava praticando pesca de arrasto, que é proibida entre 1º de abril e 31 de maio. Entre as espécies apreendidas havia camarões, peixes, búzios e siris.

O piloto e proprietário da embarcação, que não teve o nome divulgado, teria tentado se desfazer dos pescados. Ele foi autuado em flagrante pelo crime de pesca em período proibido, e liberado após pagar fiança. Além disso, será multado pelo Ibama.

BLOG DO LITORAL

Comente aqui
03 mai10:45

Caminhão do Peixe de Itajaí chega ao Arraial dos Cunha

Nesta quinta-feira, o ponto de parada do Caminhão do Peixe é a comunidade rural Arraial dos Cunha, na Rodovia Antônio Heil. A peixaria móvel fica estacionada no pátio do Posto Raimondi.

Esta semana está à venda a famosa mistura usada no caldo de peixe, que contém anchova, pampo e garoupa. Além destes, o consumidor vai encontrar pescadinha bembeca, gordinho, linguado, abrótea espalmada, espada em posta todos estes peixes são comercializados limpos e eviscerados. O charutinho e a tainha são vendidos ainda com escamas e congelado.

Sexta-feira, o Bairro São Vicente recebe o caminhão e o loteamento Bambuzal será contemplado com a venda do pescado que será feita na Rua Luiz Roberto Casas ao lado da Unidade de Saúde do loteamento.

Finalizando a semana no sábado, o atendimento será feito na Rua Indaial no Bairro São Judas no pátio da Igreja São Judas Tadeu.

A venda inicia todos os dias às 8h e segue enquanto houver pescado.

Comente aqui