Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de abril 2010

DOURADO QUER AJUDAR

22 de abril de 2010 1

TVCOM ESPORTES recebeu o mais novo milionário do país/Paulo Daniel Santos

   Tive a melhor das impressões a respeito de Marcelo Dourado, o gaúcho, vencedor do Big Brother Brasil. Nesta semana, durante entrevista concedida ao TVCOM ESPORTES e a mim, nas dependências do Beira-Rio, pro Bom Dia Rio Grande, Dourado se mostrou um cara consciente do papel que representa a partir da projeção ganha com o programa.

   Afirmou que o dinheiro já está na conta, bem aplicado, por sinal, como bem esclareceu. Disse que pretende deixá-lo assim, sem fazer loucuras, até pra não dar margem àqueles que buscam uma aproximação só porque agora tem grana.

   O gaúcho quer utilizar a “fama” pra ajudar a quem necessita. Entende que a exposição na mídia, mesmo que em demasia, possa ser revertida em benefício dos mais necessitados. Entre os projetos, visitas ao Hospital do Câncer Infantil, hoje a tarde e divulgação de uma campanha de conscientização da população pra doação de órgãos e medula óssea. Uma iniciativa louvável.

   Pro futuro imediato, muita viagem e uma agenda atribulada. Nômade total, sem endereço fixo e quase sem tempo pra lazer e descanso. A média de sono tem sido de quatro horas por noite.

   Ônus de quem se tornou milionário e visionário, do bem.

Postado por Jader Rocha, POA

SALVE O VINIL!

20 de abril de 2010 1

   No dia do vinil, vídeo pra quem, como eu, é fã

Postado por Jader Rocha, POA

O FENÔMENO "TRAPALHÕES"

06 de abril de 2010 2

   Citei no post anterior e agora mostro os números das maiores bilheterias da história do nosso cinema. Os Trapalhões estão no top ten disparados! Fonte: wikipedia.

O primeiro filme d`Os Trapalhões foi realizado em 1965 e contava apenas com a dupla Didi e Dedé. Com a formação clássica (que contava ainda com Mussum e Zacarias) foram realizados vinte e três filmes, entre 1978 e 1990. Mais de cento e vinte milhões de pessoas já assistiram a filmes d`Os Trapalhões, sendo que sete filmes estão na lista dos dez mais vistos na história do cinema brasileiro. São eles:

  • 4.º lugar – O Trapalhão nas Minas do Rei Salomão de 1977, com 5,8 milhões de espectadores
  • 5.º lugar – Os Saltimbancos Trapalhões de 1981, com 5 milhões
  • 5.º lugar – Os Trapalhões na Guerra dos Planetas de 1978, com 5 milhões
  • 7.º lugar – O Cinderelo Trapalhão de 1979, com 4,7 milhões
  • 8.º lugar – Os Trapalhões na Serra Pelada de 1982, com 4,7 milhões
  • 9.º lugar – O Casamento dos Trapalhões de 1988, com 4,5 milhões
  • 10.º lugar – Os Vagabundos Trapalhões de 1982, com 4,4 milhões

Postado por Jader Rocha, POA

DIDI, O CINQUENTÃO

06 de abril de 2010 0

   Ainda ontem pelo twitter mandei uma mensagem pro meu amigo Zé Victor Castiel. Parabenizei-o pela participação no programa do Didi, no domingo. O Zé faz o papel de um cara rico, num futuro distante, cheio de ideias. E contrata o Didi e sua trupe pra serem ajudantes. Confusão total.

   Não é a toa que Renato Aragão arrebata público e critica até hoje. Já são 50 anos de estrada. Uma estrada sinuosa, mas com belas e marcantes paisagens no caminho. Não há um sequer, do mais velho ao mais novo, que não tenha se emocionado e rido muito das suas piadas, das improvsações, do jeito cativante de fazer humor por todo esse tempo. Didi, ou Renato Aragão, mantém o hábito. Podem mudar as piadas, mas não se muda a maneira como elas são executadas. Por mais evolução que se tenha, é louvável ver a dedicação do humorista, o prazer dele em trabalhar.

   Lá em casa, no auge dos Trapalhões, era ritual sagrado. Tudo parava no domingo, sete da noite, pra assistir o quarteto. Uma hora deliciosa de risadas e entretenimento. E no cinema então? Quantas e quantas vezes, meu pai e minha mãe, enfrentaram comigo pequeno, longas filas no Cinema Vitória, ali na Borges. Não é a toa que até hoje, os filmes dos Trapalhões estão entre as maiores bilheterias da história do cinema nacional. Fenômeno. Marcas alcançadas, graças a perseverança de Renato Aragão. Ou simplesmente, Didi Mocó. Esse, sim, o cara! 

 

 

Postado por Jader Rocha, POA