Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

NÃO FALEI QUE ERA SEMANA ATÍPICA??!!

29 de novembro de 2011 7

O que era uma especulação, um sentimento, se tornou real. Celso Roth acabou de fazer o anúncio de que não será treinador do Grêmio em 2012. Não irá renovar contrato pra próxima temporada. Mas, afirmou, igualmente, que comanda o time no GreNal que decide a vida do Inter, no domingo!

Vai entender!! Eu, sinceramente, não entendo!

Se a decisão entre as partes, direção e treinador, chegou a conclusão de que não era interessante renovar o vínculo, porque, então, manter Roth pro último jogo da temporada? Tá errado!! Roth anunciou e deveria ir embora, como, aliás se faz em ocasiões como essas. Questão de profissionalismo? Mas e motivação e liderança. Como dizer pros jogadores o que ele quer, o que ele pretende, se ali adiante, outra voz, outro jeito de comandar estará na beira do campo?

Essa decisão, estranha, repito, só comprova o quão equivocada foi a temporada no Grêmio. Um 2011 pra esquecer, literalmente. Gremistas sonham com 2012, esperam a nova temporada. Sem Roth, com Kléber e promessa de um time forte e competitivo, capaz de ganhar alguma coisa, de relevância.

Ah, pra reforçar. O GreNal, o clássico que fecha o ano no Beira-Rio, o mais importante, será transmitido pela RBS TV, pra todo o Rio Grande do Sul, incluindo Porto Alegre!


SEMANA ATÍPICA

28 de novembro de 2011 4

Essa é, sem dúvida, uma semana diferenciada. Semana em que todo o cuidado é pouco. Qualquer menção, qualquer palavra, qualquer imagem, frase, gesto que se passa, ganha conotações das mais variadas. Depende do humor e do entendimento de quem interpreta.

A rivalidade Grêmio/Inter, bipolarizada e histórica, se acirra. Não no sentido da briga, da violência. Nisso, definitivamente, não. Essa acirrada se dá pelas circunstâncias em que o jogo será disputado. O interesse de cada uma das equipes, o que representa a vaga pro Inter, o que representa pro Grêmio, tirar do maior rival, a oportuniadde de enfrentar uma terceira Libertadores em sequência. Adrenalina lá no alto. “Policiamento”, idem.

É uma semana em que é necessário ter toda a precaução. Informar, mostrar, contar os fatos. Se fazer entender, pra que não se tenha uma má interpretação. É nosso papel. Ao torcedor cabe a flauta, a ânsia pra que o dia chegue logo. Cabe a paixão.

Como em diversas vezes já enfrentei na carreira, semana Gre-Nal é sempre uma semana atípica. Vamos pra mais uma!

AÇÃO DE NATAL DO BOM DIA RIO GRANDE

25 de novembro de 2011 0

Uma iniciativa muito prazerosa esta a que fomos imbuídos no Bom Dia Rio Grande. Eu, Carla Fachim e Cristiane Silva, vamos ajudar três instituições distintas a ter um Natal feliz, um final de ano alegre, porque não, inesquecível. São entidades assistenciais que cuidam de crianças e idosos com necessidades. A mim, foi dada a tarefa de proporcionar uma manhã com direito a Papai Noel e tudo, presentes e sorrisos.

No próximo dia 8, irei até a INSTITUIÇÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE MARIA DE NAZARÉ.  Lá, cerca de oitenta crianças de famílias de baixa renda, que vivem na comunidade da Vila Nazaré, aqui de Porto Alegre, passam praticamente o dia inteiro neste local. E como são pequenos, com  idade variando entre os quatro meses e os seis anos, precisam de diversão, lazer, de recreação, de felicidade e carinho.

Vou levar o Papai Noel. Vou levar os brinquedos. Quero ver no rostinho de cada um, um sorriso fácil, um raio de esperança, por um momento assim. Uso este espaço, pra dizer também, que você aí que me lê, pode ajudar. Se você tem aquele brinquedo mais velho, mas em bom estado de uso, não se acanhe. Não coloque fora! Pense que ele pode fazer a diferença pra estes menos favorecidos. Doe esse brinquedo. Colabore conosco e nos ajude a realizar a nossa ação de Natal.

É bom frisar que qualquer doação pode ser feita aqui na sede da RBS TV, na Rua Rádio e Tv Gaúcha, 189, em meu nome.


O ANO DOS "9"

21 de novembro de 2011 4

O Brasileirão de 2011 tem se caracterizado por uma particularidade. São seis os principais goleadores do campeonato. De todos estes, uma curiosidade: São camisas nove de ofício. Seguem, na ordem de gols:

BORGES – SANTOS – 23 GOLS

FRED – FLUMINENSE – 20 GOLS

DEIVID – FLAMENGO – 15 GOLS

LEANDRO DAMIÃO – INTER – 14 GOLS

WILLIAM – AVAÍ – 14 GOLS

LOCO ABREU- BOTAFOGO – 13 GOLS

Reparem que da lista, a exceção é William. Mesmo com essa quantidade de gols, não ajudou o time dele a permanecer na primeira divisão. O Avaí caiu e com ele, seu centroavante e capitão.

Os outros todos tem objetivos bem mais nobres do que o companheiro de ofício. Borges, quer embalar pro Mundial de Clubes. Quer manter a fase alta pra encarar, quem sabe, o Barcelona, na segunda quinzena lá no Japão. Fred, Deivid, Damião e Loco Abreu, pensam em Libertadores. Fred, por que não, almeja o título, embora numa perspectiva menor se comparado com Corinthians e Vasco.

O ano é deles, sem dúvida. Quem apostou e apostou bem, vai colhendo os resultados. Quem contratou mal, que procure o seu “artilheiro” na tabela.

MINHA SELEÇÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO

16 de novembro de 2011 9

   Prometi. Tá aqui minha seleção do campeonato brasileiro. Votei, como faço todos anos, pra ajudar a formar o time que, ao final da competição, recebe a premiação da CBF. Esse ano, o evento dos melhores será em São Paulo, diferente dos anos passados, quando a festa foi no Rio de Janeiro.

GOLEIRO: FERNANDO PRASS – VASCO

LATERAL-DIREITO: MARIANO – FLUMINENSE

ZAGUEIROS: DEDÉ – VASCO  E  ANTÔNIO CARLOS – BOTAFOGO

LATERAL-ESQUERDO: CORTÊZ – BOTAFOGO

VOLANTES: RALF E PAULINHO – CORINTHIANS

MEIAS: THIAGO NEVES – FLAMENGO E DIEGO SOUZA – VASCO

ATACANTES: NEYMAR E BORGES – SANTOS

TÉCNICO: JORGINHO – FIGUEIRENSE

REVELAÇÃO DO CAMPEONATO: WELLINGTON NEM – FIGUEIRENSE

CRAQUE: NEYMAR – SANTOS

ÁRBITRO: MARCELO DE LIMA HENRIQUE – RIO DE JANEIRO

NOVAS CARAS

15 de novembro de 2011 0

   Em tese é o melhor campeonato brasileiro dos últimos tempos. Desde a implantação do sistema de pontos corridos, esse é o que mais empolga, é o que será decidido no detalhe. O mais parecido, que eu lembre, ocorreu em 2008, quando o São Paulo confirmou o título na rodada decisiva, numa disputa direta com o Grêmio.

   Dos times que sonham com a taça, leia-se e entenda-se, Corinthians e Vasco, jogadores que cresceram e apareceram. Começo pelos cariocas, afirmados como o time que mais vem se empenhando ao longo da temporada. O episódio Ricardo Gomes deu uma injeção no grupo. Fortaleceu os laços, valorizou a todos. Sensibilizados e movidos pelo sentimento, revigoraram o time campeão da Copa do Brasil, também no Nacional, pra chegar na reta final em condições totais de ser o melhor também neste campeonato. Insisto. Pra mim, será o Campeão Brasileiro de 2011.

   Nesse Vasco muito bem armado pelo Ricardo Gomes e mantido com extrema competência pelo Cristóvão Borges, o zagueiro Dedé desponta. Alguns jornalistas com quem converso, seja daqui do Rio Grande, ou de fora, apontam o jogador como o craque do Brasileirão. É um cara que não brinca em serviço. Tem personalidade, imposição física e uma segurança exuberante que o fazem o melhor da posição. Isso, sem contar o fato de ser uma forte opção ofensiva. Vide os gols contra o Universitário, pela Copa Sul-Americana e o no clássico contra o Botafogo. Dedé é um senhor zagueiro!! Logo vai embora, apostem. O Vasco já fala em segurá-lo, no máximo, até a Libertadores do ano que vem. Fiquemos de olho!

   No Corinthians, dentre os vários nomes rodados, o volante Paulinho é mais um a quem rendo um comentário. Descoberto no Bragantino, firmou-se na posição, quando muitos, a começar pelos exigentes corintianos, apostavam que não conseguiria suprir as ausências de Jucilei e Elias. Encaixou com Ralf. Volante de passe fácil e boa chegada a frente. Tem feito gols com frequência e ajudado bastante o time do Tite a seguir sonhando com a taça.

   Fico nestes dois exemplos. Dois, por sinal, que estão na minha seleção do Brasileirão. Aliás, essa seleção, assunto pra outro post, combinado??

TRECHOS DA ENTREVISTA DE KLÉBER, HOJE EM SÃO PAULO

14 de novembro de 2011 11

O atacante Kléber se manifestou hoje em São Paulo. Falou pra Rede Bandeirantes. Entre vários temas, três tópicos que dizem respeito a negociação que envolve sua possível vinda pro Grêmio, em 2012. Resposta, segundo direção do clube, virá até quarta-feira. Não mais do que isso:

Futuro
“A proposta é muito satisfatória e o Grêmio realmente mostrou muito interesse. Amanhã acaba o prazo e não vou deixar eles esperando. Estou feliz com a proposta e seu eu for para lá vou ser o mesmo Kleber dos outros times que passei”.

Influência da família
“Algumas coisas pesam pra mim. Minha filha perguntou se vou embora de novo de São Paulo. Gosto muito de São Paulo. O que pesa mesmo é ficar aqui. Adoro o Grêmio e adorei a proposta, mas fiquei muito tempo na Ucrânia e depois em Belo Horizonte. Minhas filhas estão crescendo e sinto muita falta delas”.

Corinthians

“O Corinthians não pode nem fazer proposta, porque não fomos autorizados para falar com eles. Dizem que tem proposta do Corinthians ao Palmeiras e acompanhei o Andrés falando que não entra em leilão. O Corinthians quando quer vem e compra, porque é o clube com mais dinheiro no Brasil junto com o Flamengo, por causa dos contratos de TV”.

SELEÇÃO SONOLENTA

14 de novembro de 2011 2

Desisti de Brasil x Egito no meio do caminho. Juro que tentei, mas não fui bem sucedido na minha empreitada de ver a seleção em campo. E não passa por ausências significativas como Neymar, Ganso, Kaká e outros nomes mais famosos e de mais qualidade. Não. Com qualquer desses jogadores, sejam mais estrelados ou não, ver um jogo do Brasil, hoje em dia, é uma tarefa hercúlea.

A Seleção perdeu a identidade. Pra jogar com essa camisa que já ganhou cinco mundiais e que já foi bem mais respeitada, é preciso entender a essência. É preciso captar o significado de envergar o amarelo que já foi de Pelé, Garrincha, Ronaldo, Tostão, Rivelino e outros tantos. A Seleção é um arremedo. Um amontoado. Testes de mais, identificação de menos. Chega de experimentar. Tá na hora de firmar um time, formar um grupo, trabalhá-lo a exaustão. Entrosá-lo. Pelo amor de Deus, tem uma Copa pela frente e vai ser aqui, no nosso país!!

Ganhar do Egito, do Gabão, por favor!! Amistosos duvidosos. Pra encher os cofres da CBF e esconder, maquiar, outras tantas coisas. Temos que mudar, urgentemente! Ficar do jeito que está, não dá, definitivamente!

LARANJA MECÂNICA

11 de novembro de 2011 2

Impressionante o que vi ontem a noite! Um dos grande jogos da história do futsal brasileiro. Uma aula de garra, coragem, determinação, ousadia e um jogo, literalmente, bem jogado. Acbf e Corinthians, que decidiam vaga à final da Liga Futsal 2011, demonstraram um altíssimo nível na quadra.

Mais impressionante, ainda, é a trajetória desse clube da serra gaúcha que termina a temporada com 35 anos de existência e um currículo espetacular. Na conta, estaduais, títulos nacionais, sul-americanos e mundiais. Uma paixão que se afirma ao longo dos anos e que cada vez mais destaca-se. A Associação Carlos Barbosa de Futebol, conhecida mundo afora por ACBF, é daqueles casos típicos de amizade e esporte, que unidos, se consagram.

Saúdo aqui, os amigos que jogavam futsal em dois tradicionais clubes da cidade e que resolveram unir forças pra dar ao município, a oportunidade de crescimento no segmento esportivo. Será que imaginaram que, três décadas e meia depois, a ideia estaria amplamente consolidada?

Tive a chance de trabalhar em algumas dezenas de jogos da Acbf, desde 1997. Em Carlos Barbosa, ou fora. No Rio Grande do Sul ou pelo Brasil. Não conheço, sinceramente, nada parecido com o que ocorre naquela cidade em termos de mobilização e idolatria por uma equipe. O que a comunidade de Carlos Barbosa realiza durante as temporadas que se sucedem, em prol do clube, é de aplaudir e recomendar. Lá, até podem e devem existir os gremistas, os colorados. Mas num segundo plano. Lá, todos são, acima de tudo, ACBF.

Final de campeonato, então, é um espetáculo a parte. A cidade se colore de laranja e preto. Das fachadas dos prédios as escolas. Das crianças aos  idosos. Todos convergem numa corrente de positivismo e apoio. O resultado, respaldado por um planejamento coerente, é o que se vê. A equipe, hoje, é a mais tradicional do esporte no país e está apta a buscar o quinto título de uma Liga, o Brasileirão do futsal. Isso em sete finais!!

Um exemplo a ser seguido. Parabéns Carlos Barbosa!

UM NOVO RONALDINHO??

10 de novembro de 2011 27

“Gato escaldado tem medo de água fria”. Provérbio antigo, correto?? Frase batida, correto?? Dor de cabeça recente, preocupação recente, correto??

Falo do sentimento do torcedor gremista que se assombra com uma possibilidade de ver repetido o fiasco da negociação que envolveu Ronaldo de Assis Moreira no final do ano passado, começo desse ano. Kléber, seria um novo “Ronaldinho”?

Alguns pontos que põe em dúvida a contratação que é o sonho de consumo da maioria da torcida, mas, especialmente, dos dirigentes que escancararam aos quatro ventos que estavam, estavam ou estão??, apostando na vinda do atacante:

1 – Se já havia o acerto entre as partes envolvidas, porque Kléber preferiu o mistério, ouviu a proposta e decidiu consultar a família pra depois definir o futuro?

2 – Se o jogador já havia dito que seria importante sair do centro do país, reoxigenar-se no futebol, deixando de lado São Paulo e o foco das polêmicas com o Palmeiras e Felipão, porque agora, especula-se que ele teria dito na verdade, que deseja continuar por lá, ainda mais que existe a chance do Corinthians o contratar, melando o negócio com o Grêmio??

3 – Será que o presidente Paulo Odone, já não aprendeu o suficiente com o episódio Ronaldinho que armar na véspera festa de apresentação quando não se tem nada definido é amador demais??

4 – Que ficar explicando reviravolta nesses casos, além de chato e repetitivo, demonstra insuficiência e uma certa falta de tarimba pra negócios tão complexos e com jogadores desse calibre?

Houve erros, há erros?? Kléber, afinal vem? Deixará o Grêmio na mão, pagando vale, assim como Ronaldinho? E o clube, na medida em que já tinha encaminhada a proposta, porque aceitar esperar uma resposta do jogador dentro de um prazo estabelecido pelo mesmo??

Já se fala em plano B, C. O filme vai se repetir?? O torcedor anda cansado. Um dia, o crédito termina!