Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Com duas mudanças, Avaí está pronto para mais uma decisão

19 de novembro de 2017 0
Depois de 26 jogos, Kozlinski volta ao time titular (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

Depois de 26 jogos, Kozlinski volta ao time titular (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

Com duas mudanças, o Avaí está pronto para mais uma decisão, desta vez contra o Palmeiras pela 36ª rodada da Série A do Brasileiro, nesta segunda-feira, 20h, na Ressacada. Com a ausência do goleiro Douglas, que está suspenso pelo terceiro amarelo, Kozlinski terá uma nova oportunidade após perder a titularidade no jogo com o Fluminense, no primeiro turno, onde ele cometeu uma falha incrível. A outra mudança será no meio campo. Claudinei Oliveira opta em tirar Simião da equipe e dar uma oportunidade para Maurinho, que desde a sua chegada, não tinha começado nenhum jogo como titular.

Time pronto

Foi no treino da tarde deste domingo que Claudinei Oliveira definiu a formação do Leão para o confronto com o Palmeiras. Em um trabalho rápido de posicionamento, o treinador conversou com o grupo titular e logo em seguida partiu para a atividade. No gol, Kozlinski ganha a confiança do técnico para assumir a vaga de Douglas, que cumpre a suspensão automática. Ele volta ao time titular depois de 26 jogos, quando falhou no primeiro gol do Fluminense, ainda no primeiro turno, quando tentou driblar Henrique Dourado e acabou tomando gol. Na partida seguinte, ele perdeu espaço e não atuou mais como titular. A outra mudança será por opção do treinador. Maurinho ganha uma chance na equipe titular na vaga de Simião que retorna para a reserva. Com isso, Marquinhos volta para o meio campo com Maurinho ficando aberto pela direita, Júnior Dutra pela esquerda e Rômulo atuando centralizado. Durante o treino, Claudinei chegou a colocar Lourenço na vaga de Maurinho, o que mudou a posição dos atletas de frente. Rômulo foi para a beirada de campo pelo lado direito e Lourenço ficou centralizado. Mas pelo que se viu, foi apenas um teste que o técnico fez, caso o jogo exija. Desta forma, o Avaí entra em campo com Kozlisnki, Maicon, Betão, Alemão, João Paulo; Judson, Pedro Castro, Marquinhos; Júnior Dutra, Rômulo, Maurinho. No banco ficam; Vitor Prada, Matheus Gutz, Aírton, Gustavo, Leandro Silva, Capa, Simião, Luanzinho, Caio Cesar, Juan, Lourenço e Álisson.

 

Battistotti e Lapagesse disputam presidência do Avaí em dezembro

19 de novembro de 2017 0
Battistotti e Lapagesse disputam a presidência do Avaí (Fotos: Janniter de Cordes/Arquivo Facebook Lapagesse)

Candidatos lutam pelos votos dos sócios no dia 9 dezembro (Fotos: Battistotti/Janniter de Cordes/Lapagesse: Arquivo Facebook Lapagesse)

O processo eleitoral do Avaí agora esquenta para valer. Encerrado o prazo para as inscrições das chapas para concorrer a presidência do clube, duas confirmaram e assim teremos a votação no dia 9 de dezembro, das 9h às 18h. A Chapa 1, da situação, tem o nome de “Avaí para o futuro”, que tem Francisco Battistotti como candidato a reeleição, e Amaro Lúcio, como candidato ao cargo de vice-presidente. A Chapa 2, oposição, com o nome “Avaí mais forte”, terá Alexandre Lapagesse como candidato para presidente e Rica Câmara ao cargo de vice.

Disputa pela presidência

Não era novidade para ninguém que Francisco Battistotti seria candidato a reeleição para presidente do clube, já que o próprio dirigente já havia informado tal fato. A expectativa ficava por conta de ter ou não uma chapa de oposição. Muitos acreditavam que não teria, mas para surpresa de muitos, apareceu e foi inscrita na manhã deste domingo, dia do prazo final de confirmação. Antes, Gérson Basso em entrevista na CBN/Diário, já havia confirmado que a oposição viria, só faltava definir quem seria o candidato ao cargo de presidente. Depois de muitas reuniões, o nome foi definido. A primeira a chapa a se inscrever foi a da situação, “Avaí para o futuro”, que se inscreveu no sábado. Francisco Battistotti como candidato a reeleição e Amaro Lúcio como vice-presidente. A Chapa 2, da oposição, com o nome “Avaí mais forte”, se inscreveu na manhã deste domingo. Alexandre Lapagesse será o candidato ao cargo de Presidente, e Júlio Carlos Richard Câmara, o Rica Câmara, ao cargo de vice-presidente. Agora, as chapas trabalham para conseguir os votos no dia 9 de dezembro. Podem votar sócios de todas as categorias com pelo menos um ano como associado e em dia. Hoje, aproximadamente 4.500 sócios tem direito a voto.

Próximos passos

Com as chapas inscritas, o Avaí publica até esta segunda-feira em seu site oficial, as duas chapas inscritas e com as respectivas nominatas. A partir deste momento, os candidatos tem até 48 horas para pedir impugnação em caso de eventual irregularidade da chapa concorrente. Nesse momento também, a comissão eleitoral formada pelos sócios Marcos Andrei, Marcos da Silva e Paulo Sérgio Filipine, começam a trabalhar para verificar a condição de cada chapa para eventuais correções. Caso alguma chapa não tenha cumprido o que está no estatuto, ela será indeferida. No dia 9 de dezembro, a votação inicia às 9h e vai até às 18h. Em seguida acontece a apuração onde será conhecida a chapa vencedora. Com a definição, os vencedores se reúnem em seguida para uma reunião onde será escolhida a mesa diretora do Conselho Deliberativo. Vale colocar, que a chapa perdedora só terá direito de ter membros no conselho caso consiga 30% dos votos. Se conseguir, a participação será proporcional a porcentagem conseguida na votação. Se não atingir a marca, o conselho  será integral da chapa vencedora. Nesta reunião, se define quem tem o interesse em concorrer a presidência do conselho. Se tiver mais de um, cada conselheiro monta a sua mesa diretora e em seguida começa a votação para a escolha do presidente. Vale lembrar que o Conselho Deliberativo tem 270 vagas, já que 30 são conselheiros natos, que também podem concorrer.

Sem treino de posicionamento, Claudinei não confirma time que pega o Corinthians

10 de novembro de 2017 0
Titulares trabalharam na academia da Ressacada. (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

Titulares trabalharam na academia da Ressacada. (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

Com um intervalo curto de um jogo para o outro, o técnico Claudinei Oliveira nem fez um trabalho de posicionamento nesta sexta-feira no último treino antes do jogo contra o Corinthians, neste sábado, 19h, na Arena Corinthians, pela 34ª rodada da Série A do Brasileiro. Desta forma, o time só será conhecido uma hora antes do confronto. Para este jogo, o Avaí não conta com o meia Pedro Castro, suspenso pelo terceiro amarelo, e tem a volta de Leandro Silva, que cumpriu a automática contra o Bahia. O Avaí é o 19º colocado com 35 pontos e precisa da vitória para ficar com chances favoráveis para escapar da degola.

Sem treino tático

Ainda sem fechar 48 horas de recuperação física, os titulares no jogo contra o Bahia fizeram um trabalho na academia e deram algumas voltas no gramado. Em nenhum momento o time foi montado pelo técnico Claudinei Oliveira. Assim, pelo menos ficam duas dúvidas para o compromisso contra o Corinthians. Com Leandro Silva liberado, ele volta à titularidade ou Maicon permanece na equipe? A outra pergunta. Com a ausência de Pedro Castro, Simião será o substituto ou o treinador tem outra ideia? Isso só será conhecido mesmo uma hora antes do confronto. Sendo assim, o time pode entrar em campo com Douglas, Maicon (Leandro Silva), Betão, Alemão,  João Paulo; Judson, Simião, Marquinhos; Luanzinho, Rômulo, Júnior Dutra. Também foram relacionados: Kozlinski, Gustavo, Aírton, Capa, Lucas Otávio, Juan, Caio Cesar, Maurinho, Lourenço.

Ouça a coletiva do volante Judson

Claudinei Oliveira fica só até o fim da Série A no Avaí

09 de novembro de 2017 0
Presidente disse que Claudinei estava no seu projeto para 2018 (Foto: Márcio Serafini-CBN/Diário)

Presidente disse que Claudinei estava no seu projeto para 2018 (Foto: Márcio Serafini-CBN/Diário)

O técnico Claudinei Oliveira não vai renovar seu contrato com o Avaí. A definição  aconteceu na tarde desta quinta-feira após uma conversa entre o treinador e o Presidente do clube, Francisco Battistotti. De acordo com o dirigente, Claudinei pediu para sair imediatamente, o que não concordou o Presidente. Com isso, a conversa se estendeu e em comum acordo ficou estabelecido que o técnico encerra seu vínculo com o time do Sul da Ilha ao término da Série A do Brasileiro. O interessante em tudo isso, é que o Avaí já tinha anunciado a renovação de contrato com o treinador até dezembro de 2018.

Decisão que surpreende

Apesar de não fazer uma grande campanha na Série A do Brasileiro, o Avaí anunciou a renovação com Claudinei Oliveira no dia 7 de setembro. A decisão dividiu opiniões entre os torcedores do Leão da Ilha. Muitos torcedores queriam a saída do profissional, mas o Presidente sempre apoiou o profissional e deu sequência ao trabalho, que também era aprovado pelo grupo do jogadores. Mas após uma sequência de resultados ruins, principalmente a derrota para o Bahia por 2 a 1 na quarta-feira, na Ressacada, a situação mudou e nesta quinta-feira, Claudinei Oliveira procurou o Presidente para conversar, conforme informou Francisco Battistotti em entrevista ao comentarista Rodrigo Faraco, na CBN/Diário. “O Claudinei é uma pessoa coerente, uma pessoa do bem, que quer o melhor para o clube. A gente tinha renovado até o fim de 2018 e hoje ele me ligou, pedindo uma conversa, a gente conversou aqui na sala da presidência e chegamos em um acordo. Ele disse que estava pronto para sair amanhã e eu disse que não. Não tem jeito, faltam cinco jogos e você sempre foi de minha confiança e que trouxe o time da Série B para a Série A. Faltam cinco jogos e qualquer técnico que eu trouxer, será ainda mais prejudicial ao clube. Então acertamos, e ele fica até o final da competição e aquela renovação se torna sem efeito”, disse o Presidente avaiano. Apesar dessa decisão, Battistotti deixou claro que o Avaí não está desistindo da briga pela permanência na elite do futebol brasileiro. Ao ser questionado se não era melhor aceitar o pedido do treinador, já que ele se sente sem força, o dirigente não concorda. “Não, não. Qual o técnico que eu vou trazer. Qual o técnico ia botar seu estilo de jogo em tão pouco tempo. O grupo está fechado com o Claudinei. Não existe problema no vestiário, não existe nada. Todos tem o Claudinei como técnico e se observar, nos últimos jogos nós perdemos por detalhes”, relatou o dirigente.

Números de Claudinei Oliveira

Com a campanha ruim na Série B de 2016, onde no início do segundo turno o Avaí estava na porta do Z-4, Claudinei foi anunciado no dia 24 de agosto para substituir Silas, que foi demitido após a derrota para o Bahia, em casa, por 3 a 0. Ele fez seu primeiro jogo no dia 30 de agosto quando venceu o Luverdense por 2 a 1 no estádio da Ressacada. Daí por diante, o Avaí iniciou a arrancada para o acesso, que veio na penúltima rodada, fora de casa, após uma vitória sobre o Londrina por 1 a 0, gol de Diego Jardel. Até o momento, o treinador fez 74 jogos, com 32 vitórias, 20 empates e 22 derrotas. Com ele no comando, o Avaí marcou 77 gols e sofreu 72. Claudinei só não esteve na beira do gramado no confronto contra o Atlético/GO, ano passado, na derrota por 3 a 0, em Goiânia, já que estava suspenso. Neste jogo, o auxiliar Evando comandou a equipe.

Ouça a entrevista do presidente Francisco Battistotti

Maicon é a principal novidade no Avaí para encarar o Bahia

07 de novembro de 2017 0
Lateral terá sua segunda oportunidade como titular no Leão (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

Lateral terá sua segunda oportunidade como titular no Leão (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

Com mudanças nas laterais, o Avaí está pronto para encarar o Bahia nesta quarta-feira, 19h30min, na Ressacada, pela 33ª rodada da Série A do Brasileiro. Maicon será a principal novidade na escalação com a ausência de Leandro Silva, suspenso pelo terceiro amarelo. Na lateral-esquerda, João Paulo volta ao time após cumprir suspensão automática contra o Coritiba. A equipe foi definida no treino da tarde desta terça-feira.

Time pronto para a decisão

O Avaí tem pela frente um jogo mais do que decisivo, já que o Bahia é um adversário que ainda luta contra o rebaixamento e está na mesma faixa de tabela do Leão da Ilha. E para conquistar o resultado positivo, Claudinei faz apenas duas mudanças na equipe, uma por necessidade e outra por opção. Leandro Silva tomou o terceiro cartão amarelo contra o Coritiba e abre espaço para Maicon, que vai para seu segundo jogo como titular. A primeira chance no time principal, foi na sua estreia contra o Fluminense, no primeiro turno, na derrota por 3 a 0, onde o experiente lateral acabou marcando um gol contra. Mesmo assim, o atleta veio trabalhando esperando sua chance e agora ela apareceu. Até o momento, Maicon fez três jogos com a camisa do Leão. Além do jogo contra no Tricolor Carioca, ele entrou em duas partidas; Chapecoense e Ponte Preta. Na lateral-esquerda, João Paulo volta ao time, depois de cumprir suspensão pelo terceiro amarelo contra o Coxa. Antes mesmo da partida do último sábado, Claudinei Oliveira já citava que a ideia era o retorno dele ao time neste jogo de quarta-feira. Nas demais posições, o técnico avaiano manteve os mesmos jogadores. Desta forma, o Avaí encara o Bahia com Douglas, Maicon, Betão, Alemão, João Paulo; Judson, Pedro Castro, Marquinhos; Luanzinho, Rômulo, Júnior Dutra. No banco ficam; Koslinzki, Vitor Prada, Aírton, Gustavo, Diego Tavares, Capa, Lucas Otávio, Simião, Juan, Caio Cesar, Maurinho, Lourenço.

Vencer ou vencer

Apesar da equipe estar em situação delicada na Série A do Brasileiro, o Avaí tem chance de sair do Z-4 nesta rodada, mas é claro que não vai depender só de suas forças. O Avaí precisa vencer o Bahia e ainda torcer para que o Ponte Preta, Vitória e Sport não vençam seus jogos. Os três times jogam em casa na rodada contra Grêmio, Palmeiras e Botafogo respectivamente. Se der esta combinação, o Avaí termina a rodada na 16ª colocação com 38 pontos.

Ouça a coletiva do lateral-esquerdo João Paulo

Battistotti quer eleição propositiva e sem comentários ao léu

05 de novembro de 2017 0
Presidente diz que disputa nas eleições é salutar (Foto: Janniter de Cordes)

Presidente diz que disputa nas eleições é salutar (Foto: Janniter de Cordes)

Antes da partida contra o Coritiba, na derrota por 4 a 0 no Couto Pereira na noite de sábado, o Presidente do Avaí, Francisco Battistotti, falou sobre alguns assuntos importantes e dentre eles, a possibilidade de ter uma chapa concorrendo com a dele na eleição do dia 9 de dezembro e também sobre o conselho técnico do Catarinense 2018. Sobre o momento político, o dirigente disse que vê com bom olhos a concorrência, mas deixou claro que quer uma eleição limpa e justa.

Cenário político

Depois que Gérson Basso confirmou em entrevista na CBN/Diário que ele trabalha junto com outros membros para inscrever uma chapa para concorrer a presidência do Avaí, Battistotti ainda não tinha se manisfestado sobre esta possibilidade e ele aproveitou para conversar com os jornalistas e falar do atual momento do time na competição e também falar sobre a possibilidade de ter um concorrente na briga pela cadeira de Presidente do clube. “Eu acho propositiva, pois todo mundo tem direito de fazer uma chapa e concorrer. Eu só gostaria que os comentários fossem propositivos e quando for analisar, que analisem um todo. Eu não acompanho rede social, mas tenho amigos que acompanham, filtram e mandam pra mim. Então tem alguns comentários ali que são jogados ao léu, que com R$40 milhões tenho que pagar salário em dia, só que a administração profissional que é pregada, quando se faz a administração profissional, são os R$40 milhões de ativos, e na gestão profissional, tem que ver o passivo. Eu tenho R$40 milhões para gastar, mas eu tenho R$18 milhões de passivos trabalhistas e tributários feitos de três, quatro, cinco gestões anteriores. Então, é muito prático comentar hoje que pagar salário em dia é obrigação e realmente é obrigação e sempre foi, desde 1998, 99, 2000, 2001, 2002, 2003, até 2016, sempre foi obrigação. Então eu só quero que eles façam comentários propositivos, falando a realidade da coisa e não fiquem plantando uma situação de quem não conhece e não vê, analisando os números, acha que esta gestão está, na realidade, de pagar salários em dia. Isso sempre foi obrigação, desde 1998. A eleição é salutar”, disse o Presidente, aproveitando para rebater algumas críticas feitas por Gérson Basso, que disse ser mais fácil administrar o clube com R$40 Milhões, contra 1,5 milhão de quando ele passou pelo Avaí. Sobre a chapa de situação, Battistotti disse que ela ainda não está pronta, mas que está trabalhando para deixar montada para a eleição do dia 9 de dezembro.

Estadual 2018

O dirigente ainda aproveitou para falar sobre a ideia do Avaí para a disputa do Campeonato Catarinense de ano que vem. Nesta segunda-feira, às 15h, na sede da Federação Catarinense de Futebol, em Balneário Camboriú, acontece o conselho técnico da competição. Battistotti adiantou que já havia conversado com o Presidente da FCF, Rubens Angelloti, apresentando a fórmula que ele tinha para sugerir para o Estadual. “O Avaí apresentou a proposta. Eu sentei com o pessoal, já que o Avaí não faz parte da Associação de Clubes e eles estão fazendo a reunião deles lá para organizar, e o Avaí, em parceria com a Federação, converseu com o Rubinho (Presidente da FCF) e a proposta do Avaí é com dois grupos de cinco, pois nós só temos 18 datas. O que temos que fazer nesses dois grupos de cinco é o maior número de clássicos possíveis pra ter renda, pois não adianta você jogar em ida e volta que não dá. Então a fórmula que a gente apresentou tem quartas-de-final, semifinal em dois jogos e acho que vai ser muito importante isso”, destacou Francisco Battistotti. No calendário para 2018, em virtude da Copa do Mundo, a CBF disponibilizou 18 datas para os Estaduais, com início programado para o dia 17 de janeiro.

Ouça a entrevista do Presidente do Avaí, Francisco Battistotti

De volta ao time, Capa avalia período que ficou na reserva

01 de novembro de 2017 0
Lateral é o terceiro atleta que mais jogou em 2017. (Foto: Cristiano Estrela/Diário Catarinense)

Lateral é o terceiro atleta que mais jogou em 2017 no Avaí. (Foto: Cristiano Estrela/Diário Catarinense)

O lateral-esquerdo Capa deve ser a principal novidade para o confronto contra o Coritiba, sábado, 21h, no Couto Pereira. Com a ausência de João Paulo, suspenso pelo terceiro amarelo, o atleta retorna ao time titular depois de quatro partidas no banco. Agora resta saber se o técnico Claudinei Oliveira pretende fazer alguma outra mudança na formação até pela resposta que o time deu no segundo tempo contra o Grêmio. O primeiro coletivo da semana acontece nesta quinta-feira e a equipe será encaminhada para mais um confronto decisivo.

Retomando espaço

Uma das peças importantes no esquema tático do Avaí, Capa teve uma queda de rendimento e isso fez ele perder a titularidade da equipe. O último jogo dele como titular foi contra o Vasco na derrota por 2 a 1. Como não foi bem, Claudinei Optou em dar uma oportunidade para João Paulo na partida seguinte contra o Fluminense no Maracanã. Na entrevista, o lateral falou do momento que foi para o banco. “Quando o jogador vai para o banco, acho que não se assimila muito bem, mas eu mantive a cabeça fria, sabia que a mudança seria em prol do grupo para achar uma forma diferente de jogar. Foi uma decisão do técnico Claudinei e a gente precisa respeitar”, disse Capa. Com a oportunidade, o atleta disse que vai se empenhar ao máximo para ficar no time e ajudar na luta pela permanência na Série A. Durante o período na reserva, o lateral comentou se parou para refletir para entender porque perdeu espaço na equipe. “Na minha concepção, não houve falha minha, foi mais opção tática do professor. Quando ele conversou comigo, disse que a dinâmica de jogo do João era diferente da minha, já que ele é mais técnico e eu mais ofensivo e ia optar por isso. O João Paulo entrou na posição, ajudou e a gente tem que respeitar a opção do treinador”,  destacou o atleta. Em 2017, Capa é o terceiro jogador que mais atuou. Ao todo, foram 49 jogos, sendo 47 como titular e dois entrando nas partidas.

Ouça a coletiva do lateral-esquerdo Capa

Com mesmo time, Avaí está pronto para encarar o Grêmio

28 de outubro de 2017 0
Betão é um dos pilares do sistema de jogo de Claudinei Olivera (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

Betão é um dos pilares do sistema de jogo de Claudinei Olivera (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

Sem mudanças, o Avaí está pronto para enfretar o Grêmio neste domingo, 19h, na Ressacada, na sequência da Série A do Brasileiro. Como a equipe deu uma ótima resposta contra a Ponte, na vitória por 2 a 1, Claudinei Oliveira não viu motivos para fazer mudanças. O último trabalho foi realizado no final da tarde deste sábado no palco da partida.

Tudo pronto

No treino deste sábado, o técnico do Leão fez um trabalho de movimentação com o time que ele treinou no coletivo de sexta-feira. Durante a atividade, Claudinei fez algumas modificações para testar alternativas para o decorrer do confronto. Maicon entrou no lugar de Leandro Silva, Simião na vaga de Pedro Castro, e Joel no lugar de Rômulo. Mas na sequência, o comandante foi para o treino de bola parada voltando com todos os titulares, ou seja, trabalhando exatamente o que ele fez no coletivo e o que ele confirmou na entrevista. Sendo assim, o Avaí entra em campo com Douglas, Leandro Silva, Betão, Alemão,  João Paulo; Judson, Pedro Castro, Marquinhos; Luanzinho, Rômulo, Júnior Dutra. No banco ficam; Kozlinski, Vitor Prada, Aírton, Gustavo, Maicon, Diego Tavares, Capa, Lucas Otávio, Simião, Juan, Joel, Maurinho. O Avaí quer quebrar uma marca ruim neste momento da Série A. O time não vence há quatro jogos dentro de casa. Neste domingo, a equipe completa 63 dias sem vencer na Ressacada. A última vitória em casa foi no dia 27 de agosto quando derrotou a Chapecoense por 1 a 0. Se fizer isso, o Leão também consegue pela segunda vez no campeonato, duas vitórias seguidas. A única sequência  de dois triunfos seguidos foi neste segundo turno, nas rodadas 22 e 23 quando venceu a Chapecoense e Sport.

Sub-20 vence primeiro duelo da final

A garotada do Leão continua implacável. No primeiro jogo da final do Estadual Sub-20, neste sábado, a equipe do Sul da Ilha superou a Chapecoense por 2 a 0 no oeste catarinense. Caio e Jô fizeram para o Avaí. Com este placar, a equipe comandada pelo técnico Fabrício Bento pode até perder por dois gols de diferença que mesmo assim fica com o título. O que chama a atenção, é que este foi o décimo jogo da equipe na competição com dez vitórias conquistadas. O Leão ainda tem o melhor ataque com 32 gols anotados, a melhor defesa com sete gols sofridos e ainda tem dois dos três artilheiros do campeonato, Getúlio e Jô com sete gols, junto com Matheus, do Figueirense. A partida de volta está marcada para o próximo domingo, 17h, no Estádio da Ressacada.

Ouça a coletiva do técnico Claudinei Oliveira

Com Alemão recuperado, Claudinei repete time em treino técnico

26 de outubro de 2017 0
Zagueiro deixou o DM e já treinou entre os titulares (Foto: Janniter de Cordes)

Zagueiro deixou o DM e já treinou entre os titulares (Foto: Janniter de Cordes)

O zagueiro Alemão está recuperado de um trauma no tornozelo direito que impediu o atleta de participar do treino de quarta-feira. Com isso, o jogador trabalhou normalmente nesta quinta e está liberado para o confronto contra o Grêmio. Quem também voltou as atividades de campo foi o meia Juan, que com uma fadiga muscular não trabalhou com bola na semana. Pelo desempenho, o atleta deve ser liberado para o confronto. No treino, Claudinei começou a montar a equipe e pelo o apresentado, o time será o mesmo.

Boas notícias

Como já era esperado, Alemão foi para o campo no treino desta quinta-feira e pelo o que apresentou, ficou claro que o trauma não incomodou e que ele está a disposição para o jogo. Com a liberação, o técnico do Leão começou a trabalhar a equipe que ele vai mandar a campo contra o Grêmio, domingo, às 19h, na Ressacada. Primeiro, foi feito um trabalho de ataque contra a defesa e na sequência, em uma atividade de campo reduzido, Claudinei montou a equipe com a mesma formação do jogo contra Ponte Preta, ou seja, Douglas, Leandro Silva, Betão, Alemão, João Paulo; Judson, Pedro Castro, Marquinhos; Luanzinho, Rômulo, Júnior Dutra. No trabalho, o comandante avaiano priorizou a posse de bola e depois a troca de passes sempre com muita aproximação. Nesta sexta-feira, Claudinei comanda o primeiro coletivo da semana e nesta atividade ele confirma a escalação. O último treino será realizado na tarde de sábado, 16h30min, com um trabalho de bola parada.

Feliz pelos elogios e pronto para as responsabilidades.

25 de outubro de 2017 0
Luanzinho disse que está feliz com os elogios do ídolo (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

Luanzinho disse que está feliz com os elogios do ídolo (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

O garoto Luanzinho vive o seu melhor momento no Avaí, apesar de apenas ter iniciado a sua passagem pelo time profissional. Elogiado pela torcida, comissão técnica e pelos atletas, o garoto ganhou o maior elogio de todos, o do meia Marquinhos. Após o jogo contra a Ponte Preta, o ídolo da torcida do Leão disse que se fosse parar agora daria a sua camisa, a dez, para a revelação avaiana, já que na visão dele, o garoto é craque. Nesta quarta-feira, Luanzinho passou pela entrevista e disse que ficou muito feliz com as declarações do “Galego” e da responsabilidade que ele ganha a partir de agora.

Curtir o momento sem perder o foco

O garoto de 17 anos está ganhando a maior oportunidade de sua carreira. Com grande destaque nas categorias de base, Luanzinho já foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-17, inclusive com chances de disputar o Mundial na Índia, mas na convocação final, ele não foi chamado. Com isso, foi convocado para o time profissional do Avaí e ganhou a confiança do técnico Claudinei Oliveira e aos poucos foi entrando nos jogos. Com o bom desempenho, o torcedor já pedia uma chance para ele na equipe titular, o que aconteceu no jogo contra o Vasco, no dia 11 de outubro. Deste confronto em diante, o garoto se firmou na equipe titular. O ponto alto foi na partida contra a Ponte Preta, na vitória por 2 a 1, onde Marquinhos citou na saída de campo que ele é um grande talento, um craque, e que se parasse hoje, daria a camisa dez para ele. Na entrevista, Luanzinho falou da alegria em receber os elogios do meia. “Eu fico muito feliz, já que ele é um espelho para mim, um ídolo também. Desde quando cheguei aqui no Avaí, sempre quis jogar do lado dele e agora jogando com ele, é muito gratificante e ele falar isso, eu fico muito feliz”, destacou o garoto. Ao ser questionado se ele se imaginava com a dez, ele disse que não. “Não cheguei a imaginar não, mas se ele quiser me dar a dez eu não vou recusar, mas sei que a responsabilidade é muito grande, mesmo assim será muito gratificante”, comemorou Luanzinho. Em 2017, o meia foi utilizado apenas na Série A do Brasileiro. Até o momento, o garoto disputou 11 jogos, sendo quatro como titular e sete entrando durante as partidas. Se não houver nenhum problema, Luanzinho será titular mais uma vez no jogo contra o Grêmio, domingo, às 19h, na Ressacada.

Ouça a coletiva do meia Luanzinho