Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Por decisão dos atletas, Avaí não acerta com Maicon e Thiago Ribeiro

25 de maio de 2017 0
Maicon deve ir para a Liga Americana. (Foto: G1/Globo.com)

Maicon deve ir para a Liga Americana. (Foto: G1/Globo.com)

O Avaí não terá o lateral-direito Maicon Sisenando e nem o atacante Thiago Ribeiro. A direção do Leão da Ilha esperava contar com os dois atletas, mas não foi desta vez que o acerto aconteceu. Além deles, o técnico Claudinei Oliveira não terá o zagueiro Rodrigo Sam, que pertence ao Corinthians, e está esperando uma definição do meia Alex, que ainda não decidiu se encerra ou não carreira. Com isso, a direção volta ao mercado para buscar reforços  para a Série A do Brasileiro.

Não deu certo

O Presidente do Avaí, Francisco Battistotti, demonstrava muita confiança em contar com Maicon Sisenando para a sequência da temporada, tanto que na segunda-feira, em entrevista na CBN/Diário após o jogo com o São Paulo, falou que o atleta disse iria honrar o que foi conversado na semana passada. Na noite de quarta-feira, o dirigente do Leão citou que o jogador estava aguardando uma possível proposta da Liga Americana para dar uma resposta do Avaí. Na mesma noite, o experiente jogador agradeceu o interesse do time do Sul da Ilha e disse que não iria para o Leão, por opção dele. Nos próximos dias, Maicon deve anunciar o seu futuro.

Atacante deve ir para o exterior

Na terça-feira, Battistotti foi até Santos, acompanhado pelo técnico Claudinei Oliveira, para conversar com o Presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, para tentar um acerto com o atacante  Thiago Ribeiro. Segundo o dirigente do Leão, a diretoria do Santos liberou o atleta pagando 20% dos seus vencimentos, o que não agradou ao dirigente avaiano. Após a partida, Battistotti e Claudinei se reuniram com o atacante santista e ele informou que neste momento está focado para deixar o país, com isso, o atleta também não desembarca na Ressacada. Ainda do Santos, o Avaí gostaria de contar com o volante Álisson, mas uma situação trava o negócio. O Peixe está próximo de negociar o volante Tiago Maia para o futebol internacional e se isso se confirmar, Álisson será aproveitado pelo técnico Dorival Júnior. Caso Tiago Maia não seja negociado, existe a chance de reforçar a equipe do Sul da Ilha.

Pendura a chuteira ou não?

Sobre o meia Alex, Francisco Battistotti informou que conversou com o jogador na quarta-feira e que ele disse que ainda não tinha decidido se iria encerrar a carreira ou não. “O Alex disse que se resolver continuar jogando, ele vem para o Avaí”, disse Battistotti. Sobre o zagueiro Rodrigo Sam, que pertence ao Corinthians, e que estava com o negócio encaminhado com o Avaí, ele não vem mais para o time do Sul da Ilha. O time paulista colocou uma cláusula no contrato de empréstimo que se uma outra equipe demonstrasse o interesse no atleta, mesmo sendo de Série A, o Avaí teria que liberar. A diretoria do Avaí não concordou e descartou o zagueiro.

Ouça a entrevista do Presidente do Avaí, Francisco Battistotti.

Chuva atrapalha último treino do Avaí antes do jogo com o São Paulo

21 de maio de 2017 0

Em vídeo, as informações do Avaí, que nesta segunda-feira encara o São Paulo pela segunda rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O confronto está marcado para às 20h.

Atacante sente lesão e desfalca Avaí contra o São Paulo

20 de maio de 2017 0
Júnior Dutra deve voltar contra a Chapecoense (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

Júnior Dutra deve voltar contra a Chapecoense (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

A ideia do técnico Claudinei Oliveira, era repetir a escalação dos últimos jogos do Avaí no confronto contra o São Paulo, na segunda-feira, 20h, no Estádio do Morumbi, pela segunda rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Mas não será mais possível. O atacante Júnior Dutra está fora do jogo com uma pequena lesão no adutor da coxa direita, que ele sentiu no treino de quinta-feira. Com isso, Simião  deve ser o titular na partida, já que no treino deste sábado, ele estava na formação principal.

Ausência certa contra o São Paulo

Júnior Dutra sentiu um desconforto no adutor da coxa direita no treino de quinta-feira e precisou ficar de fora do treino de sexta-feira. Com isso, o atacante passou por um exame mais detalhado e o resultado apontou uma pequena lesão. Por causa disso, ele não treinou neste sábado, quando Claudinei Oliveira comandou o primeiro coletivo da semana. Em uma conversa entre os médicos do clube com a comissão técnica, se entendeu que o momento era de tirar o jogador desta partida para ele tratar e ficar 100% para o confronto contra a Chapecoense na terceira rodada, pois colocando o jogador em campo, o risco de ele ter uma lesão mais séria era muito grande.

Simião entre os titulares

Sem poder contar com Júnior Dutra, o meia Simião foi o escolhido para atuar entre os titulares. O jogador recém contratado, foi colocado como um terceiro homem no meio de campo e desta forma, Marquinhos foi adiantado para jogar como um atacante centralizado, com Denílson aberto pela esquerda e Romulo pela direita. Nas demais posições, o time foi o mesmo. Desta maneira, o Avaí pode entrar em campo com Kozlinski, Leandro Silva, Betão, Alemão, Capa; Luan, Judson, Simião; Denílson, Marquinhos, Romulo. Na segunda parte do coletivo, Diego Tavares entrou no lugar de Simião, fazendo a mesma função. Neste domingo, 10h30min, acontece o último treino antes da viagem para São Paulo.

Ouça a coletiva do técnico Claudinei Oliveira.

Avaí indefinido para o jogo de ida da semi da Copa do Brasil Sub-20

17 de maio de 2017 0
Fabrício Bento tem dúvidas para o jogo contra o Flamengo (Foto: Alceu Atherino/Avaí FC)

Fabrício Bento tem dúvidas para o jogo contra o Flamengo (Foto: Alceu Atherino/Avaí FC)

O time Sub-20 do Avaí inicia sua caminhada na semifinal da Copa do Brasil da categoria na noite desta quinta-feira contra o Flamengo. O confronto será em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, às 21h15min, no Estádio Los Larios. Para este jogo, o técnico Fabrício Bento não terá o zagueiro Maurício, suspenso pelo cartão vermelho. O treinador ainda tem uma dúvida na lateral-esquerda, que de forma direta deixa uma dúvida, também, no setor de ataque.

Time indefinido

Na lateral-esquerda, três jogadores brigam pela posição. Segundo Fabrício Bento, Elias, Felipe Renan e Lourenço, lutam por esta posição. “Estou vendo como armar este esquema de jogo para pegar o Flamengo. Tem a chance sim do atacante Lourenço jogar pela lateral, mas preciso analisar melhor o adversário para definir a formação da equipe”, disse o técnico avaiano. Se Lourenço, que é atacante e já joga no time profissional, for o escolhido para a posição, no ataque Santarém terá uma oportunidade. Caso o técnico opte por Elias ou Felipe Renan na esquerda, Lourenço atua no ataque e Santarém espera no banco de reservas. Desta maneira, o Avaí entre em campo com Léo Lopes, Guga, Gustavo, Fabian, Elias (Felipe Renan ou Lourenço); Menezes, Wéslei, Lineker; Getúlio, Vitor, Satarém (Loureço). O jogo de volta acontece na quinta-feira da semana que vem, dia 25, às 20h, no Estádio da Ressacada.

Grande Campanha

Para chegar até esta semifinal, o time comandado pelo técnico Fabrício Bento eliminou o Grêmio na primeira fase com duas vitórias (2 x 1 em Florianópolis e 3 a 0 em Porto Alegre). Na segunda fase, o Avaí passou pelo Fluminense também com duas vitórias ( 2 x 1 em Florianópolis e 3 a 1 no Rio de Janeiro). Na terceira fase, o Avaí não tomou conhecimento do Palmeiras e na Ressacada aplicou 4 a 1. Na volta, o time paulista venceu por 3 a 1 e mesmo assim o Leão se classificou.

Ouça a entrevista do técnico do Sub-20 do Avaí, Fabrício Bento

Com atacante liberado, Avaí está pronto para iniciar a Série A

13 de maio de 2017 0
Últimos ajustes foram feitos no gramado da Ressacada (Foto: Janniter de Cordes)

Últimos ajustes foram feitos no gramado da Ressacada (Foto: Janniter de Cordes)

Chegou a hora. O que tinha que ser feito nesta semana, foi feito e agora é esperar o jogo deste domingo contra o Vitória/BA na Ressacada, 16h, confronto que marca a volta do Avaí a Série A do Campeonato Brasileiro. E para confronto, o time está definido. Denílson, que era a dúvida, treinou normalmente hoje pela manhã, e foi liberado pelos médicos do clube. Desta forma, o time será o mesmo que enfrentou a Chapecoense na Ressacada no confronto de ida da final do Estadual.

Artilheiro em campo

O artilheiro do Avaí na temporada até o momento com oito gols anotados, o atacante Denílson passou a ser dúvida após o treino de sexta pela manhã. Em uma dividida com o lateral-direito Diego Tavares, o avançado do Leão tomou uma pancada no tornozelo esquerdo e precisou deixar o treino na maca e de ambulância ser encaminhado para o DM do clube. Denílson passou por exames e não foi constatada nenhuma lesão séria. Com isso, passou por tratamento intensivo, foi reavaliado antes do treino deste sábado e liberado para a atividade. Quando foi para o trabalho de posicionamento, Denílson até reclamou de dores no tornozelo, mas conseguiu continuar, foi até o fim e desta maneira está confirmado para o jogo. Sem mistério, o Avaí encara o Leão baiano com Kozlinski, Leandro Silva, Betão, Alemão, Capa; Luan, Judson, Marquinhos; Denílson, Júnior Dutra, Romulo. No banco ficam; Douglas (G), Gustavo (Z), Aírton (Z), Gustavo Santos (LD), Diego Taváres (LD), João Paulo (LE), Simião (V), Lucas Otávio (V), Diego Jardel (M), Lourenço (A), Vinícius Pacheco (MA).

Avaí apresenta primeiros atletas para o Brasileiro

12 de maio de 2017 0
Simião (e), Diego Tavares (C) e Aírton (D), devem ser relacionados para domingo (Foto: Janniter de Cordes)

Simião (e), Diego Tavares (C) e Aírton (D), devem ser relacionados para domingo (Foto: Janniter de Cordes)

A sexta-feira no Avaí foi de apresentação de novos jogadores visando a Série A do Brasileiro. Ao todo, três atletas vestiram a camisa do Leão da Ilha; Diego Tavares e Aírton, que vieram do Paraná, e o volante Simião, que defendeu o Ituano no Campeonato Paulista. Sobre o zagueiro Rodrigo Sam, o assunto está sendo resolvido entre os jurídicos dos clubes e nos próximos dias o atleta deve ser anunciado. Já o lateral-esquerdo Breno Lopes, a negociação emperrou. Segundo o Avaí, o agente do atleta travou o negócio e com isso o direção deve buscar um outro atleta para a posição.

Novos atletas devem ser relacionados

O lateral-direito Diego Tavares foi o primeiro jogador a chegar em Florianópolis para fazer exames médicos. O atleta de 25 anos estava no Paraná e foi uma indicação do técnico Claudinei Oliveira. Natural de Francisco Beltrão, interior do Paraná, ele iniciou a carreira na base do Francisco Beltrão. Depois passou por outros clubes do Estado do Paraná e em 2014 teve uma passagem pelo futebol catarinense. Diego defendeu o Blumenau. De origem, o atleta é atacante, por isso tem a facilidade de compor um pouco mais a frente. A outra cara nova é o volante Simião. Com 30 anos, o jogador também já teve passagem por Santa Catarina. Ele defendeu o Brusque e a equipe do Metropolitano. O zagueiro Aírton é outra novidade que vem do Paraná Clube. O atleta já recebeu sondagem do Avaí no início da temporada, o que deixou o atleta ainda mais empolgado para jogar o Estadual Paranaense, Copa do Brasil e 1ª Liga. Os três jogadores já estão com o nome no BID, e de acordo com o técnico Claudinei Oliveira, eles devem ser relacionados para a partida contra o Vitória.

Negócio com lateral emperra

Com esses atletas apresentados, a expectativa agora é para a chegada dos outros jogadores que estão encaminhados. Nesse caso, o Superintendente de Esportes do Avaí, Joceli dos Santos, conversou com os jornalistas e informou que o acerto com o lateral-esquerdo Breno Lopes complicou. “O Breno ficou um pouquinho mais difícil, talvez a gente tenha que buscar outro jogador para a posição. Complicou um pouquinho com seu emissário e não com o Cruzeiro e talvez a gente parta para um novo nome”, disse o dirigente. Ele ainda informou que a situação com o zagueiro Rodrigo Sam ainda não foi definida. “Está entre os jurídicos dos clubes. O Corinthians nos enviou um termo de empréstimo e foi devolvido ao jurídico do Corinthians, já que a gente não concordou com algumas cláusulas contratuais. Agora estamos aguardando o retorno por parte do time paulista”, colocou Joceli, que ainda disse que o Avaí deve trazer mais um meia e dois atacantes. Sobre Alex e Maxi Rodriguez, o Superintendente disse que quem está tratando desses assuntos é o Presidente Francisco Battistotti, e só ele pode falar sobres esses jogadores.

Ouça a coletiva do lateral-direito Diego Tavares

Ouça a coletiva do zagueiro Aírton

Ouça a coletiva do volante Simião

Denílson lesiona tornozelo e é dúvida para domingo

12 de maio de 2017 0
Denílson deixou o treino desta sexta-feira na maca (Foto: Diego Madruga/ Globoesporte.com)

Denílson deixou o treino desta sexta-feira na maca (Foto: Diego Madruga/ Globoesporte.com)

O atacante Denílson é a dúvida do técnico Claudinei Oliveira para o jogo de estréia do Avaí na Série A do Campeonato Brasileiro contra o Vitória, neste domingo, 16h, na Ressacada. O jogador sofreu uma lesão no tornozelo esquerdo no treino desta sexta-feira e será reavaliado neste sábado para saber se terá a condição de jogo. Nas demais posições, o time está definido.

Dúvida no ataque

No coletivo desta sexta-feira, no CFA, ao lado da Ressacada, Claudinei Oliveira montou o mesmo time do coletivo de quinta-feira, indicando que esta seria a equipe para começar a caminhada na Série A do Brasileiro. O time titular começou com Kozlinski, Leandro Silva, Betão, Alemão, Capa; Luan, Judson, Marquinhos; Denílson, Júnior Dutra, Romulo. Durante a atividade, em uma bola lançada para Denílson, ele dividiu a bola com Diego Tavares e caiu em campo sentindo dores no tornozelo. O atacante do Leão recebeu uma pancada no tornozelo esquerdo e no momento da queda tinha suspeita de uma torção. O jogador deixou o treinamento na maca e de ambulância foi encaminhado para o Departamento Médico do clube. Na coletiva, Claudinei disse que o jogador estava chorando muito pela dor no local da lesão. Apesar disso, era preciso aguardar até sábado para saber a condição do atleta e se ele terá a condição de jogo. Caso Denílson fique fora do jogo, Lourenço pode ter uma oportunidade na equipe titular.

Ouça a coletiva do técnico Claudinei Oliveira:

Claudinei muda em uma posição no primeiro coletivo

11 de maio de 2017 0
Wéllington Simião já participou do treino com bola (Foto: Rodrigo Polidoro)

Wéllington Simião já participou do treino com bola (Foto: Rodrigo Polidoro)

No primeiro coletivo da semana, o técnico do Avaí, Claudinei Oliveira, mostrou que não vai promover nenhuma surpresa para seu primeiro jogo na Série A do Brasileiro, no domingo, 16h, na Ressacada, contra o Vitória. Na atividade desta quinta-feira, Capa retornou  ao time titular na lateral-esquerda. Ele ficou de fora do jogo contra a Chapecoense no último domingo, já que cumpria suspensão pelo cartão vermelho. Nesta sexta-feira, outro treino coletivo deve ser realizado para o técnico do Leão praticamente definir a equipe para este jogo.

Capa de volta ao time

O que se imaginava ao longo da semana, se confirmou no treino desta quinta-feira, que foi realizado no campo do Costão do Santinho. Na primeira parte da atividade, Claudinei fez um trabalho técnico já com o desenho da equipe. Em seguida, o time titular foi chamado para uma conversa e na sequência o coletivo foi realizado. A formação foi aquela que o torcedor tem na ponta da língua; Kozlinski, Leandro Silva, Betão, Alemão, Capa; Luan, Judson, Marquinhos; Denílson, Júnior Dutra, Romulo. Na formação reserva, já se observou as presenças do lateral-direito Diego Tavares, que veio do Paraná Clube, e também do volante e meia Wéllington Simião, contratado junto do Ituano. Dos dois, o lateral já teve seu nome publicado no BID e já tem condição legal de jogo. Nesta sexta-feira, no campo 2 do CFA, mais um trabalho coletivo deve ser realizado e o time ser confirmado.

Ouça a coletiva do volante Luan

Presidente do Avaí fala sobre os reforços para a Série A

08 de maio de 2017 0
Diego Tavares já está Florianópolis para os exames médicos (Foto: Giuliano Gomes/Tribuna do Paraná)

Diego Tavares já está Florianópolis para os exames médicos (Foto: Giuliano Gomes/Tribuna do Paraná)

O Avaí apresentou um grande futebol, venceu a Chapecoense por 1 a 0, mas não levou. Faltou um gol para o Leão da Ilha ficar com o título do Estadual 2017. Apesar disso, o grupo saiu de cabeça erguida e ganhou o apoio do torcedor avaiano, que aplaudiu o time no Aeroporto de Chapecó e também na chegada na capital catarinense. Encerrado o Estadual, agora as atenções e voltam para a Série A do Brasileiro, que para o Avaí começa no domingo, 16h, na Ressacada, contra o Vitória. Pensando na competição, o Presidente do Avaí, Francisco Battistotti, em entrevista na CBN/Diário, após o jogo contra a Chape, fez um balanço da equipe no catarinense e falou sobre os reforços que a diretoria encaminha para a sequência da temporada.

Cabeça erguida

Tomando uma água em frente a sala de imprensa da Arena Condá, o Presidente do Leão transmitia tranquilidade e entendia que estava saindo da decisão de cabeça erguida. Foi nesse momento que fiz a entrevista com o dirigente na CBN/Diário. O dirigente falou do jogo e não deixou de fazer uma crítica a arbitragem. “Foi um jogo bom, foi um jogo jogado, mas não perdemos o campeonato aqui, perdemos em partidas anteriores, mas tudo bem, faz parte. Só espero que a gestão da Federação mude alguns pontos e ter árbitros com capacidade e condições. Mais qualidade e menos quantidade”, disse o dirigente.

Detalhes finais

Na mesma conversa, o dirigente também comentou sobre os reforços que a diretoria está trazendo para a disputa da Série A do Brasileiro. Ao ser questionado sobre os atletas, Battistotti disse que falta assinar para poder anunciar. O dirigente informou que o lateral-direito Diego Tavares já está em Florianópolis, mas que  por pouco a negociação não deu certo. Segundo o Presidente, foi feito um acordo para o atleta defender o Avaí e quando ele chegou a proposta era outra, maior que o acertado. Com isso, uma nova conversa aconteceu, e o empresário definiu com a primeira proposta acordada. O dirigente ainda confirmou que o zagueiro Rodrigo Sam, que estava no Água Santa/SP, mas pertence ao Corinthians, também está encaminhado. O lateral-esquerdo Breno Lopes, que estava na Ponte Preta, mas pertence ao Cruzeiro, também adiantou a sua negociação com o Avaí. Ao ser questionado sobre o meia Alex, Francisco Battistotti, disse que teve uma conversa com ele em Porto Alegre na quinta-feira da semana passada, mas o acerto ainda não aconteceu. De acordo com o dirigente, outros clubes tem o interesse na sua contratação (Ponte Preta e Sport). Ainda esta semana, a diretoria já deve anunciar oficialmente os novos nomes visando a Série A do Brasileiro.

Outros nomes

Nesta mesma entrevista, ao ser questionado sobre o zagueiro Aírton e do meia Wéllington Simião, Battistotti não foi tão enfático, mas dá para dizer que Simião estaria com o pré-contrato assinado. Outro nome que pode chegar, é do meia Maxi Rodrigues, que não está sendo aproveitado no Grêmio, e encaminha um acerto com o Leão da Ilha. Pelo menos a duas semanas, o jogador foi oferecido ao Avaí, até podendo envolver uma transação com o lateral-esquerdo Lovati, que está emprestado ao tricolor gaúcho, mas naquele momento, a direção do Leão da Ilha não achou um bom negócio e entendeu também que o atleta era muito caro para o clube. Agora uma nova conversa aconteceu e o acerto pode acorrer. Segundo o comentarista Rodrigo Faraco, já está tudo acertado entre clube e jogador.

Ouça a entrevista do Presidente do Avaí, Francisco Battistotti

Chapecoense tenta contar com Girotto e penalizar Betão

05 de maio de 2017 1
Betão está garantido para a final de domingo (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

Betão está garantido para a final de domingo (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

Na véspera da decisão do Campeonato Catarinense, a Chapecoense surpreendeu com a entrada de dois pedidos no TJD-SC. Um deles, era o pedido de anulação do cartão vermelho do volante Andrei Girotto, que ele tomou no jogo de ida e o outro foi a comunicação de infração para o zagueiro Betão, por causa de um lance no final da partida, onde o atleta do Leão atingiu o atacante Niltinho da equipe do Oeste. A atitude da Chape não caiu bem em Santa Catarina, tanto que o clube recebeu críticas de todos os cantos do Estado.

Protocolos no TJD

A informação estourou na imprensa no início da tarde desta sexta-feira e chamou a atenção em todo o Estado. O Departamento Jurídico da Chapecoense protocolou dois pedidos no Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina, sendo que um deles, a tentativa de contar com Andrei Girotto, foi a que mais se destacou. Como o volante foi expulso, ele precisa cumprir um jogo, mesmo assim, a Chape buscou essa possibilidade. “Nós entendemos que a expulsão do Girotto foi injusta, pois ele não fez nada tão sério para levar o vermelho. Entendo que o atleta do Avaí também não merecia ser expulso, apenas  o amarelo. Então buscamos nossos direitos”, disse o Vice-Jurídico da Chape, Luiz Antônio Palaoro, em entrevista na Rádio CBN/Diário. Segundo ele, agora é a justiça que vai julgar o caso e a partir de agora é esperar. Palaoro não acredita que este fato venha prejudicar o relacionamento entre as duas equipes.”Não temos nenhum problema com o Avaí e isso não vai mudar. O resultado será decidido dentro de campo e esperamos uma grande festa”, ressaltou o advogado.

Pedido negado

No caso de Andrei Girotto, o Presidente do TJD-SC, Róbson Vieira, em entrevista na CBN/Diário, confirmou que este pedido foi indeferido, pois no tribunal não se julga as decisões da arbitragem. Sobre Betão, o Presidente deixou claro que esta Comunicação de Infração chegou e foi encaminhado para a procuradoria da TJD, que agora analisa o caso para saber se vai levar o caso a diante ou não. O certo é que Betão está garantido para a final de domingo.

Não caiu bem

A atitude da Chapecoense nesses dois casos não caiu bem no Avaí. O advogado do clube, Sandro Barreto, disse que não tem nenhum fundamento os pedidos da equipe do Oeste. “Como vai pedir para jogar se nem a suspensão ele cumpriu. Se for assim, não precisa mais o cartão vermelho. Sobre o Betão, pior ainda. Ele nem recebeu cartão amarelo. Realmente não entendi”, disse o advogado do Avaí.

Ouça a entrevista do Procurador do TJD, Mário Cesar Bertoncini

Ouça a entrevista do advogado do Avaí, Sandro Barreto