Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Projeto inovador combina reciclagem de resíduos com cultivo de hortaliças

21 de abril de 2017 0

Voce já pensou sobre a quantidade de resíduos orgânicos que coloca no lixo todo dia? A ‘PRIMA HORTA’ desenvolve projetos de compostagem e produção de alimentos puros, dando destino ecologicamente correto ao lixo orgânico que você descarta. Saiba que cada pessoa gera pelo menos 1 quilo de lixo por dia!  Pensando em dar um destino mais nobre a esta matéria prima, uma engenheira agrônoma, uma jornalista e um publicitário uniram seus conhecimentos e criaram este produto inédito.

pimenteiras

pimenteiras – foto: Pixabay

Eu, a jornalista Suzana Naiditch e o publicitário Gustavo Fávero formatamos o negócio sustentável que alia a reciclagem de resíduos organicos, a compostagem com o  plantio  de espécies vegetais comestíveis. Empresas, universidades, shopping centers e construtoras que pretendem inovar e aderir a uma ação de grande impacto ambiental, social e de marketing, agora podem contar com a ‘PRIMA HORTA’. A Prima Horta desenvolve todo o projeto formando um ciclo através da compostagem e da produção de alimentos, dando destino ecologicamente correto ao lixo orgânico, um dos grandes problemas das grandes cidades em todo o mundo.

pimentas brotando

Pimenteiras nascendo Foto: Helena Schanzer

Imagine plantar e colher frutas, hortaliças e temperos com o adubo gerado pelos resíduos orgânicos dos alimentos? Nós temos a tecnologia e o expertise para isto desenvolvidos pela PRIMA HORTA. O diferencial é que agregamos ações e marketing verde com Branded Content.

Qual o nosso conceito básico?

- definição de um local, com base na produção de lixo;
- reciclagem, com aproveitamento dos resíduos orgânicos;
- plantio de verduras, hortaliças, temperos, frutas, chás etc;
- consumo otimizado de água e energia.

lixo organico

Resíduos orgânicos – foto: Pixabay

dente de leão - PANC - Planta alimenticia não convencional

PANC Dente-de-leão foto: Pixabay

 Quer saber mais sobre a PRIMA HORTA? Entre em contato através do email:  primahorta@gmail.com e pelo Facebook Prima Horta

Saiba o que é alimentação viva e onde encontrá-la

17 de abril de 2017 0

Cuidar da alimentação é a base de uma boa saúde e de qualidade de vida. Uma tendência mundial é a comida viva porque preserva os nutrientes do alimento na medida que os vegetais são usados crus/vivos. Conheça a Urban Farmcy que traz esta proposta inovadora para Porto Alegre. Eles querem provar que a alimentação viva é rica em sabor, em saúde, muito nutritiva e vibrante.

Couve variedade Kale  cultivada em estufa   foto: Emmanuel Denauí

Couve- variedade Kale – cultivada em estufa Foto: Emmanuel Denauí

Estive lá para conhecer e me surpreendi. A idéia dos sócios da Urban Farmcy Tobias Chanan, Bernardo Spilari, Luis Felipe Carchedi e Thiago Loth é que seja uma marca de alimentação que abranja toda cadeia alimentícia, desde o restaurante até o cultivo dos alimentos. Não são usados produtos de origem animal, somente o mel, o pólen de abelha e o ovo, que está em um dos pratos do cardápio. A preocupação com a alimentação busca alimentos puros. Não somente os orgânicos, como vegetais cultivados hidroponicamente e que não recebam agrotóxicos durante o cultivo. Os hidropônicos não são considerados orgânicos mas podem ser tão limpos quanto. Atualmente, cerca de 70% do mix de ingredientes da Urban Farmcy é puro.

módulos estufa de cultivo

Módulo de estufa de cultivo Foto: Emmanuel Denauí – Divulgação

A missão da marca é redefinir o futuro da alimentação, através de um modelo que irá proporcionar escolhas que gerem impacto positivo social, econômico e ambiental. Para isso, a proposta abrange as duas extremidades da cadeia: o cultivo e o consumo, Farm to Mouth. De um lado, a Urban Farmcy desenvolve módulos de produção indoor de alimentos que, futuramente, darão origem a uma rede coletiva, hiperlocal e urbana de fornecimento de vegetais. Na outra ponta, o restaurante busca diminuir o gap existente entre a culinária artística e o que há de mais atual em saúde, nutrição e consciência ambiental.

patio da Urban farmcy

Pátio da Urban Farmcy Foto: Helena Schanzer

Uma das espécies cultivadas nas estufas é a Kale: uma espécie de couve Crespa, símbolo mundial do superfood por ser rica em fitonutrientes e antioxidantes. Hoje utilizam  sementes importadas da Holanda para plantar nos módulos dentro da Casa Urban, de forma hiperlocal.  Além da Kale, também plantam Microgreens de Beterraba, Rúcula, Girassol e Grama de Trigo (Wheatgrass – que extraem a clorofila para fazer sucos). Microgreens são vegetais em seu segundo estágio de vida, no período entre 7 a 14 dias após a germinação, momento com maior intensidade de sabor e densidade de nutrientes.  Devido à curta distância entre o local onde o alimento é cultivado e consumido, pode-se colher os vegetais momentos antes de serem consumidos, o que faz com que os mesmos permaneçam vivos até a hora de serem ingeridos, garantindo maior frescor, textura, sabor e nutrientes.

Módulos estufa de cultivo foto: Emmanuel Denauí

Microgreens na estufa de cultivo foto: Emmanuel Denauí

Com alta concentração de clorofila o wheatgrass, ou grama de trigo, foi escolhido para ser cultivado nas fazendas urbanas da Urban farmcy. Ele é um excelente alcalinizante,  responsável por auxiliar na desintoxicação do organismo, e na melhora do sistema imunológico. Além disso, também é rico em vitaminas e sais minerais. A Urban está desenvolvendo módulos automatizados para o cultivo de vegetais. Com essa tecnologia, querem criar uma rede de produção e fornecimento hiperlocal (urbano) de alimentos. Os módulos estão sendo criados para que possam ser levados para dentro das casas das pessoas. Assim,  qualquer um pode fazer parte da rede de microfazendeiros urbanos da Urban Farmcy e ser remunerado por isso.

Módulos estufa de cultivo foto: Emmanuel Denauí

Módulos estufa de cultivo foto: Emmanuel Denauí

Os “Urban farmers” não usam agrotóxicos. Os alimentos devem ser limpos e puros. Não são orgânicos pois o processo de cultivo é hidropônico. Não utilizam solo, na água colocam os nutrientes minerais, oriundos de rochas, que através da água da irrigação são levados às plantas.

Vantagens deste sistema de cultivo:

-A água é recirculada evitando desperdícios;
-Sem o transporte por longas distâncias reduz-se o consumo de combustíveis e emissão de carbono;
-Produção 365 dias por ano, não há influência do clima. Deste modo não há perda da produção por excesso de chuva, granizo, ventos, etc.
-Alimentos puros: sem utilização de agrotóxicos.
-Através da hidroponia, é  possível ter precisão no fornecimento de nutrientes para o vegetal, o que garante um crescimento saudável.

-Pode-se controlar a iluminação e as plantas recebem a quantidade de luz necessária por dia para poderem se desenvolver com excelência. De um modo geral, temos um ambiente controlado onde os elementos necessários para desenvolvimento do vegetal são entregues dependendo do estágio de vida e suas características próprias.

O restaurante

O restaurante do Urbam Farmcy tem as plantas como base e a técnica Raw como pilar. O cozimento em baixa temperatura é priorizado, até 46° C para manter o alimento vivo e nutritivo, sempre com muito sabor.  Deste modo, o alimento permanece vivo, nutritivo e saboroso desde o momento que é colhido até o momento que é consumido.

Casa da Urban Farmcy: Rua Hilário Ribeiro, 299 – Porto Alegre
Instagram: @urbanfarmcy
Facebook: /urbanfarmcy

VEJA MAIS:

Quer saber a diferença entre cultivo organico e hidroponico? Veja AQUI

Plantas transformam muro em jardim vertical, veja!

Conheça um jardim sustentável

Aprenda a reciclar seu lixo orgânico da cozinha e faça seu adubo

 Siga Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

Chocolate de verdade contém muito cacau

12 de abril de 2017 1

A Páscoa está chegando e só se pensa em chocolate. Quanto contem de açúcar e quanto de chocolate na barra ou no ovo de páscoa que você compra? A maioria dos chocolates que vemos por ai, possui na maior parte açúcar, gordura e pouquíssimo cacau. Ou seja, só engordam sem agregar os benefícios do cacau para a saúde. O cacau é um fruto cujas sementes  são processadas e dali se retira o que será a base do chocolate.  O cacau requer processamento mínimo para preservar todos os antioxidantes e outros fitonutrientes benéficos.

chocolate-amargo

Chocolate amargo com alto teor de cacau foto: Pixabay

O cacau, Theobroma cacao,  é originário do Sul do México, América Central e Bacia Amazônica, onde o cacau se desenvolvia naturalmente em meio à floresta. A árvore do cacau gosta de crescer em meio a outras, em locais meio sombreados. Planta tropical, gosta de calor, podendo florescer duas vezes ao ano. Se desenvolve em terrenos profundos, férteis e úmidos.  Hoje,  o cacau é cultivado mundialmente, sendo a África o maior produtor mundial de cacau, cabendo ao Brasil ( principalmente na Bahia e Pará) o quinto lugar. A Indonésia e o Equador também produzem cacau.

fruto de cacau

Fruto de cacau foto: Pixabay

Comer chocolate acima de 70% de cacau é o ideal para quem busca aliar o prazer do chocolate com a saúde.

bombons de chocolate

Bombons e chocolate -atenção ao teor de cacau e açúcar! foto: Pixabay

Veja:  Receita de sorvete de  chocolate com  100%  de cacau

Siga Jardim de Helena nas redes sociais:
Facebook / Instagram / Twitter

 

5 dicas para turbinar as plantas do jardim

07 de abril de 2017 0

Vou dar 5 dicas de expert para cultivar as plantas:

1. A planta cresce e o tamanho do vaso deve acompanhar o crescimento:

O espaço que a planta ocupa acima do solo é praticamente o mesmo que as raízes ocupam abaixo da terra. Tenha isto em mente quando for comprar um vaso para sua planta. Quando a planta estiver com a copa dela bem cheia e  voce observar que ela começa a perder um pouco o vigor e a vitalidade é o momento de oferecer mais espaço para as raízes se desenvolverem e também de renovar o solo com nutrientes: troque a planta para um vaso maior com terra nova.

parsley-5766_1280

Raízes crescem proporcionalmente à parte aérea da planta foto: Pixabay

2. As plantas costumam crescer verticalmente, então quando queremos que elas “encham” e cresçam no sentido lateral, temos que podar alguns centímetros as pontas dos galhos. Isto faz com que ela se bifurque e rebrote mais. Veja na foto:

poda

rebrotes laterais

3.  Ao plantar, aperte a muda contra a terra para dar o máximo de aderência das raízes ao solo. Não deve ficar espaço de ar entre as raízes da planta e a terra porque isto causa o ressecamento da raíz e dificulta o pegamento da muda nova. Esta dica é muito importante! Em mudas de hortícolas esta dica é fundamental.

aperte a muda

aperte a muda

4. A camada de drenagem do vaso é muito importante porque a água da rega em excesso deve escoar perfeitamente para não causar o apodrecimento das raízes. Use galhos e folhas secas para fazer a camada de drenagem do vaso.

Drenagem do vaso com galho e folhas secas foto: Helena Schanzer

5. Na composteira: se aparecerem bichos e insetos indesejáveis, tente alterar o PH  da pilha do composto adicionando um pouco de calcário. Isto altera a população de microrganismos e diminui o cheiro de decomposição. Mantenha a composteira com tampa ou alguma cobertura para evitar que as moscas se multipliquem ali.

calcario

Calcário

Veja como plantar

Porque as plantas são importantes

 

 

A churrasqueira que virou um jardim no apartamento

30 de março de 2017 0

Para voce que acredita que não tem espaço para ter plantas em casa ou que não tem tempo para cuidar delas, acompanhe este case da minha amiga jornalista Suzana Naiditch, que assina o blog Mundo dos Negócios, também no site da Rádio Gaúcha.  No seu apartamento, a área da churrasqueira não era muito usada. Suzana começou colocando alguns vasinhos de plantas nas prateleiras para enfeitar. De vez em quando me pedia umas dicas de como cuidar, como regar. O que começou timidamente com um vasinho que outro, acabou virando uma pequena floresta.  Veja e se inspire!

A churrasqueira virou jardim

A churrasqueira virou jardim Foto: Helena Schanzer

Temperos, flores e folhagens não apenas decoram o espaço, como também proporcionam bem estar aos moradores e visitas.  A jornalista descobriu um hobby na jardinagem e ainda deixa sua casa mais verde e aconchegante: “Eu não tinha plantas. Achava que davam trabalho e que morriam. Hoje eu mudei. Amo este espaço verde e estou sempre mexendo, mudando. É uma terapia.”

muitas plantas

Muitas folhagens tropicais foto: Helena Schanzer

pimenta

Pimenta, espada-de-são-jorge

vasinhos
Hortelã, pimenta e orégano em vasinhos

 

O local tem muita luminosidade natural e pega o sol da manhã, o que possibilita cultivar temperos.

Veja os vasos com temperos e a colheita de orégano deste vaso:

Veja como plantar hortelã

Passo a passo para começar a plantar

Plante couve para o suco verde

Plantas transformam parede em jardim vertical na Renner

Siga o Blog Jardim de Helena:
Facebook / Instagram / Twitter

 

 

Conheça a paineira, flor rosa que colore a paisagem outonal

27 de março de 2017 0

A paisagem da cidade está com colorida com as flores cor-de-rosa das árvores conhecidas como Paineiras. Esta árvore é nativa do Brasil. São de porte grande, atingem entre 15 a 30 metros quando adultas e as raízes podem destruir o piso. O tronco é coberto  de espinhos. Após a exuberante floração destas árvores, os frutos se desenvolvem e ao amadurerecem se abrem e soltam”painas” que parece um algodão.

árvore paineira

árvore paineira

É um árvore decidua (perde as folhas no inverno) cujo nome científico é Chorisia speciosa. Adequada para plantar em parques, praças e onde tenha bastante espaço para o seu desenvolvimento.

pink-flowers-1045938_1280

Flor da Paineira foto: Pixabay

paineira-flowering-503361_1920

Paineira em flor, veja o porte grande foto: Pixabay

flower-676126_1920

Flo da paineira foto: Pixabay

Como escolher uma árvore para plantar

Árvores de pequeno porte para plantar na calçada

Porque as árvores são importantes

Veja um jardim vertical lindo!

Bancos confortáveis para jardins

 

O que podemos fazer para salvar as abelhas?

23 de março de 2017 0

Voce já se deu conta das noticias alarmantes sobre a sobrevivência das abelhas no nosso planeta? Já faz alguns anos que tem se falado sobre o desaparecimento destes insetos. As abelhas tem um papel fundamental na manutenção da vida porque são importantes polinizadoras de infinitas espécies vegetais.  Sem elas, muitas plantas não florescem e consequentemente, não frutificam.  E como é fica a reprodução das plantas?  E nós, que atitudes podemos tomar para salvar as abelhas?

lavender-1537694_1280

Abelhas polinizando as flores de lavanda Foto: Pixabay

Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO, na sigla em inglês), estima-se que 73% das espécies vegetais cultivadas no mundo sejam polinizadas por alguma espécie de abelha. Para terem uma idéia da importancia destes agentes polinizadores, a ciência já desenvolveu  “abelhas-robos” (robobees) para polinizarem as plantas, já que a população das abelhas vem diminuindo drasticamente.

Abelhas e o mel  foto:pixabay

Abelhas e o mel foto:pixabay

São diversos os motivos para o desaparecimento das abelhas:

1. Desmatamento das áreas verdes e consequente diminuição de alimentos e habitats para as abelhas.

2. Os inseticidas e pesticidas aplicados usualmente nas lavouras, nos jardins para controle de pragas e para controle de mosquitos ( Zica, dengue) matam as abelhas também. Elas são insetos e os inseticidas matam todos eles indiscriminadamente.

3. Fungos ou virus em colmeias;

4. Inseticidas do grupo Neonicotinoides são letais para as abelhas e colméias.

bee-1495037_1280

O que fazer para melhorar a vida das abelhas?

1. Plante flores, em especial as espécies nativas que alimentam as abelhas oferecendo seu pólen e nectar.

2. Evite usar pesticidas para controlar as pragas da casa e do jardim. Dê preferencia para produtos que não causem danos nem poluem o meio ambiente. Veja no final deste post links com  algumas dicas de controle ecológico.

3. O produto Fipronil que se usa no Brasil  para controle de pulgas e carrapatos nos nossos pets, e também como produto tóxico na isca formicida, acabam indiretamente causando a morte das abelhas. Mas a gente vai fazer o que para matar as pulgas dos pets e controlar as formigas?

 

Flores alimentam as abelhas

Flores alimentam as abelhas

 Como controlar insetos e outras pragas no jardim sem danificar o meio ambiente, VEJA

Jardins verticais transformam muros e paredes

 

Como cultivar o Alecrim

13 de março de 2017 1

O alecrim, Rosmarinus oficinallis, é uma erva aromática nativa do Mediterraneo  usada na culinária para temperar verduras, pães, frango, carnes e peixes. Agrega sabor às saladas, grãos e legumes. O alecrim é uma planta de uso medicinal. Tem um aroma marcante, suave e o óleo essencial é muito utilizado em aromatizadores e perfumaria. As flores são melíferas ( apreciadas pelas abelhas).

Alecrim em floração  foto: Pixabay

Alecrim em floração foto: Pixabay

O alecrim pode ser plantado através de mudas pequenas e médias ou por sementes (demora mais). O porte adulto deste arbusto é de 0,80 metros ( pode chegar até 1,50 mt!). Corte as pontas dos ramos para usá-los, esta poda estimula o rebrote de ramos novos. Existem mais de 10  variedades de alecrim (algumas mais pendentes e rasteiras).

Rosmarinum officinallis - alecrim

Rosmarinum officinallis – alecrim foto: Helena Schanzer

A planta alecrim gosta de solos bem drenados, com de areia na composição e com matéria orgânica. Gosta de muito sol e entre as regas, deixe o solo ficar seco.

pixabay alecrim  flores

Alecrim flores Foto: Pixabay

Esta erva aromática pode ser cultivada em vaso no sol.

alecrim

Alecrim em vaso foto: Helena Schanzer

 

Jardim comestível: como cultivar pepinos na horta

Cultive e tome chás para lidar com o estresse

Plantas venenosas são mais comuns do que você imagina!

 

Siga Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

 

Leonardo Di Caprio é um ativista dedicado ao meio ambiente

10 de março de 2017 1

O ator e produtor  americano Leonardo Di Caprio é um ativista engajado na proteção ambiental.  A ONU nomeou-o como representante das alterações climáticas em 2014.  Em 2016, ele discursou  sobre as questões que os oceanos enfrentam na Conferência Oceânica em Washington, organizada pelo antigo Secretário de Estado John Kerry. A conferência Our Ocean concentrou-se em questões-chave do oceano tais como áreas marinhas protegidas, pescas sustentáveis, poluição marinha e impactos relacionados ao clima no oceano. Leonardo DiCaprio falou sobre sua experiência testemunhando os efeitos prejudiciais da mudança climática enquanto filmava seu documentário Before The Flood.

Leonardo_DiCaprio_Shakes_Hands_With_Secretary_Kerry_Prior_to_Delivering_Remarks_at_the_-Our_Ocean-_Conference

Leonardo DiCaprio é um ativista ambiental foto: Divulgação fundação DiCaprio

O ator criou a sua própria fundação de defesa do meio ambiente, a Leonardo DiCaprio Foundation, em 1998. A fundação dedica-se a “preservar os últimos locais selvagens do planeta, a implementar soluções que restaurem o balanço de ecossistemas ameaçados e a procurar soluções a longo prazo para a saúde e bem-estar dos habitantes do planeta Terra”.  Conheça a fundação DiCaprio em:   http://leonardodicaprio.org/

Leonardo DiCaprio    foto: Divulgação

Leonardo DiCaprio foto: Divulgação

Além da própria fundação, o ator faz parte da direção dos grupos ambientalistas Natural Resources Defense Council (NRDC), Global Green USA e International Fund for Animal Welfare (IFAW). Em 2007, produziu o documentário The 11th Hour, no qual trabalhou durante quatro anos.

Leonardo DiCaprio    foto: Divulgação

Our Ocean e Leonardo DiCaprio foto: Divulgação

 

Veja como Israel reutiliza toda água

Pitanga-anã: um arbusto nativo para plantar em espaços pequenos

08 de março de 2017 0

A Eugenia matossi, popularmente chamada de pitanga-anã, é um arbusto pequeno nativo de SC e RS que floresce 2 vezes por ano e dá um frutinho vermelho. O frutinho não é tão saboroso como a pitanga da árvore pitangueira, mas é muito ornamental, comestível e resistente.  Atinge 0,40 a 1,00 metro e aceita podas suaves. Gosta de locais ensolarados e tolera clima frio.

Flor da pitanga-anã    Foto: Helena Schanzer

Flor e fruto da pitanga-anã Foto: Helena Schanzer

A brotação das folhas novas é avermelhada o que dá um colorido à planta.

Myrtus comunnis flor e fruto

Flor da pitanga-anã Foto: Helena Schanzer

A pitanga-anã pode ser cultivada em vasos e no solo direto, com terra rica em composto organico.

DSC09042

Flor da pitanga-anã Foto: Helena Schanzer

Esta espécie é muito usada para fazer bonsai.

Myrtus comunnis - pitanga anã

Maciço de pitanga-anã Foto: Helena Schanzer

pit ana 2

pitanga-anã com 5 anos Foto: Helena Schanzer

 

Veja como cultivar  a pitangueira AQUI