Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Charme e muito cor de rosa

23 de abril de 2010 0

Comuns nos seriados televisivos, os spin offs também se fazem presentes nos desenhos animados. Um dos mais famosos foi o que deu origem a Os Apuros de Penélope Charmosa, desenho criado a partir do grande sucesso que o personagem obteve em outro trabalho da dupla Hanna-Barbera: a Corrida Maluca.

Penélope, provavelmente a primeira perua da história dos desenhos animados, dirigia um carro cor-de-rosa em Corrida Maluca (que nunca iria aparecer em Os Apuros de Penélope Charmosa), usava um capacete também cor-de-rosa além de meias vermelhas e botas brancas.

A protagonista vivia sofrendo com as perseguições e armadilhas desenvolvidas por seu inimigo número 1, Tião Gavião. O que Penélope não sabia é que Tião Gavião era na verdade o alter-ego de Silvestre Soluço, seu advogado e tutor. Auxiliado por uma dupla de vilões atrapalhados, os Irmãos Bacalhau, Tião Gavião pretendia matar Penélope para ficar com a fortuna que ela havia herdado. Para escapar dos malignos planos do trio de malfeitores – que quase sempre envolviam desastres aéreos ou perigosas perseguições automobilísticas –, Penélope contava com a ajuda da Quadrilha de Morte, um grupo de sete simpáticos gângsteres, também saído de Corrida Maluca e claramente inspirados nos sete anões que cercavam Branca de Neve. Como boa moça rica, Penélope estava sempre viajando pelo mundo. Assim, suas aventuras tinham como cenário o Egito, a Inglaterra, o Polo Norte e diversas localidades dos Estados Unidos.

Lançado em setembro de 1969 nos Estados Unidos – e pouco tempo depois no Brasil –, o seriado teve apenas uma temporada com 17 episódios – cada um com cerca de meia hora de duração. O último episódio foi ao ar em 17 de janeiro de 1971, mas nas últimas quatro décadas foram raras as temporadas no Brasil ou nos Estados Unidos em que o desenho não fosse reprisado.

Três coisas curiosas

> O título do desenho fazia uma referência a um seriado dos tempos do cinema mudo, The Perils of Pauline.

> Embora tenham se originado de a Corrida Maluca, os personagens nunca fizeram referência ao desenho.

> Um dos bordões clássicos de Os Apuros de Penélope: um dos integrantes da Quadrilha de Morte estava sempre rindo e falava: “Hahaha, Penélope vai morrer, Hahaha!”.

(Coluna publicada em 28/3/2010)

Envie seu Comentário