Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Um astro da TV

23 de abril de 2010 0

O sorriso largo e o queixo proeminente conferiam ao rosto uma feição ao mesmo tempo simpática e facilmente reconhecível. Essas características – aliadas ao fato de o ator ser um bom intérprete, tanto para vilões quanto para mocinhos – fizeram de Robert Culp uma das figuras mais respeitadas da televisão americana. O ator, que morreu no último dia 24, aos 79 anos, deixou em cinco décadas de carreira sua marca na TV e no cinema.

Nascido em agosto de 1930, em Oakland, na Califórnia, Culp começou a estudar arte dramática no final dos anos 1940, mas não chegou a concluir o curso pois, no começo da década seguinte, já chamava a atenção de produtores atuando em seriados como Kraft Television Theatre, Alfred Hitchcock Presents e Trackdown, em que também escrevia alguns roteiros.

Depois que Trackdown deixou de ser exibida, em 1959, Culp continuou a ser requisitado para produções das três principais redes americanas (CBS, ABC e NBC), até que, em 1965, ganhou seu primeiro papel como protagonista no seriado I Spy (no Brasil, Os Destemidos), em que dividia o estrelato com Bill Cosby.

Após o término da série, Culp voltou a emprestar seu talento para outros trabalhos. Ao lado do amigo Peter Falk, participou de quatro episódios de Columbo, tornando-se o ator que mais vezes interpretou um vilão na série. Fez ainda participações especiais em Os Audaciosos, com Tony Franciosa, em Os Novos Centuriões e, mais recentemente, em Chicago Hope (2000) e Everybody Loves Raymond (1996 – 2004).

Paralelamente à TV, Culp também se destacou no cinema, atuando em filmes de sucesso como a comédia Bob & Carol & Ted & Alice, ao lado de Natalie Wood e Dyan Cannon, e no suspense O Dossiê Pelicano, com Denzel Washington e Julia Roberts.

Espionagem na quadra de tênis

Os Destemidos (I Spy) foi um dos grandes sucessos da TV americana no final da década de 1960. O seriado acompanhava as aventuras de um jogador de tênis mundialmente famoso chamado Kelly Robinson, interpretado por Robert Culp, e de seu seu treinador, Alexander Scott (Bill Cosby). Na verdade, o esporte era o disfarce que mascarava a identidade dos dois, que, na realidade, eram agentes secretos a serviço do Pentágono em busca de espiões. Além de protagonista, Culp também escrevia roteiros e um dos sete trabalhos de sua autoria chegou a ser indicado ao Emmy.

Culp e Cosby voltariam a se encontrar em 1987, quando o primeiro fez uma participação no seriado comandado pelo segundo (The Cosby Show). Culp interpretava um amigo do Dr. Cliff Huxtable (Cosby) chamado Scott Kelly, uma combinação dos nomes de seus personagens em Os Destemidos.

(Coluna publicada em 4/4/2010)

Envie seu Comentário