Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

O suspense em forma de seriado

14 de maio de 2010 0

Lembrado quase sempre pela sua imensa contribuição ao cinema – com clássicos absolutos como Janela Indiscreta, Disque M para Matar e Um Corpo que Cai –, Alfred Hitchcock (13 agosto de 1899 – 29 de abril de 1980) também teve uma presença importante na televisão, levando para o formato de seriados sua genialidade para criar histórias de suspense.

O mestre e a televisão se aproximaram em outubro de 1955, quando Hitchcock foi convidado a produzir episódios com cerca de uma hora de duração e nos quais deveria atuar como anfitrião. A figura rotunda e simpática, ao som de Funeral March of a Marionette, de Charles Gounod, aparecia na tela para dar boas-vindas aos telespectadores e introduzir o episódio, quase sempre com seu tom irônico e seu humor negro. Além disso, Hitchcock fazia questão de manter um estilo sarcástico, falando pausada e arrastadamente.

Já um nome de primeira linha do cinema mundial, Hitchcock emprestava seu prestígio, mas mantinha um certo distanciamento das produções, muitas delas surgidas a partir de cartas e relatos de telespectadores. Cabia aos roteiristas darem o formato final. Ao todo foram 361 episódios, sendo 268 episódios como Alfred Hitchcock Presents e 93 episódios como Alfred Hitchcock Hour.

Interrompida nos anos 50, a série foi retomada em setembro de 1985, recuperando o nome original (Alfred Hitchcock Presents) e trazendo novamente Hitchcock como anfitrião e dando uma atualizada nas versões originais. O detalhe – tão macabro como divertido – é que o grande cineasta havia morrido cinco anos antes. Participação como essa nem Hitchcock teria imaginado.

Quatro coisas curiosas

> A primeira versão, apresentada nos Estados Unidos pela rede CBS, revelou uma série de artistas que mais tarde fariam sucesso no cinema, como Charles Bronson, Robert Redford, Steve McQueen, Cloris Leachman, Gena Rowlands, Katharine Ross, Peter Fonda e Robert Duvall.

> A nova versão da série, exibida entre setembro de 1985 e julho de 1986, contou com John Huston, Kim Novak, Ned Beatty, Bill Mumy, Steven Bauer, Tippi Hedren e Melanie Griffith, filha de Tippi.

> O sucesso do seriado fez com que Hitchcock se tornasse popular, atraindo um público maior para suas produções cinematográficas.

> Hitchcock soube readaptar obras literárias de escritores importantes, como Robert Bloch , H.G. Wells, Robert Louis Stevenson , Sir Arthur Conan Doyle e Mark Twain.

(Coluna publicada em 9/5/2010)

Envie seu Comentário