Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Como serão as novas placas veiculares do Brasil

27 de maio de 2016 0

placas

Um dos assuntos mais comentados nesta sexta-feira foi o da obrigatoriedade das novas placas veiculares, em padrão único para todo o Mercosul. Conforme o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e publicado no Diário Oficial da União, todos veículos em circulação terão de possuir as sinalizações até 31 de dezembro de 2020, ou seja, daqui quatro anos e meio, aproximadamente.

Não houve mudança em relação ao início da implementação, para veículos novos, transferidos de municípios ou que precisem mudar a placa. A obrigatoriedade para esses casos começa a valer em 1º de janeiro de 2017, prazo que já foi adiado em um ano por causa da expectativa anterior de começar em 2016.

As novas placas, além de criar um visual único para os todos os países do bloco sul-americano, possibilitam um número maior de combinações.Elas terão mais letras e menos números. Em vez de 3 letras e 4 números, como é visto hoje no Brasil, as novas placas terão 4 letras e 3 números, e poderão estar embaralhados, assim como na Europa.

A cor do fundo das placas será sempre branca. O que deve variar é a cor da fonte. Para veículos de passeio, a cor preta será predominante; para veículos comerciais, a vermelha; para carros oficiais, o azul; veículos em teste, o verde; diplomáticos, o dourado; e de colecionadores, o prateado. O nome do País estará na parte superior da patente, sobre uma barra azul. Já o nome da cidade e do Estado estarão na lateral direita, acompanhados dos respectivos brasões.

A placa terá as mesmas medidas das já utilizadas no Brasil (40 cm de comprimento por 13 cm de largura) e contará com marcas d’água com o nome do País e do Mercosul grafadas na diagonal ao longo das placas para dificultar falsificações.

Vale lembrar que o modelo será adotado a partir de 2017 para novos emplacamentos. Para quem tem carro já emplacado, a troca é opcional. No Brasil, a placa terá uma tira holográfica do lado esquerdo e um código bidimensional que conterá a identificação do fabricante, a data de fabricação e o número serial da placa. A tira é uma maneira de evitar falsificação da placa.

China tem projeto de ônibus que trafega sobre os veículos

27 de maio de 2016 0

OnibusElevacao

A China desenvolveu o projeto de um ônibus que trafegará em alta velocidade sobre os veículos, evitando, assim, ficar preso em congestionamentos. O modelo chama-se Transit Elevated Bus (TEB) e foi desenvolvido pela empresa Shenzhen Huashi Future Parking Equipment. Uma miniatura foi apresentada pela primeira vez neste mês, durante a China Beijing International High-Tech Expo, a maior exposição de tecnologia de ponta dos chineses.

Pelo projeto, o veículo terá uma altura de cerca de 4,5 metros e será sustentado, nas laterais, por duas placas encaixadas em trilhos, com distância de sete metros entre elas. Formando uma espécie de túnel, essa configuração permite o tráfego de carros em duas faixas de rolamento por debaixo do TEB. Conforme a empresa, o ônibus será totalmente elétrico, sem emissão de gases poluentes. A estrutura do transporte será composta, também, por placas capazes de gerar energia a partir da luz do sol.

Ele terá capacidade para transportar 1,2 mil passageiros e possui as mesmas funções de um metrô, explicou o engenheiro responsável pelo projeto, Bai Zhiming, em entrevista à CCTV, emissora estatal chinesa. A vantagem, segundo ele, será a diminuição do custo, do tempo de implantação e do impacto gerado pelas obras, se comparado a uma linha de metrô. Segundo a empresa Shenzhen Huashi Future Parking Equipment, a infraestrutura necessita de apenas 0,6 metros das vias existentes.

Outras vantagens destacadas pelos criadores são, em relação aos ônibus convencionais, redução dos custos operacionais em cerca de 30% (especialmente por causa do acionamento elétrico) e aumento da segurança. As operações do primeiro TEB devem iniciar ainda neste ano, na cidade de Qinhuangdao, no Norte da China. Confira o vídeo abaixo:

 

Posto RDP da rua Iririú, em Joinville, venderá gasolina a R$ 1,57 no dia 2 de junho

27 de maio de 2016 0

gasolina

No dia 2 de junho, o Auto Posto RDP da rua Iririú, no bairro Iririú, venderá 3 mil litros de gasolina comum ao preço de R$ 1,57 o litro. O valor base do litro é R$ 3,58, o que representará uma dedução de 56% no preço, índice referente à carga tributária de toda a cadeia produtiva do combustível. As 150 senhas para o abastecimento serão distribuídas por ordem de chegada na fila, a partir das 7h30.

Os carros deverão permanecer na fila para que sejam abastecidos. Cada motorista poderá abastecer seu veículo com no máximo 20 litros de gasolina comum, com pagamento em dinheiro. O início do abastecimento está previsto para 9 horas da manhã. A ação tem como slogan “Imposto não é brincadeira” e faz parte de uma iniciativa do Dia da Liberdade de Impostos das câmaras de dirigentes lojistas (CDLs) de nove Estados brasileiros.

Joinville tem a maior frota de veículos de SC, mas arrecada menos IPVA

26 de maio de 2016 0

Carros

A Aequus Consultoria divulgou, nesta semana, um dado interessante sobre a arrecadação dos municípios brasileiros no que se refere ao IPVA. O estudo é do ano-base de 2014. Em Santa Catarina, Florianópolis é a cidade que mais arrecada esse tributo, seguida por Joinville, Blumenau e Chapecó, respectivamente.

Em 2014, a Capital do Estado obteve R$ 65,9 milhões com o IPVA, o que dá uma média de R$ 142,79 por contribuinte. Joinville arrecadou R$ 56,8 milhões e a média ficou em R$ 102,51 por contribuinte. E por que essa diferença? Simples. A frota de veículos de Florianópolis tem mais valor ou é mais nova, o que eleva a cobrança do imposto.

Comparando com todos os municípios brasileiros, Florianópolis ocupa o 32º lugar; Joinville, o 41º; Blumenau, o 58º; e Chapecó, o 98º. Aliás, Blumenau arrecadou R$ 38,9 milhões com o IPVA em 2014, enquanto que Chapecó, R$ 24,7 milhões.

A maior média per capita do Estado, entretanto, não ficou com nenhum destes municípios. A primeira colocada neste quesito foi Águas Frias, cidade de 2,4 mil habitantes situada na região Oeste e que registrou média de R$ 175,98 por contribuinte. Isso significa que lá os moradores têm carros bons e de custo mais elevado.

De acordo com o departamento de estatísticas do Detran, Joinville tinha 359.993 veículos licenciados em dezembro de 2014, enquanto que Florianópolis tinha 323.148. Já a pequena Águas Frias contabilizava 1.920 veículos licenciados. Hoje, a frota de Joinville alcança mais de 374 mil veículos e a de Floriapa, mais de 333 mil. Águas Frias acrescentou 16 unidades em dois anos, ou seja, tem 1.936 veículos licenciados.

 

 

Volkswagen lança série esportiva Run para os modelos Fox e up!

25 de maio de 2016 0

upRun

A Volkswagen lançou a série Run por tempo limitado para os modelos Fox e up!. A série acrescenta itens esportivos exclusivos e diferenciados aos modelos, com forte apelo ao público jovem. Também ressalta a excelente relação custo-benefício dos modelos up! e Fox, oferecendo completa lista de equipamentos de série.

Para o up!, a série Run é baseada na versão move up!, com carroceria de quatro portas, e é oferecida com transmissão manual ou automatizada I-Motion. Externamente, o up! Run se diferencia pelos exclusivos adesivos laterais com a inscrição “RUN”, espelhos retrovisores em preto Ninja, faróis e lanternas de neblina e rodas de liga leve de aro 15” com desenho “São Paulo” na cor cinza escurecido (com pneus 185/60 R15 de baixa resistência à rodagem).

Em seu interior, o up! Run traz painel com apliques alusivos à versão na cor preta, colunas e teto revestidos na cor preta, tapetes de carpete e revestimento de couro para alavanca de câmbio, freio de estacionamento e volante (que traz aplique em preto brilhante). Os bancos possuem revestimento exclusivo, com a nomenclatura da versão. O tecido foi criado inspirado no design de calçados e vestuário esportivos. Há apliques nas laterais com fios na cor prata e faixa central com material refletivo, muito utilizado em tênis, camisetas e agasalhos para corrida noturna.

A lista de itens de série do up! Run inclui direção elétrica, ajuste de altura para o volante, ar-condicionado, vidros dianteiros, retrovisores e travas elétricas e chave tipo canivete com controle remoto. Além de recursos como computador de bordo, alerta sonoro de faróis acesos, tomada de 12V no console central e preparação para sistema de som. Como opcional, o up! Run oferece o pacote “Run completo”, que inclui sensores traseiros de estacionamento “Park Pilot” e sistema de som com 4 alto-falantes e 2 tweeters.

O up! Run é equipado com o premiado motor 1.0 MPI.  Sua potência é de 82 cv quando abastecido com 100% de etanol e de 75 cv com 100% de gasolina no tanque. O motor dispõe de tecnologias como o sistema de partida a frio “e-flex”, que dispensa o tanque auxiliar (tanquinho), e o coletor de escape integrado ao cabeçote, formando uma peça única, com refrigeração líquida. Isso permite ao motor atingir sua temperatura ideal de funcionamento mais rapidamente, melhorando sua eficiência térmica.

Outra solução inovadora adotada no motor 1.0 de 3 cilindros é o duplo circuito de arrefecimento, que permite temperaturas diferentes para o bloco e para o cabeçote – o sistema utiliza duas válvulas termostáticas. Com esse recurso, é possível utilizar maior temperatura de funcionamento para o bloco, tornando o óleo mais fluido e garantindo menor atrito entre os componentes.

O up! Run tem cinco opções de cores para a carroceria: três sólidas (branco Cristal, vermelho Flash e preto Ninja) e duas metálicas (prata Sírius e azul Lagoon – esta uma novidade que acabou de estrear no Novo Gol).

Fox Run

O Fox Run tem como base a versão Comfortline 1.6. Externamente, o modelo se diferencia pelas faixas laterais com a inscrição “RUN”, grade dianteira tipo “colmeia” em preto brilhante, faróis com máscara escurecida, adesivo preto na região da placa de licença traseira, lanternas traseiras escurecidas, espelhos retrovisores pintados na cor preto Ninja e rodas de liga leve de 15” com desenho “Turim”.

A cabine do Fox Run tem revestimento do teto e painel escurecidos, volante e alavanca de câmbio revestidos de couro e tapetes de carpete. Os bancos possuem revestimento também com o tecido exclusivo (utilizado no up! Run, com apliques nas laterais e faixa central com material refletivo) e trazem a inscrição “RUN” nos encostos dianteiros.

A lista de itens de série do Fox Run traz, entre outros itens, ar-condicionado, sistema de infotainment “Composition Touch” com função MirrorLink e tela sensível ao toque (touchscreen) colorida de 5”, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, alarme keyless, vidros, travas e retrovisores elétricos, faróis e lanternas de neblina e I-System.

Como opcionais o Fox Run oferece câmera traseira para auxílio ao estacionamento, teto-solar elétrico, sistema de infotainment “Composition Media” (com App-Connect), sistema de infotainment “Discover Media” (com App-Connect e navegação por satélite), rodas de liga leve aro 16” com pneus 195/50 R16 e módulo Técnológico, que inclui controlador eletrônico de velocidade, sistema coming&leaving home, retrovisor interno eletrocrômico e sensores de chuva e crepuscular.

O Fox Run é equipado com o motor 1.6l MSI de até 104 cv, de quatro cilindros em linha. Com 1.598 cm³ de cilindrada, o motor 1.6l MSI apresenta excelente performance e dirigibilidade. Com câmbio manual de cinco marchas (MQ200-5F), o modelo 1.6 é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 10,6 segundos (etanol) e 10,9 s (gasolina). A velocidade máxima também merece destaque, com 183 km/h (etanol) e 181 km/h (gasolina).

Essa motorização pode ser associada também com a transmissão automatizada I-Motion, que realiza as trocas de marcha de forma automática. Com esse câmbio, os números de velocidade máxima são os mesmos da configuração manual, já a aceleração de 0 a 100 km/h é realizada em 11,1 s (E100) e 11,4 s (E22). O Fox Run tem cinco opções de cores, sendo três sólidas (branco Cristal, vermelho Tornado e preto Ninja) e duas metálicas (prata Sargas e azul Silk).

Oferta de GPS integrado na venda de carros usados cresceu 1.824% nos últimos 5 anos

25 de maio de 2016 1

GPS integrado

Itens de conectividade estão presentes em praticamente todas as categorias de veículos à venda nos portais de usados e seminovos especializados. Mas nem sempre foi assim. Há cinco anos, as ofertas com tecnologias como GPS integrado, sensor de estacionamento ou computador de bordo eram restritos aos modelos mais caros. Atualmente, dados estatísticos do Índice Webmotors apontam que os sistemas de conectividade automotiva deixaram de ser exclusividade dos carros de luxo.

De acordo com o estudo, houve aumento de 526% de automóveis à venda equipados com estes itens. A oferta de GPS integrado foi a que mais cresceu no período entre todos os modelos e marcas. De 2011 até maio deste ano, a representatividade do sistema em anúncios aumentou mais de 1800% e, atualmente, está presente em cerca de 10% de todos os veículos divulgados na Webmotors. Com a popularização, GPS de série já é disponibilizado pelas principais montadoras com opções acessíveis para as categorias de entrada.

Permitindo domínio constante do veículo, o controle automático de velocidade cresceu 154% em número de anúncios. Segurança e comodidade são as principais questões que reforçam a demanda pelo dispositivo, que tem o potencial de evitar acidentes. De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), mais de 70% dos acidentes de trânsito são causados por falha humana.

Antes sonho de consumo de brasileiros, o computador de bordo multimídia também está mais acessível. Nos últimos cinco anos, o número de veículos equipados com o sistema aumentou 202% dentre os anúncios do portal. O item conta com funcionalidades importantes, que analisam o desempenho do veículo e proporcionam conforto ao motorista.

A evolução dos itens de conectividade:

Entre 2011 e 2016
— GPS: 1.824%
— Sensor de estacionamento: 359%
— Bluetooth: 312%
— Entrada USB: 304%
— Computador de bordo: 202%
— Controle de velocidade: 154%

Câmara recua e projeto de lei que criava bolsões para motocicletas é arquivado

24 de maio de 2016 0

bolsao

A Câmara de Vereadores de Joinville recuou e acatou o veto do prefeito Udo Döhler ao projeto que cria espaços exclusivos para motos nos semáforos, os chamados bolsões. Há uma semana, o anúncio havia sido o contrário. Segundo informado anteriormente, o Projeto de Lei nº 89/2015, de autoria do vereador Dorval Pretti (PCdoB), teve veto do prefeito derrubado por oito parlamentares, como estabelece o regimento interno, e poderia ser promulgado na Câmara.

A Lei Orgânica, porém, determina o número mínimo de dez votos para rejeição de vetos, segundo o suporte legislativo. Dessa forma, a Lei Orgânica se sobrepõe ao regimento interno. Agora, a Prefeitura será informada da manutenção do veto e o projeto, remetido ao arquivo. Ele pode, entretanto, ser reapresentado no próximo ano.

A proposta de criação dos bolsões para motocicletas tinha recebido pareceres contrários nas comissões de Legislação e de Urbanismo, mas eles foram derrubados pelo Plenário da Cãmara na sessão do dia 23 de fevereiro. O vereador Dorval Pretti apresentou recurso contra os pareceres, argumentando que os bolsões aumentariam a segurança para motociclistas (os vereadores podem apresentar recurso caso um parecer contrário a um projeto seja aprovado, conforme o regimento interno da Casa).


A proposta, então, fora aprovada em segundo turno na Câmara na sessão do dia 22 de março, mas foi vetada posteriormente pelo prefeito Udo Döhler. A justificativa do veto era a de que havia vício de origem no projeto, cujo assunto não seria de competência da União. Nesta terça-feira, em sessão ordinária, o projeto foi arquivado.

PRF cria sistema para registro de veículos roubados ou furtados

24 de maio de 2016 0

blitz

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) criou um serviço que pode beneficiar muitos motoristas que tiveram o carro roubado ou furtado. Trata-se do Sistema Alerta (clique aqui para acessar o site), cujo objetivo é divulgar, imediatamente após o registro, informações de ocorrências de furto e roubo de veículos nas últimas 72 horas. Segundo a PRF, a probabilidade de recuperação de um veículo é maior nas primeiras horas após a ocorrência do fato.

Sinarf

Assim, o Sistema Alerta supre uma importante necessidade como uma eficiente ferramenta no combate ao roubo e furto de veículos. Caso o furto ou roubo do veículo tenha ocorrido há mais de 72 horas, verifique junto a Delegacia de Polícia onde registrou a ocorrência se os dados já estão no sistema RENAVAM, que é a base nacional de cadastro de informações de veículos automotores. O Sistema Alerta permite o registro de ocorrências com mais de 72 horas, entretanto, a ocorrência permanecerá na base somente para consultas.

O registro de um Alerta também pode ser feito por telefone. Basta ligar para o número da Polícia Rodoviária Federal, o 191. Vale destacar que o registro de Alerta não dispensa o registro na Polícia Civil. Ao fazer o cadastro no site, será enviado um e-mail para 400 locais de blitzes da PRF, além de 480 viaturas que possuem comunicação via satélite.

Nova Ranger 2017 ganha campanha publicitária

23 de maio de 2016 0

NovaRanger

A Ford estreou neste domingo (22) a campanha publicitária de lançamento da Ranger 2017, nova picape global que chega ao mercado brasileiro nas versões diesel e flex. A proposta de comunicação inclui ações multimídia e começa com um filme nas principais redes de TV aberta e a cabo, além de ações na internet e outros meios.

Com uma produção em ritmo de trailler, mas com uma linguagem clara que pode ser estendida a diversas mídias, o filme é centrado na mensagem “Chegou a melhor Ford Ranger de todos os tempos”. O objetivo é destacar a robustez e a capacidade dinâmica do veículo.

Roteirizado numa proposta de superação, com uma trilha de muita ação, realça cenas de lama numa madrugada chuvosa. Um personagem fazendeiro acorda com o barulho da tempestade e sai com a picape para resgatar os cavalos que fugiram e consertar uma barragem rompida – imprevistos que fazem parte da rotina de quem trabalha no campo.

Robusta e tecnológica

Com novidades no design, na segurança e tecnologias inéditas na categoria, a nova Ranger 2017 é lançada com três opções de motores – 3.2 e 2.2 Diesel e 2.5 Flex – e as versões de acabamento XLS, XLT e Limited. Ela é a primeira a oferecer sete airbags de série em todas as versões, cinco anos de garantia e direção elétrica.

Conforme a montadora, conta também com tecnologias inéditas como piloto automático adaptativo, alerta de colisão, sistema de permanência em faixa, acendimento automático dos faróis, farol alto automático e sistema de personalização da luz ambiente em sete cores. O interior ficou mais confortável e traz sistema de conectividade SYNC de série.

Toda a linha vem ainda com controles eletrônicos de estabilidade e tração, anticapotamento e adaptativo de carga, assistentes de partida em rampa e de frenagem de emergência, além de controle automático em descidas nas versões diesel (sistema AdvanceTrac).

Novo Citroën C3 PureTech chega em junho a partir de R$ 46.490

23 de maio de 2016 0

NovoC3

A Citroën lança em junho seu compacto premium C3 equipado com a nova motorização PureTech, seguindo a estratégia de downsizing — que prevê motores menores e mais eficientes — iniciada com sucesso no sedã C4 Lounge. Mais econômico e com menor emissão de poluentes, o novo motor 1,2 litro flexível e três cilindros chega nas versões Origine, Attraction e Tendance substituindo o motor 1.5 Flex.

Uma importante evolução para tornar o modelo mais adequado ao ir e vir das grandes cidades, atendendo a um consumidor cada vez mais racional e atento aos custos de utilização de seu veículo. O modelo tem preço a partir de R$ 46.490 (com frete incluso).

Beneficiado por tecnologias de última geração – como o sistema de partida a frio com aquecimento no injetor (elimina o “tanquinho”), duplo comando de válvulas variável, sistema de arrefecimento Split Cooling, bomba de óleo variável, coletor de escapamento integrado ao cabeçote, entre outros —, o novo motor PureTech 1,2l Flex tem o melhor nível de consumo entre os motores existentes no mercado.

Em comparação com o motor anterior, o PureTech proporciona uma redução de consumo de combustível de até 32% em trânsito urbano, permitindo ao modelo até 16,6 km/l na estrada e a classificação “AAA” no programa Etiqueta Nacional de Conservação de Energia, do Inmetro. Com o novo motor, o C3 também ganha em agilidade no trânsito urbano, graças à sua ampla disponibilidade de torque (127 Nm a 2.750 rpm) e potência (90 cv a 5.750 rpm).

Um modelo que conquista pela economia no dia a dia urbano, mas que surpreende pelo comportamento dinâmico e desempenho na estrada.

— Equipamos agora nosso C3 com um motor que é reconhecido internacionalmente por sua alta tecnologia e eficiência energética. Ele tornará nosso campeão de vendas ainda mais competitivo e atrativo para nossos clientes — afirma Paulo Solti, diretor geral da Citroën do Brasil.

Com mais de 327 mil unidades comercializadas desde seu lançamento, o Citroën C3 PureTech reitera sua vocação premium por meio de sua ampla lista de conteúdos, incluindo a avançada Central Multimídia com tela touchscreen de 7 polegadas (com diversas tecnologias de conectividade, como o Mirror link, o Car Play e o Link MyCitroën), o inovador para-brisa Zenith (que possibilita aumento do ângulo de visão em 80°), as luzes diurnas de LED (verdadeira assinatura estilística do carro), a moderna direção elétrica, o conjunto mecânico confiável e voltado para o conforto, entre outros equipamentos.

Além dos três anos de garantia contratual, o C3 PureTech 1,2l Flex conta também com o competitivo Plano de Revisão a R$ 1 por dia, com revisões de 10.000, 20.000 e 30.000 km a preços fixos de R$ 365.

%d blogueiros gostam disto: