Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

GM promove feirão de fábrica neste fim de semana

20 de julho de 2017 0
GMJoinville

A Metronorte Joinville e General Motors promovem, neste fim de semana, o 2° Feirão de Fábrica Chevrolet na fábrica da GM, às margens do km 46 da BR-101, no sentido Florianópolis. A concessionária e a montadora estarão lado a lado pela segunda vez em uma das maiores ações de venda da marca. O evento ocorre neste sábado e domingo, quando a GM abre as portas para o feirão de veículos novos.

Centenas de carros com lote exclusivo e condições especiais estarão disponíveis para pronta entrega. O feirão será realizado das 8 horas às 17 horas e terá unidades zero km com preços e condições diferenciadas de pagamento, informa a montadora.

Motorista poderá ganhar mais tempo para recorrer de multas no Detran

20 de julho de 2017 0

multa

O condutor de veículo que for multado poderá ter o prazo mínimo de 45 dias em vez de 30 dias para apresentar defesa prévia ao departamento de trânsito (Detran). O prazo começa a contar do dia em que ele for informado da autuação. Já o órgão de trânsito deverá analisar a defesa prévia em até 60 dias. É o que determina o Projeto de Lei 6835/17, da deputada Elcione Barbalho (PMDB-PA), em tramitação na Câmara dos Deputados. A proposta modifica o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97).

— A medida visa conferir maior transparência ao processo administrativo de aplicação das penalidades por infração de trânsito, bem como assegurar o cumprimento do princípio constitucional (de defesa) de que dispõe o condutor — disse a deputada.

Segundo o projeto, o departamento de trânsito deverá considerar, na análise da defesa prévia, os aspectos formais e materiais do auto de infração. Ou seja, a análise deve ser verificar não apenas se o auto de infração preenche os requisitos legais, como tipificação, local e data da infração, mas também o mérito da questão. O descumprimento do prazo de análise da defesa prévia e dos aspectos formais e materiais da infração poderão acarretar o cancelamento imediato da multa.

O texto da deputada determina ainda que o condutor será multado caso a defesa prévia seja indeferida ou não seja apresentada no prazo de 45 dias. O projeto tramita em caráter conclusivo nas comissões de Viação e Transportes; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

Como aumentar a vida útil da bateria do carro nos dias frios

19 de julho de 2017 0

bateria Em dias frios, esse tipo de situação é muito comum. Você entra no carro pela manhã, gira a chave e nenhum sinal de vida. Tenta outra vez, e novamente não tem sucesso. A boa notícia é que esse tipo de situação pode ser evitada com alguns cuidados simples com a bateria do veículo. É que o sistema pode não suportar o esforço extra nas partidas a frio. Gestor de tecnologia da DPaschoal, Leandro Vanni explica que é o calor do verão que deteriora mais as baterias. Porém, elas costumam apresentar problemas no inverno porque é nesse período que são mais exigidas na hora de acionar o motor. Com temperaturas baixas, o óleo fica mais espesso e demanda maior esforço para girar o motor durante a partida. O especialista diz que ao menor sinal de problemas, como ruídos ou dificuldades em ligar o carro, deve-se levá-lo à oficina para verificação. Se o componente estiver condenado, a única solução é a troca. Algumas medidas simples no dia a dia ajudam a poupar o sistema e prolongar a durabilidade da bateria, que vai de três a quatro anos, em média. Ligar o carro com o pé na embreagem, nos carros com câmbio manual, desacopla a transmissão do motor e alivia o sistema de partida do trabalho de girar também as engrenagens do câmbio, facilitando a tarefa. Manter o tanquinho auxiliar da partida a frio sempre abastecido com gasolina nova também evita a “rateada” na hora de ligar o motor em dias frios, quando houver só etanol no tanque. Quanto mais rapidamente o carro “pegar”, menos trabalho o motor de partida precisará fazer e menos carga da bateria será utilizada.

Renault erra e destaca lançamento de carro produzido em 1999

18 de julho de 2017 0

A assessoria de comunicação da Renault disparou um e-mail nesta terça-feira à tarde anunciando a chegada do Novo clio, veículo que deixou de ser fabricado pela montadora no ano passado. O e-mail, como mostra a imagem abaixo, está com a data de 18 de julho de 2017, só que ao clicar nele, o conteúdo que aparece é referente ao material divulgado em 19 de novembro de 1999. Uma gafe que certamente não foi proposital, mas que gera uma certa desconfiança. Clio Clio1

Os dez veículos mais caros produzidos no Brasil

18 de julho de 2017 0

Três dos dez carros mais caros produzidos no Brasil saem da unidade da BMW em Araquari, no Norte de Santa Catarina. É o que aponta levantamento feito pelo portal Carsale, no site UOL. No ranking, além dos três modelos da BMW, aparecem dois da Land Rover, dois da Mercedes-Benz, um da Chevrolet, um da Audi e um da Mitsubishi. Os preços variam entre R$ 143.900 (modelo de entrada do Audi Q3) e R$ 374.950 (versão top de linha do BMW X4). A lista traz os preços mínimos e máximos de cada modelo, sendo que a ordem de classificação no ranking se dá pelo valor da versão mais equipada do modelo citado. Outro detalhe importante é que todos os modelos são fabricados no Brasil, ou seja, em instalações próprias das montadoras. A LISTA 1) BMW x4 X4 Fabricado na unidade de Araquari, é uma mistura de cupê de quatro portas com utilitário esportivo (crossover). os preços do modelo variam entre R$ 314.950 e R$ 374.950. 2) BMW X3 BMWx3 Também produzido em Araquari, o X3 é classificado como um SAV (Sport Activity Vehicle). Disponível em três versões de acabamento, os preços variam de R$ 232.950 e R$ 325.950. 3) Land Rover Discovery Sport Discovery_Sport1 Produzido em Itatiaia (RJ), o modelo é inspirado no Evoque e tem seis versões de acabamento. Os preços variam entre R$ 221.996 (versão de entrada) e R$ 301.696 (top de linha). 4) Land Rover Range Rover Evoque Evoque2 Modelo SUV produzido nna fábrica de Itatiaia (RJ), o Evoque passou a ser produzido no País no passado. O modelo é vendido por preços que variam entre R$ 228.500 e R$ 301.696. 5) BMW Série 3 Serie3 Produzido em Araquari, o Série 3 é um sedã de luxo oferecido em seis versões no País. Os preços variam entre R$ 164.950 e R$ 249.950. 6) Mercedes-Benz Classe C ClasseC180 Fabricado na unidade de Iracemápolis (SP), o Classe C também é um sedã de luxo oferecido em cinco versões. Os preços variam entre R$ 171.900 e R$ 241.900. 7) Mercedes-Benz GLA M-GLA Também produzido em Iracemápolis (SP), o GLA é um crossover que foi naturalizado brasileiro no ano passado. Oferecido em cinco versões, os preços variam entre R$ 150.900 e R$ 241.900. 8) Chevrolet Trailblazer Trailblazer Feito na unidade de São José dos Campos (SP), o Trailblazer é vendido por preços qua variam entre R$ 171.990 e R$ 203.990. 9) Audi Q3 Q3 O Audi Q3 é produzido na unidade de São José dos Pinhais (PR) desde o ano passado com motor 1.4 de 150 cavalos de potência. Esse modelo é comercializado em três versões e os preços variam entre R$ 143.900 e R$ 203.990. 10) Mitsubishi Pajero PajeroFull Produzido na fábrica de Catalão (GO), o Pajero é o modelo com preço final mais em conta na lista dos dez mais caros. Os preços do modelo variam entre R$ 165.990 e R$ 194.990.

Há 35 anos, nascia o Ford Escort XR3

17 de julho de 2017 0

Escort

O Ford Escort XR3, versão esportiva do compacto que foi um dos maiores sucessos da indústria automotiva mundial, completou 35 anos de lançamento na Europa. No Brasil, o modelo chegou um ano depois, em 1983 – com a mesma aparência do europeu, mas sem injeção eletrônica – e logo se tornou o sonho de consumo de uma geração.

Recentemente, o Escort ganhou destaque na mídia mundial com o lançamento de uma nova versão na China. Com nome derivado de “Experimental Research 3”, o XR3 era equipado com motor 1.6 a álcool de 82,9 cv. Externamente, trazia defletor dianteiro, aerofólio traseiro, teto solar de vidro com persiana interna, faróis de longo alcance com lavadores e de neblina.

O interior tinha bancos esportivos e painel bem equipado. Seu visual arrojado também garantia o melhor coeficiente aerodinâmico do mercado na época (Cx 0,385). Em 1985, o hatch ganhou a versão conversível, um ícone da linha, com sistema de acionamento manual que facilitava a movimentação da capota e vidro vigia traseiro com desembaçador elétrico.

No modelo 1987, o XR3 foi reestilizado com linhas mais suaves e para-choques de plástico envolventes que melhoraram a aerodinâmica, novas rodas de alumínio, aerofólio, painel com iluminação indireta e volante com revestimento imitando couro perfurado.

Em 1989, o Escort XR3 passou a ter motor 1.8 de 99 cv. Na linha 1990, além de aerofólio redesenhado e para-choques e saias na cor da carroceria, o conversível introduziu a capota com acionamento eletro-hidráulico. Em 1991, a série limitada XR3 Fórmula trouxe amortecedores ajustáveis com controle eletrônico, variando a carga conforme a velocidade. No fim da série, esses amortecedores passaram a ser oferecidos como opcionais no XR3 1992.

Segunda geração
A segunda geração do Escort nacional foi apresentada em 1992, com distância entre-eixos aumentada de 2,40 m para 2,52 m, que melhorou o espaço interno, e carroceria mais aerodinâmica (Cx 0,35). O XR3 ganhou motor 2.0 de 115,5 cv, com injeção multiponto LE-Jetronic – mais tarde trocada pela EEC-IV –, freio a disco nas quatro rodas e suspensão mais firme, além de faróis de duplo refletor e faróis de neblina no para-choque.

Outra novidade da linha foi o lançamento da versão de entrada Escort Hobby, com a carroceria antiga e motor 1.6. Em 1996, a produção do Escort saiu de São Bernardo do Campo, abrindo espaço para o Fiesta brasileiro, e foi concentrada em Pacheco, na Argentina. A versão esportiva deixou o nome XR3 e passou a se chamar “Racer”. Em 1997, a família teve o esportivo Escort RS, hatch 3 portas com motor Zetec 1.8. O Escort despediu-se do mercado em 2003, deixando um legado de muitos fãs e inovações durante seus 20 anos de produção.

Honda convoca recall para mais de 1 milhão de unidades do sedã Accord

17 de julho de 2017 0
2016_Honda_Accord_1-670

Modelo de 2016 também está na lista de convocados

A Honda anunciou o recall de mais de 1 milhão de unidades do sedã Accord que rodam no mundo. Os proprietários de modelos produzidos entre 2013 e 2016 foram convocados após a montadora japonesa receber várias notificações de que os sensores de bateria estavam causando incêndios no motor, segundo a CNN Money.

A empresa diz ter constatado infiltração de líquido no interior do sensor, o que pode levar a curto-circuito e possível aquecimento do sensor, com possibilidade de incêndio. Essas situações podem causar danos materiais e lesões graves, ou fatais, aos ocupantes dos veículos e terceiros. “Não foram reportados ferimentos relacionados a esses incidentes”, disse a Honda.

No Brasil, os proprietários do Accord devem procurar as concessionárias da marca a partir de 30 de agosto para fazer a substituição do sensor responsável pelas medições de tensão, corrente, resistência e temperatura da bateria.  Veja os chassis envolvidos no recall no Brasil:

Ano/modelo 2013 – Chassis finais: DA530001 a DA530108 – Data de produção: 18/7/2012 a 10/7/2013
Ano/modelo 2014 – Chassis finais: EA530001 a EA530221 – Data de produção: 10/9/2013 a 6/5/2014
Ano/modelo 2015 – Chassis finais: FA530001 a FA530094 – Data de produção: 17/1/2015 a 9/6/2015
Ano/modelo 2016 – Chassis finais: GA530001 a GA530010 – Data de produção: 14/5/2015 a 2/9/2015

Carro derruba poste na Rodovia do Arroz, em Joinville

15 de julho de 2017 0

Um grave acidente ocorreu neste sábado à tarde, na altura do km 4 da Rodovia do Arroz (SC-108), no bairro Vila Nova, em Joinville. O motorista de um Citroen C4 Hatch perdeu o controle do veículo e bateu em um poste de iluminação pública. Com a força do impacto, o poste caiu e deixou os moradores da região sem energia elétrica. O condutor foi resgatado com vida e disse ter sofrido um mal súbito. O restabelecimento da energia no local do acidente foi feito pela Celesc no final da tarde.

IMG-20170715-WA0011

IMG-20170715-WA0008

 

BMW emite comunicado sobre a saída de Carsten Stöcker de Araquari

11 de julho de 2017 0

Carsten

A assessoria de comunicação do Grupo BMW no Brasil emitiu um comunicado nesta terça-feira à tarde para falar sobre a saída de Carsten Stöcker do comando da unidade de Araquari, no Norte de Santa Catarina. A rescisão de contrato do executivo ocorreu na semana passada e, por enquanto, o nome do seu sucessor no cargo ainda não foi divulgado. Confira a nota na íntegra:

Carsten Stoecker, vice-presidente Sênior do BMW Group Araquari, retornou à Alemanha para um novo desafio na BMW AG. Um novo executivo será nomeado para seu cargo em breve. Enquanto isso, ele continua liderando o BMW Group em Araquari, apoiado localmente, de forma interina, por Juergen Mueller, atual diretor de Qualidade do BMW Group Araquari.

Nissan vai sortear um Kicks para quem fizer revisão

10 de julho de 2017 0

Kicks

A Nissan lança a campanha nacional de pós-vendas “Revisão Premiada”, que tem como objetivo estimular os clientes a deixar o carro em dia antes de pegar a estrada nas férias do meio de ano. Os participantes receberão “números da sorte” a cada R$ 200 nas compras de peças, acessórios ou serviços, que darão direito a concorrer a um Nissan Kicks SV zero-quilômetro.

A ação é válida em todas as concessionárias Nissan do país. Durante a promoção, os clientes serão orientados a cadastrar sua nota fiscal no hotsite exclusivo (www.revisãopremiadanissan.com.br) para garantir sua participação. Os números da sorte – limitados até 30 por CPF – serão gerados até o dia 31 de agosto. O sorteio do carro está previsto para primeira quinzena de setembro.

%d blogueiros gostam disto: