Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Uma cidade de contrastes que fazem a diferença

23 de março de 2012 0

Barco de pesca nativo na Lagoa da Conceição. Foto: Juliana Wosgraus

Iate em Jurerê Internacional. Foto HHattori

Através de algumas imagens e poucas legendas, aqui vai um pequeno caleidoscópio que faz de Floripa a magica e única cidade que é, por vezes província, em outras metrópole, assim chegamos aos 286 anos. Mas como dizia o saudoso colunista Beto Stodieck: “Florianópolis é como uma mulher bonita: não tem idade. Sem essa de 300 anos!”. E a cidade nem chegou lá ainda, mas já tem um história rica, um presente que requer cuidados, mas ainda precioso, e um futuro que depende de muita coisa ainda.

Gatinhas surfistas em número cada vez maior!

E a velha rendeira em sua vila de pescadores. Fotos: Juliana Wosgraus

Feirinha de arte com música, quase toda comunidade de pescadores tem

Fotos: Juliana Wosgraus

DJ Edu Lopes na festa da D&G em Jurerê Internacional. Foto: Cassiano de Souza

Carrões e champanhe no Norte da Ilha. Foto: Marco Dutra

Como há mais de 200 anos, no Canto da Lagoa: Juliana Wosgraus

Fotos: Juliana Wosgraus

Casal curtindo a praia no P12 em Jurerê Internacional. Foto: Marco Dutra

Casal curtindo um mergulho na Praia do Matadeiro. Foto: Juliana Wosgraus

Comments

comments

Envie seu Comentário