Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O talento de dois padres catarinenses na Via-Sacra em Copacabana

27 de julho de 2013 0

Foram um padre catarinense e outro que estudou filosofia em Santa Catarina e é identificado com o Estado, os autores dos belos textos proferidos por jovens que falaram às mais de um milhão e meio de pessoas sexta-feira em Copacabana, durante a Via Sacra contemporânea dirigida por Uysses Cruz, permeando trechos da Bíblia com testemunhos da vida de cada um deles e sua “via crucis” pessoal, que também atinge a todos, jovens especialmente. E todas as dificuldades relacionadas à saga de Jesus Cristo foram muito bem contextualizadas com sofrimentos pelos quais tantos estão passando, mas sempre com uma última palavra de esperança e otimismo.

Os autores dos belíssimos, enxutos, diretos e poéticos textos proferidos nas 13 estações da Via Sacra em Copacabana foram os padres Zezinho, que estudou por aqui, e o catarinense de Brusque, Joãozinho, respectivamente José Fernandes de Oliveira e João Carlos Almeida.
Ambos são muito respeitados no meio católico e também autores de inúmeras músicas, estão entre os padres pioneiros que começaram a se reaproximar do povo através da arte e mídia, bem antes dos colegas Marcelo Rossi e mais recentemente Fábio de Mello. Ambos, aliás, cantam suas músicas.
E agora os textos dos padres Joãozinho e Zezinho comoveram milhões de pessoas nesta Jornada Mundial da Juventude. Palavras que não ficarão ao vento.

Capa do DVD "O Rio da Fraternidade", do padre Zezinho, Reprodução

O padre Joãozinho, natural de Brusque, um dos mais respeitados padres compositores

Comments

comments

Envie seu Comentário