Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Tenho diabete gestacional. E agora?

08 de abril de 2016 0
Foto: Genaro Joner / Agencia RBS.

Foto: Genaro Joner / Agencia RBS.

 

Por Giane Guerra

Sheila perguntou:

Tenho diabete gestacional. E agora?

Importante ter uma boa equipe de médicos e fazer todos os exames. Isso inclui obstetra, endocrinologista/nutrólogo/nutricionista e um médico de confiança para fazer ecografias.

Enquanto isso, foco em exercícios e alimentação. Sempre com um bom acompanhamento dos profissionais.

Contei aqui sobre a minha segunda gravidez: Bendita diabete gestacional

Algumas dicas básicas:

- Exercícios! Uma caminhada de 30 minutos na esteira ou com um ritmo legal na rua baixava minha glicemia para níveis mais baixos do que no jejum.
- Corte doces. Os carboidratos e as frutas já têm o açúcar que a grávida e o bebê precisarão.
- Obedeça a quantidade de carboidratos por refeição que o médico ou nutricionista determinar.
- Obedeça também a quantidade de frutas. Não exagere na frutose, que é açúcar.
- Evite sucos, mesmo naturais. Muito menos os coados. Coma a fruta porque tem a fibra inteira, que ajuda na absorção do açúcar e ele não será repassado em excesso para o seu bebê, o que traz uma série de riscos. De superdimensionamento dos órgãos à obesidade no futuro.
- Integral sempre! Importantíssimo! O integral tem as fibras e é mais nutritivo. E adote isso para o resto da vida. Faça esse bem a si mesma. E já engate a introdução alimentar do seu bebê só com integrais. Fora que os brancos e refinados levam produtos químicos que, definitivamente, seu corpo não precisa.
- Estude a diferença de carga glicêmica e índice glicêmico.
- Pegue o costume de consultar informações sobre os alimentos antes de comer. Tapioca e aveia, por exemplo, não são indicados para diabéticos. Há quem discorde, mas, na dúvida, não custa evitar na gravidez.
- Fuja dos alimentos com muita gordura saturada.
E amamente! Muito!

Assim que nascer, já coloque o bebê para mamar imediatamente! Isso evitará hipoglicemia.

Além disso, estudos recentes mostram que mães que tiveram diabete gestacional e fizeram amamentação prolongada depois reduzem as chances de ter diabete no futuro.

Mas repetindo: conte com o apoio de bons profissionais da saúde!

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

Envie seu Comentário