Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Dez alimentos - deliciosos - para combater a hipertensão

25 de abril de 2016 0

 

 

Foto: Julio Cordeiro / Agencia RBS.

Foto: Julio Cordeiro / Agencia RBS.

 

Por Giane Guerra

Os hábitos que levam à hipertensão costumam vir da infância. E essa doença atinge um terço dos brasileiros.

Para doenças cardiovasculares, é um pulo. Ainda mais porque é uma doença silenciosa que provoca uma lista de problemas, que incluem infarto e AVC.

No topo das causas, estão os maus hábitos alimentares. O sódio é um vilão.

A recomendação da Sociedade de Cardiologia de São Paulo é ler os rótulos dos produtos. Dica básica: evitar aqueles com 20% ou mais de sódio do valor diário recomendado (%VD) em uma porção de alimento.

Já falamos sobre o que evitar, mas agora vem a melhor parte. O que consumir!

Nos últimos anos, nutrientes naturalmente presentes nos alimentos têm sido estudados como auxiliares no tratamento da hipertensão. Confira a lista elaborada pelas nutricionistas Isabela Mota, Nágila Damasceno e Marcia Gowdak.

1 – Beterraba: com paladar adocicado, é fonte de carboidratos e também de nitratos. Estudos têm mostrado que o consumo diário de suco de beterraba contribui para a pressão arterial.

2 – Peixes fonte de Ômega 3: gordura encontrada nos peixes que aumenta a síntese de substâncias vasodilatadoras. O óxido nítrico e alguns eicosanoides inibem a ação de receptores responsáveis pelo aumento da pressão (ação similar a alguns medicamentos anti-hipertensivos). Peixes ricos em Ômega 3: sardinha, salmão, atum.

3 – Laticínios magros: têm reduzido teor de gorduras saturadas e são fontes de proteínas, além de nutrientes como o cálcio e potássio. Cada porção de iogurte adicionada à dieta foi associada com redução de 6% do risco de hipertensão arterial.

4 – Morangos: fonte de fitoquímicos (ácido elágico, antocianinas, quercetina e catequina) e vitaminas (vitamina C e ácido fólico). Há a ativação da enzima endotelial óxido nítrico sintetase, responsável pelo aumento da vasodilatação arterial.

5 – Frutas secas: damasco, uva passa, ameixa preta são frutas com elevado teor de potássio, mineral que atua no controle da hipertensão arterial. Estudos mostram que o potássio pode afetar as funções endoteliais e da musculatura vascular lisa.

6 – Castanha do Pará: fonte de antioxidantes importantes como o selênio e também é fonte de magnésio. O magnésio em associação com o cálcio melhora o controle pressórico e pode também melhorar a resistência periférica à insulina. Pistache, amendoim, macadâmia, nozes e amêndoas também são fontes importantes de ácido linoleico e linolênico. Boas opções.

7 – Alho: o extrato de alho tem sido investigado pelo seu poder hipotensor. Nem todas as pessoas apresentam redução da pressão arterial com o uso de alho, porém nos indivíduos sensíveis observa-se redução tanto da pressão arterial sistólica quanto da diastólica. Possivelmente, pela ação dos polissulfitos derivados do alho no relaxamento vascular mediado pelo óxido nítrico.

8 – Romã: estudos têm mostrado que o suco de romã é rico em antioxidantes com propriedades anti-inflamatórias, que provavelmente são responsáveis pelo seu efeito hipotensor. É preciso um consumo diário de 150ml do suco integral de romã.

9 – Azeite de oliva: a inclusão de 30ml de azeite de oliva extra virgem à dieta tem sido associada a maior produção de endotelina e óxido nítrico, importantes reguladores da pressão arterial.

10 – Cacau: rico em substâncias vasodilatadoras que ativam uma enzima que aumenta a produção de óxido nítrico pelo endotélio. Atenção! Consuma o cacau puro ou o chocolate com, no mínimo, 70% cacau! O efeito hipotensor foi observado após duas horas e manteve-se por até duas semanas após o seu consumo.

 

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

Envie seu Comentário