Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Leitor pede avaliação sobre o óleo de arroz

09 de maio de 2016 1

Leitor pergunta. Lado Natureba responde.

 

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Agencia RBS.

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Agencia RBS.

 

Por Giane Guerra

 

Na sexta-feira, o blog Lado Natureba publicou um dossiê com avaliações sobre óleos e azeites.

Confira: Dossiê dos óleos e azeites – Qual escolher?

O leitor Luiz Fernando Dillmann, da empresa Irgovel, pediu que citássemos também o óleo de arroz. A vice-presidente do Conselho Regional de Nutricionistas, Carmem Franco, já enviou a avaliação:

“Óleo de arroz – É semelhante ao óleo de soja, oliva e milho, apresentando apenas 20% de gordura saturada, bem menos que os óleos de palma e de coco. É rico em gorduras monoinsaturadas e as poli-insaturadas, consideradas protetoras por contribuírem com a redução do colesterol total e ainda aumentarem o HDL (colesterol bom).
Como em todos os óleos, seus benefícios dependem de consumo moderado, pois todos apresentam valor calórico semelhante, com 9 calorias por grama de gordura.
É ainda fonte de vitamina E possui ação anti-oxidante, ou seja, importante na prevenção de danos celulares, ajudando a combater o envelhecimento precoce.
Sua temperatura não deve ultrapassar 180ºC. Assim como qualquer outro óleo, não deve ser reutilizado, pois perde as propriedades benéficas a partir do momento em que começa a produzir fumaça.
Apresenta sabor ameno, não comprometendo as preparações.”

 

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

Comentários (1)

  • Adreano Spessato diz: 9 de maio de 2016

    Gostaria de comentar alguns pontos importantes sobre o óleo de arroz. O seu ponto de fumaça é superior a 213°C. Tem presente além dos tocoferóis (alfa, beta e gama) os tocotrianóis (alfa, beta e gama). Muitos estudos relatam que as vitaminas E tem ações antioxidantes prevenindo a propagação dos radicais livres. Os tocotrianóis têm funções adicionais, estudos que relatam efeitos positivos ao sistema cardiovascular, e o seu efeito ao colesterol, já mencionado pelo blog.
    A estabilidade do óleo de farelo de arroz é provavelmente devido aos efeitos protetores combinados de oryzanol, fitosteróis, esqualeno, tocoferóis e tocotrianóis. Estes fazem o óleo uma escolha Premium para fritura de alta qualidade produtos com sabores delicados, que vão desde batatas fritas (batatas fritas) ou lanches e alimentos de conveniência.
    Adreano Spessato – Químico Industrial
    Mais informações podem ser obtidas:

    VEGETABLE OILS IN FOOD TECHNOLOGY: Composition, Properties and Uses
    (capitulo 11 – Item 11.3-Rice Bran Oil)

    FRANK D. GUNSTONE,
    Editor
    Blackwell Publishing

    BAILEY’S INDUSTRIAL OIL AND FAT PRODUCTS
    Sixth Edition
    Volume 1
    A John Wiley & Sons, Inc., Publication

    Capitulo 10 Rice Bran Oil
    Frank T. Orthoefer

    Edible Oil and Fat Products:Chemistry, Properties, and Health Effects

Envie seu Comentário