Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Substituir embutidos corta conservantes e sódio da alimentação

25 de maio de 2016 4
Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS.

Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS.

 

Bacon, presunto, salame, salsicha, peito de peru (sim, até estes embutidos vendidos como “saudáveis”)… São carnes processadas, que levam sal e aditivos para serem conservadas e realçar sabor.

Os embutidos existem há centenas de anos, quando se tinha pouca condição de conservar a carne. Hoje, temos geladeira!

Além disso, os embutidos costumam levar as partes piores da carne. O aditivo ajuda a mascarar o sabor e deixar mais agradável ao paladar. Além disso, são entupidos de sódio. E açúcares…

Em outubro do ano passado, a Organização Mundial da Saúde colocou estes alimentos na categoria com maior risco de provocar câncer. A mesma onde fica o fumo e o amianto.

Leia: Entenda a escala dos alimentos – Do in natura até o ultraprocessado

O relatório da OMS aponta que a ingestão diária de 50 gramas de carne processada – menos de duas fatias de bacon – aumenta em 18% o risco de desenvolver câncer no intestino, estômago e reto.

Nitritos e nitratos: São os vilões dos embutidos. São usados para conservar o alimento e dão aquela cor rosada. Vários estudos apontam estes aditivos como cancerígenos.

O bom é comer carne, que venha “só com carne” nos ingredientes. Dá uma olhadinha na lista de ingredientes antes de comprar. Principalmente, nos “peitos de peru”, “blanquet”, “mortadelas de frango”…

*** O eventual não é o problema! ***

Comer embutidos às vezes (mas bem às vezes) não “dá câncer”. O problema é comer todo dia. Ou então, consumir presunto no café da manhã, bacon no almoço, peito de peru na janta…

Vamos substituir? Confira dicas da nutricionista Rita Lamas:

- Assar ou cozinhar carne. Desfiar ou cortar em fatias e usar no sanduíche.
- Ovos! Mexidos, cozidos, em omelete…
- Sardinha ou atum
- Frango picado ou desfiado
- Até mesmo o resto do churrasco picado ou fatiado
- “Patê natural”: frango desfiado, creme de ricota e orégano

Leia mais:

Medicina indiana é usada para melhorar a alimentação no dia a dia

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

Comentários (4)

  • Sandro diz: 25 de maio de 2016

    Peço que a redator(a) se informe melhor sobre as “partes” que são utilizadas para fabricação dos embutidos, bem como o percentual que é colocado de nitrito e nitrato para a conservação.

    As “piores” partes são as mesmas que são consumidas assadas (pernil e paleta) no caso do porco, coxa, peito e sobrecoxa, no caso do frango. Sopa de galinha/Canja são feitas com moela de frango, por exemplo. O churrasco possui toxinas que são tão cancerígenas, como os nitritos/nitratos – que na verdade são uma variável do cloreto de sódio (sal).

    Muito cuidado ao escrever a matéria, sem antes se informar com um Engenheiro(a) de Alimentos.

    Em tempo: Até água em excesso, traz malefícios para a saúde.

  • Colorado Feliz diz: 25 de maio de 2016

    eu gosto de morcilha e salame, além do bafo quente na nuca, ui

  • Susumu Kodai diz: 25 de maio de 2016

    Como é? Nitritos e nitratos são uma variável do cloreto de sódio? Em que universo paralelo?

  • Michele Lempke Nunes diz: 10 de agosto de 2016

    Gostaria de deixar de comer embutidos mas e quanto aos queijos, requeijões, ricotas, etc? Não são cheios de sal também?

Envie seu Comentário