Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Por que não dar "inhos" para crianças? Não valem por um bifinho.

29 de julho de 2016 3
Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

 

 

Por Giane Guerra

 

Mais um post da série do Lado Natureba para alertar sobre alimentos que não devem ser oferecidos para crianças. Parceria com a nutricionista infantil Fabíola Frezza Andriola.

Então, vamos lá:

Por que não dar “inhos” para crianças? Não valem por um bifinho.

Chamamos de “inhos” porque são várias marcas: Danoninho, Chambinho, Batavinho, Vigorzinho, Parmalatinho…

Não são iogurte. Ok? São petit suisse, ou queijinhos.

- Não são fermentados apenas, como iogurte. Também são maturados. – explica a nutri.

São embalados com foco no público infantil. Ainda há até pediatras que recomendam. Até mesmo para bebês! Para estes pequenos, então, os “inhos” são completamente contra-indicados. Até alguns fabricantes colocam na embalagem para não dar o doce para crianças com menos de quatro anos.

- Não pode se olhar apenas os personagens da embalagem. Os pais têm que olhar mais a tabela de ingredientes e buscar um mínimo de conhecimento sobre os itens. Há corantes e conservantes que a pessoa não consegue nem pronunciar o nome, mas come sem medo e – pior – dá para os filhos.

No caso do “inho”, são muitos ingredientes para um produto tão pequeno. Só isso já dá uma ideia de quão artificial é. Muitos aditivos, conservantes, corantes…

São várias marcas, mas os ingredientes são muito parecidos. Alguns têm três tipos de açúcar. Tem produto em que o xarope de glicose é o segundo item da lista de ingredientes. Ou seja, é o segundo ingrediente em maior quantidade.

- Os estudos estão relacionando o xarope de glicose a doenças como gordura no fígado e diabete.

Outro alerta da nutricionista Fabíola Andriola é o produto ter leite de vaca, que a orientação ainda é de não ser oferecido antes de um ano de idade. E mais: o “inho” costuma ser oferecido como sobremesa, o que dificulta a absorção do ferro do alimento da refeição.

- Cálcio e ferro competem no intestino.
===

Há alternativas imensamente mais saudáveis:

- Bater iogurte natural com morangos (ou outra fruta qualquer).
- Bater inhame com frutas, como morango e manga.
- Bater iogurte natural com morangos, mistura gelatina sem sabor dissolvida, leve para a geladeira.

Mesmo que estas receitas fiquem azedinhas demais para o paladar da sua família e você opte por acrescentar um açúcar mascavo ou demerara, terá controle sobre a qualidade e quantidade.

===

Série: Por que não?

Por que não dar mingau pronto e engrossante para crianças?

Leia mais:

Brasileiro consome 60% mais açúcar do que devia

Restaurantes precisam caprichar mais no menu kids

Kinder Ovo está proibido e McLanche teve que mudar pela saúde das crianças do Chile

Dá pra ver na televisão que é gostoso! – diz menina em pesquisa sobre publicidade de alimentos

Criança brasileira come muito biscoito recheado, macarrão instantâneo e bebida adoçada

Criança saudável – O que fazer quando o amigo do filho só come guloseimas

Quatro alimentos essenciais na papinha dos bebês

Bela Gil responde perguntas sobre introdução alimentar infantil

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

 

Comentários (3)

  • Elias Nunes Pereira diz: 29 de julho de 2016

    Tenho um filho de 01 ano e 04 meses, matéria de maravilhosa, deveriam dar mais espaço a esse conteúdo nos meios de comunicação.Obrigado.

  • Vinicius diz: 29 de julho de 2016

    Olha, concordo com Elias. Essas informações são relevantes e de qualidade. Continuem dando espaço para isso. Obrigado!

  • Bia diz: 29 de julho de 2016

    Matéria horrorosa de mal escrita e nem um pouco esclarecedora. Parecendo trabalho de gente preguiçosa, que recortou e colou algumas declarações sem nem ao menos se dar ao trabalho de ver se fazia sentido. A matéria não diz nada.

Envie seu Comentário