Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Uso de agrotóxicos triplicou em cinco anos no Rio Grande do Sul

30 de setembro de 2016 2

Por Giane Guerra

 

 

Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS.

Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS.

 

 

O uso de agrotóxicos triplicou em cinco anos no Rio Grande do Sul. Passamos de uma taxa de 3,86 quilos por hectare para 11,91 quilos.

O dado está no Relatório Nacional de Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos, que usa informações de 2013. Mas a sanitarista do Centro Estadual de Vigilância em Saúde Vanda Garibotti afirma que o uso seguiu aumentando depois disso.

Os agrotóxicos provocam intoxicações agudas e crônicas. No ano passado, foram registradas 264 intoxicações agudas no Rio Grande do Sul. Mas Vanda alembra que apenas uma em cada 50 (!!!) são registradas, conforme projeção da Organização Mundial da Saúde.

- E isso é obrigatório. Os profissionais de saúde são obrigados a registrar.

Por isso até que a bióloga está participando de uma caravana da Associação dos Médicos do Rio Grande do Sul.

Não há dados assim das intoxicações crônicas por agrotóxicos. Os sintomas são menos intensos. Mas gera desde doenças de pele, lesões nos olhos até câncer.

- O uso continuado e a exposição ao produto ou resíduos causam muitos malefícios ao ser humano, como depressão, dermatoses, alergias, pneumonites, insuficiência renal, catarata, conjuntivite, redução de fertilidade, mutagêneses, diarreia, salivação, dor de cabeça, dor no peito e dor abdominal. Os agrotóxicos são considerados, ainda, desreguladores endócrinos e causam alterações comportamentais e falência ovariana, entre outros problemas de saúde. – alerta Vanda Garibotti.

 

Mais dados dos agrotóxicos no Rio Grande do Sul

Em 2013, o Rio Grande do Sul passou Goiás e assumiu o quinto lugar no País em comercialização de agrotóxicos. Ainda assim, a notificação por intoxicações é muito baixa. O Ministério da Saúde vê falhas neste processo de comunicação.

Desde 2008, O Brasil é o maior consumidor mundial de agrotóxicos.

 

 

Reprodução JE Online.

Reprodução JE Online.

 

 

Leitor pergunta: Lavar o alimento retira parte dos agrotóxicos?

Pessoas que variam menos os alimentos sofrem mais com agrotóxicos. Como fugir?

Mais de 160 fornecedores gaúchos entram no programa de controle de agrotóxicos do Walmart

Desenho animado explica para crianças o que são alimentos orgânicos

Aprovada lei que inclui orgânicos na merenda escolar de Porto Alegre

Um em cada dez consumidores já compra orgânicos nos supermercados gaúchos

Orgânicos precisam de cuidados para durarem mais

Aplicativo de celular mostra 42 feiras orgânicas no Rio Grande do Sul

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

Comentários (2)

  • Anderson diz: 30 de setembro de 2016

    Aí eu penso: como que esses produtores tem a coragem de vender um produto desses no mercado? Claro, fala mais alto o bolso, o ganhar $$$, ao invés do bem-estar geral. É por isso que procurar feiras ecológicas é a melhor opção, com produtos ecológicos e também veganos. “Parabéns” ao RS pelo exemplo e as pessoas que seguem nessa infame linha de morte.

  • Alberto diz: 3 de outubro de 2016

    Mais uma vergonha p/ RS. População precisa ser alertada sobre isso! Governo$ mas preocupados em arrecadar impostos e povo sendo ‘envenedado’.

Envie seu Comentário