Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "açúcar"

Melado de maçã substitui açúcar para adoçar alimentos

31 de março de 2017 1

melado1

 

Melado de maçã orgânica! Foi uma das mais deliciosas descobertas recentes do blog Lado Natureba.

É produzido lá no sítio de orgânicos Pérola da Terra, em Antônio Prado. Resisti a comprar da primeira vez, mas agora a Joce Forlin me convenceu quando disse que colocava no iogurte natural. Ficou uma delícia! Melhor do que iogurtes já saborizados e sem conservantes ou outros aditivos químicos.

O melado de maçã é feito com maçã só. Muita maçã!

- É somente o suco de maçã concentrado até virar uma calda. São usados oito quilos de maçã para um quilo de melado. – explica Joce.

São necessários equipamentos especiais porque a concentração do suco é feita a vácuo e em baixa temperatura. Sobra a casca e a semente. Todos os nutrientes vão para o melado.

- A ideia foi substituir a sacarose. Usamos maçãs de agricultores orgânicos da Serra de Santa Catarina.

Custa R$ 10. Mas rende bastante porque é bem doce. Tem para vender direto com eles, tem loja lá no sítio e eles também expõem nas feiras orgânicas de sábado em Porto Alegre. Ficam no Bairro Petrópolis e na Redenção.

 

melado2 melado3 melado4

 

 

===

Leia mais:

Minhoca Pet – Sítio da Serra cria kit pronto de compostagem para residências

Frumar cria serviço de entrega em casa de frutos do mar na Região Metropolitana de Porto Alegre

Gaúchos da Serra mandam plantar radicci em São Paulo

“Sorvete do bem” usa produtos da agricultura familiar no Bairro Moinhos de Vento

Pão Francês – O cacetinho que você compra é de boa qualidade? Saiba como descobrir

Cozinhar com banha, pode? Deve!

“Margarina? Dê para seu pior inimigo”, diz nutricionista

Leitora pergunta – Devemos evitar queijos e requeijão por causa do sódio?

Substituir embutidos corta conservantes e sódio da alimentação

“Zero trans”? – A gordura trans que você não vê nos alimentos

Dez pegadinhas da alimentação (pseudo) saudável

O que a boa – e a má – alimentação provocam no sistema imunológico

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

E também curta o Facebook do Lado Natureba.

 

 

 

Sugestão para tirar a farinha láctea da alimentação de adultos e crianças

01 de março de 2017 0
Pixabay.

Pixabay.

 

Há no mercado diversas marcas de farinha láctea ou outros tipos de engrossantes. São usados para mingau e até em mamadeiras de bebês. Só que lembramos o alerta da nutricionista Fabíola Frezza Andriola:

- Além de aditivos alimentares, quase todos estes produtos têm grande quantidade de açúcares. As crianças consomem fácil e “ganham peso”. O rótulo pode até dizer “sem açúcar”. Na verdade, até não tem a sacarose, que é o açúcar da cana. Mas o açúcar vem de outras formas, como xarope de glicose.

Por que não dar mingau pronto e engrossante para crianças?

Até mesmo alguns pediatras ainda indicam as farinhas para “engordar” a criança. Mas é um ganho de peso muito baseado em açúcar, o que pode provocar outras doenças, avisa o pediatra Flávio Melo.

- A justificativa de que o menino tomou, toma ou fez qualquer coisa e não morreu, não se aplica, tendo em vista que o objetivo é cuidar e alimentar, nem é matar, e se antes tínhamos uma alta mortalidade infantil por desnutrição e fome, hoje temos uma epidemia de obesidade e doenças correlatas pela excessiva e inadequada alimentação. E a doença só aparece muito depois.

Essa foi muito boa:

 

Se o alimento não faz bem e pode ser substituído, vamos nessa?

A base desta substituição da farinha láctea pode ser a aveia pura. Em farinha, em flocos médios ou lâmina. Como você gostar mais. O Mercado Público das cidades e lojas de produtos naturais costumam vender a granel. Em Porto Alegre, acha-se por R$ 4 ou menos o quilo de aveia.

A mistura fica a seu critério! Leite, iogurte, frutas (banana, maçã, mamão…), frutas secas, chia, castanhas, mel, melado, açúcar mascavo.

 

 

Leia mais:

Comida de criança

Cardápios das escolas trazem pegadinhas. Fique ligado!

Mãe faz bolo só de frutas para filho que não pode consumir leite

Bebês podem e devem comer temperos (naturais!)

Livro grátis – 21 receitas que as crianças gostam de fazer e comer

Aniversário infantil saudável e barato. Veja as fotos e inspire-se!

Dez coisas que crianças não devem comer. Veja opções melhores.

Restaurantes precisam caprichar mais no menu kids

Kinder Ovo está proibido e McLanche teve que mudar pela saúde das crianças do Chile

Dá pra ver na televisão que é gostoso! – diz menina em pesquisa sobre publicidade de alimentos

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

E também curta o Facebook do Lado Natureba.

 

Receita - Mousse de chocolate sem açúcar

13 de janeiro de 2017 1

Por Giane Guerra

 

 

16002769_1899719060307616_1447279623339417013_n

 

Mousse de chocolate sem adicionar açúcar? Sim! Fica saudável e saboroso. Pode ser usado também para dar energia para quem treina.

Mousse de Chocolate Natureba

Ingredientes:

1 abacate bem maduro
3 bananas grandes bem maduras congeladas
2 colheres de sopa de cacau

Bater tudo em um mixer ou liquidificador. Pronto! Usamos framboesas para enfeitar.

 

15941500_1899719070307615_8321352667922840598_n 15894960_1899719080307614_1199028423900405256_n

 

 

===

Mais receitas:

Receita – Sorvete de manga com casca

Receita – Ambrosia Natureba com açúcar mascavo

Receita – Sangria funcional sem álcool

Receita – Bolo integral de iogurte natural e frutas (de liquidificador!)

Receita – Pão integral de manjericão

Receitas de Verão – Suco de casca de melão & Sorvete de manga com casca

Receita – Pãozinho de polvilho com moranga, chia e tomilho

Receita – Bolinho integral básico de cacau no liquidificador

Receita – Gelatina de banana e maracujá

Receita – Pãozinho de polvilho e aipim

Receita – Pão-bolo integral de alfarroba

Receita – Pão integral de requeijão com azeitona

Receita – Pão 100% integral de liquidificador

Receita – Salada de massa com folhas de cenoura e beterraba

Receita – Pão doce 100% integral com frutas cristalizadas

Receita – Picolé de frutas picadas

Receita – Frutas com cobertura de chocolate

Receita – Pãozinho integral de milho

Receita – Massa de pizza 100% integral

Receita – Compota de ameixas amarelas (nêsperas)

Receita – Bolinho de arroz integral rico em fibras de talos e folhas

Metabolix – Suco acelera o metabolismo e ajuda a queimar gorduras

Receita – Leite de coco caseiro

Receita – Bolo integral de cenoura feito no liquidificador

Receita – Massa de pizza feita de couve-flor

Receita – Pãozinho de inhame com polvilho

Receita – Banana assada com chocolate

Receita – Nuggets caseiro de peixe

Receita – Bolo de chocolate com café feito no liquidificador

Receitas – Brigadeiro e Bolo de casca de banana

Louco por um doce? Coma ambrosia, sugere nutricionista.

Receita – Escondidinho Low Carb de moranga com camarão

Receita – Bolo de beterraba sem ovos nem leite

Receita – Bolinho integral com frutas cristalizadas

Receita – Pão de queijo de liquidificador

Receita – Massa integral com mexilhão temperada com açafrão

Receita – Bolinho salgado de lentilha ótimo para petisco

Como lavar tomates e fazer extrato em casa

Receita – Bolo de caneca de banana e aveia que fica pronto em minutos

Receita – Brownie 70% cacau

Receita – Mousse natureba de cacau e castanhas

Receita – Risoto de arroz vermelho com queijo coalho e tomate seco

Receita vapt vupt – Panqueca de banana, aveia e ovo

Que tal uma canja de galinha natureba? Confira a receita

Receita de lambedor contra a tosse e a explicação científica para os ingredientes

Receita Natureba: Cookies integrais de aveia com chocolate

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

 

Ficando muito doente? O açúcar pode estar derrubando sua imunidade.

09 de novembro de 2016 0

Por Giane Guerra

 

 

Foto: Ricardo Duarte / Agência RBS.

Foto: Ricardo Duarte / Agência RBS.

 

 

Dois mitos que vamos derrubar hoje:

- Que comer salada já é o suficiente para ter uma imunidade forte.

- Que o problema do açúcar é só engordar e ter diabete.

O açúcar está relacionado a várias doenças. Recentemente, até a problemas respiratórios e aumento da pressão.

O foco do Lado Natureba é mostrar hoje que o açúcar reduz a sua imunidade. Ele desativa o sistema imunológico e prejudica a defesa do organismo contra doenças provocadas por vírus e bactérias.

Como?

Além de aumentar os radicais livres que provocam doenças, o açúcar altera a capacidade das células brancas do sangue de destruir bactérias. Desorganiza os sais minerais, provocando deficiência de nutrientes e interferindo na aborção do cálcio e magnésio. Afeta a vitamina C e destrói a estrutura das células do sistema imunológico.

Então, o adulto e a criança ficam mais propensos a gripes, rinite, cistite e, obviamente, cáries. Sem falar que as células de câncer buscam energia no açúcar, como já falamos aqui: “Células de câncer adoram açúcar”, alerta nutricionista.

Então, esqueça do velho costume de comer sorvete e tomar chás muito doces quando está doente. O alívio imediato vai deixar seu organismo ainda mais frágil para combater a doença.

Os estudos estimam que o organismo perca de 40% a 75% da capacidade de destruir germes quando há consumo excessivo de açúcar. O efeito começa cinco minutos depois do consumo e pode durar até cinco horas.

Nutricionista e professora da Universidade Federal de Santa Maria, Gilberti Hubscher alerta que o açúcar promove a chamada disbiose, um processo destruidor da flora intestinal boa.

- Disbiose é a alteração microbiana de bactérias boas intestinais. Quando há este processo, a imunidade cai. Reduz a capacidade de absorver os nutrientes e afeta os mecanismos de imunidade do corpo.

Veja esta tabela divulgada pela química Conceição Trucom, defensora da alimentação natural:

 

Fonte: Doce Limão.

Fonte: Doce Limão.

 

 

O açúcar refinado é o pior de todos. Além de perder os nutrientes bons no processo de refino, carrega os produtos químicos que são usados. Açúcar mascavo, mel, melado… São opções boas, mas ainda assim são açúcar e o consumo precisa ser moderado.

- São exemplos de alimentos biocídicos, que acidificam rapidamente o sangue, deprimem o sistema imunológico, anulam enzimas digestivas causando fermentações (gases e gastrite), entravam o trabalho digestivo, intoxicam, além de ativarem desequilíbrios emocionais e mentais. – explica a cientista Conceição Trucom.

Açúcar da fruta, a frutose tem absorção mais lenta. Também não tem o efeito de acidificar o sangue. Outra opção que tem sido usada é a estévia. Preferencialmente, a planta natural.

E atenção: o açúcar não está só no doce. Está no carboidrato. Então, fuja de arroz, pão e massa brancos. Perdem nutrientes, não têm as fibras adequadas para a absorção do açúcar e muitos ainda têm os produtos químicos usados no branqueamento.

===

Leia mais:

Receita de Suco Anticâncer – Entenda os benefícios dos alimentos no combate à doença

Fique de olho – Açúcar aparece com mais de 20 nomes no rótulo dos alimentos

Brasileiro consome 60% mais açúcar do que devia

Marinar a carne pode reduzir risco de câncer associado ao churrasco

Uso de agrotóxicos triplicou em cinco anos no Rio Grande do Sul

Hospital divulga receitas culinárias para combater efeitos colaterais da quimioterapia

Amamentação Prolongada – Por que é recomendado amamentar por dois anos ou mais?

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

E também curta o Facebook do Lado Natureba.

"Células de câncer adoram açúcar", alerta nutricionista.

19 de outubro de 2016 3

Por Giane Guerra

 

 

Foto: CC0 Public Domain.

Foto: CC0 Public Domain.

 

 
- Células de câncer adoram açúcar.

O alerta aos pacientes e profissionais da saúde é feito também como um desabafo da nutricionista Gilberti Hubscher. É professora da Universidade Federal de Santa Maria e trabalha com linhas de pesquisa na área de câncer. Fica triste ao ver pacientes com a doença alimentando-se com sorvete e chocolate para “ganhar peso”.

Segundo a nutricionista, o açúcar funciona como retroalimentador. As células de câncer precisam de energia e a glicose é o alimento ideal para elas.

- Nas dietas para pacientes com câncer, temos que restringir todos os tipos de açúcar. Principalmente, o açúcar branco, que nem tem valor nutricional.

Os carboidratos brancos e refinados também devem ser cortados da alimentação, afirma Gilberti Hubscher. Isso porque são responsáveis por alta liberação de glicose no organismo. Devem ser substituídos pelo alimento integral.

- Tiramos o carboidrato da dieta dos pacientes com câncer e colocamos gorduras saudáveis. Isso evita a perda de peso, que é sempre um grande receio do paciente e da família.

Mas quais são as gorduras saudáveis mais indicadas? A nutricionista lista:

- Azeite de oliva
- Sementes – Já agregam fibras à dieta, que ajudam na absorção mais lenta e adequada da glicose.
- Abacate
- Peixes – Sardinha é uma ótima fonte de ômega 3. E barata!
- Gordura de coco extravirgem. Comer a polpa de coco ou bater coco com frutas, são as orientações da nutri.

Leia mais:

Receita de Suco Anticâncer – Entenda os benefícios dos alimentos no combate à doença

Fique de olho – Açúcar aparece com mais de 20 nomes no rótulo dos alimentos

Brasileiro consome 60% mais açúcar do que devia

Marinar a carne pode reduzir risco de câncer associado ao churrasco

Uso de agrotóxicos triplicou em cinco anos no Rio Grande do Sul

Hospital divulga receitas culinárias para combater efeitos colaterais da quimioterapia

Amamentação Prolongada – Por que é recomendado amamentar por dois anos ou mais?

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

E também curta o Facebook do Lado Natureba.

Doença silenciosa - Conheça 10 sintomas da diabete

13 de setembro de 2016 0

Por Giane Guerra

 

Foto: Daniel Marenco / Agencia RBS.

Foto: Daniel Marenco / Agencia RBS.

 

A diabete é chamada de doença silenciosa. Isso porque a pessoa pode ter o problema por muito tempo sem nem desconfiar.

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, o País tem 14 milhões de diabéticos. Só que metade nem sabe que tem a doença.

Os sintomas clássicos são:

- Sede
- Fome
- Urina em excesso
- Perda de peso involuntária

Mas há outros sinais de nível glicêmico acima do normal:

- Dores de cabeça
- Vômitos
- Sonolência
- Visão turva
- Comichão
- Hálito “cetônico”, que tem cheiro adocicado, semelhante ao de uma fruta

Eu tive diabete gestacional. Achava que os sintomas – sede, urina em excesso, sonolência e hálito doce – fossem da gravidez. Mas depois que descobri a diabete e controlei, os sintomas desapareceram.

- A adoção de um estilo de vida saudável, apoiado pela prática de exercícios e uma alimentação balanceada são as principais armas para o controle dos níveis de açúcar no sangue. Consultar-se regularmente com um médico e realizar exames periódicos também é uma forma de prevenir e manter a diabetes sobre controle. Seguindo os cuidados essenciais à risca, é totalmente possível ter qualidade de vida e conviver com a doença sem grandes complicações. – nutricionista Joanna Carollo da Nova Nutrii.

 

Leia mais:

Tenho diabete gestacional. E agora?

Doce vício – Como substituir o açúcar no dia a dia

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

Por que não dar bolacha maria e de maisena para crianças?

02 de setembro de 2016 13

Por Giane Guerra

 

Foto: Reprodução.

Foto: Reprodução.

 

Mais um post da série do Lado Natureba para alertar sobre alimentos que não devem ser oferecidos para crianças. Parceria com a nutricionista infantil Fabíola Frezza Andriola, que conduz a página Sabores do Bem – BLW e Introdução Alimentar Participativa.

 

Por que não dar bolacha maria e de maisena para crianças?

Sabe aquela marca tradicional, a Maizena? É uma farinha usada há décadas, que é amido de milho.

Só que as bolachas têm muito mais do que apenas esta farinha de milho e usam maizena (marca) ou maisena (farinha) no nome.

Há várias marcas no mercado. Olhem os ingredientes de duas delas:

“Farinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico, açúcar, gordura vegetal, amido, açúcar invertido, extrato de malte, sal, vitaminas: B1, B2, niacina, B6 e A, aromatizantes, emulsificante: lecitina de soja (INS 322) e fermentos químicos: bicarbonato de amônio (INS 503ii), pirofosfato ácido de sódio (INS 450i) e bicarbonato de sódio (INS 500ii). Contém Glúten.”

“Farinha de trigo rica com ferro e ácido fólico, açúcar, amido de milho, gordura vegetal, açúcar invertido, leite em pó, malte, sal, fermentos químicos: bicarbonato de sódio, bicabornato de amônio e fosfato monocálcico, emulsificante: lecitina de soja e aromatizantes. CONTÉM GLÚTEN.”

As bolachas maria vão na mesma linha.

A nutricionista Fabíola Andriola alerta que são produtos industrializados ultraprocessados.

Entenda a escala de alimentos – Do in natura até o ultraprocessado

Industrializado X Processado – Quem realmente é vilão?

Os ingredientes já são um alerta: começam com farinha branca refinada, seguida por açúcar. Lembrando: a lista mostra os ingredientes por ordem de quantidade.

Algumas marcas ainda têm gordura vegetal hidrogenada, que é a gordura trans, a pior que tem. Sem falar nos aditivos. Por não ser colorida, os pais acham que não tem corantes e aromatizantes artificiais.

- Os pais têm medo de dar uma banana inteira para um bebê de sete meses, mas não têm medo de dar essas bolachas. Isso é uma distorção. – desabafa a nutri.

Como são ingredientes baratos, a bolacha fica barata. Acaba sendo mais um atrativo.

Essas bolachas são, muitas vezes, dadas para crianças de menos de um ano! E bebês nem deveriam comer açúcar nesta idade.

Para crianças com tendência à obesidade, agrava o quadro. Para crianças magras que os pais querem engordar, até podem ganhar peso com um produto cheio de farinha e açúcar, mas não de uma forma saudável.

Como substituir?

Frutas frescas, frutas secas… Ou chips de batata, de berinjela, de abobrinha fatiados bem fininho e assados no forno.

Ou que tal essa receita da nutri Fabíola:

Cookie de banana com ameixa

- 1 banana madura
- 3 ameixas secas picadinhas (ou uva passa)
- 2 colheres de sopa de aveia em flocos

Esmagar a banana, misturar a aveia e as ameixas. Com a ajuda de uma colher, fazer os biscoitinhos. Untar a forma com óleo vegetal ou de coco e assar os cookies por 15 a 20 minutos em fogo médio.

Outras receitas aqui: Livro para baixar grátis na internet traz receitas saudáveis para bebês

 

 

cookie

 

 

Leia os outros posts da série:

Por que não dar salsicha para crianças?

Por que não dar achocolatado para crianças?

Por que não dar gelatina para crianças?

Por que não dar suco de caixinha para crianças?

Por que não dar mingau pronto e engrossante para crianças?

Por que não dar “inhos” para crianças? Não valem por um bifinho.

 

===

Restaurantes precisam caprichar mais no menu kids

Kinder Ovo está proibido e McLanche teve que mudar pela saúde das crianças do Chile

Dá pra ver na televisão que é gostoso! – diz menina em pesquisa sobre publicidade de alimentos

Criança brasileira come muito biscoito recheado, macarrão instantâneo e bebida adoçada

Criança saudável – O que fazer quando o amigo do filho só come guloseimas

Quatro alimentos essenciais na papinha dos bebês

Bela Gil responde perguntas sobre introdução alimentar infantil

Alimentação infantil – arroz e feijão não são suficientes

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

Adoçante não é uma boa opção para a saúde e dá mais fome. Entenda:

16 de agosto de 2016 1
Foto: Emílio Pedroso / Agencia RBS.

Foto: Emílio Pedroso / Agencia RBS.

 

 

Por Giane Guerra

 

Já perdi a conta de quantas pessoas perguntam sobre o adoçante ou então contam que optam por ele no lugar do açúcar como se fosse uma decisão saudável. Não é. Salvo eventuais restrições para pessoas com problemas de saúde. Mas vamos explicar melhor isso.

 

Adoçante é uma boa aposta?

A nutricionista Sinara Menezes, da Nature Center, reconhece que é uma questão polêmica, mas defende que o melhor é apostar na alimentação mais natural possível. Isso quer dizer evitar produtos industrializados. Entre eles, é claro, o adoçante!

- Pessoas saudáveis e que não necessitam de dietas especiais não precisam usar adoçantes. Sua ingestão só é necessária para pacientes que precisam restringir o açúcar da alimentação como o caso da diabetes. Basta mudar os hábitos alimentares, comendo produtos in natura, como sucos de frutas. Mudar este hábito pode demandar tempo e dedicação, porém é a escolha mais saudável.

 

Mas não há adoçantes naturais?

Mesmo o stevia, adoçante a base da planta, ou o açúcar light, que possui em sua composição 50% de adoçante, devem ser usados por quem tem restrição total ao consumo de açúcar.

- Os riscos envolvidos na ingestão a longo prazo de qualquer produto químico devem ser considerados. – pondera a nutri.

 

Adoçante engana o cérebro e dá mais fome

Pessoal costuma usar adoçante em dietas para emagrecer. Só que os estudos mostram que o produto engana o cérebro e dá ainda mais fome.

Entenda: Mais um estudo mostra que o adoçante dá mais fome ainda

 

Crianças podem tomar stevia e sucralose?

Segundo a Bela Gil, a plantinha stevia sim, mas não devem consumir o adoçante.

- Stevia sim! É uma plantinha, mas sem calorias. Só recomendo que seja de boa qualidade. Ou seja, que você consiga ela em pó ou o extrato da stevia sem qualquer outro tipo de adoçante. Já a sucralose, eu não recomendo. É um adoçante artificial, relativamente tóxico. Não sabemos o quanto absorve e, principalmente, para crianças não deve ser muito bom. Pode levar a problemas no fígado e no rim. Prefiro evitar.

Leia mais:

Doce vício – Como substituir o açúcar no dia a dia

Fique de olho – Açúcar aparece com mais de 20 nomes no rótulo dos alimentos

Brasileiro consome 60% mais açúcar do que devia

Coca-Cola verde reduziu açúcar, mas aumentou o sódio

Nova fórmula do Danoninho reduziu o açúcar em apenas 2%

Achocolatados têm açúcar demais e cacau de menos

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

Doce vício - Como substituir o açúcar no dia a dia

15 de agosto de 2016 0

Leitora pergunta. Lado Natureba responde.

 

Foto: Dream79 / Shutterstock.

Foto: Dream79 / Shutterstock.

 

 

Por Giane Guerra

 

Leitora Vanessa Schoeller tinha pedido para a gente falar mais sobre os tipos de açúcar. Demoramos, mas aqui está! 

O cardápio do brasileiro é cheio de açúcar. Só que as entidades de saúde alertam para o risco desse hábito para a saúde, muito mais do que apenas a boa forma. A sacarose provoca hipertensão, alterações no metabolismo e, principalmente, diabetes.

Não é para tirar totalmente o açúcar da alimentação. Mas é importante reduzir e também substituir o açúcar refinado (o açúcar branco).

 

Precisamos de açúcar?

A sacarose, mais conhecida como açúcar de mesa, é o tipo mais popular. Só que não tem função alguma para o organismo, alerta a nutricionista Sinara Menezes, da Nature Center:

- É como uma caloria vazia, pois não entrega benefícios ao corpo.

Apesar de ser extraída de um produto natural, os processos químicos para refinar e deixar o açúcar com a aparência branca removem todos os nutrientes da cana. O produto final fica sem nutrientes. E mais: O açúcar é um carboidrato simples de altíssimo índice glicêmico.

 

Mas nosso organismo não precisa de glicose?

Sinara confirma que a glicose é, de fato, o combustível do organismo. É um monossacarídeo obtido principalmente através da metabolização de diversos alimentos.

- Quando comemos, nosso organismo vai quebrar as estruturas dos alimentos até chegar nas moléculas mais simples e obter a glicose. Já a sacarose é um dissacarídeo composto de duas estruturas simples – a frutose e a glicose. O grande problema é que, devido essa estrutura simples, a sacarose não exige muito esforço do organismo na sua digestão. Logo, o açúcar é absorvido de forma muito rápida pelo organismo e é justamente aí que mora o perigo. – explica detalhadamente a nutricionista.

 

Açúcar x Saúde

A ingestão do açúcar e de outros carboidratos simples elevam a concentração glicêmica. Isso exige mais do pâncreas. Quando picos glicêmicos se tornam frequentes, o organismo pode desenvolver resistência à insulina, fazendo com que o organismo não aproveite a glicose de forma adequada, aumentando a concentração no sangue e provocando a temida diabetes.

A nutricionista Sinara Menezes complementa que o consumo exagerado de açúcar provoca ganho de peso. O excesso de glicose é armazenado pelo corpo em forma de tecido adiposo, ou seja, gordura.

 

Doce vício

Além do sabor, estudos relacionam o açúcar a efeitos psicológicos. O alimento estimula a produção de substâncias atuantes no centro de recompensa do cérebro.

- Influencia a produção de neurotransmissores como a serotonina e dopamina – ligados à sensação de prazer e bem estar.

Pesquisas indicam, inclusive, que os efeitos do açúcar no cérebro são similares ao de substâncias que causam dependência. Então, dizer que açúcar é viciante não é exagero .

 

É preciso eliminar?

Salvo em casos de diabetes e outras situações de saúde onde o consumo é realmente restrito, não é necessário excluir totalmente o açúcar da dieta. Nutre o corpo e deixa a refeição prazerosa. A palavra de ordem é moderação.

 

Mas podemos tomar uma medida básica: a substituição!

Alternativas para o açúcar refinado:
· Açúcar mascavo: como primeiro subproduto extraído da cana, esta qualidade conserva alguns nutrientes da planta como o cálcio, ferro, potássio e demais sais minerais. Por sofrer menos processos químicos, sua coloração é mais escura, sua textura mais arenosa e seu sabor semelhante ao da cana de açúcar.
· Açúcar demerara: este açúcar passa por um leve processo de refinamento, porém sem aditivos químicos. Por isso, preserva parte do valor nutricional da cana e, ao mesmo tempo, possui textura um pouco mais refinada e clara em comparação ao mascavo.
· Açúcar orgânico: por não sofrer nenhum tipo de aditivo químico desde o plantio à industrialização, esta qualidade também é nutritiva e possui poder adoçante próximo ao do açúcar refinado. Porém, devido à característica artesanal, possui valor mais elevado em comparação com os demais.
· Açúcar de coco: este tipo de açúcar ainda é pouco conhecido. Mas é uma boa aposta por possuir baixo índice glicêmico. Feito à base de coco, possui sabor residual do fruto e menor potencial adoçante em relação aos demais.

 

 

Mas atenção: Salvo o açúcar de coco, todos têm alto índice glicêmico. Então, devem ser consumidos com moderação:

Dicas da nutricionista para reduzir a ingestão de açúcar:

· Reeduque seu paladar. Não mude bruscamente. 
· Descubra outras formas de adoçar. Frutas maduras como a banana e a maçã são alternativas. Outra dica é apostar em condimentos naturais, ervas e especiarias para realçar o sabor dos alimentos;
· Fuja dos industrializados muito processados. Alimentos como pães, refrigerantes, chás e sucos prontos têm alta concentração de açúcar. E isso não se limita aos produtos de sabor doce. Molhos de tomate, catchups e diversos temperos industrializados são cheios de açúcar. 
· Leia o rótulo dos alimentos. O açúcar aparece como maltodextrina, maltose, dextrose, xaropes, glucoses, lactose, melados e néctares.

Leia mais:

Fique de olho – Açúcar aparece com mais de 20 nomes no rótulo dos alimentos

Brasileiro consome 60% mais açúcar do que devia

Coca-Cola verde reduziu açúcar, mas aumentou o sódio

Nova fórmula do Danoninho reduziu o açúcar em apenas 2%

Achocolatados têm açúcar demais e cacau de menos

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

Leitora pergunta como sucos sem conservantes têm validades superiores a três meses

08 de agosto de 2016 1

Leitor pergunta. Lado Natureba responde.

 

Foto: Jonas Ramos / Agencia RBS.

Foto: Jonas Ramos / Agencia RBS.

 

Por Giane Guerra

 

Leitora Juliana pergunta:

Como um suco integral sem conservantes tem a validade de três meses ou mais contendo apenas o açúcar natural da fruta? E o Natural One?

Biomédica Caroline Dani, pesquisadora de sucos de uva, responde:

O método de conservação não depende apenas de conservantes. A maioria das empresas vem usando sistemas de pasteurização e ultrapasteurização, que possibilitam a conservação por mais até do que três meses. As empresas estão trabalhando com validade de um ano ou mais, no caso de sucos de uva, por exemplo.

No caso de suco de uva, os conservantes estão sendo deixados de lado. As indústrias estão adotando cada vez mais tecnologias para isso. Isso mesmo que o conservante ainda seja transmitido. Usam processos físicos para conservar.

Suco é produto 100% fruta. Costuma ser mais caro, mas não tem açúcar, água, aromatizantes…

Açúcar – Qualquer produto que tenha açúcar além da natural da fruta tem que ter a expressão ADOÇADO no rótulo.

Sobre a marca falada pela leitora, é um “blend” que mistura uva e maçã. Não é 100% suco integral de uva. O consumidor precisa ter cuidado ao ler um rótulo de um produto para que saiba que tipo de produto.

E nem todo suco 100% é integral. A indústria tira a água do suco reconstituído para reduzir espaço de armazenamento e transporte. Depois, coloca tudo de novo na embalagem para a venda. Não é adicionada água. É o líquido da própria fruta. É claro que todo o processo de transporte, que acaba modificando o a temperatura da água, também provoca perdas, inclusive dos chamados polifenóis, mas a médica diz que, mesmo assim, são preservadas atividades antioxidantes e este tipo de suco tem benefícios muito similares ao suco integral.

Leia mais sobre sucos:

Por que não dar suco de caixinha para crianças?

Venda de sucos adoçados despenca 50% nas vinícolas

Restaurantes precisam caprichar mais no menu kids

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.