Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "bebida"

Água saborizada - Três motivos para incluir na alimentação

06 de fevereiro de 2017 1

Por Giane Guerra

 

Foto: Diogo Sallaberry / Agência RBS.

Foto: Diogo Sallaberry / Agência RBS.

 

Águas saborizadas são uma ótima opção por vários fatores. Mas vamos listar três:

1 – Servem para hidratar e quem saber até mudar o hábito de quem não gosta de água pura. Água é essencial para o bom funcionamento do corpo. Não há a menor discussão quanto a isso.

2 – São um bom substituto para o suco. Não que suco seja um vilão, mas precisa ser consumido com moderação. Mesmo os naturais. É calórico, o que afeta quem está em dieta de perda de peso. Mas também tem a liberação de uma carga forte de frutose, o açúcar da fruta, sem as fibras que costumam ser eliminadas no suco. Diabéticos e crianças precisam de um cuidado especial em relação a isso. O ideal sempre é consumir a fruta inteira.

3 – O motivo mais lindo: acrescenta nutrientes na alimentação! As ervas e frutas usadas liberam também seus nutrientes na água. Nutricionista especializada no estudo da influência da alimentação no câncer, Gilberti Hubschner explica que águas saborizadas com ervas “preparam” o corpo para o consumo de alimentos pesados, como a carne de churrasco.

Dicas para saborizar a água:

- Hortelã e menta são bem conhecidos, assim como o limão.
- Gengibre também é bem conhecido e é indicado para voz, imunidade e perda de peso.
- Cravos espetados em rodela de laranja. Saboroso e bonito.
- Pedaços de melancia com canela.
- Alecrim é ótimo desintoxicante. Nutricionista Ana Laura Guimarães: “Compre alecrim em vaso, tire a erva e deixe secar. Faça uma colher de sopa com o alecrim seco e largue água por cima. Tome o líquido três vezes ao dia. Isso limpa o corpo e leva junto a tristeza, o cansaço e as toxinas.”
- E aproveitando a safra, saborize a água com uvas! A nutricionista Bianca Canci sugere colocar a fruta com casca mesmo dentro da água gelada junto com ervas.

 

Foto: Nutricionista Bianca Canci.

Foto: Nutricionista Bianca Canci.

 

Crie e experimente com outras frutas, vegetais e ervas!

===

Leia mais:

Nutri responde: Pode tomar água direto da torneira? Como escolher o melhor filtro?

Água – Como escolher e como deixá-la melhor para a sua saúde

Ficando muito doente? O açúcar pode estar derrubando sua imunidade.

“Células de câncer adoram açúcar”, alerta nutricionista.

Receita de Suco Anticâncer – Entenda os benefícios dos alimentos no combate à doença

Leitor pergunta se água com gás faz mal

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

E também curta o Facebook do Lado Natureba.

Faxina - Dez alimentos e atitudes para eliminar toxinas do corpo

30 de janeiro de 2017 0

Por Giane Guerra

 

e177dfff-6224-447a-bfa7-edbec991d1e1

 
O corpo humano funciona como uma máquina. Recebe todos os dias substâncias boas e ruins e tem que absorvê-las.

- Quando a quantidade de impurezas é maior do que a capacidade de absorção, o corpo não consegue funcionar perfeitamente, gerando acumulo de gordura corporal. – explica a nutricionista Ana Laura Guimarães, que lançou o curso Dieta da Felicidade.

É como uma intoxicação. E ela provoca problemas como falta de energia, insônia, problemas de controle intestinal, inchaço, dificuldade para queimar gordura, dores de cabeça, ansiedade, depressão, fome em excesso… A lista aqui só cresce.

A nutri defende então o uso de algums alimentos para combater a sobrecarga de toxinas. São os alimentos detox, que reduzem inchaço, melhora o intestino, o colesterol, fortalece o sistema imunológico, traz mais energia e disposição, alivia o stress e a ansiedade, colabora para o rejuvenescimento celular e para a sensação de saciedade, diminuindo a vontade de comer. Aqui – ainda bem! – a lista só cresce também.

A pedido do Lado Natureba, a nutri Ana Laura Guimarães listou dez alimentos e atitudes para limpar o corpo:

1) Suco de limão

É ácido quando está fora do corpo. Dentro, em contato o com suco de estômago, é alcalino. Tem a ação de alcalinizar o corpo. Em geral, estamos ácidos, porque nós respiramos ar poluído com metal pesado, nós comemos em panelas de alumínio (não metal pesado, mas tóxico), utilizamos água não alcalina e impura. Ainda consumimos a água com limo e bactérias que em geral se encontram nas caixas d´água.

2) Cloreto de magnésio

Tem ação de reconstituir e desfazer as toxinas de todas as articulações do corpo. Dá equilíbrio. Tem no bacate, banana, espinafre, couve, quiabo, granola, arroz integral, farelo de milho, cevada, nozes, gergelim…

3) Chá de ervas, como a cidreira

É um excelente anti-inflamatório. Outras ervas detox para o chá: boldo, hortelã, camomila, dente de leão, alecrim. O hibiscos está sendo contestado em sua ação detox pela forma que as pessoas usam. Uma receita especial da Ana Laura: compre alecrim em vaso, tire a erva e deixe secar. Faça uma colher de sopa com o alecrim seco e largue água por cima. Tome o líquido três vezes ao dia. Isso limpa o corpo e leva junto a tristeza, o cansaço e as toxinas.

- A pessoa fica com um cheirinho maravilhoso. É uma loucura. – comenta a nutri.

4) Água, mais detox de todos

A água em alcalinidade entre 7,5 e 8,5 é excelente detox. É possível de se encontrar no supermercado, olhando o rótulo. Ana Laura observa que em nossa casa, a água deve ser fervida no verão pela prolificação de bactérias que sobrevivem na água.

- É a falta de fervura da água residencial no verão que acarreta o surto de diarreia em crianças.

Um alerta da profissional: a água é o maior diurético que existe. Quanto mais água, você toma, mais limpo estará o seu organismo.

- Para emagrecer, tem que tomar no mínimo dois litros de água por dia, para limpar o corpo na ação detox e ajudar o fígado a trabalhar.

5) Suco verde 

Há várias formas de fazer. Principais ingredientes para o suco verde: cenoura, maçã, pepino e um pouco de gengibre. A grande característica do suco verde é ter a água viva (de boa qualidade e cheia de nutrientes) dos alimentos, que também estão no pepino e na abobrinha.

- Tem muita água viva nestes alimentos. Quando faz na centrífuga, os minerais e nutrientes da água viva são aproveitados para o efeito detox.

6) Suco de maçã

A maçã tem bastante água viva, assim como melancia, o melão…

7) Arroz

Por si só é detox, principalmente para os rins. Temos três órgãos que são beneficiados pela ação do arroz: pulmão (purificação), figado (digestão) e rins (filtragem).

8) Alimentos sem agrotóxicos

Os agrotóxicos são extremamente ácidos.

- E levam ao câncer com pesquisas científicas confirmadas.

9) Reduzir o consumo de alimentos “não-detox”

- Limpar de um lado e sujar do outro? Complica.

Os alimentos “anti-detox” são bebida alcoólica, gordura, glutamato monossódico (nunca usar!), aspartame, açúcar (é alimento ácido), trigo, leite, carne de gado e alimentos industrializados muito processados.

10) Atitudes detox

Meditação e caridade!

===

Leia mais:

Fim de ano detox – Quatro alimentos que eliminam as toxinas do corpo e aumentam a imunidade

Metabolix – Suco acelera o metabolismo e ajuda a queimar gorduras

Integrais – Muita fome, prisão de ventre e colesterol alto são sinais de alimentação pobre em fibras

Leitores perguntam se o alimento integral é sempre mais saudável

Padarias aumentam produção de integrais e preços podem cair

Biscoitos que não são tão integrais assim. Fique de olho.

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

Receita - Sangria funcional sem álcool

21 de dezembro de 2016 0

Por Giane Guerra

 

O chef Ipe Aranha mandou uma receita que a gente achou interessante para as festas de final de ano. É uma sangria funcional.

 

 

 

sangria

 
Os ingredientes têm propriedades bacanas para a saúde. Por exemplo:

Hibisco – diurético
Limão – alcalinizante
Morangos – antioxidante
Hortelã – digestivo
Anis – diurético

Vamos à receita:

Sangria Funcional sem Álcool

Ingredientes:

2 litros de água filtrada
4 colheres cheias de hibisco
4 paus de canela
3 anis estrelado
1 limão tahiti fatiado
1 tangerina ou laranja fatiada
1 limão siciliano fatiado
Ramos de hortelã
12 morangos
2 colheres de açúcar de coco (opcional)

Modo de Fazer:

1. Coloque os dois litros de água na panela com os 4 paus de canela e os 2 anis estrelado e deixe ferver por 5 minutos.
2. Desligue o fogo e coloque o hibisco e deixe sob imersão por 5 minutos.
3. Coe o chá e misture com os demais ingredientes, acrescentando gelo também. Aqui pode-se usar mais paus de canela e anis estrelados na decoração da jarra.

Pronto!

===

Leia mais:

Duas ideias para servir frutas para crianças no Natal

Água – Como escolher e como deixá-la melhor para a sua saúde

Fim de Ano – Dicas e receitas para as ceias não pesarem na consciência e na balança

Treino de luta e funcional gasta até 1 mil calorias em academia para mulheres em Porto Alegre

Alimentos funcionais: uma escolha que vai além da nutrição

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

E também curta o Facebook do Lado Natureba.

 

Dez industrializados para comer e oferecer para crianças sem preocupação

17 de novembro de 2016 3

Por Giane Guerra

 

Nutricionista infantil, Fabíola Frezza Andriola encarou um desafio: achar industrializados do bem. Alertamos sempre para que os leitores tenham cuidado com os industrializados.

Mas nem todos são ruins. Até porque mesmo o arroz e a farinha passam por processos industriais.

É ruim aquele que é muito processado, que tem muito sódio, açúcar e aditivos químicos. Mas as indústrias têm se conscientizado e criado opções bacanas.

Olha aqui:

Industrializado X Processado – Quem realmente é vilão?

Entenda a escala de alimentos – Do in natura até o ultraprocessado

 

E a nutri parceria do blog Lado Natureba resolveu encontrá-los e divide alguns com a gente. E acrescentamos mais dois lá no fim  da lista. Olha só:

 

Industrializado #1 

 

ind1

 

Quem não adora biscoito de polvilho? E as crianças, então! A maioria das marcas usa gordura vegetal, que pode ser a terrível gordura trans. A mais prejudicial para organismo.

Algumas marcas até usam óleo vegetal, mas não dizem qual. Pode, então, ser azeite de oliva. Mas também pode ser óleo de soja.

Esse biscoito de polvilho da marca DaColônia tem óleo de coco como fonte de gordura. Tem pouco sódio e não tem conservantes! Olhem ali a lista de ingredientes.

 

===================

Industrializado #2

 

ind2

 

Pessoal, muito cuidado com os pães! Muitos não são realmente integrais. Aliás, até pense em comprar uma máquina de pão para fazer em casa.

Mas há algumas boas opções no mercado. A nutricionista Fabíola só acha que oferecer pão para crianças com menos de um ano é desnecessário.

O principal deste pão Secale é que o primeiro ingrediente é farinha de trigo integral. Ou seja, nada de farinha enriquecida com mil coisas artificiais.

Tem ainda ingredientes orgânicos, tem grãos que naturalmente acrescentam fibras, não têm conservantes…

 

==================

Industrializado #3

 

ind3

 

Esse arroz da Volkmann é bem gostoso. Bom para comer puro, no risoto, no carreteiro…

É integral e é orgânico. Dois fatores importantes.

Mas a nutri observa ainda que é de cultivo biodinâmico.

- Ou seja, respeita os processos que naturalmente acontecem no solo, nas plantas, nos animais.

 

=================

Industrializado #4

 

ind4

 

Muito cuidado com geleias. Costumam ser cheias de açúcar, conservantes e aromatizantes. Arrebentam com qualquer paladar.

Mas a nutricionista Fabíola Andriola encontrou esta no mercado, da Queensberry. O primeiro ingrediente, vejam só, é morango! Ou seja, não é açúcar! Que, aliás, nem aparece na lista de ingredientes. E não tem corantes.

 

====================

Industrializado #5

 

ind5

 

 

É meio difícil encontrar salgadinhos saudáveis. Acabo ficando na castanha.

Mas essa é uma opção. É o Crunch Couve, da Banana Brasil. Tem farinha de arroz e nada de conservantes.

- Um biscoito de couve, sementinhas e sal marinho! – ressalta a nutri.

 

=====================

Industrializado #6

 

ind6

 

Barrinha de cereal é um problema. A maioria que tem à venda é cheia de açúcar. Bem para enganar os desavisados.

Essa barrinha Love, de Chia, é ótima. Só tem três ingredientes: tâmara, castanha do Pará e chia.

Mas não oferece para bebês antes de um ano… Invista nas frutas.

 

======================

Industrializado #7

 

ind7

 

Essa é uma opção de frutas seca (desidratada). Uma boa opção de doce, sem açúcar e sem conservantes. Banana e deu! Também é um produto da marca DaColônia.

- Por exemplo, em um almoço de família onde todos vão comer um doce bem doce e que realmente você não gostaria de oferecer ao seu bebê. 

 

======================

Industrializado #8

 

ind8

 

Mais uma opção de lanche. É snack de fruta liofilizada, da Primea.

- É tipo aquelas maçãs secas que usamos para fazer chá. Mas esse processo deixa a fruta extremamente crocante e com sabor muito concentrado. Uma delícia. – conta Fabíola.

 

===================

Industrializado #9 

 

ind81

ind82

 

Biscoitos de arroz são uma opção bacana. Até mesmo para mães com bebês com alergia à proteína do leite (APLV).

Esta é da marca Dia, vendida nesta rede de supermercados. É com arroz integral e sal. Só!

 

========================

Industrializado #10

 

ind91ind92

"A gelatina do dia a dia é pior que a cerveja do sábado", explica nutricionista

14 de novembro de 2016 3

Por Giane Guerra

 

21716689
- A gelatina do dia a dia é pior que a cerveja do sábado.

O exemplo é dado pela nutricionista Rita Lamas. A nutri nos ajuda sempre a derrubar mitos de alimentação saudável. E essa frase é ótima para o blog Lado Natureba falar sobre a diferença fundamental entre a rotina e o eventual, já que escutamos muito: “mas então vou me alimentar de vento”, “e o prazer da vida?” ou “só vou comer pasto, então?”.

- É o dia a dia que conta. Não o eventual.

Mas o que é eventual?

- Depende. Uma vez por semana, talvez.

Mas antes, atenção: Não estamos dizendo que cerveja é melhor que gelatina!

Não é a questão.

Cheia de conservantes e corantes, a gelatina da frase representa alimentos aparentemente inofensivos que estão na nossa rotina, na sobremesa do almoço de quase todos os dias, no lanche da tarde… E ainda com uma boa dose de açúcar.

Mas se você gosta muito de gelatina, coma! Só saiba o que está comendo e tente que seja o eventual, a escapada ou o “pé na jaca”. Ou então, faça as receitas de gelatina natural que já publicamos no blog Lado Natureba: Por que não dar gelatina para crianças?

- Não entendo o motivo de a gelatina ser tão prescrita. Mas, enfim, comer eventualmente, em uma festa, uma vez por semana, não tem problema. Mas sempre prefira a gelatina normal, que não tem os adoçantes artificiais.

A questão é: se o dia a dia da alimentação for equilibrado, a exceção não atrapalha. E não estamos falando só em peso, mas muito mais em qualidade de vida e saúde.

Há substâncias que não engordam, mas que afetam a sua saúde. Com muito açúcar, gorduras ruins e aditivos químicos, baixam a imunidade com risco de provocar doenças graves no longo prazo.

Não é só a gelatina. É o peito de peru, é a bolacha de água e sal… Veja: Dez pegadinhas da alimentação (pseudo) saudável

E sobre a cerveja? Aposto que o pessoal que curte uma cerveja ficou animado.

Não é que cerveja faça bem para a saúde, viu? Foi só um exemplo. Alguns estudos até mostram que o álcool faz bem, mas…

- Nós, os profissionais da saúde, ainda temos receio de prescrever álcool, né… Mas tomar cerveja no sábado é normal. Eu também tomo. Não deixo de ser saudável e não ganho peso. Desde que não seja no dia a dia. – diz a nutri Rita Lamas.

Então, resumindo, não deixe de comer algo que gosta, não deixe de ir em uma festa que só vai servir “porcarias”.

- Só tenta comer menos. Esse é o segredo da qualidade de vida. Não é para cortar tudo e ser infeliz. – encerra a nutri.

Feito, leitores? Boa semana!

===

Leia mais matérias com Rita Lamas:

Cozinhar com banha, pode? Deve!

“Margarina? Dê para seu pior inimigo”, diz nutricionista

O que é mais saudável: manteiga ou requeijão?

Leitora pergunta – Devemos evitar queijos e requeijão por causa do sódio?

===

Comida de criança – alimentos para substituir pães e biscoitos

Macarrão instantâneo – Rápido, mas cheio de sódio e gordura

Substituir embutidos corta conservantes e sódio da alimentação

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

Receita de Suco Anticâncer - Entenda os benefícios dos alimentos no combate à doença

11 de outubro de 2016 1

Por Giane Guerra

 

 

Foto: CC0 Public Domain.

Foto: CC0 Public Domain.

 

 

A leitora Suzana Torres mora no nosso coração e tem uma história linda. Ela tem 55 anos e descobriu um câncer no pâncreas no ano passado. Passou por quimioterapia e cirurgia. Compartilha sua história no blog Convivendo e Vencendo o Câncer.

Ela retirou todo o tumor, mas a preocupação prossegue. Só será considerada curada após cinco anos. Enquanto isso, seu foco está na alimentação.

- Quero ver meu filho se formar. Por isso, luto muito.

Suzana faz os próprios alimentos em busca de bons produtos e fugindo do que é ruim. Pesquisa muito e chegou ao blog Lado Natureba. Nos contou que, com orientação de nutricionista, toma um suco anticâncer feito assim:

3 folhas de chicória
3 folhas de beterraba
3 folhas de rúcula
3 folhas de dente de leão
1 fatia de pepino cru
1 fatia de abobrinha italiana
1 rodela de beterraba
1 rodela de gengibre
1 cenoura média
1 rodela de açafrão da terra
1 maçã media
1 porção de aipo ou salsão
1 copo de água mineral ou pode colocar água de coco

Liquidificar e, se quiser, pode coar. Suzana toma, ao menos, três vezes por semana. Exceto em dias de quimioterapia e nos três dias seguintes.

É milagroso?

Não. Não é. Mas os benefícios no combate à doença têm explicação científica.

Professora da Universidade Federal de Santa Maria que trabalha com linhas de pesquisa na área de câncer, a nutricionista Gilberti Hubscher explica que os ingredientes e a sua quantidade não são os mesmos para todos os pacientes. Depende muito do tipo de câncer e do estágio em que a doença está. Mas alguns alimentos têm efeitos bons para todos:

Beterraba com batata doce - Aumenta o número de plaquetas, o que é necessário para pacientes que fazem quimioterapia.

Dente de leão - É uma folha de sabor amargo, que diminui a acidez do sangue. Todas as folhas verdes tem o magnésio como nutriente. Mas também não deve ser ingerido demais. Assim como couve e folha de brócolis devem ser evitados, porque o enxofre pode interagir com a medicação.

Maçã - Tem vários antioxidantes, que combatem os radicais livres e aumentam a imunidade. Além disso, a fruta dá um bom sabor ao suco. E mais: é fonte de fibra. Fibras são importantes para não aumentar a glicose. Células de câncer adoram glicose, reforça a nutri. É preciso ter cuidado.

Chicória - É prebiótico, ajudando a trabalhar o intestino.

Açafrão - Tem o princípio ativo da curcumina, que age sobre a célula. É anti-inflamatório.

Gengibre - Ajuda na digestão e também é anti-inflamatório.

Leia mais:

Marinar a carne pode reduzir risco de câncer associado ao churrasco

Uso de agrotóxicos triplicou em cinco anos no Rio Grande do Sul

Hospital divulga receitas culinárias para combater efeitos colaterais da quimioterapia

Amamentação Prolongada – Por que é recomendado amamentar por dois anos ou mais?

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

E também curta o Facebook do Lado Natureba.

Chimarrão previne doenças e ajuda a emagrecer

12 de agosto de 2016 0

Por Giane Guerra

 

Foto: Adriana Franciosi /  Agencia RBS.

Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS.

 

***

Início de manhã, logo depois de acordar, crianças brincando em volta, tomar chimarrão com o marido é como ser abraçada. Até porque não tenho tomado chimarrão no trabalho enquanto tem criança em casa. A doutora Lisangela Preissler mandou e eu obedeço: Gripe pode ser transmitida pelo chimarrão mesmo sem sintomas

***

Mas além de bom para a alma, o chimarrão é bom para a saúde. Quem detalhou isso para o blog Lado Natureba foi a nutricionista Bianca Canci.

A erva mate é nativa da América do Sul. Cresce naturalmente em países como Argentina, Paraguai, Uruguai e Brasil e é consumida na forma de chá, tererê (gelado), chimarrão, entre outros.

- Para que seus compostos sejam liberados para a água e aproveitarmos seus benefícios, é necessário o processo de infusão. Nada mais é do que a imersão da erva em água quente. – explica a nutri.

Blog Lado Natureba – Mas que benefícios são esses?

Nutricionista Bianca Canci - Primeiro, a ação antioxidante. Há uma alta concentração de compostos fenólicos, cerca de 20% a 30% da composição da erva mate. Eles que protegem nosso organismo dos radicais livres que interferem até mesmo no DNA. Mesmo princípio do chá verde e suco de uva integral.

Blog – Como funciona esse “proteger”?

Nutri - Os compostos fenólicos – antioxidantes, de modo geral – nos “protegem” porque neutralizam ou minimizam ações dos radicais livres. Por exemplo, o ataque às membranas de qualquer célula do nosso corpo, o que pode provocar perda de função ou até mesmo alterações no reconhecimento de hormônios. Imagina a resistência à insulina de diabetes tipo 2, por exemplo. Além de alterações mais profundas, no DNA, que ocorre no câncer. Mas uma observação: os radicas livres, em quantidades fisiológicas normais são necessários para inúmeras sinalizações metabólicas. O problema é quando estão em grande quantidade e o nosso organismo não consegue fazer o equilíbrio.

Blog – E o que mais o chimarrão faz de bom para a nossa saúde?

Nutri - Atua contra desordens metabólicas. Experimentos com ratos submetidos a dietas com alto teor de gorduras mostraram resultados positivos na redução de peso corpóreo, redução dos níveis sanguíneos de glicose, colesterol total e triglicerídeos. E até mesmo efeitos anti-inflamatórios.

Blog – Então, chimarrão emagrece?

Nutri - Nenhum alimento isolado será milagroso. Nem chimarrão, nem chá verde, nem chia e etc… Mas, aliado a uma alimentação e estilo de vida equilibrados, pode auxiliar sim. Por todos estes compostos e pela ação diurética.

Blog – Você recomenda para seus pacientes tomar ou deixar de tomar chimarrão?

Nutri - Eu não vejo muitas restrições. Salvo pacientes hipertensos, que usem algum tipo de medicação. Sempre temos que avaliar as interações fármaco-nutriente em pacientes que usem medicamentos. No caso de pacientes com anemia ferropriva, compostos de ervas – como o chá verde, por exemplo – interferem na absorção de ferro pelo intestino. Então, não é indicado o consumo imediatamente após uma refeição. Mas é só esperar pelo menos uma hora para ingerir. Não esquecendo da água pura durante o dia, algumas cuias de chimarrão só têm a agregar.

MAS ATENÇÃO! A temperatura da água é um fator que está relacionado ao desenvolvimento de câncer no esôfago. Esta não deve ser superior à 60ºC! Chimarrão quente demais não é indicado.

Gripe A – Alimentos que ajudam a aumentar a imunidade

O que a boa – e a má – alimentação provocam no sistema imunológico

Contra a gripe: ciência comprova eficácia da canja

Legumes – recomendação é de 4 a 5 porções por dia. Veja como turbinar a alimentação.

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

Leitora pergunta como escolher o melhor iogurte. Veja oito indicações:

24 de junho de 2016 2

Leitor pergunta. Lado Natureba responde.

Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS.

Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS.

 

 

Por Giane Guerra
Leitora Liana pergunta como escolher o iogurte mais saudável? Ainda mais que tem uma filha ainda criança.

O iogurte mais saudável, em geral, é natural integral. Mas cuidado na hora de comprar. A nutricionista Fabíola Frezza Andriola pede que o consumidor leia o rótulo.

- Na lista de ingredientes, o melhor é conter leite e fermento lácteo. Só isso!

Ou seja, sem conservantes, sem corantes, sem açúcar…

Uma boa opção até se adaptar a comê-lo puro é bater com uma fruta ou colocá-la picada mesmo.

- Fugir dos adoçantes artificiais.

Alguns têm o adoçante estévia.

- O adoçante estévia é legal. É natural. Mas tem que cuidar porque alguns produtos colocam outros adoçantes junto.

Mas antes dos dois anos da criança, a nutri aconselha usar só fruta. Não precisa adoçante, nem natural.

- Pode uva passa, banana madura, tâmaras…

Ah, para crianças, também é aconselhado usar sempre o integral. Criança precisa de gordura.

Fique atento:

Fuja dos petit suisse, os “inhos”, com muitos corantes e açúcar. Não são iogurtes e não valem por um bifinho.

Bebida láctea não é iogurte. Iogurte tem mais proteína e fibras. Precisa ter uma base láctea de no mínimo 70%. Para a bebida láctea, o mínimo é 51%.

Confira abaixo os iogurtes mais bem avaliados pela equipe de nutricionistas do site Desrotulando:

 

 

iogo 1 iogo 2



Leia mais:

Nova fórmula do Danoninho reduziu açúcar em 2%

Achocolatados têm açúcar demais e cacau de menos

Comida de criança – sugestões para substituir pães e biscoitos

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

 

Vinícola faz sagu e quentão sem vinho para agradar clientes

20 de junho de 2016 9

 

Foto: GIlmar Gomes / Divulgação.

Foto: GIlmar Gomes / Divulgação.

 

Por Giane Guerra e Babiana Mugnol

 

Sagu e quentão sem álcool! Que tal?

Agora, são opções para os clientes da Cooperativa Nova Aliança, de Flores da Cunha. As novas versões usam suco de uva integral.

A empresa conta que havia uma preocupação de consumidores se o álcool era eliminado na fervura. Principalmente, grávidas, crianças e adeptos de algumas religiões.

E o produto foi bem recedido. Desde que chegou na prateleira, aumentou em 70% a venda, diz o diretor comercial da Aliança, Marciano Paviani.

- Tanto o sagu como o quentão apresentavam um volume em torno de 5% de álcool. As novas opções têm 1,3 quilos de uva por litro do produto e contêm 60 gramas de açúcar na composição.

Açúcar

A Aliança fez testes para eliminar o açúcar. No entanto, ainda não conseguiu bons resultados.

Preços

O sagu e o quentão sem álcool estão disponíveis nas embalagens de 1 litro em garrafa de vidro com tampa rosca. O preço varia de R$ 9,50 a R$ 11,50. Podem ser encontrados nas lojas da Aliança em Caxias do Sul, Flores da Cunha e Farroupilha, além de supermercados da rede Zaffari.

A vinícola produz sagu há quase 20 anos. O assunto foi tema do quadro Serra de Negócios, no Destaque Econômico. Feito por Babiana Mugnol (babiana.mugnol@rdgaucha.com.br).

Leia mais:

Qual a quantidade limite de vinho para homens e mulheres

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

Qual a quantidade limite de vinho para homens e mulheres?

16 de maio de 2016 3

Leitor pergunta. Lado Natureba responde.

 

 

Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS.

Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS.

 

Por Giane Guerra

 

Friozinho… Muitos gaúchos curtem um vinho.

A leitora Grazielle também, mas fica com receio de que faça mal para a saúde. Então, enviou a pertunta para o blog Lado Natureba:

“Uma garrafa de vinho para duas pessoas, por noite, é muito? E quando estamos bebendo, ao sentir fome, o que podemos comer sem perder os benefícios do vinho e também que combine?”

Representante da Sociedade de Cardiologia do Rio Grande do Sul em Garibaldi, o cardiologista Jairo Monson de Souza Filho responde:

Sobre a quantidade: a resposta para essa questão não é tão simples. O que define a dose segura de qualquer bebida alcoólica é o metabolismo do álcool e isso é muito individual. Ele depende de muitos fatores, tais como: idade, sexo, peso corporal, quantidade de enzimas que metabolizam o álcool, constituição gênica, padrão de ingesta, uso concomitante de alimentos e/ou medicamentos. Existem pessoas que consomem uma garrafa de vinho e não apresentam qualquer problema. Outras, com menos de uma taça, mostram sinais de intoxicação pelo álcool. O que é consumo abusivo para um, pode não ser para outro. É difícil para a ciência precisar o que é seguro.

O que se pode dizer é que a biologia da maioria das pessoas se encaixa dentro dos seguintes limites:

Mulheres: 20g de álcool [o equivalente a 200 mL de vinho a 12,5% vol]
Homens: 30g de álcool [o equivalente a 300 mL de vinho a 12,5% vol]

Sobre o acompanhamento: vinho e comida foram feitos um para o outro. Beber vinho junto com alimentos agrega muitos benefícios para a saúde. O importante é ter alimentos no estômago e duodeno [parte inicial do intestino delgado] quando se ingere vinho. O tipo de alimento não é tão relevante.

Lado Natureba sugere: Que tal um pãozinho com grãos, tomate, berinjela, azeite de oliva…

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.