Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "feira"

Você sabe realmente o que são alimentos orgânicos? Faça o teste.

03 de novembro de 2016 2

Por Giane Guerra

 

Você sabe realmente o que são alimentos orgânicos? O Lado Natureba sabe. Tiramos 10 com estrelinha no teste feito pelo Instituto de Defesa do Consumidor.

 

organicos

 

 

Quer fazer o teste? Clique na imagem:

 

 

mais-organicos-2016-quiz-vs2

 

 

O teste foi lançado pelo Idec na nova fase da campanha +Orgânicos. Também foram feitos vídeos que estão no site da ação.

- Queremos que, ao participar do quiz, as pessoas tirem suas dúvidas e saibam como garantir que o alimento é orgânico mesmo, qual é o local onde o custo deles é mais baixo, etc. – ressalta Mariana Garcia, nutricionista e pesquisadora do Idec.

Leia mais sobre orgânicos:

Encontrados pesticidas proibidos em teste feito em oito alimentos

Veja preços dos alimentos da nova feira de orgânicos no Bairro Petrópolis

Leitor pergunta: Lavar o alimento retira parte dos agrotóxicos?

Uso de agrotóxicos triplicou em cinco anos no Rio Grande do Sul

Um em cada dez consumidores já compra orgânicos nos supermercados gaúchos

Orgânicos precisam de cuidados para durarem mais

Dossiê Congelamento – Como conservar os alimentos no congelador

Pessoas que variam menos os alimentos sofrem mais com agrotóxicos. Como fugir?

Preços de orgânicos variam até mais de 100% – Aprenda onde comprar:

Loja virtual do Mercado Público completa um ano com produtos naturais como carro-chefe

Frutas e legumes feios costumam ser mais nutritivos e são desperdiçados

Porto Alegre tem mais de 50 feiras de rua

Compra coletiva de orgânicos encurta caminho entre produtor e consumidor

Aplicativo de celular mostra 42 feiras orgânicas no Rio Grande do Sul

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

E também curta o Facebook do Lado Natureba.

 

 

Veja preços dos alimentos da nova feira de orgânicos no Bairro Petrópolis

28 de outubro de 2016 1

Por Giane Guerra

image

Começa a funcionar neste sábado a mais nova feira de alimentos orgânicos de Porto Alegre. Será no Bairro Petrópolis. Todos os sábados.

Veja alguns preços antecipados pelos feirantes ao blog Lado Natureba:

Alface – R$ 2 a unidade
Banana – R$ 2,5 o quilo
Beterraba – R$ 3 o molho
Tempero verde – R$ 2 o molho
Couve-flor – R$ 3,00 a unidade
Arroz – De R$ 4 a R$ 8 o quilo – valor depende da variedade do alimento.
Cebola de cabeça – R$ 5,00 o quilo

Estes valores são de assentados do MST em Nova Santa Rita. Serão sugeridos para os outros feirantes no início da feira, mas não costuma haver grande alteração.

São todos alimentos orgânicos. E com certificado.

A feira vai funcionar das 7h às 13h. Serão 16 associações e cooperativas, que representam 107 famílias. No total, a feira terá 24 bancas!

Local: Rua Rômulo Telles Pessoa, ao lado da Praça André Forster.

A Guarida colocou sinalização na região e banheiros públicos.

Vamos lá!

image

Oficina ensina crianças a comprarem alimentos na feira e experimentarem novos sabores

21 de setembro de 2016 0

Por Giane Guerra

 

 

9a881224-041f-4388-8072-4ce9b246019c

 

 

Nutricionista infantil, Thaiana Lindemann fará nesta quarta-feira a segunda edição da oficina para crianças na Santa Feira, evento agroecológico da Santo Mimo.

O Lado Natureba foi na semana passada: Feirinha para levar crianças e comprar orgânicos será realizada todas as quartas em Porto Alegre

O nome do projeto é Criança na Feira.

Blog Lado Natureba - Como funciona a oficina?

Nutricionista Thaiana Lindemann - A infância é o momento em que formamos hábitos alimentares importantes, que vão perdurar na vida adulta. Na oficina inaugural, as crianças foram à feira, cada uma com sua cesta e seu dinheiro. Tiveram autonomia na escolha dos alimentos.

Blog - Qual o objetivo?

Nutricionista Thaiana Lindemann - O objetivo foi incentivar a participação delas para que façam suas indagações, estimular a curiosidade em entender de onde vem os alimentos, como eles são, qual o sabor. E a atividade lúdica foi realizada em cima dos alimentos escolhidos pelas crianças. Queria que observassem como os alimentos são na natureza e usassem os cinco sentidos para conhecer o alimento, experimentar. Esses são estímulos muito importantes para a criança se empoderar do conhecimento e formar seus hábitos cada vez mais saudáveis na sua alimentação.

Blog - Tem foco em orgânicos?

Nutri - O alimento orgânico está relacionado com isso. Defendo o uso cada vez maior do orgânico na nossa alimentação, por não trazer os malefícios dos agrotóxicos à saúde, tanto para o consumidor quanto para o produtor.

Blog - As oficina serão sempre iguais?

Nutri - O projeto prevê outras oficinas com assuntos diversos relacionados à alimentação, para todas as faixas etárias. A ideia é dar continuidade com as crianças com outras atividades, botar a mão na massa, participar cada vez mais da produção dos alimentos tanto na oficina quanto em casa.

Blog - O que percebe nas crianças?

Nutri - Muitas crianças não conhecem os alimentos em sua forma in natura pela grande quantidade de alimentos industrializados (embalados, enlatados) que oferecemos. A inspiração para a oficina surgiu quando vi uma criança no supermercado comendo um salgadinho Ruffles. A mãe alcançou para a criança uma batata, mas ela não sabia o que era. A mãe disse que aquilo era batata, de onde vinha o salgadinho. A criança não acreditou que a batata era daquele jeito. E ela tinha uns seis ou sete anos.

 

 

 

 

3f74a06c-94ca-4a33-93ce-67415b752b41 62638c73-3229-476c-bffc-0052ea2b31af

 

 
A oficina custa R$ 15 por criança. Mais informações abaixo:

 

 

734763_319705551716912_5362049992580831805_n

 

 

===

Leia mais:

 

Dicas para pais que trabalham e querem cozinhar as refeições dos filhos para a semana toda

Comida de criança

Pediatra indica dar sardinha já na introdução alimentar do bebê

“Melhor dar enlatada do que não dar sardinha para seu filho”, esclarece pediatra sobre polêmica

Alimentação infantil – E quando a gente começou errado?

Restaurantes precisam caprichar mais no menu kids

Kinder Ovo está proibido e McLanche teve que mudar pela saúde das crianças do Chile

Dá pra ver na televisão que é gostoso! – diz menina em pesquisa sobre publicidade de alimentos

Criança brasileira come muito biscoito recheado, macarrão instantâneo e bebida adoçada

Criança saudável – O que fazer quando o amigo do filho só come guloseimas

Quatro alimentos essenciais na papinha dos bebês

Bela Gil responde perguntas sobre introdução alimentar infantil

Alimentação infantil – arroz e feijão não são suficientes

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

Feirinha para levar crianças e comprar orgânicos será realizada todas as quartas em Porto Alegre

15 de setembro de 2016 1

Por Giane Guerra

 

8b319e53-b895-4914-8350-e674993c9c07

 

 

Mais uma iniciativa que o Lado Natureba foi conferir e adorou. O espaço para eventos Santo Mimo começou a realizar toda quarta-feira uma feira agroecológica.

O que tem de bom:

- Produtores com frutas e vegetais orgânicos colhidos pela manhã.

- Os preços são iguais aos de feiras orgânicas e até mais baixos do que produtos tradicionais em alguns supermercados de Porto Alegre. Tem vídeo mostrando quase todos os preços no Facebook do Lado Natureba.

- PODE LEVAR CRIANÇA! E deve. O espaço é bem seguro para os pequenos. Tem uma pequena área ao ar livre também.

- O chef Patrick Vargas faz comidinhas deliciosas e naturais.

- Tem produtos artesanais também para vender. Focaccia de alho negro; geleias; pesto de folha de beterraba, capim limão e amendoim…

- Haverá oficinas. A primeira, ontem, foi com a nutricionista infantil Thaiana Lindemann da Silva. As crianças foram com dinheiro na feira, compraram alimentos, voltaram para comer e entender como eles nasciam na natureza…

Endereço: Rua Pedro Ivo, 179, Bairro Mont’Serrat, em Porto Alegre. Horário: 16h às 21h,

Veja algumas fotos:

 

 

245b91a4-50e3-4c5a-a943-8d90329cbadf 83f3aed9-e8e6-4769-8951-204f8203782a 864dd002-9123-4357-af76-749280c1b2ad fafeb598-ef9b-4aa9-a443-4545573b7175 a01d8c75-49ce-4b5b-a829-8e654630f87e 09667758-2347-415e-99da-e342f6bcd06e 729ca649-f152-4a5a-b7b9-fb264ef7e8b7 2e4221da-ee8a-4cc8-8a1e-2f50c337fb89 7828f3a5-7bd2-4aa3-a53f-aa7a5365a408 7d61ec29-34a8-49b5-940f-9776d7656de4

 

Leia mais:

Dicas para pais que trabalham e querem cozinhar as refeições dos filhos para a semana toda

Comida de criança

Pediatra indica dar sardinha já na introdução alimentar do bebê

“Melhor dar enlatada do que não dar sardinha para seu filho”, esclarece pediatra sobre polêmica

Alimentação infantil – E quando a gente começou errado?

Restaurantes precisam caprichar mais no menu kids

Kinder Ovo está proibido e McLanche teve que mudar pela saúde das crianças do Chile

Dá pra ver na televisão que é gostoso! – diz menina em pesquisa sobre publicidade de alimentos

Criança brasileira come muito biscoito recheado, macarrão instantâneo e bebida adoçada

Criança saudável – O que fazer quando o amigo do filho só come guloseimas

Quatro alimentos essenciais na papinha dos bebês

Bela Gil responde perguntas sobre introdução alimentar infantil

Alimentação infantil – arroz e feijão não são suficientes

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

 

Escola waldorf da Zona Sul faz feira orgânica no pátio

09 de setembro de 2016 1

Por Giane Guerra

 

E que essa moda pegue! A Escola Infantil Arco-Íris, que pratica a pedagogia waldorf, começou nesta semana uma feirinha orgânica no pátio. Iniciativa linda. Há valores e sentimentos que precisam de mais atenção do que a pressa, por exemplo, para uma alfabetização.

O blog Lado Natureba foi lá conferir e publica aqui para incentivar cada vez mais as escolas. Delícia ver as crianças correndo e “roubando” bananas dos caixotes no meio das brincadeiras.

É um produtor de Viamão que vai levar frutas, vegetais, farinhas, grãos, bolos e outros itens. A ideia é ser às quintas, das 11h30 às 18h30. Mas fomos às 15h e já não tinha mais morangos! /o\

Os preços são bem semelhantes a feiras orgânicas tradicionais. E mais baixos do que orgânicos vendidos em supermercados.

A escola fica na Avenida Arlindo Pasqualini, 232. Zona Sul de Porto Alegre.

 

 

26b0d946-1ac2-4e7d-b426-afb12811742a 85458c27-bd8d-4199-a24d-8010077b6959 14232578_760984654003928_1070416586692765020_n a327732c-5826-4240-af48-931deb83ba50

Essas foram as minhas compras. S2

Essas foram as minhas compras. S2

E essa é a cantina dos alunos mais velhos. Estava fechada, mas pareceu muito lindinha.

E essa é a cantina dos alunos mais velhos. Estava fechada, mas pareceu muito lindinha.

 

Leia mais sobre orgânicos:

Desenho animado explica para crianças o que são alimentos orgânicos

Aprovada lei que inclui orgânicos na merenda escolar de Porto Alegre

Um em cada dez consumidores já compra orgânicos nos supermercados gaúchos

Orgânicos precisam de cuidados para durarem mais

Dossiê Congelamento – Como conservar os alimentos no congelador

Pessoas que variam menos os alimentos sofrem mais com agrotóxicos. Como fugir?

Preços de orgânicos variam até mais de 100% – Aprenda onde comprar:

Boa e Barata – Nova entrega de orgânicos em casa na Região Metropolitana

Loja virtual do Mercado Público completa um ano com produtos naturais como carro-chefe

Frutas e legumes feios costumam ser mais nutritivos e são desperdiçados

Porto Alegre tem mais de 50 feiras de rua

Compra coletiva de orgânicos encurta caminho entre produtor e consumidor

Aplicativo de celular mostra 42 feiras orgânicas no Rio Grande do Sul

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

 

Desenho animado explica para crianças o que são alimentos orgânicos

29 de agosto de 2016 0

Por Giane Guerra

 

feira agro

 

 

Alimentos orgânicos e produtos industrializados são temas que confundem até mesmo adultos. Ao mesmo tempo, é extremamente importante que as crianças entendam o que são.

Este desenho animado ajuda nisso. A animação “Comida que Alimenta” foi desenvolvida pela ONG Sabiá, de Pernambuco.

Mostra a conversa entre mãe e filha enquanto passeiam por uma feira agroecológica. O agricultor ajuda a tirar as dúvidas da guria.

 

 

É um vídeo lindinho. Só uma observação do blog Lado Natureba: amamos feiras e orgânicos, mas os supermercados estão, aos poucos, abrindo espaço para produtos saudáveis. Tem coisas boas que a gente compra lá. O problema, é claro, ainda é o preço…

Leia mais:

Aprovada lei que inclui orgânicos na merenda escolar de Porto Alegre

Um em cada dez consumidores já compra orgânicos nos supermercados gaúchos

Orgânicos precisam de cuidados para durarem mais

Dossiê Congelamento – Como conservar os alimentos no congelador

Pessoas que variam menos os alimentos sofrem mais com agrotóxicos. Como fugir?

Preços de orgânicos variam até mais de 100% – Aprenda onde comprar:

Boa e Barata – Nova entrega de orgânicos em casa na Região Metropolitana

Loja virtual do Mercado Público completa um ano com produtos naturais como carro-chefe

Frutas e legumes feios costumam ser mais nutritivos e são desperdiçados

Porto Alegre tem mais de 50 feiras de rua

Compra coletiva de orgânicos encurta caminho entre produtor e consumidor

Aplicativo de celular mostra 42 feiras orgânicas no Rio Grande do Sul

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

Aplicativo mostra no celular onde ficam 45 feiras orgânicas no Rio Grande do Sul

20 de julho de 2016 0
Imagem: Reprodução.

Imagem: Reprodução.

 

Por Giane Guerra

 

O aplicativo para celulares Mapa de Feiras Orgânicas já está com 45 cadastros no Rio Grande do Sul. Em Porto Alegre, são 12 locais. Foi criado para facilitar o acesso do consumidor a alimentos livres de agrotóxicos.

A ferramenta é uma versão mobile do site que leva o mesmo nome. É mantido pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor.

No aplicativo, aparecem feiras, associações e cooperativas. A ferramenta identifica onde o usuário está no momento, pesquisa a feira orgânica mais próxima e, com a ajuda da geolocalização, traça rotas para chegar ao local escolhido. Consta no aplicativo o endereço do local de venda e os dias e horários de funcionamento.

O consumidor pode colaborar enviando comentários e avaliando os itens. Também, pelo site Mapa de Feiras Orgânicas, os usuários podem sugerir novos pontos de venda de produtos orgânicos. O Idec verifica se o local é confiável e se os produtos são de qualidade, para depois inserir no sistema.

A nutricionista do Idec, Ana Paula Bortoletto explica como os consumidores podem se certificar que os alimentos comercializados são orgânicos:

- Ao chegar em uma feira, o consumidor pode solicitar ao feirante um certificado que aquele alimento foi produzido de forma orgânica. Todo produtor que comercializa esse tipo de alimento tem o documento. Além disso, também há alguns selos que são usados quando o alimento é embalado em rótulo para poder facilitar a identificação do produto orgânico. Em relação à aparência, é difícil dizer. Às vezes, o orgânico pode ser menor que o convencional, mas isso nem sempre acontece. O ideal é procurar a certificação no rótulo ou direto com o produtor.

O aplicativo também oferece receitas com alimentos regionais que fazem parte da cultura do lugar. A pesquisa na ferramenta pode ser feita tanto por receita quanto por alimento. O aplicativo está disponível gratuitamente para celulares com Android e sistema IOS.

Leia mais:

Orgânicos precisam de cuidados para durarem mais

Dossiê Congelamento – Como conservar os alimentos no congelador

Pessoas que variam menos os alimentos sofrem mais com agrotóxicos. Como fugir?

Preços de orgânicos variam até mais de 100% – Aprenda onde comprar:

Boa e Barata – Nova entrega de orgânicos em casa na Região Metropolitana

Frutas e legumes feios costumam ser mais nutritivos e são desperdiçados

Porto Alegre tem mais de 50 feiras de rua

Compra coletiva de orgânicos encurta caminho entre produtor e consumidor

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

 

Preços de orgânicos variam até mais de 100% - Aprenda onde comprar:

22 de junho de 2016 1
Foto: Arquivo Pessoal. Orgânicos encomendados semanalmente pela blogueira.

Foto: Arquivo Pessoal. Orgânicos encomendados semanalmente pela blogueira.

 

 

Por Giane Guerra

 

O preço dos orgânicos ainda assusta consumidores que estão balançando para ter uma vida mais saudável. Mas muita gente ainda não está buscando os alimentos no lugar certo. Vamos lá que a gente ajuda.

Pesquisa do Instituto de Defesa do Consumidor mostra diferença de 10% até 116% nos preços de um mesmo alimento. Foram coletados preços durante um ano em supermercados, feiras e os chamados grupos de consumidores que compram produtos direto dos produtores.

Preço médio de uma cesta de 17 produtos orgânicos, incluindo frutas, vegetais e ovos:

Supermercado R$ 144

Feira R$ 98

GCR (Grupos de Consumo Responsável) R$ 69

Diferença de 109%!

- A diferença oscilou de 10% – caso da banana prata, cujo preço médio era R$ 5 na feira orgânica e R$ 5,50 no mercado –, até 116%, variação constatada no preço do quiabo – R$ 8 na feira e R$ 17,30 no supermercado. – conta a nutricionista e pesquisadora do Idec, Ana Paula Bortoletto.

E os orgânicos sempre são mais caros?

Veja as comparações feitas pelo Idec e publicadas na revista deste mês da entidade de defesa do consumidor:

• Orgânicos (GCR) x Convencionais no supermercado: aproximadamente dois terços dos produtos apresentaram preços equivalentes ou menores no GCR. Mas houve casos em que o orgânico apresentou preço sensivelmente superior, como o do brócolis ninja, cujo valor médio no GCR era de R$ 5,20 a unidade, e no supermercado de R$ 2,75 (88% de variação).

• Orgânicos (GCR) x Convencionais na feira: frente aos alimentos convencionais comercializados na feira, os orgânicos eram mais caros em cerca de dois terços dos casos. Mas houve exceções: os preços médios da abobrinha brasileira, alface crespa e americana, abacate e brócolis ninja, eram mais baixos no GCR.

Ouça entrevista:

 

Vamos começar a mudar? Navegue por estes links:

Boa e Barata – Nova entrega de orgânicos em casa na Região Metropolitana

Loja virtual do Mercado Público completa um ano com produtos naturais como carro-chefe

Frutas e legumes feios costumam ser mais nutritivos e são desperdiçados

Porto Alegre tem mais de 50 feiras de rua

Compra coletiva de orgânicos encurta caminho entre produtor e consumidor

Aplicativo de celular mostra 42 feiras orgânicas no Rio Grande do Sul

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

 

 

 

 

 

 

 

Porto Alegre tem mais de 50 feiras de rua

13 de maio de 2016 0

 

Foto:  Ronald Mendes / Agencia RBS.

Foto: Ronald Mendes / Agencia RBS.

 

 

Por Giane Guerra

 

Só não vai quem não quer. Porto Alegre tem 53 feiras! E olha que o blog Lado Natureba contou só as que estão listadas – e fiscalizadas – pela Prefeitura.

São feiras normais e de produtos orgânicos em vários dias, horários e locais da cidade. Com frutas, legumes, verduras, pães, queijos, ovos, carne e outros alimentos.

Tranquilamente, encontra-se preços 30% mais baixos do que a média de supermercados. Mas tem produtos que chegam a custar metade do preço.

E o clima de feira é demais! Confira abaixo as feiras de Porto Alegre e programe-se:

 

FEIRAS MODELO

Terça-feira:

GENERAL JOÃO TELLES – 7h às 12h
Rua Gen. João Telles, entre Osvaldo Aranha e Henrique Dias – Bairro Bom Fim

EPATUR – 15h30 às 20h30
Largo Zumbi dos Palmares – Cidade Baixa

PRAÇA FLORIDA – 15h30 às 20h30
Rua São Carlos esquina rua Comendador Azevedo – Floresta

Quarta-feira:

GUIDO MONDIM – 7h às 12h
Av. Guido Mondim esquina com a Presidente Roosevelt, Bairro São Geraldo

SÃO PEDRO – 15h30 às 20h30
Largo 1º de Junho, 362 (em frente ao Zivi Hércules), Bairro Santa Maria Goretti

CAMAQUÃ – 15h30 às 20h30
Rua Prof. Dr. João Pita Pinheiro filho, 49 (entre as ruas Pereira Neto e Mário Totta), Bairro Camaquã

TERMINAL ALAMEDA – 15h30 às 20h30
Rua Cel. José Rodrigues Sobral, 958 (esquina com a rua Luiz Moschetti), Vila João Pessoa

TERESÓPOLIS – 15h30 às 20h30
Rua José Carlos Ferreira, em frente ao nº 325 (esquina com a rua Arnaldo Bohrer), Bairro Teresópolis

CRISTAL – 15h30 às 20h30
Rua Jaguari, esquina com a Avenida Campos Velho, Bairro Cristal

JARDIM LEOPOLDINA – 15h30 às 20h30
Rua Dr. Carlos Maria Bins, entre as ruas Baltazar de Oliveira Garcia e Carlos Estevão, no Bairro Jardim Leopoldina

Quinta-feira:

PARQUE DOS MAIAS – 15h30 às 20h30
Av. Bernardino Silveira de Amorim, 3330 (esquina com a Rua dos Maias), Bairro Rubem Berta

JARDIM ITÚ – 15h30 às 20h30
R. Professora Paula Soares, 1822 (esquina com rua Gaspar Lemos), Jardim Itu Sabará

MORRO SANTANA – 15h30 às 20h30
Rua Amadeu Fagundes de Oliveira Freitas, 35 (esquina com a Avenida Protásio Alves), Morro Santana

BOM JESUS – 15h30 às 20h30
Rua São Felipe, 140 (esquina das ruas Dr. Murtinho e Bom Jesus), Bom Jesus

HUMAITÁ – 15h30 às 20h30
Rua Prof. João Souza Ribeiro, 707 (entre as ruas Eng.º Felício Lemieszek e Bonifácio Nunes), Humaitá

JARDIM YPU – 15h30 às 20h30
Rua Germano Schermarckzec (entre as ruas Hugo Livi e Mãe Apolinária Matias Batista), Jardim Ypu

MENINO DEUS – 15h30 às 20h30
Praça Israel – Rua Vicente Lopes Santos (esquina com a Rua Botafogo), Bairro Menino Deus

Sexta-feira:

BARÃO DO TRIUNFO – 7h às 12h
Rua Barão do Triunfo (esquina com a Rua Vinte de Setembro), Azenha

SARANDI – 15h30 às 20h30
Praça Lampadosa – avenida 21 de Abril, 792, Bairro Sarandi

JARDIM LEOPOLDINA – 15h30 às 20h30
Praça México, Rua Juscelino Kubitschek de Oliveira, 977, Jardim Leopoldina

COSTA E SILVA – 15h30 às 20h30
Av. Silvestre Felix Rodrigues (entre o nº 1285 e após Rua Ivan Gatti), Residencial Costa e Silva

JARDIM BOTÂNICO – 15h30 às 20h30
Rua Felizardo Furtado, ao lado da ESEF, Jardim Botânico

MARINHA DO BRASIL – 15h30 às 20h30
Av. Padre Cacique, 398 (esquina com a Rua Miguel Couto), Praia de Belas

Sábado:

JARDIM DO SALSO – 7h30 às 12h30
Rua Prof. Abílio Azambuja, 456 (esquina com a R. São Benedito), Jardim do Salso

VILA NOVA – 7h30 às 12h30
Rua Atílio Supertti, 20 – esquina Rodrigues da Fonseca

PASSO DA MANGUEIRA – 7h30 às 12h30
Av. Engenheiro Francisco Rodolfo Simch, Passo da Mangueira

PARTENON PUC-RS – 7h30 às 12h30
Av. Ceres (esquina com a R. Frei Germano e em frente à praça Padre Nebrídio Bolcato), Partenon

JUCA BATISTA – 7h30 às 12h30
Av. Juca Batista, 1635 (em frente à Igreja Menino Jesus de Praga), Aberta dos Morros

FERNANDO MACHADO – 7h30 às 12h30
Rua Cel. Fernando Machado, esquina R. Gen. Bento Martins, Centro.

VILA IPIRANGA – 7h30 às 12h30
Av. Dr. João Simplício Alves de Carvalho, Vila Ipiranga

BOM FIM – 15h30 às 20h30
Rua Irmão José Otão, 438 (entre rua João Telles e R. Santo Antônio), Bom Fim

RESTINGA – 15h30 às 20h30
Estrada João Antônio da Silveira, 2355 – Esplanada da Restinga

PEDRO SOUZA – 15h30 às 20h30
Rua Pedro Souza, esquina R. Malet, Bairro São José

JARDIM DAS PALMEIRAS – 15h30 às 20h30
Rua Adroaldo Novo Correa, entre a Paulo Pontes e Joana Rodrigues Ribeiro -Cavalhada

Domingo:

CEARÁ – 7h30 às 12h30
Av. Ceará, esquina com a rua João Inácio, São João

SANTA ROSA – 7h30 às 12h30
Av. Bernardino de Oliveira Paim, 82, junto a Praça Vilmar Bertelli, Rubem Berta

VILA JARDIM – 7h30 às 12h30
Rua Gen. Salvador Pinheiro, 427, esquina com a R. Barão de Bagé, Vila Jardim

GRANDE CRUZEIRO – 7h30 às 12h30
Av. Francisco Massena Vieira, 72 (próximo a R. Prof. Manoel Lobato), Santa Tereza.

NONOAI – 7h30 às 12h30
Av. São Sebastião, 317, junto a Praça Maurício Zazocliver, Nonoai

 

MERCADÃO DO PRODUTOR

Terça-feira

SANTO ANTÔNIO – das15h30 às 20h30
Rua Dr. Júlio Bocaccio, esquina com Av. Bento Gonçalves

Quarta-feira
MEDIANEIRA – das 15h30 às 20h30
Av. Érico Veríssimo, esquina com a Rua José de Alencar (no Largo dos Campeões)

Quinta-feira
SÃO SEBASTIÃO – das 15h30 às 20h30
Rua Bom Retiro do Sul

Sábado
CIDADE BAIXA – das 7h às 12h
Av. Loureiro da Silva, no Largo Zumbi dos Palmares

MEDIANEIRA – 7h às 12h
Av. Érico Veríssimo, esquina com a Rua José de Alencar (no Largo dos Campeões)

Domingo
CAVALHADA – das 7h às 12h
Av. Cel. Massot, próximo ao número 470, entre as ruas Cel. Aristides e Dr. Claudino

VILA IPIRANGA – das 7h às 12h
Av. Dom Cláudio José Ponce de Leon (quase na esquina com a av. Assis Brasil)

 

FEIRAS ECOLÓGICAS

Terça-feira:

AUXILIADORA – das 7 às 13h
Travessa Lanceiros Negros (passagem de pedestres entre as ruas Mata Bacelar e a Coronel Bordini)

Quarta – feira:

MENINO DEUS – das 13 às 19h
Av. Getúlio Vargas (no pátio da Secretaria Estadual da Agricultura)

PETRÓPOLIS – das 13 às 18h
Rua General Tibúrcio, parte lateral da praça Ruy Teixeira.

Sábado:

TRISTEZA – das 7 às 12h30
Av. Otto Niemeyer esquina com a Av. Wenceslau Escobar

BOM FIM – das 7 às 12h30
Av. José Bonifácio, 675

MENINO DEUS – 7 às 12h30
Av. Getúlio Vargas (no pátio da Secretaria Estadual da Agricultura)

TRÊS FIGUEIRAS – das 8 às 13h
Rua Cel. Armando Assis, ao lado da praça Desembargador La Hire Guerra

O Roteiro da Sara – da queridona Sara Bodowsky – já peregrinou por feiras ecológicas.

 

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.