Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "saúde"

Três novidades que ajudam a perder peso com saúde

10 de janeiro de 2017 0

Por Giane Guerra

 

comidas peso

 

 

Antes de mais nada, o blog Lado Natureba apoia dietas de emagrecimento que não afetam a saúde! Dito isso, a gente traz aqui dicas bacanas da nutricionista Sinara Menezes, do Nature Center.

São alguns alimentos curiosos que ajudam na perda da peso. Eles não são milagrosos, mas ajudam a controlar a fome, a falta de ânimo e a acelerar o metabolismo.

 

Feijão branco

O feijão branco contém uma substância chamada faseolamina, que faz o organismo absorver menos carboidratos. A proteína diminui a assimilação do amido dos alimentos.

- A faseolamina presente no feijão branco bloqueia a ação de uma enzima chamada alfa-amilase, justamente a responsável por quebrar os carboidratos durante a digestão. Uma vez inibida, a capacidade do organismo em absorver o amido é afetada, fazendo com que parte da glicose e, consequentemente, das calorias desses alimentos não sejam armazenadas, sendo eliminadas pelo processo digestivo. – explica a nutri.

Evidências apontam que a proteína é capaz de diminuir em até 20% a absorção dos carboidratos, beneficiando consideravelmente as dietas de perda de peso. Contudo, não basta consumir o feijão branco da maneira tradicional:

- O cozimento faz com essa proteína se perca. Portanto, inclua na dieta o extrato obtido a partir do feijão cru, como cápsulas ou a própria farinha do grão.

 

Café verde

 

A cafeína já é conhecida pelas propriedades termogênicas. Portanto, turbina o metabolismo.  Mas, segundo Sinara, os nutrientes estão em níveis muito mais elevados no grão in natura, ou seja, o café verde.

- A torra é feita, sobretudo, com o intuito de reduzir o sabor amargo do grão de café. Mas, em contrapartida, faz com que muitas propriedades do alimento se percam. No grão natural, ou seja, no café verde, a concentração de cafeína e de ácido clorogênico é muito superior quando comparado com o matinal. Portanto, é uma escolha muito mais potente que o tradicional cafezinho para obter o efeito termogênico.

Outra vantagem é o nível elevado de ácido clorogênico. Evidências apontam que este fitoquímico seria capaz de reduzir o nível de glicose no sangue, evitando o acúmulo de gordura. Também tem sido apontado para o combate ao envelhecimento precoce, devido às propriedades antioxidantes.

É super indicado para atletas, devido ao potencial energético.

 

Cromo

 

Pode parecer estranho, mas o cromo é um mineral que está em alimentos como o brócolis, a maçã, levedo de cerveja e em alguns cereais integrais. E pode ser um grande aliado na hora de “fechar a boca”.

Quando ingerido, o cromo age como potencializador da insulina, hormônio responsável por carregar a glicose para dentro das células. Dessa forma, a insulina aproveita melhor a substância, reduzindo os picos de glicose. E qual a relação com o apetite?

- Em geral, a fome abrupta ocorre quando existe muito açúcar na corrente sanguínea e a insulina não consegue carregar toda substância para o interior da célula, ou seja, em virtude dos picos de glicose. Neste momento, o excesso é armazenado como gordura e a concentração de açúcar cai bruscamente, fazendo com que o organismo entenda que existe uma falta de glicose no sangue. A partir daí, o mecanismo de fome é ativado, como forma de conseguir mais energia. Justamente por isso, é comum sentir aquele desejo por doces após uma refeição rica em carboidratos refinados. É como um círculo vicioso. – explica a nutricionista.

===

Leia mais:

Leitora pergunta: Meu filho não ganha peso. O que faço?

“A gelatina do dia a dia é pior que a cerveja do sábado”, explica nutricionista

Goji berry – modinha ou aliado do emagrecimento?

Abacate – Fruta que aumenta a imunidade, sacia e reduz o estresse

Comida de verdade combate Dengue, Zika e Chikungunya. Médico lista alimentos que turbinam a imunidade.

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

E também curta o Facebook do Lado Natureba.

Franquia de Goiás quer abrir 12 lojas de produtos orgânicos e saudáveis no Rio Grande do Sul

22 de novembro de 2016 0

Por Giane Guerra

 

Terra Madre - Orgânicos e Saudáveis - loja interno

 

Alimentação saudável é um mercado de cresce. Mesmo na crise, a conscientização sobre um novo estilo de vida é um caminho sem volta. Os consumidores dão um jeito para manter os novos hábitos e até descobrem que não sai tão caro assim.

E que tal empreender na área? Muitas marcas estão de olho e buscam a expansão por franquias.

É o caso da Terra Madre, de Goiânia (Goiás). Entrou há pouco na Associação Brasileira do Franchising e está com vários contratos assinados já.

Tem vários locais do Rio Grande do Sul mapeados. A ideia é abrir 12 unidades aqui nos próximos dois anos.

O investimento inicial gira em torno de R$ 200 mil. A previsão de retorno é de 24 meses.

Foco no público A e B. A Terra Madre – Orgânicos e Saudáveis surgiu com a ideia de oferecer em um lugar só produtos naturebas industrializados e também in natura. As lojas permitem realização de feirinhas orgânicas. O mix de produtos atinge 2,5 mil itens.

Atualmente, a marca conta com 12 unidades, sendo 6 em Goiânia (GO), 2 em Brasília (DF), 1 no Rio de Janeiro (RJ), 1 em São Luis (MA) e 1 em São Paulo (SP). A meta é finalizar 2016 com 20 unidades e dobrar o número de lojas em 2017.

Ouça entrevista com Hugo Cezar, gestor de negócios da Terra Madre – Orgânicos e Saudáveis, ao programa Destaque Econômico, na Rádio Gaúcha:

 

 

Feirinha Terra Madre -

 

 

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

E também curta o Facebook do Lado Natureba.

 

Pais pedem e agroindústria gaúcha entra no mercado infantil com lanches saudáveis

17 de outubro de 2016 0

Por Giane Guerra

 

 

MVI_3830.MOV.14_29_12_29.Still001

 

 

Apelo infantil no produto… Opa! Mas é um alimento saudável. Ufa!

Agroindústria gaúcha, a Uniagro está entrando no mercado infantil. Ocorre na noite desta segunda-feira o lançamento da linha Misturinha, em um coquetel no Amamãe.

São potinhos com misturas de oleaginosas (castanhas,amendoim e amêndoas) e frutas secas. A embalagem traz monstrinhos.

Leva um pouco de sal. O óleo vegetal que está nos ingredientes é óleo de girassol, disse a diretora da Uniagro, Isabel de Marchi, para o blog Lado Natureba.

 

Sem título

 

 

Por enquanto, o kit com três potinhos está à venda no Empório Uniagro – na A.v A.J. Renner 185. O preço é R$ 12,07.

Para criar o Misturinha, a Uniagro fez pesquisa com crianças em escolas. A diretora ficou surpresa porque as crianças maiores gostavam mais das castanhas e do amendoim do que das frutas secas até. Isabel de Marchi conta que os pais pediam opções saudáveis para os lanches dos filhos.

Assista à entrevista com a diretora da Uniagro, Isabel de Marchi:

 

 

===

Leia mais:

Comida de criança 

Restaurantes precisam caprichar mais no menu kids

Kinder Ovo está proibido e McLanche teve que mudar pela saúde das crianças do Chile

Dá pra ver na televisão que é gostoso! – diz menina em pesquisa sobre publicidade de alimentos

Criança brasileira come muito biscoito recheado, macarrão instantâneo e bebida adoçada

Criança saudável – O que fazer quando o amigo do filho só come guloseimas

Quatro alimentos essenciais na papinha dos bebês

Bela Gil responde perguntas sobre introdução alimentar infantil

Alimentação infantil – arroz e feijão não são suficientes

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

Comidas gaúchas - O que faz bem e o que faz mal para a saúde?

14 de setembro de 2016 2

Por Giane Guerra

 

Para marcar a Semana Farroupilha, o blog Lado Natureba lançou para a nutricionista Bianca Canci a missão de analisar comidas tipicamente gaúchas. Ver o que é bom e o que não é muito legal para a saúde, além de sugerir algumas adaptações.

Vamos conferir?

 

Chimarrão

 

Foto: Adriana Franciosi /  Agencia RBS.

Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS.

 

Te atira, vivente! O chimarrão previne doenças e ajuda a emagrecer. A erva-mate tem ação antioxidante, que protege nosso organismo e interfere até no DNA. Também atua contra desordens no metabolismo, auxiliando na perda de peso.

Cuidado I: Não tomar com água acima de 60° para não aumentar o risco de câncer de esôfago.

Cuidado II: O vírus de gripe pode ser transmitido pela bomba sim, mesmo que os outros não apresentem sintomas. Então, melhor cuidar da quantidade de pessoas na roda e, em alguns casos, curtir um chimarrão sozinho.

 
Churrasco

 

Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS.

Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS.

 

Quem não gosta? Contaria nos dedos. Carne boa e sempre uma boa pedida para confraternização com amigos e família.

Pois então… A preocupação básica com o churrasco é o processo de defumação, que faz a carne ficar tostada e crocante. Está bastante relacionado ao estresse oxidativo e alterações genéticas, que aumentam risco de câncer.

Dica da nutri: Estudos mostram que marinar a carne em cerveja e/ou vinho – com ou sem temperos e especiarias – inibe a ação dessas substâncias, chamadas de aminas aromáticas heterocíclicas. Mas tem que ser por, pelo menos, quatro horas.

Outro cuidado: Se a carne for mal passada, é preciso cuidar da procedência. Há risco de contaminação por parasitas – como a taênia – e bactérias.

 
Carreteiro de charque

 

ga125903

 

 

Bianca Canci pondera que o charque é uma carne com boa quantidade de gordura curada com sal. Se a dessalga não for correta e adequada, fica muito sódio na carne. Evitar, então, acrescentar ainda mais sal no preparo do carreteiro.

Se usar arroz integral, é melhor! Temos à venda arroz cateto integral, que é uma delícia.

Podemos dar uma turbinada também, com legumes. Usar sal marinho e temperar com ervas secas ou frescas.

 

 

Salada de maionese caseira

 

54169post_foto

 

Ovo é bom, batata com moderação também. Usar um óleo de qualidade e sem exagero não traz problemas. Suco de limão e ervas frescas, então, são ótimos.

O problema maior está na velha conhecida Salmonella exige cuidado para ovos com gema crua. É uma espécie de bactéria que vive no intestino de aves e pode contaminar o ovo. Pode estar tanto na casca quanto dentro do alimento.

Para evitar, lave o ovo com água corrente antes do uso e cozinhe bem. O calor destrói a bactéria.

Receita de maionese de leite da nutri: 1 copo (200ml) de leite integral, óleo até dar liga, 2 colheres de sopa de suco de limão, mostarda e sal. Preparo: coloque o leite, a mostarda e o sal no liquidificador e bata na potência máxima. Vá acrescentando o óleo aos poucos até que fique na consistência de maionese. Por último, acrescente o suco sem parar de bater. Está pronto!

Ah, antes de irmos para a próxima comida gaudéria: evite maionese industrializada. Muitos aditivos.

 

Polenta frita

 

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

 

Polenta tem a farinha de milho como base. O grão é um carboidrato complexo, que é rico em fibras e vitaminas.

Só que fritar não é a preparação mais adequada. Ainda mais quando o alimento fica todo dentro do óleo, o que chamamos de fritura por imersão. Aumenta o valor calórico. Além disso, a exposição de alimentos a temperaturas acima de 120° forma uma substância chamada acrilamida, que também está associada ao desenvolvimento de turmores.

Segundo a Anvisa, alimentos ricos em carboidratos são os que mais geram este composto. Exemplo típico é a batata frita.

Solução: Usar o mínimo de óleo possível. Apenas o suficiente para grelhar. E manter por pouco tempo na frigideira. Tipo a polenta brustolada. Como a polenta usada é cozida, retire da geladeira por uns 30 minutos, deixando-a bem acondicionada em pote com tampa.

 
Salsichão / linguiça

 

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

 

Aqui temos um grande problema. São carnes ultraprocessadas e com alta concentração de aditivos químicos, sódio e gordura. As opções defumadas entram nos mesmo critérios das aminas do churrasco, que explicamos lá em cima no post.

Solução: Consumir com moderação e eventualmente. Para fugir dos aditivos, tem como comprar linguiças artesanais ou fazer em casa.

 
Sagu

 

10964568

 

 

É uma boa opção de sobremesa. As bolinhas de sagu são de fécula extraída dos saguzeiros, que é uma planta. Também pode ser feito de mandioca. Tem muitas fibras. Estudos apontam efeitos positivos até para evitar câncer de cólon e derrames. Tem ferro e cálcio.

Só que é preciso observar como é feito. As receitas podem incluir vinho ou leite condensado. Além do açúcar, o que exige cuidados.

Atrapalha quem quer emagrecer ou controlar glicose e colesterol. É uma sobremesa rica em carboidratos, porque tem o amido das bolinhas de sagu e o açúcar de preparação. Ainda mais se for com creme.

Solução: Moderar o consumo. É legal acrescentar canela em pó. Estudos mostram que a canela ajuda o organismo a reduzir os níveis de glicose, ajudando no tratamento de diabéticos, inclusive.

 

Leia mais:

Chimarrão previne doenças e ajuda a emagrecer

Gripe pode ser transmitida pelo chimarrão mesmo sem sintomas

Gripe A – Alimentos que ajudam a aumentar a imunidade

O que a boa – e a má – alimentação provocam no sistema imunológico

Contra a gripe: ciência comprova eficácia da canja

Legumes – recomendação é de 4 a 5 porções por dia. Veja como turbinar a alimentação.

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

Pipoca aumenta a imunidade e combate o envelhecimento

12 de setembro de 2016 2
Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

 

 

Por Giane Guerra

 
Leitores perguntam muito se pipoca é saudável. Até mesmo porque é um dos lanches que fazem sucesso com as crianças.

Para responder, o blog Lado Natureba recupera um estudo feito há alguns anos pela Universidade de Scranton, nos Estados Unidos. A pesquisa mostrou que a casca do milho tem polifenóis, que são atioxidantes e, portanto, melhoram a imunidade. Na mesma ação, também combatem o envelhecimento precoce, doenças cardíacas e colesterol. Ao reduzir a presença de radicais livres no organismo, combate até câncer e Alzheimer.

Os pesquisadores chegaram a publicar que a pipoca tem mais polifenóis do que frutas e verduras. Isso porque a pipoca tem 4% de água. Nos hortigranjeiros, a substância seria diluída em 90% de água. Mas atenção: não é substituto porque tem muitos outros nutrientes na jogada!

Só que os polifenóis estão na casquinha no milho! Então, tem que comer. Autor do estudo, Joe Vinson disse que a casquinha é “pepita de ouro” da nutrição.

Lembrando que milho é um carboidrato, mas cheio de fibras. Somos fãs de fibras aqui! Boas para saúde e também aumentam a sensação de saciedade.

Mas vamos para alguns alertas:

- Não usar margarina, por favor! De que adianta comer pipoca porque é bom, mas cheia de gordura trans?!

- Cuidar com a quantidade de sal.

- Nutricionistas indicam preparar com água e sal apenas. No fogão ou no microondas. Pode temperar com ervas secas ou frescas.

- Fuja das pipocas prontas para microondas. São cheias de conservantes e sódio.

- Pediatras pedem cuidado ao dar pipoca para crianças pequenas. Elas não mastigam direito e pode provocar asfixia. Sugerem dar pipoca somente após os dois anos e, se possível, só depois de quatro anos.

Leia mais:

Comer frutas e vegetais dá a felicidade de conseguir um novo emprego, mostra estudo

Comer várias frutas por dia na gravidez deixa bebê mais inteligente, diz estudo canadense

Frutas e legumes feios costumam ser mais nutritivos e são desperdiçados

Gripe A – Alimentos que ajudam a aumentar a imunidade

O que a boa – e a má – alimentação provocam no sistema imunológico

Contra a gripe: ciência comprova eficácia da canja

Legumes – recomendação é de 4 a 5 porções por dia. Veja como turbinar a alimentação.

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

Brasileiro consome o dobro do recomendado de sódio por dia. Onde ele está que você não vê?

08 de setembro de 2016 1

 

Por Giane Guerra

 

 

 

destaque-326972-alimentos_industrializados-572x330

 

 

O brasileiro consome mais do que o dobro da quantidade de sódio que é recomendada pela Organização Mundial da Saúde. A média é maior ainda entre os homens.

Recomendado: 2 gramas por dia (no máximo!)

Média consumida no Brasil: 4,1 gramas

Homens: 4,3 gramas

Mulheres: 3,9 gramas

Ó, o sódio não está só no sal de cozinha. Antes fosse, porque teríamos controle sobre ele. O sódio está em vários outros alimentos e, por isso, o Instituto de Defesa do Consumidor fez o material “O sódio que você não vê”. O Idec já tinha feito um material semelhante sobre o açúcar.

Brasileiro consome 60% mais açúcar do que devia

Fique de olho – Açúcar aparece com mais de 20 nomes no rótulo dos alimentos

 

E eu com isso? Olha só, o sódio é o principal fator de risco para hipertensão, que aumenta o risco de doenças graves. No coração, nos rins, no cérebro… A pressão alta mata mais do que o fumo e colesterol. E o sódio em exagero está ligado até mesmo a doenças respiratórias, como asma.

O alerta do Idec é: alimentos ultraprocessados têm muito sódio! É o caso dos embutidos, comidas congeladas prontas e até pães. Olha só:

 

Fonte: Idec.

Fonte: Idec.

 

 

 

Leia mais sobre o assunto:

Como fugir do sódio?

Bolacha de água e sal e biscoito de polvilho podem sabotar a dieta e a saúde

Macarrão instantâneo – Rápido, mas cheio de sódio e gordura

Porto Alegre fica em terceiro no ranking nacional de hipertensão

Dez alimentos – deliciosos – para combater a hipertensão

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

 

 

Proibida venda de lotes de cinco marcas de molho e extrato de tomate com pelo de roedor acima do limite

28 de julho de 2016 30
Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

 

Por Giane Guerra

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária está proibindo a distribuição e venda de lotes de molho e extrato de tomate com pelo de roedor. São cinco marcas.

A decisão da Anvisa está publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira. Conforme os textos, a agência reguladora foi oficiada de análises feitas pelo Laboratório de Saúde Pública de Santa Catarina.

As empresas têm que recolher o que já está no mercado dos produtos dos lotes:

Lote L 076 M2P (val.: 01/04/2017) do produto extrato de tomate, marca Amorita, fabricado por Stella D’Oro Ltda (CNPJ: 05.117.323/0001-83).

Fabricados por Predilecta Alimentos Ltda (CPNJ: 62.546.387/0001-33):

Extrato de tomate Predilecta – Lote 213 23IE – Validade 03/2017

Extrato de tomate Aro – Lote 002 M2P – Validade 05/2017

Fabricados por Cargill Agrícola S.A (CNPJ 60.498.706/0370-77):

Molho de tomate tradicional Pomarola - Lote 030903 – Validade 31/08/2017

Extrato de tomate Elefante - Lote 032502 – Validade 18/08/2017

Leia mais: Proibido lote de extrato de tomate Heinz com pelo de roedor

Como assim, limite?

O limite máximo é um fragmento de pelo para cada 100 gramas de molhos, purês e extratos de tomate. Acima disso, a Anvisa considera prejudicial à saúde. As empresas costumam alegar que a presença de pelo de roedor se deve à matéria-prima, que vem do campo. São considerados roedores ratos, ratazanas e camundongos.

Sônia Amaro, Supervisora Institucional da Proteste, falou ao Timeline desta quinta sobre o tema.

O limite foi estabelecido por legislação de 2014. Os fragmentos não podem ser vistos a olho nu. Até então, não eram tolerados pela Anvisa.

Na época da norma que implementou os limites, a Anvisa alegou que era inviável muitas vezes eliminar todos os fragmentos. No caso do tomate, foram analisadas 7 mil amostras.

O engenheiro de alimentos Claudio Luis Crescente também deu entrevista ao programa sobre o polêmico assunto.

Outros exemplos de produtos que também permitem, até um limite, a presença de “matérias estranhas”:

Geleias de frutas: 25 fragmentos de insetos para cada 100 gramas

Café torrado e moído: 60 fragmentos de insetos para cada 25 gramas

Chá de camomila: cinco insetos inteiros mortos para cada 25 gramas

Canela em pó: um fragmento de pelo de roedor para cada 50 gramas

Chocolate e achocolatados: um fragmento de pelo de roedor para cada 100 gramas

Orégano: 20 fragmentos em 10 gramas

No caso de insetos, não vale moscas, baratas ou formigas, por exemplo. Anvisa considera que estes trazem riscos à saúde.

A norma completa está neste link: RDC 14/2014

Como lavar tomates e fazer extrato em casa

Resposta empresas:

Cargill – Diz que trabalha na adoção das medidas necessárias: “A empresa reitera o compromisso com o cumprimento de todas as normas de segurança dos alimentos e padrões de higiene. Assegura ainda que os produtos dos referidos lotes não oferecem qualquer risco à saúde de seus consumidores. A Cargill permanece à disposição para os esclarecimentos que se façam necessários”. SAC 0800 648 0808.

Predilecta Alimentos – informou que “o caso se trata de notificação realizada pela Diretoria de Vigilância Sanitária de Santa Catarina, acerca de lotes encontrado somente nessa região. A empresa mesmo não reconhece o defeito apontado, recolheu todos os produtos dos referidos lotes e tomou as providências que a legislação determina. O processo publicado no Diário da União está em fase de julgamento de recurso apresentado”.

Aguardamos posição da fabricante da marca Amorita.

 Pelo de roedor em extratos de tomate – Senac-RS alerta bares e restaurantes para risco da contaminação

O Lado Natureba foi pauta no Timeline:

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

Empresa condenada em R$ 50 mil por vender beterraba com muito agrotóxico

11 de julho de 2016 1
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS.

Foto: Roni Rigon / Agencia RBS.

 

Por expor os consumidores ao risco, uma empresa de hortigranjeiros foi condenada a pagar R$ 50 mil por vender produtos com agrotóxicos acima do permitido. A indenização é por dano moral coletivo e o dinheiro vai para o chamado Fundo de Reconstituição de Bens Lesados.

A decisão é da 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. Condenou a empresa Transporte e Comércio de Hortifrutigranjeiros D’Agostini Ltda.

Os produtos tinham agrotóxicos acima do permitido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Análises foram feitas em 2013 pelo Instituto de Pesquisas Biológicas e pelo Laboratório Central de Saúde Pública em itens vendidos pela empresa em grandes redes de supermercados.

Foi verificado alto índice de agrotóxico na beterraba. A ação civil pública argumentava que foram detectados os ingredientes ativos: acefato, clorpirifos e metamidofos. Todos, segundo a Anvisa, em quantidade não autorizada.

Relator do recurso, o desembargador Marco Antonio Angelo argumentou responsabilidade da empresa ao colocar no mercado produtos impróprios ao consumo e que põem em risco a saúde dos consumidores. A empresa não contestou a condenação do pagamento do dano moral coletivo, mas sim o valor, que afirmou ser alto, colocando em risco a continuidade do negócio.

- Porém, se verificou que a situação econômica da ré é muito boa, comercializando seus produtos junto a grandes redes de supermercados no Rio Grande do Sul e em outros Estados.

O relator informou ainda que não é a primeira vez que a empresa é alvo de inquérito civil.

Leia mais sobre o assunto:

Dossiê Congelamento – Como conservar os alimentos no congelador

Pessoas que variam menos os alimentos sofrem mais com agrotóxicos. Como fugir?

Preços de orgânicos variam até mais de 100% – Aprenda onde comprar:

Boa e Barata – Nova entrega de orgânicos em casa na Região Metropolitana

Loja virtual do Mercado Público completa um ano com produtos naturais como carro-chefe

Frutas e legumes feios costumam ser mais nutritivos e são desperdiçados

Porto Alegre tem mais de 50 feiras de rua

Compra coletiva de orgânicos encurta caminho entre produtor e consumidor

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

Venda de sucos adoçados despenca 50% nas vinícolas

11 de julho de 2016 0
Foto: Jonas Ramos / Agencia RBS.

Foto: Jonas Ramos / Agencia RBS.

 

 

Serra de Negócios

Por Babiana Mugnol (babiana.mugnol@rdgaucha.com.br)

A saúde – e o paladar – muda o comportamento do consumidor. Sucos de uva adoçados estão perdendo espaço para os naturais e integrais. Os dados são do Instituto Brasileiro do Vinho.

As estatísticas de vendas nos primeiros cinco meses do ano, em comparação ao mesmo período do ano passado, mostram:

Sucos adoçados -49,45%
Sucos integrais +0,41%
Sucos reprocessados ou reconstituídos +66%

- Além dos problemas de saúde relacionados ao açúcar já conhecidos, isso também reduz a capacidade antioxidante, um dos principais benefícios da uva. – diz a biomédica Caroline Dani, pesquisadora de sucos de uva.

A indústria tira a água do suco reconstituído para reduzir espaço de armazenamento e transporte. Depois, coloca tudo de novo na embalagem para a venda. Não é adicionada água. É o líquido da própria fruta. É claro que todo o processo de transporte, que acaba modificando o a temperatura da água, também provoca perdas, inclusive dos chamados polifenóis, mas a médica diz que, mesmo assim, são preservadas atividades antioxidantes e este tipo de suco tem benefícios muito similares ao suco integral.

Refrescos -87%

Outro dado que chama atenção no balanço do Ibravin é a queda de 87% da comercialização do preparado líquido para refresco, que serve de base para refrigerantes.

Bebida de uva -47%

São aqueles sucos de caixinhas que têm apenas 15% de uva e também são adoçados.

Mas…

Néctar +24%

Mas a especialista em sucos faz um alerta: por mais que seja mais barato do que o suco integral, ou mesmo o reconstituído, o néctar tem só 50% de uva e também tem açúcar na composição.

Vinícola faz sagu e quentão sem vinho para agradar clientes

Qual a quantidade limite de vinho para homens e mulheres

 

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

Orgânicos precisam de cuidados para durarem mais

04 de julho de 2016 1
Imagem: Cartilha do Ziraldo para Orgânicos / Ministério da Saúde.

Imagem: Cartilha do Ziraldo para Orgânicos / Ministério da Saúde.

 

 

Por Giane Guerra

 

Alimentos orgânicos precisam de alguns cuidados para durarem mais em casa. Nada muito complexo, mas são procedimentos importantes.

Grãos

Já ouviu “quanto mais bichinhos, menos agrotóxicos”? Grãos, por exemplo, sofrem com os gorgulhos. É o caso do feijão, arroz, milho e outros alimentos orgânicos deste tipo. A Aromas & Sabores do Campo dá uma dica ótima:

“A sugestão é colocar no freezer por umas seis horas e depois conservar na geladeira em embalagem bem fechada.”

Horti

Para conservar verduras e legumes, o ideal é lavar bem antes. Pode ser em água corrente fraca e até usar um pincel para tirar toda a terra e insetos.

A Anvisa recomenda deixá-los mergulhados de cinco a 20 minutos em uma solução de um litro d’água com uma colher de sopa de água sanitária de boa procedência. O cloro é a única substância recomendada pelo Ministério da Saúde. Atenção: cuidar para usar apenas água sanitária pura, sem alvejantes ou tira-manchas.

Depois, tem que secar bem. Pode ser em cima de um pano ou em um escorredor. Vale até mesmo aqueles de massa.

Depois, coloque este vegetais na geladeira. Pode colocar embaixo um papel toalha ou até guardanapo para absorver a água que ainda cai e não deixar folhas de molho.

Pães

Pães e bolos orgânicos também devem ser guardados na geladeira. Até mesmo no inverno. Duram mais tempo, já que não têm conservantes.

Bananas

Atenção! Bananas não devem ser colocadas na geladeira. Mas podem ser congeladas descascadas para uso em batidas e sorvetes naturebas (quando se bate a banana congelada com outra fruta).

Leia mais sobre o assunto:

Dossiê Congelamento – Como conservar os alimentos no congelador

Pessoas que variam menos os alimentos sofrem mais com agrotóxicos. Como fugir?

Preços de orgânicos variam até mais de 100% – Aprenda onde comprar:

Boa e Barata – Nova entrega de orgânicos em casa na Região Metropolitana

Loja virtual do Mercado Público completa um ano com produtos naturais como carro-chefe

Frutas e legumes feios costumam ser mais nutritivos e são desperdiçados

Porto Alegre tem mais de 50 feiras de rua

Compra coletiva de orgânicos encurta caminho entre produtor e consumidor

Aplicativo de celular mostra 42 feiras orgânicas no Rio Grande do Sul

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.