Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "vegetal"

Vegetais Diferentões - Supermercado gaúcho venderá frutas e vegetais feios com descontos de até 60%

12 de outubro de 2016 2

Por Giane Guerra

 

Divulgação.

Divulgação.

 

 

Olhem que baita ideia!

Um supermercado gaúcho vai vender “vegetais diferentões” nesta final de semana. É o Super Ledur do Caí, de São Sebastião do Caí. Foi inspirado em uma iniciativa de um supermercado francês que já falamos aqui:

Frutas e legumes feios costumam ser mais nutritivos e são desperdiçados

 

 

Imagem: Reprodução.

Imagem: Reprodução.

 

 

Serão vendidos vegetais, frutas e legumes considerados “feios” com preços até 60% abaixo do normal. Afinal, são produtos que iriam para o lixo. A ação “Vegetais Diferentões” será realizada pelo Supermercado Ledur do Caí no sábado e tem a parceria do Senac de Montenegro.

Na fruteira do mercado, o cliente vai encontrar as duas opções: os produtos bonitos visivelmente e os que seriam descartados.

- Por exemplo, por vezes a cenoura cresce deformada, com duas pontas, ou com o formato diferente da tradicional, buscada pelo consumidor, que por costume ‘compra com os olhos’. Este produto nem chega a sair do produtor, que já o classifica como impróprio para venda. Mas ele tem as mesmas qualidades nutricionais para ser consumidor. – garante Ana Taís Ledur, administradora do supermercado e autora da ideia.

A batata branca tradicional custa R$ 2,49 o quilo. Na campanha, será vendida a R$ 1,69 o quilo.

Na primeira edição da iniciativa, serão cerca de 15 produtos. Por exemplo: cenoura, laranja suco, abobrinha, tomate cereja, pepino salada, pepino conserva, repolho roxo, vagem, morango, brócolis, rabanete, cebola, banana catarina, batata miúda, tomate longa vida, beterraba.

Quando? 15 de outubro, a partir das 8 horas, na Matriz do Supermercado Ledur (Av. Dr. Bruno Cassel, 1257 – Vila Progresso – São Sebastião do Caí, a 65 km de Porto Alegre). Se der certo, a oferta dos produtos será permanente.

 

===

Boa e barata – Nova entrega de orgânicos em casa na Região Metropolitana

O que fazer quando o amigo do filho só come guloseimas?

Alimentação infantil – arroz e feijão não são suficientes

Nova fórmula do Danoninho reduziu açúcar em 2%

Achocolatados têm açúcar demais e cacau de menos

Entenda a escala dos alimentos – Do in natura até o ultraprocessado

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

Leitores perguntam - Crianças podem beber leites vegetais? Substituem o leite de vaca?

05 de outubro de 2016 0

Por Giane Guerra

 

 

Foto: Diego Vara / Agência RBS.

Foto: Diego Vara / Agência RBS.

 

 

Este foi um post feito a pedidos e que teve um grande alcance: Leite de vaca X Leite artificial – Qual o melhor a partir dos 2 anos de idade?

Ninguém questionou até agora a vitória de 6 a 0 do leite de vaca sobre o leite artificial (fórmulas e complementos lácteos). Mas muita gente defendeu – e perguntou sobre – os chamados “leites” vegetais. São bebidas feitas a partir de aveia, castanha, nozes, coco, semente de girassol, gergelim, linhaça, quinoa…

Pois o pessoal quer saber se são recomendados para crianças. A gente levou a dúvida para a nutricionista infantil Fabíola Frezza Andriola, especialista em comportamento alimentar.

Vamos à resposta:

“Para começar, até os dois anos, aleitamento materno é sempre o ideal. Se mama no peito, não precisa de leite artificial.

Mas o leite vegetal pode ser um complemento interessante antes dos dois anos. Mas como complemento, sendo mais um alimento novo e nutritivo.

Já um bebê que não recebe mais o leite materno antes de um ano, a sugestão é manter a fórmula infantil. É leite de vaca modificado, com alguns nutrientes específicos desta idade. Não há todos esses nutrientes no leite vegetal.

A partir de um ano, os leites vegetais podem entrar no cardápio do bebê. Não há um tipo mais completo do que o outro. Os nutrientes são diferentes em quantidade. Então, o melhor é diversificar.

Importante: não há contraindicação para leites vegetais para crianças. Antigamente, havia receio, principalmente, quanto às fontes oleaginosas, como castanhas e nozes. Por causa do risco de alergia. Mas a recomendação hoje é oferecer, pelo menos, já a partir de um ano, de forma gradativa e não diária. Usar o bom senso.

Opção boa para antes de um ano é usar nas preparações de alimentos em substituição ao leite de vaca, que não é recomendado até um ano. Por exemplo, o bebê mama no peito e a mãe quer fazer um bolinho, pão ou panqueca. Pode usar o leite vegetal substituindo o leite de vaca.

Depois de dois anos, o leite de vaca é mais indicado do que o leite artificial (Compostos lácteos e leites artificiais. Ver post linkado acima.). Mas, se a família não toma leite de vaca, pode trocar sim por leites vegetais. Variando o tipo, claro. Só que o leite de soja é o que eu menos recomendo.

Em tempo: A expressão leite é usada para os leites vegetais também pela riqueza de nutrientes. Inclusive, o cálcio tão procurado no leite de vaca. Mesmo que o leite em si tenha origem de mamíferos.”
Leia também:

Receita – Leite de coco caseiro

Amamentação Prolongada – Por que é recomendado amamentar por dois anos ou mais?

Tenho diabete gestacional. E agora?

Dicas para pais que trabalham e querem cozinhar as refeições dos filhos para a semana toda

Comida de criança

Pediatra indica dar sardinha já na introdução alimentar do bebê

“Melhor dar enlatada do que não dar sardinha para seu filho”, esclarece pediatra sobre polêmica

Alimentação infantil – E quando a gente começou errado?

 

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

E também curta o Facebook do Lado Natureba.

Oito exemplos de hortas charmosas para cultivar em espaços pequenos

10 de agosto de 2016 0

Por Giane Guerra

 

 

Cada vez mais difícil ter espaço para trazer a natureza para perto da gente… Quem, como eu, mora em apartamento sabe bem disso.

O portal Viva Decora fez uma seleção para o blog Lado Natureba. A ideia é inspirar os leitores a fazerem hortas em pequenos espaços, mas ainda assim úteis e  muito charmosas. Além de dicas básicas para cultivar ervas e hortaliças.

 

Fotos: Divulgação.

Fotos: Divulgação.

 

 

Ervas e hortaliças não podem ficar encharcadas. Mesmo que sejam regadas todos os dias, a água não pode se acumular. O ideal é usar vasos com furinhos embaixo.

 

 

96954-jardim-jardins-de-especiarias-e-ervas-mc3-arquitetura-viva-decora-96954

 

 

A equipe do portal Viva Decora diz que pode-se regar uma vez por dia no inverno e duas vezes no verão.

 

 

horta1

 

 

Para usar latas ou potes bonitos, dá pra fazer o buraquinho improvisado ou ainda usar essas embalagens. São tipo de cachepô. Só que encaixa o vaso verdadeiro por dentro.

 

 

96958-jardim-jardins-de-especiarias-e-ervas-mc3-arquitetura-viva-decora-96958

 

 

horta_1

 

 

Para que a horta cresça bonita, é importante pensar no local em que ela vai ficar. Mesmo em um apartamento, o ideal é que receba pelo menos cinco horas de luz solar todos os dias. Melhor ainda se forem no período da manhã. Vale deixar os vasinhos perto da janela da cozinha ou usar a varanda para abrigar a hortinha.

 

 

horta_vivadecora

 

 

Para driblar a falta de espaço, opte por hortas pequenas. Apenas com ervas, por exemplo. A horta pode ficar em prateleiras na cozinha ou na área de serviço. Se a varanda puder ser usada, o ideal é pensar em uma horta vertical, usando estantes ou pendurando os vasos na parede.

 

 

horta2 horta3

 

 

 

Amei e queria todas lá em casa!

Leia mais em:

Projeto ensina alunos de escolas a plantarem temperos e hortas em pequenos espaços

Aplicativo de celular ajuda a cultivar horta em casa

Boa e Barata – Nova entrega de orgânicos em casa na Região Metropolitana

Loja virtual do Mercado Público completa um ano com produtos naturais como carro-chefe

Frutas e legumes feios costumam ser mais nutritivos e são desperdiçados

Porto Alegre tem mais de 50 feiras de rua

 

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

Comer frutas e vegetais dá a felicidade de conseguir um novo emprego, mostra estudo

25 de julho de 2016 1
Foto: Fernando Gomes / Agência RBS.

Foto: Fernando Gomes / Agência RBS.

 

Por Giane Guerra

 

Pessoas que passaram a comer oito porções de frutas e vegetais por dia experimentaram um aumento da satisfação de vida equivalente a conquistar um novo emprego. A conclusão é de pesquisa em parceria entre as Universidade de Warwick, no Reino Unido, e Universidade de Queensland, na Austrália.

O estudo foi publicado pela American Journal of Public Health:

Evolution of Well-Being and Happiness After Increases in Consumption of Fruit and Vegetables 

Ou seja, comer mais frutas e vegetais te deixa mais feliz. E, pelo estudo, isso ocorre até mais rapidamente do que os benefícios que estes alimentos trazem para a saúde, como a redução de riscos de câncer e infarto.

Foram acompanhadas mais de 12 mil pessoas por dois anos. Relataram a quantidade de frutas e vegetais consumida e informaram o nível de satisfação com a própria vida, em uma escala de zero a 10. Quem saiu de um consumo zero para oito porções diárias apontou que o aumento na satisfação de vida foi equivalente ao de pessoas que estavam desempregadas e conseguiram um trabalho.

Os pesquisadores ainda buscam entender este efeito. Mas acreditam que seja provocado pelos antioxidantes nas frutas e vegetais. Há outras pesquisas que mostra que pigmentos carotenoides, encontrados em legumes como a cenoura, por exemplo, têm relação com aumento de otimismo. Vitamina B12 também pode estimular a serotonina, que regula o humor. A microbiota – que são nossas bactéricas do bem – poderia influenciar a química do cérebro.

Leia mais:

Gripe A – Alimentos que ajudam a aumentar a imunidade

O que a boa – e a má – alimentação provocam no sistema imunológico

Contra a gripe: ciência comprova eficácia da canja

Legumes – recomendação é de 4 a 5 porções por dia. Veja como turbinar a alimentação.

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

 

 

Frutas, legumes e verduras de julho

06 de julho de 2016 0

Por Giane Guerra

 

 

Vamos investir nas frutas e vegetais da estação? Mais nutritivos e, geralmente, mais baratos!

Confere a dica da nutricionista Gisele Berardi para o blog Lado Natureba:

 

 

13567502_520254644843327_1439860116499368276_n

 

 

 

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

 

Frutas, legumes e verduras de maio

05 de maio de 2016 0

Por Giane Guerra

 

Parceria nova, leitores! A nutricionista Gisele Berardi vai nos mandar todos os meses a lista de frutas, legumes e verduras de época.

Mas para que serve? 

A nutri explica:

- Procure sempre aproveitar os benefícios dos alimentos que encontram-se na safra! A qualidade nutricional é melhor e os preços mais em conta!

Confere os de maio:

 

13102742_500021940199931_990515542222651562_n

 

 

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.

Contra a gripe: ciência comprova eficácia da canja

02 de maio de 2016 2

13646404

 

 

Por Giane Guerra

Emergências lotadas e criançada no antibiótico já. Antes mesmo de o frio invadir o Rio Grande do Sul, a gripe e outros problemas respiratórios já vieram patrolando os gaúchos.

A dica de hoje do blog Lado Natureba é inovadora: faça uma boa e tradicional CANJA!

Sim. Estamos sendo irônicos com o “inovadora”.

Acredite. A ciência dá razão à sua avó. A canja é eficaz contra a gripe e problemas respiratórios.

- Autores de um estudo mostraram que a ingestão de uma canja de galinha caprichada, com hortaliças variadas, causa uma diminuição significativa da quimioatração dos neutrófilos, portanto diminuindo e balanceando a resposta inflamatória, o que ajudava a diminuir os sintomas. E mais: pesquisadores de Moscou descobriram que o elemento responsável pela modulação dessa resposta inflamatória frente aos vírus da Influenza eram os peptídeos e isopeptídeos da carnosina, presentes na carne do frango. – conta o pediatra Flávio Melo.

Melo se refere a um estudo publicado na revista Chest lá em 2000. A publicação é especializada em estudos do aparelho respiratório. O vírus da gripe provoca dores no corpo, nariz entupido e dor de garganta. Este mal estar é combatido pela canja da vovó.

A canja ajuda a hidratar. Também acaba por melhorar a expectoração.

Mas você prestou a atenção na parte em que o pediatra fala “com hortaliças variadas”, né? Ou seja, só frango e arroz não são suficientes. Nutrientes estão nos vegetais também.

Portanto, faça uma canja de respeito!

Coloque cenoura, batata doce, inhame, chuchu… Que tal bater uma hortaliça verde bem escura na água antes de cozinhar? Refogue bem a galinha com cebola e alho, super importantes para reforçar o sistema imunológico. Brinque com especiarias… Alecrim, louro, cominho… Ah, e arroz integral fecha bem a receita!

Não use sopas nem caldos prontos! São cheios de conservantes.

Atenção: a canja não substitui a vacina e nem a medicação que eventualmente seu médico venha a receitar. Mas ajuda!

Leia mais:

Gripe pode ser transmitida pelo chimarrão mesmo sem sintomas

Gripe A – Alimentos que ajudam a aumentar a imunidade

O que a boa – e a má – alimentação provocam no sistema imunológico

 

===

Siga o @ladonatureba no Twitter.