Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "alimentação"

Oito dicas para driblar a comilança de final de ano

21 de dezembro de 2013 0

ceia

Se tem uma época de comilança forte, é o final de ano. ceia de Natal, de Ano-Novo, churrascos com amigos… É muita coisa! O Vigilantes do Peso preparou oito dicas para driblar as tentações.

1. Coma normalmente nos dias de festa
Tome um café da manhã nutritivo e leve (pão integral com queijo magro ou omelete de claras). Na hora do almoço, não se esqueça das proteínas, para manter seu corpo abastecido. Se você ficar guardando a fome para mais tarde, quando finalmente for comer, vai acabar cedendo às piores tentações (e exagerando na quantidade).

2. Invista na carne branca
O peru é um grande aliado na sua meta de se manter comedido, já que, em comparação com a carne vermelha, tem 30% a 40% de gorduras a menos e 15% menos calorias. Só não se esqueça de tirar a pele da ave (por mais dourada e crocante que esteja!), pois é onde se concentra a maior parte da gordura.

3. Beba muita água
Se vai à festa à noite, ao longo de todo o dia você deve dar especial atenção à ingestão de líquidos. Quando estamos bem hidratados, pensamos com mais clareza e, assim, tomamos melhores decisões quanto a nossa alimentação.

4. Eleja seu preferido
Pense nos pratos que sempre são servidos nesse tipo de festa e escolha aquele que mais dá água na boca (tem sempre algum em especial pelo qual ansiamos durante todo o ano). Permita-se! Desde que em uma quantidade razoável, não tem problema. Assim você corre menos risco de atacar as sobras do jantar depois que todo mundo for embora. É uma ocasião especial, e você merece. Só tome cuidado para não exagerar.

5. Comece pela salada
Só depois de uma leve entrada você deve pegar seu pedaço do peru e os devidos acompanhamentos (os mais saudáveis). Ao fim da refeição, é bem provável que você já nem aguente comer a tão temida sobremesa.

6. Continue se exercitando
Vai bater aquela pontada de culpa se você aproveitar os dias de festa para tirar uma folga da atividade física. E se o problema for falta de tempo, dê um jeito de sair para uma caminhada (leve seu cachorro!), subir escadas, fazer uma baguncinha na sala com os sobrinhos. Qualquer coisa vale.

7. Leve um prato saudável
Contribua para o cardápio da noite com um prato inofensivo e leve, pois assim você já tem a garantia de que alguma coisa saudável vai haver na mesa. Não é muito fã de cozinhar? Faça uma salada de folhas e jogue por cima um bom molho light. Hmmm!

8. Escolha o figurino certo
Vista algo confortável, mas não confortável demais – nada de dar tanto espaço para a cintura. Se bater a vontade de abrir o botão da calça… Bem, quando seu tio faz isso pode até ser engraçado (ou nem tanto), mas, no seu caso, é melhor se conter.

Os erros mais comuns de quem faz dieta

10 de agosto de 2013 0

Está tentando emagrecer, mas não consegue? O nutrólogo André Veinert cita os erros mais comuns cometidos por quem faz dieta. Confira quais são:

Não consumir carboidratos
Algumas pessoas acreditam que comer alimentos fontes de carboidratos, como pão, arroz ou batata após às 18h engorda. “O que acontece é que à noite o metabolismo tem menor atividade, mas o corpo continua funcionando normalmente. Ou seja, não faz diferença se você consumir carboidrato de dia ou de noite, desde que ele esteja em quantidade adequada”, revela o médico.

Pular refeições
Esse é o erro mais comum de quem faz dieta. Pular o café da manhã ou almoço faz com que a pessoa fique com mais fome e, na hora de comer, ela não vai se contentar com pouca comida. “Provavelmente vai optar por frituras ou doces para matar a sua fome, o que coloca a dieta em risco”, destaca.

Só consumir produtos light e diet
Esses produtos podem ajudar a manter o limite calórico diário, mas não são uma opção saudável. “Esses alimentos devem ser consumidos com moderação, além disso, eles não garantem o sucesso da dieta. Dependendo da quantidade de alimento light consumido, ele pode causar problemas sérios de saúde”, disse o nutrólogo.

Exagerar no final de semana
Quando chega o final de semana algumas pessoas abusam e acabam comendo tudo que evitaram na semana inteira. “É permitido comer uma pizza ou até mesmo um churrasco, mas sempre com moderação. Se você abusar, a sua dieta pode ficar comprometida e não ter efeito nenhum sobre o seu peso”, adverte Veinert.


Esquecer de comer proteínas
Por medo de engordar e falta de informação, muitas pessoas trocam os ovos, leites e seus derivados, peixes e outras fontes de proteínas, fundamentais para emagrecer com saúde. “Quem consome proteína na medida certa logo tem a sensação de saciedade, por isso, é importante seguir um cardápio feito por um especialista, assim, mesmo com dieta, a pessoa consegue consumir uma quantidade adequada de proteínas”, ressalta o médico.

Alimentos que ajudam as mamães que amamentam

01 de agosto de 2013 1

A primeira semana de agosto marca o debate sobre a importância do aleitamento materno – nunca é demais lembrar que o leite materno é o alimento mais importante nos primeiros meses de vida da criança.

É fundamental para o bebê, que tem a sua imunidade reforçada, e para a mãe, que retorna ao peso do pós-parto com facilidade. Sem falar na troca de carinho e confiança que acontece durante a amamentação, que é indescritível.

A nutricionista Bruna Murta, da rede Mundo Verde, enumera os alimentos que devem ser consumidos pelas mamães que amamentam:

- Linhaça e óleo de peixe: contribuem para o desenvolvimento cognitivo do bebê, QI mais alto, melhor linguagem e habilidades de comunicação e diminuição das taxas de alergias e asma.


- Frutas vermelhas e roxas: possuem alto teor de antioxidantes que têm sido relacionados com saúde vascular, da visão e cerebral.


- Probióticos (Yakult e similares): um intestino saudável melhora a absorção de nutrientes e ajuda na liberação de toxinas, levando a benefícios para a saúde da mãe e melhorando a qualidade do leite.


- Proteínas: participam da formação e do crescimento do bebê. O melhor é variar as fontes de proteína, priorizando as de origem vegetal, como soja, ervilha, lentilha e feijões, frutas oleaginosas (nozes, castanhas, etc) e laticínios. Caso a opção seja as de origem animal, frango orgânico e peixe são melhores sugestões.

- A ingestão de líquidos na forma de água, sucos naturais, água de coco é fundamental para garantir a produção do leite.

- Abacate: fonte de gorduras monoinsaturadas, que são benéficas ao organismo, melhorando a qualidade do leite. Fonte também de luteína, nutrientes importante para a saúde ocular.
- Oleaginosas (nozes, castanhas, avelãs, amêndoas, pistache): excelentes fontes de gorduras insaturadas, vitaminas e minerais, antioxidantes e proteínas.


DICA DA NUTRICIONISTA: fique atenta aos sinais dados pelo bebê. Se observar que ele apresenta cólicas, retire do cardápio, por duas semanas, alimentos que desconfie que possa estar causando algum mal estar na criança.

Encare o inverno sem engordar

06 de julho de 2013 0

No inverno, o corpo gasta mais energia para manter a sua temperatura. Com isso, aumenta a fome e a vontade de comer delícias bem quentinhas. Mas cuidado, pois você pode ganhar quilinhos a mais com isso! Confira as dicas da nutricionista Rafaela Isis Reis Allevato para atravessar o inverno bem lindona.


1) Abuse das sopas e caldos quentes que possuem baixas calorias. Dê preferência para as feitas com legumes e temperos naturais para dar sabor. Não abuse dos acompanhamentos, tais como queijo, torradinhas e pão francês.

2) Troque o chocolate quente pelo chá. Chás são ótimas opções para aumentar a temperatura corporal, desde que sem açúcar ou adoçados com adoçante.

3) Beba muita água! Não esqueça a hidratação. Embora a transpiração diminua no inverno, nossas necessidades quanto à hidratação continuam sendo as mesmas – 1,5 litros de água por dia.

4) Escolha as carnes magras, como frango e peixe.

5) Esqueça as frituras! Além de serem bombas calóricas, são ricas em gordura saturada, que estão entre as principais causadoras de doenças cardiovasculares.

6) Prepare o fondue, prato típico da estação, com leite desnatado e queijos magros. Os pães podem ser substituídos por legumes.

7) E não esqueça de praticar exercício físico, essencial em qualquer estação do ano.

Evite rugas e flacidez comendo alimentos com colágeno

05 de julho de 2013 0

O colágeno é uma substância produzida pelo organismo que, com o passar dos anos, diminui, causando o surgimento de rugas, flacidez, fragilidade óssea e muscular. A queda pode ser percebida com o surgimento de dores articulares, tendinites, unhas fracas e o aparecimento precoce de rugas.

Conforme o nutricionista Gabriel Cairo, a partir dos 45 anos a mulher está mais vulnerável à perda de colágeno, mas a substância pode ser reposta por meio de uma alimentação balanceada. Ele sugere uma dieta rica em proteínas magras e ômega-3, além do consumo de alimentos que contenham vitamina C, vitamina E, cobre, selênio, zinco e silício. Entre os alimentos mais indicados destacam-se:



Carnes, ovos, peixes: são fontes de proteínas e de vitaminas B6 e B12. Além disso, auxiliam no metabolismo de carboidratos, lipídios e aminoácidos.

Feijão, brócolis e ervilha: folhas verde-escuras como espinafre e outros alimentos como lentilhas, grãos, gema de ovo, fígado bovino e laranja, são fontes de ácido fólico, nutriente importante na replicação celular para reposição de colágeno.

Cerejas, uvas, soja: estimulam a renovação celular, pois contêm um antioxidante que neutraliza os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular.

Texto: Jornalista Anah Ferraz

Alimentos que causam inchaço: fuja deles!

02 de julho de 2013 0

Sabe aquela sensação de inchaço, principalmente nas pernas, tornozelos, pés, mãos e barriga? Pode ser controlada, com algumas mudanças na alimentação. Quem garante é o nutrólogo André Veinert.

“Quem sofre de retenção de líquido precisa mudar a alimentação e também investigar as causas. Qualquer inchaço pode apresentar uma causa que deve ser tratada e investigada adequadamente. O fator desencadeante pode ser desde problemas circulatórios, cardíacos, renais, hepáticos e hormonais como disfunções da tireoide, entre outros”, afirma Veinert.

Para saber se você tem retenção de líquidos, faça o teste: pressione, com os dedos, algumas áreas como pernas, canelas e pés, e observe se forma um sulco ou depressão. No caso do edema, ficará a marca do dedo no local e demorará a voltar ao normal. Perceba, ainda, se seus pés incham muito a ponto de sapatos e meias ficarem apertados ao longo ou no final do dia, ou se amanhece com pálpebras ou rosto inchado.

Veja a lista dos alimentos que contribuem para o inchaço:
- Alimentos industrializados: São ricos em corantes, conservantes e sódio, que aumentam a retenção de líquidos pelo excesso de sódio e substâncias químicas. Refrigerantes são ricos em sódio e promovem retenção de líquidos.
- Bebidas Alcoólicas: Interferem em alguns processos bioquímicos da glicose no sangue e na absorção de água pelos rins, aumentando o edema.
- Alimentos pobres em fibras: Esses alimentos prejudicam a formação de bolo fecal (fezes) e a absorção de água. Este fator leva à constipação e retenção líquida. Só para se ter uma ideia, 75% do volume total das fezes é composto por água.
- Frituras: Prejudicam o esvaziamento do estômago e consequentemente todo o processo de digestão, que inclui a absorção e eliminação de água pela urina e fezes, piorando o inchaço.


Para resolver esse problema de uma vez, a dica, além de evitar o consumo destes alimentos, é praticar uma atividade física, caprichar na alimentação saudável e tomar muita água.

ALIMENTOS E HÁBITOS QUE FAZEM BEM À SAÚDE FEMININA

12 de junho de 2013 1

Você sabia que uma alimentação correta também ajuda na sua saúde sexual? Existem alimentos que, além de protegerem dos corrimentos, aumentam a lubrificação feminina. Veja as dicas da ginecologista Erica Mantelli:

Alho


Ajuda a melhorar o fluxo do sangue, aumentando a lubrificação da mulher.

Banana


Rica em magnésio, a banana aumenta o desempenho sexual por promover a vasodilatação. “A banana também possui triptofano, o aminoácido que dá sensação de bem-estar. Duas unidades por dia são o suficiente para aumentar a lubrificação”, diz Erica Mantelli.

Chocolate


Possui propriedades estimulantes como a feniletilamina, que dá sensação de prazer e felicidade. Além disso, tem efeito antidepressivo e promove o bem-estar. O indicado é comer de 20 a 30 gramas por dia para não engordar. Dê preferência para o chocolate meio amargo ou 70% cacau.

Leite e derivados


Ricos em aminoácido triptofano, esses alimentos liberam serotonina e causam bem-estar. “Os laticínios possuem cálcio, que enrijece os músculos e pode favorecer o orgasmo. É importante não exagerar, consumir de três a quatro porções diárias é o recomendado”, sugere a ginecologista.

Frutos do mar


São ricos em zinco, que tem importante função na fabricação de secreções, como a da lubrificação feminina.

Nozes, castanhas, amêndoas


Ricas em vitamina B3 promovem a vasodilatação, o que aumentaria a libido. Além disso, compõem o colesterol bom, que é importante para a produção de hormônios sexuais.

Evite


Doces, frutas cítricas e alimentos à base de glúten devem ser ingeridos com moderação. “O consumo exagerado de doces e carboidratos é a principal causa dos corrimentos frequentes, pois são os nutrientes básicos para a formação da candidíase e também elevam a acidez do pH natural, facilitando o desenvolvimento dos corrimentos”, recomenda Mantelli.

Vitaminas que fazem milagres pela beleza

18 de maio de 2013 0

Sabia que as vitaminas também são aliadas da beleza? Segundo a nutricionista Maribel Melos, é sempre mais indicado procurar nos alimentos o que o organismo precisa em vez de ter que recorrer a fórmulas prontas, como vitaminas em drágeas.

A especialista lembra que a beleza deve vir de dentro para se manter, e nada como ter uma alimentação saudável e equilibrada para isso. Então, o importante é conhecer as químicas que nos favorecem na hora de ficar mais bonita:

Vitamina A – Transforma-se, com facilidade, em ácido retinoico, que age como antioxidante combatendo os radicais livres que aceleram o envelhecimento. Outra função da vitamina A é diminuir a acne e o ressecamento da pele. É encontrada no fígado, cenoura e legumes verdes.

Complexo B – Melhora a saúde de modo geral e auxilia na saúde da pele, unhas e cabelos. Está presente em alimentos como carnes, farinhas e grãos.


Vitamina C  – Também inibe a ação dos radicais livres na pele e é importante na formação dos ossos, dentes e na prevenção de doenças. Está presente na acerola, limão, couve, tomate, laranja e brócolis.


Vitamina E – A principal vitamina que diminui a ação dos radicais livres, reduzindo o envelhecimento da pele e a formação de rugas. Suas fontes naturais são a gema do ovo, abacate, espinafre e amêndoas.


Texto: Jornalista Anah Ferraz


Alimentos que ajudam a dormir

11 de maio de 2013 0

Esta é para quem tem dificuldades para dormir: sabia que existem alimentos que ajudam no sono? Segundo a médica com formação em medicina esportiva Suzete Motta, uma alimentação saudável é uma arma poderosa contra a insônia. Confira os dez alimentos que ajudam a dormir:

1 – Banana: além de ser uma grande fonte de vitaminas, como o complexo B, B6 e magnésio, a banana tem um papel importante na produção de serotonina, hormônio que vai lhe deixar relaxado.


2 – Semente de gergelim: Rica em vitamina B6, é fundamental para conversão do aminoácido triptofano em serotonina. Também é rica em cálcio, que ajuda na saúde dos ossos.


3 – Aveia: fonte de triptofano, ajuda também a manter um sono contínuo.


4 – Arroz integral: É fonte de carboidrato de boa qualidade, que também é importante para regulação de serotonina e melatonina, hormônio regulador do sono. Uma dieta pobre em carboidrato pode prejudicar essa produção.


5 – Ovo: O ovo é rico em vitamina B12 e em colina, substância que está associada à melhora da depressão.


6 – Linhaça: Rica em ômega 3, que ajuda na regulação dos neurotransmissores, a linhaça melhora não só o sono, mas o humor, a ansiedade, a irritabilidade e a depressão, além de ser um poderoso anti-inflamatório. Auxilia também no tratamento para perda de peso.


7 – Salmão: Outra fonte rica em ômega 3. Vale destacar que o salmão também é fonte de B12, vitamina essencial na conversão do triptofano para serotonina.


8 – Maracujá: Tem efeito calmante e pode auxiliar no relaxamento antes de dormir, além de ser fonte de vitaminas do complexo B. Que tal um suco de maracujá com uma pedrinha de gelo de couve? É tiro e queda!

9 – Couve: É essencial no sono e no relaxamento muscular. Uma boa dica é fazer cubos de gelo de couve. Pegue as folhas de couve, bata com um pouco de água e coloque na forma de gelo. Passe a usar estes cubos ao invés de gelos normais.

10 – Amêndoa: Rica em antioxidantes, é ótima para a saúde do coração e diminui o colesterol, já que é fonte de gorduras boas como o ômega 3. Esta substância também tem papel importante no sono.


Sucos para desintoxicar

13 de abril de 2013 0

Que tal aproveitar o final de semana para dar uma desintoxicada? Para liberar as toxinas acumuladas no corpo pela alimentação em excesso, pelo consumo de alimentos inadequados e até mesmo pelo estresse do dia a dia, a ingestão de sucos desintoxicantes é uma alternativa natural e saudável.

A nutricionista Danielle Santos Nascimento, da Risa Restaurantes Empresariais, explica que existem várias frutas e verduras com o poder de desintoxicar o organismo. Entre elas, estão maçã, laranja, cenoura, abacaxi, melão, tomate, beterraba, agrião, limão, mamão, couve e morango.

“Os benefícios dos sucos desintoxicantes para o organismo são diversos, entre eles o aumento de disposição, pele hidratada, melhor qualidade do sono, memória e lucidez, melhora no sistema imunológico ativo, resistência a gripes e resfriados, controle da hipertensão, etc. Além disso, eles também promovem um ótimo funcionamento intestinal e ajudam a tonificação de pulmões, rins e fígado”, avalia.

Para fazer sucos desintoxicantes, é preciso usar uma centrífuga ou liquidificador para bater bem os ingredientes. Evite usar muita água, mas caso prefira, meio copo de água filtrada ou de água de coco já é o suficiente para deixar o suco mais cremoso. Prefira os sucos in natura e evite ao máximo açúcar e adoçantes.


Suco desintoxicante
-1 cenoura
-1 pepino (com casca)
-½ beterraba média e crua
-½ xícara de chá de talos e folhas de hortelã
-1 suco de limão e raspas da casca


Suco desintoxicante e digestivo
-1 xícara (chá) de abacaxi em cubos
-1 cenoura
-1 xícara (chá) de talos de erva doce
-1 suco de limão e raspas da casca


Suco desintoxicante e energético
- 4 cenouras
- 1 maçã
- Suco de 1 limão (sem casca)
- 2 laranjas
- 1 pedaço de gengibre