Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts com a tag "Coluna Lis Aline"

Coluna da Lis Aline: Exibição de felicidade

24 de agosto de 2015 0

msn

Li em algum lugar que as pessoas são, nas redes sociais, como são no dia a dia. Assim, quem é mais discreto, permanece deste jeito em suas postagens no Facebook. Já aqueles cuja vida é, digamos, um livro aberto, também expõem-se mais na internet. Mas existe um tipo de postagem em rede social que é bem fácil de encontrar. É o que eu chamo de “esfregar a felicidade na cara dos outros”. Funciona assim: você vive um momento legal e quer que todos saibam disso. Um exemplo é o ex-casal Zezé Di Camargo e Zilu. Ambos cinquentões, com a vida resolvida, ainda ficam dando letrinha um para o outro. Se você é do tipo que gosta de exibir a felicidade de forma ostensiva nas redes sociais, tudo bem. Mas avalie as consequências de se expor demais e pense: a quem realmente interessa saber tudo isso?

Foto: MSN/Reprodução

Coluna da Lis Aline: Com apoio, fica mais fácil

10 de agosto de 2015 0

gshow
Babilônia mostra um relacionamento entre homossexuais com perfis bem diferentes. Enquanto o instrutor de slackline Ivan (Marcello Melo Jr.) se mostra bem-resolvido, Sérgio (Claudio Lins) é reprimido. Foi casado durante anos e alega que o meio empresarial é muito machista.

Acho que o apoio da família também faz com que Ivan tenha uma vida mais tranquila. Dia desses, assisti a uma bela cena entre ele e a irmã, Paula (Sheron Menezzes). Ela estava feliz pelo irmão ter achado alguém legal. Já Sérgio, agora, decidiu assumir a relação, até diante do sobrinho homofóbico Fred (Filipe Ribeiro).

Imagino que seja ainda mais difícil enfrentar o preconceito se a família não apoia. Uma família que não aceita a opção sexual do filho vai acabar afastando-o, o que só trará prejuízos para ambos os lados. E vale bem mais a pena aceitar um filho do que afastá-lo!

Foto: Raphaell Dias / Reprodução Gshow

Coluna da Lis Aline: Uma estrela na Umbu

04 de agosto de 2015 0

reprodução
No domingo passado, a gaúcha Brennda Martins encantou o Brasil e tornou-se uma das vencedoras do concurso Bailarina do Faustão. Encarou mais de 10 mil inscritas. Um verdadeiro sonho realizado. Brennda é do Bairro Umbu, um dos mais pobres e discriminados de Alvorada.

Mas o mais legal é que Brennda mostra que, com empenho, dá para vencer, não importa a sua origem. A vitória não precisa ser um concurso na tevê. Também é conseguir terminar o ensino médio, entrar na faculdade, comprar um carro ou a casa própria, conseguir um emprego de carteira assinada.

Se você tem um sonho, foque nele e procure os meios para realizá-lo. Não se abale com obstáculos. Faça como a Brennda: encare os desafios com um belo sorriso e muito jogo de cintura.

Foto: Reprodução/ TV Globo Divulgação

Coluna da Lis Aline: Clara é tudo de bom

27 de julho de 2015 0

portal sucesso

Demorei um pouco até começar a escutar Clara Nunes, mas, desde então, ela não sai mais do som do meu carro. E no embalo de canções como Morena de Angola, O Mar Serenou e Canto Das Três Raças, quis saber mais sobre essa cantora.

Descobri que ela foi tudo de bom: além da voz maravilhosa, tinha um lindo visual e uma presença de palco incrível. Virou pioneira ao abordar em suas músicas temas como o preconceito racial e o sincretismo religioso. E foi a primeira mulher campeã de vendas de LPs no Brasil, fazendo sucesso até no Japão – há vídeos no YouTube de shows seus por lá.

Clara morreu no auge do sucesso, aos 39 anos, em 1983. Sua morte foi motivo de comoção nacional e deixa uma reflexão: em um mundo tão maluco, é uma pena que pessoas tão especiais partam cedo. Mas a obra de Clara está por aí, ao alcance de uma pesquisa na internet. Descubra!

Foto: / Reprodução

Coluna da Lis Aline: Filhos que erram

06 de julho de 2015 0

17462354

Quando uma mulher engravida, muito antes de ver o rostinho do bebê, já idealiza o seu futuro. Mais do que a aparência, imagina além: sua índole, suas opções de vida e até a profissão. Que mãe nunca se pegou fazendo isso?

Só que o filho que chega é uma pessoa única e também tem suas imperfeições. No dia a dia, vão-se percebendo os seus defeitos. O ruim é quando se descobre de supetão, como aconteceu com Angel (Camila Queiroz), em Verdades Secretas. A avó, Hilda (Ana Lucia Torre) acabou indo buscá-la na delegacia, envolvida com prostituição aos 16 anos.

É quando a mãe se pergunta: “Onde foi que eu errei?”. É muito triste lidar com um filho que erra e saber que, em certos momentos, o poder de uma mãe é limitado. Aquele ser humano, que, um dia, foi tão pequeno, toma as suas próprias decisões, sejam elas certas ou não.

Foto:Estevam Avellar/ TV Globo Divulgação

 

Coluna da Lis Aline: Patrulha do ódio

29 de junho de 2015 0

musicas

O sertanejo não é o meu ritmo musical preferido, e confesso que não conhecia quase nada da carreira de Cristiano Araújo. Mas o fato é que um acidente de trânsito tirou a vida de um rapaz de 29 anos, com dois filhos pequenos, e de uma linda moça de 19 anos. Difícil imaginar a tristeza das famílias com perdas tão repentinas.

Por isso, fiquei chocada ao ler os comentários na reportagem sobre a morte do cantor publicados no site do Diário Gaúcho. Muita gente escreveu coisas do tipo “Já vai tarde” ou “Um cantor de música ruim a menos”.

O anonimato da internet permite que um monte de pessoas possa expor as suas besteiras para o mundo. É fácil criticar alguém e ser grosso por trás de um apelido qualquer. Essa patrulha do ódio não acrescenta nada: apenas te faz ficar, a cada clique, um pouco mais descrente na humanidade.

Foto: Site Música/Reprodução