clicRBS
Nova busca - outros
15 dez12:25

Casa de Cultura tem exposição do artista Joe Nunes

A Prefeitura de Lajeado informa que na Casa de Cultura está em exposição um apanhado de telas recentes e antigas do artista plástico e desenhista autodidata Joe Nunes. A mostra traz também trabalhos inéditos, como desenhos refinados e arte finalizados digitalmente pelo artista.

- Essa ideia surgiu a partir de trabalhos que faço em outras áreas, como quadrinhos e publicidade. Vi que muitos tinham o status de obras de arte e, portanto, poderiam ser expostos como ta – comenta o artista.

A exposição permanece até o final do ano. O horário de visitação de segunda a quinta-feira é das 8h às 11h30min, e das 13h30min às 17h15min. Na sexta-feira, o horário é das 8h às 14h, sem fechar ao meio-dia.

Sempre senti a necessidade de fazer com que todos tivessem acesso a minha arte, principalmente aqueles que não têm condições de adquirir uma obra de arte original, mas nem por isso deixam de ter o direito de ter uma. Sempre noto isso em minhas exposições, principalmente conversando com adolescentes e jovens, que é a grande maioria de meu público – diz Joe Nunes.

Para realizar o que ele chama de democratização de sua arte, ele começa, a partir da exposição na Casa de Cultura, a disponibilizar reproduções de suas obras impressas em papel couchet 180g por preços bastante acessíveis. Um exemplo são seus anjos urbanos, obras que podem ser adquiridas agora na forma de cartões postais.

O artista

Artista plástico e desenhista, Nunes trabalha profissionalmente também com publicidade e design. Começou a expor no ano de 1999, tendo já participado de inúmeras exposições no Rio Grande do Sul, inclusive na Casa de Cultura, em São Paulo e também em Portugal.

No início de sua carreira adotou o surrealismo como gênero e Salvador Dali como seu mestre. Com a evolução e amadurecimento de seus conceitos de arte e visões de mundo, sua obra começa a tomar formas mais sombrias e as nuances surrealistas confundem-se agora com dadaísmo e com suas próprias concepções, a qual denomina de Simbolismo Hermético.

Suas telas, agora, se tornam cada vez mais claustrofóbicas e mostram a quem as observa um “mundo de espelhos” que choca e até mesmo agride os mais desavisados que, de repente, se vêem refletidos nelas. Sua técnica atual transpõe o óleo sobre tela comum, em painéis de madeira usa colagens, objetos e enigmas para produzir seus trabalhos. Entre suas fontes de inspiração, ganham destaque Catalão Dali; o estadunidense Bill Sienkiewicz e o britânico Dave McKean.

Por

Um Comentário »

  • Carlos disse:

    Obras muito expressivas e também ilustram bastante sobre o sujeito relacionado com a sua sociedade. Joe, Meus Parabéns!!!

Comentários