Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Greve dos pescadores permanece com impasse sobre adesão

09 de agosto de 2010 0

Armadores de pesca se reunirão nesta terça-feira, no Sindicato das Indústrias da Pesca de Itajaí e Região (Sindipi), para discutir a greve dos pescadores de sardinha, que já dura uma semana. A questão em pauta é a adesão dos profissionais, que não seria total.

_ Tem os que querem paralisar, e isso é um direito deles. Mas sabemos que tem pescador que quer trabalhar, e isso também é um direito. Queremos garantir o direito dos pescadores que querem pescar _ disse Agnaldo Hilton dos Santos, coordenador setorial do Sindipi.

Os pescadores estão paralisados desde o término do período de defeso da sardinha, dia 31 de julho, e reivindicam a garantia de um preço mínimo para o quilo do pescado, entre R$ 1,30 e R$ 1,50.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Pesca de Santa Catarina (Sitrapesca), Manoel Xavier de Maria, afirmou que a adesão à paralisação abrange 100% dos pescadores:

_ Tivemos uma reunião hoje (ontem) e a classe está 100% parada. Ainda aguardamos uma proposta oficial da indústria, que até então não chegou.

Uma nova reunião foi marcada para quarta-feira, às 10h, na sede do Sitrapesca.

Envie seu Comentário