Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Presos de Itapema fazem capacitação em corte e costura

29 de julho de 2011 0

A partir de segunda-feira, detentos da Unidade Prisional Avançada (UPA) de Itapema passarão por um curso de capacitação em corte e costura. As aulas serão dadas por uma empresa da cidade e representam uma oportunidade de trabalho para os presos, que já têm uma primeira encomenda: a confecção dos próprios uniformes.

A empresa vai fornecer equipamentos e matéria-prima, e pagará pelo trabalho dos detentos. Como o projeto ainda está em fase de instalação, a direção da unidade ainda não sabe o quanto cada um vai ganhar. A remuneração mínima é de R$ 405 mensais. Para cada três dias trabalhados é descontado um dia de pena.

A intenção de proporcionar o trabalho é, além de oferecer uma opção de emprego para o momento em que detento deixar a prisão, ajudar a família a mantê-lo atrás das grades. Marco Caldeira, diretor da UPA, explica que os parentes levam para os internos, semanalmente, alguns itens como sucos em pó, pães fatiados, maçãs e leite em pó, que acabam pesando no orçamento das famílias.

Os presos que participarão do programa serão selecionados levando-se em conta o tempo que estão na unidade e o comportamento. Em breve, um pavilhão para comportar as máquinas de costura deverão ser construído na unidade. Hoje há 110 presos na UPA de Itapema.

O exemplo de Itapema será seguido no Complexo Penitenciário da Canhanduba, em Itajaí. A Comissão Intermunicipal de Segurança Pública reuniu-se esta semana para falar sobre o projeto de geração de emprego para os detentos. A ideia é implantar o Programa Liberdade Sobre Rodas, que propõe a fabricação de cadeiras de rodas e macas que serão doadas a entidades da região.


Envie seu Comentário