Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Balneário Piçarras: Juiz inova ao adotar linguagem popular em sentença

29 de setembro de 2011 15

O juiz leigo Luiz Fernando Ozawa, que atua no Juizado Especial Cível de Balneário Piçarras, inovou ao deixar a linguagem jurídica de lado para permitir que um cidadão compreendesse corretamente uma sentença. A ação cobrava o prejuízo após um acidente de trânsito, e a sentença foi noticiada pelo site do Tribunal de Justiça de Santa Catarina:

Assim, seu João, eu te digo que o senhor ganhou a causa, e que a partir de agora a moça que dirigia e o dono do outro carro, solidariamente, isso quer dizer, ou uma ou o outro vão ter que pagar, ou os dois, estão lhe devendo aqueles R$ 2.020 por essa sentença, que tá encerrando o processo com o que a gente chama de ‘total procedência do pedido com a extinção do processo com julgamento de mérito’, palavrão esse todo que quer dizer que acabou por aqui _ sentenciou Ozawa.

O juiz ainda explicou que basta João pedir a execução da sentença para poder “colocar o dinheiro no bolso”.

Comentários (15)

  • Ed Antônio diz: 30 de setembro de 2011

    Não consigo acreditar que finalmente alguém do judiciário olhou por nós e passou a falar a linguagem dos simples mortais, o povo, que trabalha diariamente para gerar riqueza e contribuir com impostos, impostos estes que pagam os salários do funcionalismo público.

    Meus parabéns ao Senhor juiz Luiz Fernando Ozawa.
    Tomara que os seus colegas façam também uso da linguagem popular daqui para frente.

  • paulo stodieck diz: 30 de setembro de 2011

    Taí, eis uma sentença que permite ser lida por quem procura justiça. Dada por juiz leigo, ela serve de exemplo para grande número de juizes e advogados que escrevem com frescura, maioria das vezes sem saber exatamente o que quiseram dizer. Páginas e mais páginas são escritas, com transcrições desnecessárias e cansativas, com total desprezo à simplicidade e afastada da objetividade.

  • @tuulioo diz: 30 de setembro de 2011

    só pode estar de brincadeira…

  • @tuulioo diz: 30 de setembro de 2011

    só pode estar de brincadeira…

  • Jessica diz: 30 de setembro de 2011

    Adorei!!! Isso sim, que é uma pessoa que sabe conversar com todos independente se é “estudada” ou não. Pois geralmente muitos só fingem que entendem… Mas só quem estudou muito advocacia… pra entender essa “linguagem”, desse jeito qualquer um entende!
    Parabéns Luiz Fernando Ozawa você fez a diferença!

  • Jessica diz: 30 de setembro de 2011

    Adorei!!! Isso sim, que é uma pessoa que sabe conversar com todos independente se é “estudada” ou não. Pois geralmente muitos só fingem que entendem… Mas só quem estudou muito advocacia… pra entender essa “linguagem”, desse jeito qualquer um entende!
    Parabéns Luiz Fernando Ozawa você fez a diferença!

  • RENATO diz: 30 de setembro de 2011

    SENSACIONAL. ISSO É QUE É TER HUMILDADE. ISSO É PENSAR NO PRÓXIMO. TOMARA QUE OUTROS MAGISTRADOS TENHAM A MESMA PERCEPÇÃO.

  • RENATO diz: 30 de setembro de 2011

    SENSACIONAL !!!! ISTO É QUE É HUMILDADE. É UM VISIONÁRIO. TOMARA QUE OUTROS MAGISTRADOS SIGAM ESTE MAGNIFÍCO EXEMPLO.

  • Juliana diz: 30 de setembro de 2011

    Estava na hora de um corajoso fazer isso! Parabéns ao juiz que entendeu que infelizmente nem todos tem o acesso a educação/profissão que ele felizmente teve! Parabéns mais uma vez! A se todos fossem humildes, o mundo com certeza estaria melhor…

  • WALDIR diz: 30 de setembro de 2011

    PARABENS A ESTE SR JUIZ TODOS DEVERIAM AGIR DESTA FORMA E JEITO,ACABAR COM A LINGUAGEM JURIDICA FORA DOS MEIOS JURIDICOS JÁ SE FAZ NESCESSÁRIO,ATÉ A BULA PRESCRITA PELOS MÉDICOS TEM MODIFICAÇÃO QUEM DIRA ESTES TERMOS QUE SÓ O PODER JUDICIARIO CONHECE SE FAZ TÃO NESCESSARIO QUANTO A CULTURA DE NOSSO POVO QUE NA MAIORIA É ANALFABETO FUNCIONAL.ESTE LEITOR MUINTAS VEZES TEM DIFICULDADE DE ENTENDER COISAS ESCRITAS EM LINGUAGEM JURIDICA,MAS AGORA UMA NOVA JANELA ESTÃO SE ABRINDO PARA OS LEIGOS.PARABENS SR JUIZ,VA EM FRENTE

  • Gilson Herz diz: 30 de setembro de 2011

    Parabéns Sr. Juiz Fernando Ozawa. Além de adotar a linguagem popular na sentença mostrou que podemos inovar quando queremos.

  • Gilson Herz diz: 30 de setembro de 2011

    Parabéns Sr. Juiz Fernando Ozawa. Além de adotar a linguagem popular na sentença mostrou que podemos inovar quando queremos.

  • DrTonho diz: 30 de setembro de 2011

    Brilhante !
    E a Comarca Balneário Piçarras vai para uma vanguarda na área jurídica.
    Que outros copiem e isto se torne uma prática comum.

  • DrTonho diz: 30 de setembro de 2011

    Brilhante !
    E a Comarca Balneário Piçarras vai para uma vanguarda na área jurídica.
    Que outros copiem e isto se torne uma prática comum.

  • @tuulioo diz: 4 de outubro de 2011

    Pelo visto é mais fácil um operante do direito falar uma linguagem chula, do que fazer um cidadão comum estudar um pouco né…
    Com um pouco de leitura e cultura, fica fácil entender a linguagem jurídica.

Envie seu Comentário