Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Grevistas e arrendatária do porto tentam nova negociação

11 de novembro de 2011 0

Representantes da APM Terminals, arrendatária do Porto de Itajaí, e dos conferentes de carga e descarga, que estão em greve desde 27 de outubro, reuniram-se na sexta-feira para uma tentativa de negociação intermediada pelo prefeito Jandir Bellini (PP) e pelo deputado Volnei Morastoni (PT). As conversas terminaram sem que nenhum acordo fosse estabelecido.

Apesar disso, Bellini saiu da reunião otimista. Segundo ele, há respeito entre as partes e uma solução está próxima:

_ Acredito que na segunda-feira teremos uma solução.

Os trabalhadores propõem que a arrendatária suspenda as contratações com vínculo empregatício por dois meses, prazo em que pretendem discutir regras para os contratos.

A empresa, por sua vez, quer a contratação de 24 dos 54 conferentes que hoje trabalham de forma avulsa e garantir aos demais três dias de produção por mês – o que, segundo o sindicato da categoria, representaria uma perda salarial de 70%.

Ontem à tarde, o desembargador Garibaldo Tadeu Pereira Ferreira, do 12º Tribunal Regional do Trabalho (TRT), julgou procedente um pedido da APM Terminals para que os grevistas não impeçam as operações no porto, sob pena de multa de R$ 10 mil ao dia.

Enquanto não há acordo, a economia de Itajaí sofre as consequências da greve. Desde o início da paralisação, 29 navios deixaram de atracar na cidade. O prejuízo estimado, para toda a cadeia portuária, ultrapassa os R$ 15 milhões.

Envie seu Comentário