clicRBS
Nova busca - outros
17 jun11:06

Decodificador AZBox pode deixar de captar sinal de TV

Guilherme Neves,  ZH Dinheiro

Donos dos receptores AZBox e similares, que habilitam canais de TV por assinatura gratuitamente, devem estar enfrentando problemas. A Telefônica TV Digital, empresa cujo sinal de satélite vinha sendo interceptado, concluiu recentemente as medidas para bloquear a recepção indevida.

A briga contra a “TV pirata”, os receptores, dura cerca de um ano. Em agosto de 2009, 13 empresas de TV paga encaminharam ofício à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) pedindo providências da Telefônica.

Para atender à solicitação, a operadora criou uma nova criptografia (código de embaralhamento do sinal) e a troca dos cartões que permitem a leitura desses códigos. Apesar da medida, o Sindicato das Empresas de TV por Assinatura (Seta) prevê que a briga com os fraudadores que desbloqueiam o sinal continuará.

– Esse processo de quebra do sistema é constante, e como há desenvolvedores competentes que criam um novo bloqueio, fica um jogo de gato e rato – explica o presidente do Seta, Antonio Salles.

Por enquanto, o transtorno da falta de sinal é o único modo de coibir a prática. A compra das decodificadoras, que no Rio Grande do Sul geralmente é feita pelo Uruguai, não é considerada crime.

Para a Receita Federal, se o preço do aparelho não extrapolar as cotas de importação, nem caracterizar contrabando pela quantidade, não há problema.

Conforme o promotor criminal do Ministério Público em Santana do Livramento, José Eduardo Gonçalves, não há uma legislação que puna o uso dos equipamentos.

– As operadoras é que devem tomar providências, como estão tomando – afirma Gonçalves.

Segundo o delegado da Polícia Federal em Santana do Livramento, Alessandro Lopes, isso não significa que o uso dos aparelhos seja correto.

– É uma prática, no mínimo, imoral – diz Lopes.

Segundo a Anatel, que certifica os aparelhos eletrônicos no Brasil, o regulamento prevê multa e apreensão de equipamentos não certificados.

Por

10 Comentários »

  • Diego disse:

    Não quero falar de quem é a favor ou contra e sim, somente argumentar e perguntar uma coisa.
    Tomando como exemplo o rádio, imaginem agora ter que pagar para ouvir a Atlântida.
    Então, a pergunta que faço é:
    Porque devemos pagar para assistir um sinal de televisão, seria este sinal mais prestigiado que o rádio?

  • Claudio disse:

    Bom, do que adiantou, agora todos azbox abrem canais da sky e via embratel, e o mercado de receptores “fta” aqueceu como nunca após a medida da Telefonica.

  • Godinho disse:

    Acho que se o sinal esta no ar e nos nos submetemos a onda eletro-magnética, tambem temos o direito de capitar livremente.

  • Godinho disse:

    O sinal esta no ar, os aparelhos estão à venda,não é ilegal a compra , porque vai ser imoral o uso?? Acho que ímoral é os preços que as empresas de tv por assinatura cobram dos associados, e quanto a isso o governo não toma providência alguma, só contra o usuário livre.

  • Jota disse:

    Eu acho uma atitude tão burra mudar codificação para impedir oque se sabe que logo estara liberado de novo. Seria muito mais facil baixar os valores extratosféricos cobrados nas assinaturas. Eu seria um que se custasse 25 ou 30 reais uma pacote razoavel, eu preferia assinar do que ter que ficar todo o mes atualizando receptor. E ao invés de pagar uma fortuna para mudar codificação, eles deixariam de ganhar tanto, ganhariam um pouco menos, mas com certeza aumentaria consideravelmente a quantidade de assinantes e no fim acabariam ganhando na quantidade. Pensem um pouco!!!!!!!!!!

  • godinho disse:

    Acho que as empresas de tv por assinatura deveriam cobrarem valores menores que teriam uma quantia maior de usuários que lhes daria um rendimento muito maior e ao mesmo tempo niguem estaria interessado em adquirir decodificadores caríssimos para obter o sinal gratuito. O nagra 3 será quebrado,mais cedo ou mais tarde. Ja existem aparelhos funcionando com decodificadorfes de nagra3.

  • gaspar disse:

    ninguem me pediu autorizaçao para enviar sinal de satelite sobre o meu quintal e se nao pediu eu posso usar porque esta dentro de minha propriedade se nao quiser que uso e so retirar de cima de minha casa o sinal que estao enviado. se foi a uniao que autozizou tudo bem mais a minha casa nao e patrimanio da uniao.

  • Diego disse:

    Perfeito o comentário anterior!

    gaspar disse:

    ninguem me pediu autorizaçao para enviar sinal de satelite sobre o meu quintal e se nao pediu eu posso usar porque esta dentro de minha propriedade se nao quiser que uso e so retirar de cima de minha casa o sinal que estao enviado. se foi a uniao que autozizou tudo bem mais a minha casa nao e patrimanio da uniao.

  • Edvalter disse:

    Eu tenho Azbox e Probox em casa, e conheço muitas pessoas que também tem, e não vejo problema algum.

    Acho imoral o que essas operadores de televisão a cabo cobram pela assinatura.

    Nos EUA, mais de 80% da população tem tv a cabo, lá é tão comum ter tv a cabo como ter gás de cozinha aqui.

    Eu confesso que preferia pagar uma tv por assinatura, pois a grade de programação é organizada e tem vários opções que ajuda o usuário, mais o preço é absurdo.

    Não vou pagar 220 na Sky para pegar 200 canais, se posso pegar 317 no Azbox sem pagar nada.

    Enfim, se as operadoras de tv a cabo baixassem os preços, ou criassem uns planos mais acessíveis, concerteza as “tv ilegais” acabariam.

    Mais enquanto essa utopia não acontece, vamos usar o Azbox !

  • Lola disse:

    Imoral é o governo da cidade cobrar taxa de tv no IPTU,que pelo que entendo é pelo sinal de tv que recebemos,e não apresentar nem 6 canais,sempre quando um funciona o outro não,por isso tantas pessoas optam por essas antenas,afinal não temos mta escolha por aqui!

Comentários