clicRBS
Nova busca - outros
29 dez16:52

Pedido de aumento de taxas de água é negado

Nesta manhã, às 11h, uma sessão extraordinária na Câmara dos Vereadores reuniu autoridades da cidade a fim de definir sobre o valor da taxa de água e da contribuição do Sisprem.

Nos últimos dias, devido a situação crítica no Departamento de Água e Esgoto (DAE) muitas pessoas ficaram sem água. Indignadas, ligavam para o departamento e para as rádios para pedir resoluções.

O DAE aguarda a redução do calor e a chuva para auxiliar na recuperação do reservatório

Com uma dívida superior a R$2 milhões, resultado de um défict acumulado mensalmente, a ideia era o aumento das taxas para tirar a empresa da crise. César Maciel, presidente da Associação Rural, que participou ativamente do processo, diz que o projeto de readequação das taxas de água foi apresentado muito tarde.

- Há anos não há esse aumento, e em função dos aumentos dos salários, energia e custos indiretos, não tem como manter a receita compatível. A taxa de água de Livramento é a mais baixa do Estado.

Maciel acrescenta a gestão precisa ser realinhada para que o déficit seja superado, senão no ano que vem o problema pode se agravar.

- Deve-se rever contas, funcionários e CCs para que a situação se estabilize.

Para Ferrão, a falta do acréscimo será desastrosa para o DAE:

- Sentimos muito, pois o défict permanecerá por pelo menos mais um ano e isso vai refletir no funcionamento do DAE, que apresentará menor qualidade diante da crise.

O leitor Júlio Pereira conta que, na região central, na Rua dos Andradas, ja são quase 48hs sem água.

- A população santanense sofre a dois dias com a falta de água.

Segundo Francisco Ferrão, diretor administrativo do DAE, a situação se agravou nos últimos dias por uma série de circunstâncias que resultaram na falta de água. Ele conta que no dia 24 de dezembro, houve um rompimento na Av. Sérgio Fuentes, no bairro Prado. No dia 26, duas bombas queimaram no bairro Carolina e no dia 27 uma das bombas do posto da hidráulica também não aguentou.

Dia 28, todo o bairro onde fica localizado o departamento ficou sem energia, devido ao desligamento da energia elétrica causado pela AES sul para troca de postes, resultando no desabastecimento quase total do reservatório.

O prazo para que a situação se normalize, de acordo com Ferrão, é de dois dias, mas pede a compreensão da população:

- Os funcionários trabalhando sem folga, exaustivamente, para resolver o problema. Porém, a população precisa contribuir utilizando menos água nesses dias até que a situação se normalize, diz.

Ele explica que pelo menos meio reservatório precisa estar cheio, como fica tudo interligado, um puxa do outro, faltando água em vários pontos. O excesso de calor ainda piora a situação.

- A medida que o reservatório vai voltando a encher, tudo vai voltando aos poucos a normalidade.

Por

8 Comentários »

  • Gustavo Barroso disse:

    Uma cidade que vive alardeando aos quatro cantos que possui a melhor água do mundo só pode ter chegado a esse ponto por absoluta falta de capacidade e competência dos administradores, sejam do DAE ou da própria prefeitura.

    Em Bagé, cidade reconhecidamente com problemas recorrentes em relação à água, o DAEB resolveu parte do problema colocando hidrômetros em TODAS as residências da cidade. Todos possuem o equipamento e todos pagam água de acordo com o que consomem.

    É só o DAE colocar hidrômetros em TODAS as residências que a arrecadação aumenta naturalmente.

    É impressionante que apenas 20% das residências da cidade possuam o equipamento (isso ouvi em uma rádio da cidade e não tenho certeza em relação à veracidade da informação), mas se for verdade, além de absurdo, é uma prova incontestável de incompetência administrativa. Pura desqualificação e incapacidade técnica na gestão.

    A direção da autarquia deveria fazer uma visita técnica ao DAEB em Bagé e ver como foi saneado. Inclusive, parte do trabalho foi feito por uma santanense, muito competente.

    De qualquer forma trata-se de uma situação absurda.

  • Saldanha disse:

    Existem cargos que deveriam ser ocupados por pessoas técnicas e qualificadas, enquanto o DAE for ocupado (diretores ) por apadrinhados politicamente ou candidatos que não se elegeram por agradecimento as coligações continuará sendo assim.
    Estagiários, CCs, funcionários ociosos, respeitando raras exeções, deveriam ter metas à atingir, produtividade no do serviço público, na verdade isso teria que ser regra em todo o país, é querer demais, consertar o que está errado, isso é privilégio de poucos, aí, como como resolver o défit, metendo a mão no bolso da população.
    Bem, mais hoje, mais amanhã vamos pagar mais caro ou não teremos água, mas se eu pagar pela água 30 dias, 24 horas por dia, não seria justo ter abonado em minha conta os dias que não recebê-la?

  • DIOGENES FERREIRA disse:

    MAS TAMBEM SEM HIDROMETROS NAS CASAS ALI BAIRRO PLANALTO É SÓ DAR UMA GERAL EM TODAS AS CASAS PRA VERIFICAR A QUANTIA DE CASAS DE QUANDO FIZERAM O LOTEAMENTO DO
    GOVERNO FICARAM TORNEIRAS FORA QUE USAM SEM PASSAR A AGUA PELO HIDROMETRO , AI LAVAM CARROS ,CASAS , CALÇADAS ENFIM USAM E ABUSAM A VONTADE COMO NÃO VAI DAR FURO E FORA NO RESTO DA CIDADE É MUITO MAL ADMINISTRADA A COISA , NOS AQUI NO CENTRO DO ESTADO É CORSAN E FUNCIONA MESMO , SENÃO DEREM UMA GERAL NÃO VAI LONGE VÃO TER QUE BUSCAR AGUA NO BATUVA.

  • Liziane D. Farias disse:

    A má vontade administrativa é fato, e isso não transperece somente nos problemas relacionados ao DAE, mas sim no fato de nossa cidade estar completamente abandonada. Se o aumento das taxas de água fossem para qualificar o serviço, um projeto bem elaborado e apresentado de forma transparente á comunidade certamente seria bem vindo, o que não é o caso, pois qualquer um que faça um leitura menos rasa da realidade percebe que esta necessidade surge devido os rombos de caixa deixados pela atual gestão (diga-se de passagem, extrememante incompetente). De tal forma, concordo plenamente com as colocações feitas em relação ao serviço público. Para que as coisas funcionem, é necessário gente capacitada, técnicos que conheçam do assunto e não estejam envolvidos com apadrinhamentos e negociações políticas “partidárias”. Enfim, há que se parabenizar a população que fez sua voz valer frente á plenária, e deixo também meu repúdio ao vereadores que com desculpas mediocres não participaram desta sessão. Fica a dica: mais conciência na escolha de nossos representantes!

  • Rogério disse:

    Concordo contigo Liziane. Porém, acho que não nos resta muita possibilidade. Nosso leque de opções é bem limitado. Acabamos escolhendo não os melhores mas os menos piores. Em relação a situação da água, aqui na Camilo ALves Gisler tem faltado diariamente. Nem no horário de meio dia temos água para cozinhar. Dia 26/12 liguei para o DAE para relatar a falta d’água mas ninguém atendeu. (das 21:30 as 23:30). No outro dia liguei pela manhã e a pessoa que me atendeu afirmou que tinha alguém responsável como sempre. Só que nessa noite – não havia! No dia 27 também liguei das 21:20 até as 22:15 e novamente ninguém atendeu. Acredito que essa situação que estamos passando é um abuso. E o pior é que, pelo menos eu, não sei a quem me reportar visto que não temos suporte nem de nosso representante oficial. Inclusive, se alguém souber, me responda. Há de ter alguém responsável que possa nos dar uma mão para solucionar esse abuso. Caso contrário, o que podemos fazer? Estamos de mãos atadas!! Um último comentário e uma pergunta: será que nas casas dos resposáveis falta água como aqui??

  • Rogério disse:

    Acho interessante compartilhar a missão e visão da autarquia que, inclusive, está disponível no site

    MISSÃO DO DAE

    PRESTAR um SERVIÇO de QUALIDADE à comunidade, com EFICIÊNCIA e RAPIDEZ, APROVEITANDO nossa POTENCIALIDADE que é a ÁGUA, implementando um trabalho na busca da melhoria do saneamento básico, conscientizando a população que a arrecadação do DAE reverte-se em obras para a melhoria da saúde pública, sempre preservando o meio ambiente.

    VISÃO

    Ser reconhecida como uma autarquia moderna, EFICIENTE na DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA, coleta e tratamento de esgoto.

    NOSSOS VALORES
    Ética
    Companheirismo
    Colaboração
    Diálogo
    Dedicação
    Profissionalismo

    RESPEITO

  • Saldanha disse:

    Concordo com você Rogério,mas esta é a “a missão” utópica e provavelmente inatingível do DAE passada aos consumidores, vejamos:
    Quanto pagamos de tratamento de esgoto, isso no sentido geral da população, porque na minha rua, a 200 metros da Urcamp, ao lado da BR que vai até a COBEC, não há calçamento, tratamento do próprio esgoto, que diga-se de passagem, corre a céu aberto, iluminação é muito deficiente, locais próximos ja serviram para assaltos, estupros, etc…
    Bem, resumindo, se não administrarmos nossa casa controlando despesas, jamais sairemos da estagnação, isto é um problema de governo, ou seja, a responsabilidade é do prefeito municipal sim.
    PS. As estradas municipais foram melhoradas (tapeadas)com uma “AÇÃO PÚBLICA”

  • Liziane D. Farias disse:

    Saldanha, concordo, realmente missão utópica… mas o pior é saber que se torna utópica em decorrência da má administração, mais uma vez concordando… a má vontade do prefeito. essa é uma jogada que se repete em vários lugares… o departamento é sucateado, rouba-se muito, e quando a coisa toma uma dimensão muito grande, a comunidade é pressionada a “financiar” essa sujeirada a fim da não ficar sem o serviço, ou seja, engolimos um serviço de péssima qualidade que ainda tem a coragem de usar o slogan de “A MELHOR ÁGUA DO MUNDO”. E concordando agora com o Rogério, o fato de escolhermos os menos piores se inicia com a pseudo democracia que vivemos, onde nos dizemos livres para opinar, mas somos obrigados a votar, tendo que optar por pessoas que desconhecem os problemas da comunidade e se vendem para partidos que perderam seu ideal há muito tempo. Infelizmente, a dimensão do problema é muito maior, pois não se trata de um fato isolado, mas sim, dos rumos que a política vem tomando, não só no município, mas sim, no âmbito nacional…. quem sabe um dia, as comunidades possam eleger realmente seus representantes, com certeza, teríamos políticos mais honestos e uma maior preocupação com a política, ou caso o rumo seja contrário… votariam somente aqueles que realmente se interessam e buscam entender o que se passa, o que ao meu ver, não seria ruim.

Comentários