clicRBS
Nova busca - outros
01 jun18:38

A paisagem do Pampa ganha outro aspecto com a instalação da Usina Eólica

A paisagem do pampa mudou com a construção da Usina Eólica Cerro Chato, em Santana do Livramento. Nas propriedades rurais próximas da obra, as plantações e a criação de gado se misturam com a construção dos gigantes aerogeradores. Aos poucos os moradores tentam se acostumar com a movimentação e aproveitam para lucrar com a obra.

Na estrada que dá acesso à Usina, o movimento de carretas é intenso, pois transportam os cilindros de concreto que serão montados para levantar as torres dos aerogeradores. A cada dia, o canteiro de obras se expande, ultrapassa as cercas e os campos, e chega nas propriedades. Um das terras utilizadas para a obra pertence aos pais do engenheiro agrônomo Alex Fabiano Fernandes Gomes, que relata que precisou de tempo para se acostumar com as mudanças. “A inovação e a mudança da paisagem está sendo interessante, está trazendo vantagens boas pra região”, ressalta o engenheiro agrônomo.  

São 27 propriedades arrendadas para a construção de estradas e das redes de transmissão de energia de média e alta tensão.

Uma das propriedades é centenária. As mangueiras de pedras, que são usadas para fazer o manejo dos animais, foram construídas há pelo menos 200 anos, na época dos escravos. Todo esse passado agora vai fazer parte de uma nova história, que começou com a chegada da usina eólica.

Dois aerogeradores serão instalados no local, mas os proprietários vão ser ressarcidos pelo arrendamento das terras durante 20 anos, período concedido para a Eletrosul administrar a Usina Eólica.

De acordo com o responsável pelo setor administrativo e logística da obra, Nélio Catarina, a remuneração de cada proprietário sobre o faturamento bruto de cada aerogerador.


Por

Comentários